Laudes de Sábado Santo

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

Hino

Chorando vos cantamos
um hino de louvor;
as faltas perdoai-nos,
de todos Redentor!

Vencestes o inimigo,
morrendo sobre a cruz:
marcada em nossas frontes,
é o sol que nos conduz.

Jamais venha lesar-nos
o antigo tentador:
lavou-nos no batismo
o sangue redentor.

Por nós descer quisestes
da morte à região:
aos pais que aguardavam
trouxestes salvação.

Vireis no fim dos tempos,
Senhor, Juiz e Rei,
então recompensando
quem segue a vossa lei.

Curai nossas feridas,
pedimo-vos, Senhor,
a vós e ao Pai louvando
e ao Espírito de amor.

Salmodia

Ant. 1 Lamentarão a sua morte
como a um filho primogênito,
pois foi morto o Inocente,
Jesus Cristo, Senhor nosso.

Salmo 63(64)

– 2Ó Deus, ouvi a minha voz, o meu lamento! *
salvai-me a vida do inimigo aterrador!
– 3Protegei-me das intrigas dos perversos *
e do tumulto dos obreiros da maldade!

– 4Eles afiam suas línguas como espadas, *
lançam palavras venenosas como flechas,
– 5para ferir os inocentes às ocultas *
e atingi-los de repente, sem temor.

– 6Uns aos outros se encorajam para o mal *
e combinam às ocultas, traiçoeiros,
– onde pôr as armadilhas preparadas, *
comentando entre si: ‘Quem nos verá?’

– 7Eles tramam e disfarçam os seus crimes. *
É um abismo o coração de cada homem!
– 8Deus, porém, os ferirá com suas flechas, *
e cairão todos feridos, de repente.

– 9Sua língua os levará à perdição, *
e quem os vir meneará sua cabeça;
– 10com temor proclamará a ação de Deus, *
e tirará uma lição de sua obra.

=11O homem justo há de alegrar-se no Senhor †
e junto dele encontrará o seu refúgio,*
e os de reto coração triunfarão.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Lamentarão a sua morte como a um filho primogênito,
pois foi morto o Inocente, Jesus Cristo, Senhor nosso.

Ant. 2 Das portas do abismo livrai-me, Senhor!

Cântico Is 38,10-14.17-20

– 10Eu dizia: ‘É necessário que eu me vá *
no apogeu de minha vida e de meus dias;
– para a mansão triste dos mortos descerei, *
sem viver o que me resta dos meus anos’.

=11Eu dizia: ‘Não verei o Senhor Deus †
sobre a terra dos viventes nunca mais; *
nunca mais verei um homem neste mundo!’

– 12Minha morada foi à força arrebatada, *
desarmada como a tenda de um pastor.
– Qual tecelão, eu ia tecendo a minha vida, *
mas agora foi cortada a sua trama.

– 13Vou me acabando de manhã até à tarde, *
passo a noite a gemer até a aurora.
– Como um leão que me tritura os ossos todos, *
assim eu vou me consumindo dia e noite.

– 14O meu grito é semelhante ao da andorinha, *
o meu gemido se parece ao da rolinha.
– Os meus olhos já se cansam de elevar-se, *
de pedir-vos: ‘Socorrei-me, Senhor Deus!’

– 17Mas vós livrastes minha vida do sepulcro, *
e lançastes para trás os meus pecados.
– 18Pois a mansão triste dos mortos não vos louva, *
nem a morte poderá agradecer-vos;

– para quem desce à sepultura é terminada *
a esperança em vosso amor sempre fiel.
– 19Só os vivos é que podem vos louvar, *
como hoje eu vos louvo agradecido.

– O pai há de contar para seus filhos *
vossa verdade e vosso amor sempre fiel.
=20Senhor, salvai-me! Vinde logo em meu auxílio, †
e a vida inteira cantaremos nossos salmos, *
agradecendo ao Senhor em sua casa.

Ant. Das portas do abismo livrai-me, Senhor!

Ant.3 Estive morto e agora vivo:
sou o Vivente pelos séculos;
tenho as chaves dos abismos
e a vitória sobre a morte.

Salmo 150

– 1Louvai o Senhor Deus no santuário, *
louvai-o no alto céu de seu poder!
– 2Louvai-o por seus feitos grandiosos, *
louvai-o em sua grandeza majestosa!

– 3Louvai-o com o toque da trombeta, *
louvai-o com a harpa e com a cítara!
– 4Louvai-o com a dança e o tambor, *
louvai-o com as cordas e as flautas!

– 5Louvai-o com os címbalos sonoros, *
louvai-o com os címbalos de júbilo!
– Louve a Deus tudo o que vive e que respira, *
tudo cante os louvores do Senhor!

Ant. Estive morto e agora vivo: sou o Vivente pelos séculos;
tenho as chaves dos abismos e a vitória sobre a morte.

Leitura breve                 Os 5,15d–6,2

Eis o que diz o Senhor: Em suas aflições me procurarão. Vinde, voltemos para o Senhor, ele nos feriu e há de tratar-nos, ele nos machucou e há de curar-nos. Em dois dias, nos dará vida, e, ao terceiro dia, há de restaurar-nos, e viveremos em sua presença.

Em lugar do responsório se diz:


Ant. 
Jesus Cristo se humilhou e se fez obediente,
obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso Deus o exaltou sobremaneira em sua glória,
e deu-lhe o nome mais sublime,
muito acima de outro nome.

Cântico evangélico, ant.
Ant. Salvai-nos, Salvador do universo!
Por vossa cruz e vosso sangue nos remistes:
ajudai-nos, vos pedimos, nosso Deus!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso slsp;
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Salvai-nos, Salvador do universo!
Por vossa cruz e vosso sangue nos remistes:
ajudai-nos, vos pedimos, nosso Deus!

Preces

Adoremos com sincera piedade a Cristo, nosso Redentor, que por nós sofreu a Paixão e foi sepultado para ressuscitar ao terceiro dia; e peçamos humildemente:

R. Senhor, tende piedade de nós!

Cristo, nosso Salvador, que junto à cruz e ao sepulcro quisestes ter presente vossa Mãe dolorosa,
– tornai-nos também participantes da vossa Paixão por meio dos sofrimentos da vida. R.

Cristo, nosso Senhor, que como grão de trigo caído na terra fizestes germinar para nós o admirável fruto da vida eterna,
– dai-nos a graça de morrer para o pecado e viver somente para Deus. R.

Cristo, nosso Pastor, que jazendo no sepulcro quisestes vos ocultar da vista de todos,
– ensinai-nos a amar nossa vida escondida convosco em Deus Pai. R.
Cristo, novo Adão, que descestes ao reino dos mortos para libertar os justos que, desde a origem do mundo, lá estavam encarcerados,

– compadecei-vos dos que estão mortos no túmulo de seus pecados, para que, escutando a
vossa voz, recuperem a vida. R.

Cristo, Filho do Deus vivo, que pelo batismo nos sepultastes convosco,
– tornai-nos cada vez mais semelhantes a vós, no mistério da vossa ressurreição, para que vivamos a vida nova da graça. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

 

Oração

Pai cheio de bondade, vosso Filho unigênito desceu à mansão dos mortos e dela surgiu vitorioso: concedei aos vossos fiéis, sepultados com ele no batismo, que, pela força de sua ressurreição, participem da vida eterna, com ele. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Comments

  1. Elias Armando disse:

    Foi interessante. Há muito tempo que eu precisava de ter um breviario. Muito Obrigado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *