Todos os posts de Kétsia Araújo

Hora Sexta – Sexta-feira da 4ª Semana do Tempo Comum

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Conforme a vossa lei, firmai meus passos, ó Senhor!

Salmo 118(119),129-136

XVII (Phe)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O amor é o cumprimento perfeito da Lei (Rm 13,10).

129 Maravilhosos são os vossos testemunhos, *
eis por que meu coração os observa!
130 Vossa palavra, ao revelar-se, me ilumina, *
ela  sabedoria aos pequeninos.

131 Abro a boca e aspiro largamente, *
pois estou ávido de vossos mandamentos.
132 Senhor, voltai-vos para mim, tende piedade, *
como fazeis para os que amam vosso nome!

133 Conforme a vossa lei firmai meus passos, *
para que não domine em mim a iniqüidade!
134 Libertai-me da opressão e da calúnia, *
para que eu possa observar vossos preceitos!

135 Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo, *
e ensinai-me vossas leis e mandamentos!
136 Os meus olhos derramaram rios de pranto, *
porque os homens não respeitam vossa lei.

Ant. Conforme a vossa lei, firmai meus passos, ó Senhor!

Ant. 2 Há um  legislador e um só juiz;
quem és tu para julgar o teu irmão?

Salmo 81(82)

Admoestação aos juízes iníquos

Não queirais julgar antes do tempo.  Aguardai que o Senhor venha (1Cor 4,5).

1 Deus se levanta no conselho dos juízes *
e profere entre os deuses a sentença:
2 “Até quando julgareis injustamente, *
favorecendo sempre a causa dos perversos?

3 Fazei justiça aos indefesos e aos órfãos, *
ao pobre e ao humilde absolvei!
4 Libertai o oprimido, o infeliz, *
da mão dos opressores arrancai-os!”

=5 Mas eles não percebem nem entendem, †
pois caminham numa grande escuridão, *
abalando os fundamentos do universo!
6 Eu disse: “Ó juízes, vós sois deuses, *
sois filhos todos vós do Deus Altíssimo!

7 E, contudo, como homens morrereis, *
caireis como qualquer dos poderosos!”
8 Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra, *
porque a vós é que pertencem as nações!

Ant. Há um  legislador e um só juiz;
quem és tu para julgar o teu irmão?

Ant. 3 Clamei pelo Senhor, e ele me escutou.

Salmo 119(120)

Desejo da paz

Sede fortes nas tribulações, perseverantes na oração (Rm 12,12).

1 Clamei pelo Senhor na minha angústia, *
ele me escutou, quando eu dizia:
2 “Senhor, livrai-me desses lábios mentirosos, *
e da língua enganadora libertai-me!

3 Qual se a tua paga, o teu castigo, *
ó língua enganadora, qual será?
4 Serão flechas aguçadas de guerreiros, *
acesas em carvões incandescentes.

5 Ai de mim! sou exilado em Mosoc, *
devo acampar em meio às tendas de Cedar!
6 Já se prolonga por demais o meu desterro *
entre este povo que não quer saber de paz!

7 Quando eu falo sobre paz, quando a promovo, *
é a guerra que eles tramam contra mim!”

Ant. Clamei pelo Senhor, e ele me escutou.

Leitura breve Sb 15,1.3

Tu, nosso Deus, és bom e verdadeiro, és paciente e tudo governas com misericórdia. Conhecer-te é a justiça perfeita, acatar teu poder é a raiz da imortalidade.

V. Vós, Senhor, sois clemente e fiel.
R. Sois amor, paciência e perdão.

Oração

Ó Deus, senhor e guarda da vinha e da colheita, que repartis as tarefas e dais a justa recompensa, fazei-nos carregar o peso do dia, sem jamais murmurar contra a vossa vontade. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Hora Terça – Sexta-feira da 4ª Semana do Tempo Comum

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Os que amam vossa lei, ó Senhor, têm grande paz.

Salmo 118(119),161-168

XXI (Sin)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes (Tg 1,22).

161 Os poderosos me perseguem sem motivo; *
meu coração, porém, só teme a vossa lei.
162 Tanto me alegro com as palavras que dissestes, *
quanto alguém ao encontrar grande tesouro.

163 Eu odeio e detesto a falsidade, *
porém amo vossas leis e mandamentos!
164 Eu vos louvo sete vezes cada dia, *
porque justos são os vossos julgamentos.

165 Os que amam vossa lei têm grande paz, *
e não há nada que os faça tropeçar.
166 Ó Senhor, de vós espero a salvação, *
pois eu cumpro sem cessar vossos preceitos.

167 Obedeço fielmente às vossas ordens, *
e as estimo ardentemente mais que tudo.
168 Serei fiel à vossa lei, vossa Aliança; *
os meus caminhos estão todos ante vós.

Ant. Os que amam vossa lei, ó Senhor, têm grande paz.

Ant. 2 A multidão dos fiéis era um  coração
uma só alma.

Salmo 132(133)

Alegria da união fraterna

Amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus (1Jo 4,7).

1 Vinde e vede como é bom, como é suave *
os irmãos viverem juntos bem unidos!

2 É como um óleo perfumado na cabeça, *
que escorre e vai descendo até à barba;
– vai descendo até à barba de Aarão, *
e vai chegando até à orla do seu manto.

3 É também como o orvalho do Hermon, *
que cai suave sobre os montes de Sião.
– Pois a eles o Senhor dá sua bênção *
e a vida pelos séculos sem fim.

Ant. A multidão dos fiéis era um  coração
uma só alma.

Ant. 3 Salvai-me, ó Senhor, das mãos do ímpio,
vós que sois a minha força e salvação!

Salmo 139(140),2-9.13-14

Tu és o meu refúgio

O Filho do Homem é entregue nas mãos dos pecadores (Mt 26,45).

2 Livrai-me, ó Senhor, dos homens maus, *
dos homens violentos defendei-me,
3 dos que tramam só o mal no coração *
e planejam a discórdia todo o dia!
4 Como a serpente eles afiam suas línguas, *
e em seus bios têm veneno de uma víbora.

=5 Salvai-me, ó Senhor, das mãos do ímpio, †
defendei-me contra o homem violento, *
contra aqueles que planejam minha queda!
=6 Os soberbos contra mim armaram laços, †
estenderam-me uma rede sob os pés *
e puseram em meu caminho seus tropeços.

7 Mas eu digo ao Senhor: “Vós sois meu Deus, *
inclinai o vosso ouvido à minha prece!”
8 Senhor meu Deus, sois meu auxílio poderoso, *
vós protegeis minha cabeça no combate!
9 Não atendais aos maus desejos dos malvados! *
Senhor, fazei que os seus planos não se cumpram!

13 Sei que o Senhor fará justiça aos infelizes, *
defende a causa justa de seus pobres.
14 Sim, os justos louvarão o vosso nome, *
e junto a vós habitarão os homens retos.

Ant. Salvai-me, ó Senhor, das mãos do ímpio,
vós que sois a minha força e salvação!

Leitura breve Rm 12,17a.19b-20a.21

Não pagueis a ninguém o mal com o mal; pois está escrito: É a mim que pertence fazer justiça; darei a cada um o que merecer – diz o Senhor. Mas, se teu inimigo estiver com fome, dá-lhe de comer; se estiver com sede, dá-lhe de beber. Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.

V. O amor do Senhor Deus é de sempre e para sempre.
R. Sua justiça é para aqueles que observam sua Aliança.

Oração

Senhor Jesus Cristo, que nesta hora fostes levado ao suplício da cruz para salvar o mundo, perdoai-nos as faltas passadas e preservai-nos de culpas futuras. Vós, que viveis e reinais para sempre.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Laudes – Sexta-feira da 4ª Semana do Tempo Comum



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Deus, que criastes a luz,
sois luz do céu radiosa.
O firmamento estendestes
com vossa mão poderosa.

A aurora esconde as estrelas,
e o seu clarão vos bendiz.
A brisa espalha o orvalho,
a terra acorda feliz.

A noite escura se afasta,
as trevas fogem da luz.
A estrela d’alva fulgura,
sinal de Cristo Jesus.

Ó Deus, sois dia dos dias,
sois luz da luz, na Unidade,
num só poder sobre os seres,
numa só glória, Trindade.

Perante vós, Salvador,
a nossa fronte inclinamos.
A vós, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno cantamos.

Salmodia

Ant. 1 Criai em mim um coração que seja puro,
dai-me de novo um esrito decidido!

Salmo 50(51)

Tende piedade, ó meu Deus!

Renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade. Revesti o homem novo (Ef 4,23-24).

3 Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! *
Na imensidão de vosso amor, purificai-me!
4 Lavai-me todo inteiro do pecado, *
e apagai completamente a minha culpa!

5 Eu reconheço toda a minha iniqüidade, *
o meu pecado está sempre à minha frente.
6 Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, *
e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

– Mostrais assim quanto sois justo na sentença, *
e quanto é reto o julgamento que fazeis.
7 Vede, Senhor, que eu nasci na iniqüidade *
e pecador já minha mãe me concebeu.

8 Mas vós amais os corações que são sinceros, *
na intimidade me ensinais sabedoria.
9 Aspergi-me e serei puro do pecado, *
e mais branco do que a neve ficarei.

10 Fazei-me ouvir cantos de festa e de alegria, *
e exultarão estes meus ossos que esmagastes.
11 Desviai o vosso olhar dos meus pecados *
e apagai todas as minhas transgressões!

12 Criai em mim um coração que seja puro, *
dai-me de novo um espírito decidido.
13 Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, *
nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

14 Dai-me de novo a alegria de ser salvo *
e confirmai-me com espírito generoso!
15 Ensinarei vosso caminho aos pecadores, *
e para vós se voltarão os transviados.

16 Da morte como pena, libertai-me, *
e minha língua exaltará vossa justiça!
17 Abri meus bios, ó Senhor, para cantar, *
e minha boca anunciará vosso louvor!

18 Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, *
e, se oferto um holocausto, o rejeitais.
19 Meu sacricio é minha alma penitente, *
não desprezeis um coração arrependido!

20 Sede benigno com Sião, por vossa graça, *
reconstruí Jerusalém e os seus muros!
21 E aceitareis o verdadeiro sacrifício, *
os holocaustos e oblações em vosso altar!

Ant. Criai em mim um coração que seja puro,
dai-me de novo um esrito decidido!


Ant. 2 Jerusalém, exulta alegre,
pois em ti serão unidas as nações ao teu Senhor!

Cântico  Tb 13,8-11.13-14ab.15-16ab

Ação de graças pela libertação do povo

Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém… brilhando com a glória de Deus (Ap 21,10-11).

8 Dai graças ao Senhor, vós todos, seus eleitos; *
celebrai dias de festa e rendei-lhe homenagem.

9 Jerusalém, cidade santa, o Senhor te castigou, *
por teu mau procedimento, pelo mal que praticaste.

10 Dá louvor ao teu Senhor, pelas tuas boas obras, *
para que ele, novamente, arme, em ti, a sua tenda.

– Reúna em ti os deportados, alegrando-os, sem fim! *
ame em ti todo infeliz pelos culos, sem fim!

=11 Resplenderás, qual luz brilhante, até os extremos desta terra; †
virão a ti nações de longe, dos lugares mais distantes, *
invocando o santo nome, trazendo dons ao Rei do céu.

– Em ti se alegrarão as gerações das gerações *
e o nome da Eleita dura por todo o sempre.

13 Então, te alegrarás pelos filhos dos teus justos, *
todos unidos, bendizendo ao Senhor, o Rei eterno.

14 Haverão de ser ditosos todos quantos te amarem, *
encontrando em tua paz sua grande alegria.

=15 Ó minh’alma, vem, bendize ao Senhor, o grande Rei, †
16 pois se reconstruída sua casa em Sião, *
que para sempre há de ficar pelos culos, sem fim.

Ant. Jerusalém, exulta alegre,
pois em ti serão unidas as nações ao teu Senhor!


Ant. 3 Ó Sião, canta louvores ao teu Deus;
ele envia suas ordens para a terra.

Salmo 147(147 B)

Restauração de Jerusalém

Vou mostrar-te a noiva, a esposa do Cordeiro (Ap 21,9).

12 Glorifica o Senhor, Jerusalém! *
Ó Sião, canta louvores ao teu Deus!

13 Pois reforçou com segurança as tuas portas, *
e os teus filhos em teu seio abençoou;
14 a paz em teus limites garantiu *
e te  como alimento a flor do trigo.

15 Ele envia suas ordens para a terra, *
e a palavra que ele diz corre veloz;
16 ele faz cair a neve como lã *
e espalha a geada como cinza.

17 Como de pão lança as migalhas do granizo, *
a seu frio as águas ficam congeladas.
18 Ele envia sua palavra e as derrete, *
sopra o vento e de novo as águas correm.

19 Anuncia a Jacó sua palavra, *
seus preceitos e suas leis a Israel.
20 Nenhum povo recebeu tanto carinho, *
a nenhum outro revelou os seus preceitos.

Ant. Ó Sião, canta louvores ao teu Deus;
ele envia suas ordens para a terra.

Leitura breve Gl 2,19b-20

Com Cristo, eu fui pregado na cruz. Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Esta minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé, crendo no Filho de Deus, que me amou e por mim se entregou.

Responsório breve

R. Lanço um grito ao Senhor, Deus Altíssimo,
* Este Deus que me  todo bem. R. Lanço um grito.
V. Que me envie do céu sua ajuda! * Este Deus.
Glória ao Pai. R. Lanço um grito.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Pelo amor do coração de nosso Deus,
o Sol nascente nos veio visitar.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Pelo amor do coração de nosso Deus,
o Sol nascente nos veio visitar.

Preces

Cheios de confiança em Deus, que ama e protege todos aqueles que redimiu por seu Filho Jesus Cristo, façamos nossa oração; e digamos:

R. Confirmai, Senhor, o que em nós realizastes!

Deus de misericórdia, dirigi nossos passos nos caminhos da santidade,
– para pensarmos somente o que é verdadeiro, justo e digno de ser amado.

R.

Por amor do vosso nome, não nos abandoneis para sempre,
– mas lembrai-vos, Senhor, da vossa aliança.

R.

De coração contrito e humilde, sejamos acolhidos por vós,
– pois não serão confundidos aqueles que em vós esperam.

R.

Vós, que, em Cristo, nos chamastes para uma missão profética,
– dai-nos a graça de proclamarmos sem temor as maravilhas do vosso poder.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Derramai, Senhor, sobre o povo suplicante a abundância da vossa graça, para que, seguindo os vossos mandamentos, receba estímulo e ajuda na vida presente e felicidade sem fim na pátria futura. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Ofício das Leituras de Sexta-feira da 4ª Semana do Tempo Comum

Ofício das Leituras

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

I. Quando se diz o Ofício das Leituras durante a noite ou de madrugada:

Reinais no mundo inteiro,
Jesus, ó sol divino;
deixamos nossos leitos,
cantando este hino.

Oh! quanto mal fizemos,
por Lúcifer levados:
que a glória da manhã
apague esses pecados!

E assim o vosso povo,
por vós iluminado,
jamais venha a tombar
nos laços do Malvado.

A glória seja ao Pai,
ao Filho seu também;
ao Espírito igualmente,
agora e sempre. Amém.

II. Quando se diz o Ofício das Leituras durante o dia:

Cristo, em nossos corações
infundi a caridade.
Nossos olhos chorem lágrimas
de ternura e piedade.

Para vós, Jesus piedoso,
nossa ardente prece erguemos.
Perdoai-nos, compassivo,
todo o mal que cometemos.

Pelo vosso santo corpo,
pela cruz, vosso sinal,
vosso povo, em toda parte,
defendei de todo o mal.

A vós, Cristo, Rei clemente,
e a Deus Pai, eterno Bem,
com o vosso Santo Espírito
honra e glória sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Ó meu Deus, escutai minha prece,
ao clamor do inimigo estremeço!

Salmo 54(55),2-15.17-24

Oração depois da traição de um amigo

Jesus começou a sentir medo e angústia (Mc 14,33)

I

2 Ó meu Deus, escutai minha prece, *
não fujais desta minha oração!
3 Dignai-vos me ouvir, respondei-me: *
a angústia me faz delirar!

4 Ao clamor do inimigo estremeço, *
e ao grito dos ímpios eu tremo.
– Sobre mim muitos males derramam, *
contra mim furiosos investem.

5 Meu coração dentro em mim se angustia, *
e os terrores da morte me abatem;
6 o temor e o tremor me penetram, *
o pavor me envolve e deprime!

=7 É por isso que eu digo na angústia: †
Quem me dera ter asas de pomba *
e voar para achar um descanso!
8 Fugiria, então, para longe, *
e me iria esconder no deserto.

Ant. Ó meu Deus, escutai minha prece,
ao clamor do inimigo estremeço!

Ant. 2 O Senhor have de libertar-nos
da mão do inimigo traiçoeiro.

II

– 9 Acharia depressa um regio *
contra o vento, a procela, o tufão.
=10 Ó Senhor, confundi as más línguas; †
dispersai-as, porque na cidade *
só se  violência e discórdia!

=11 Dia e noite circundam seus muros, †
12 dentro dela há maldades e crimes, *
a injustiça, a opressão moram nela!
– Violência, imposturas e fraudes *
já não deixam suas ruas e praças.

13 Se o inimigo viesse insultar-me, *
poderia aceitar certamente;
– se contra mim investisse o inimigo, *
poderia, talvez, esconder-me.

14 Mas és tu, companheiro e amigo, *
tu, meu íntimo e meu familiar,
15 com quem tive agradável convívio *
com o povo, indo à casa de Deus!

Ant. O Senhor have de libertar-nos
da mão do inimigo traiçoeiro.

Ant. 3 Lança sobre o Senhor teus cuidados,
porque ele há de ser teu sustento.

III

17 Eu, porém, clamo a Deus em meu pranto, *
e o Senhor me haverá de salvar!
18 Desde a tarde, à manhã, ao meio-dia, *
faço ouvir meu lamento e gemido.

19 O Senhor há de ouvir minha voz, *
libertando a minh’alma na paz,
– derrotando os meus agressores, *
porque muitos estão contra mim!

20 Deus me ouve e haverá de humilhá-los, *
porque é Rei e Senhor desde sempre.
– Para os ímpios não há conversão, *
pois não temem a Deus, o Senhor.

21 Erguem a mão contra os próprios amigos, *
violando os seus compromissos;
22 sua boca está cheia de unção, *
mas o seu coração traz a guerra;
– suas palavras mais brandas que o óleo, *
na verdade, porém, são punhais.

23 Lança sobre o Senhor teus cuidados, *
porque ele há de ser teu sustento,
– e jamais ele irá permitir *
que o justo para sempre vacile!

24 Vós, porém, ó Senhor, os lançais *
no abismo e na cova da morte.
– Assassinos e homens de fraude *
não verão a metade da vida.
– Quanto a mim, ó Senhor, ao contrário: *
ponho em vós toda a minha esperança!

Ant. Lança sobre o Senhor teus cuidados,
porque ele há de ser teu sustento.

V. Ó meu filho, fica atento ao meu saber,

R. Presta ouvidos à minha inteligência!

Primeira leitura

Da Segunda Carta de São Paulo aos Tessalonicenses
2,1-17

O dia do Senhor

1No que se refere à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa união com ele, nós vos pedimos, irmãos: 2não deixeis tão facilmente transtornar a vossa cabeça, nem vos alarmeis por causa de alguma revelação, ou carta atribuída a nós, afirmando que o Dia do Senhor está próximo. 3Que ninguém vos engane de modo algum. É preciso que venha primeiro a apostasia e que se revele o homem da impiedade, o filho da perdição, 4aquele que se ergue e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou que se adora, a ponto de se assentar em pessoa no templo de Deus e de se proclamar Deus.

5Não vos lembrais que disto eu vos falava quando ainda estava no meio de vós? 6E agora, vós sabeis o que o retém, para que apenas seja revelado a seu tempo. 7Pois o mistério da impiedade já está em ação; basta que seja afastado aquele que o retém atualmente.

8Então se manifestará o Ímpio, a quem o Senhor Jesus destruirá com o sopro de sua boca e aniquilará com o esplendor de sua vinda. 9Quanto à vinda do Ímpio, assinalada pela atividade de Satanás, ela se manifestará com toda sorte de obras portentosas, milagres e prodígios enganadores 10e com todas as seduções da injustiça para aqueles que se perdem, por não terem acolhido o amor da verdade, que os teria salvado. 11É por isso que Deus lhes envia um poder de sedução, que os faz crer na mentira, 12a fim de serem julgados todos aqueles que não creram na verdade, mas se comprazeram na injustiça.

13Quanto a nós, devemos continuamente dar graças a Deus por vossa causa, irmãos amados do Senhor, pois Deus vos escolheu desde o começo, para serdes salvos pelo Espírito que santifica e pela fé na verdade. 14Deus vos chamou para que, por meio do nosso evangelho, alcanceis a glória de nosso senhor Jesus Cristo.

15Assim, portanto, irmãos, ficai firmes e conservai firmemente as tradições que vos ensinamos, de viva voz ou por carta. 16Nosso Senhor Jesus Cristo e Deus nosso Pai, que nos amou em sua graça e nos proporcionou uma consolação eterna e feliz esperança, 17animem os vossos corações e vos confirmem em toda a boa ação e palavra.

Responsório Mt 24,30; 2Ts 2,8a

R. Nos céus se mostra, o sinal do Filho do Homem
* E hão de ver o Filho do Homem
vir das nuvens com poder e com grande majestade.

V. Vai, então, aparecer aquele ímpio a quem Jesus
Nosso Senhor destrui com o sopro de sua boca.
* E hão de ver.

Segunda leitura

Das Homilias, de um autor espiritual do IV século

(Hom. 18,7-11: PG 34,639-642)

Oxalá sejais plenificados com toda a plenitude de Cristo!

Todos os que são considerados dignos de se tornarem filhos de Deus e renascerem do alto no Espírito Santo, trazendo em si a Cristo – que os ilumina e os regenera – são guiados de diversos modos pelo Espírito e conduzidos invisivelmente pela graça, tendo no coração a paz espiritual.

Às vezes, desfazem-se em lágrimas e gemidos pela humanidade, pelo gênero humano elevam preces e choram, ardendo de afeto por todos os homens.

Outras vezes, de tal maneira se inflamam pelo Espírito, com tamanho entusiasmo e amor, que, se possível fosse, acolheriam em seu coração todos os homens, sem distinção entre bons e maus.

Entretanto, outros, pela humildade dos seus espíritos, colocam-se abaixo de todos, julgando-se os mais abjetos e desprezíveis.

Por vezes, são guardados pelo Espírito numa alegria inefável.

Ora, eles são como um valente, que, revestido com toda a armadura do rei, desce para o combate e luta contra os fortes inimigos e os vence. Assim o homem espiritual, munido com as celestes armas do Espírito, ataca os adversários e, no fim da peleja, calca-os aos pés.

Ora, em absoluto silêncio, repousa a alma em paz e sossego, entregue unicamente ao gozo espiritual e a uma paz indizível, no perfeito contentamento.

Por vezes, por certa compreensão e sabedoria inefável e conhecimento secreto do Espírito, é instruído pela graça sobre coisas que a língua não consegue dizer.

De outras vezes, é como qualquer outra pessoa.

E assim a graça habita e age de várias maneiras na alma, renovando-a conforme a vontade divina, provando-a de modos diferentes para torná-la íntegra, irrepreensível e pura diante do Pai do céu.

Oremos, então, também nós a Deus, oremos no amor e imensa esperança de que ele nos concederá a celeste graça do dom do Espírito. A nós também o próprio Espírito nos governe e leve a realizar toda a vontade divina e nos restaure com a riqueza de sua paz a fim de que, conduzindo-nos e fazendo-nos viver sempre mais em sua graça e progresso espiritual, nos tornemos dignos de alcançar a perfeita plenitude de Cristo, segundo disse o Apóstolo: Para que sejais plenificados com toda a plenitude de Cristo.

Responsório 1Jo 2,20.27; Jl 2,23ab

R. Vós tendes, irmãos, do Santo a unção;
em vós permaneça a unção recebida;
* E não precisais que alguém vos ensine,
pois a sua unção vos faz bios em tudo.
V. Exultai e alegrai-vos no Senhor, vosso Deus,
porque ele vos deu o Doutor da justiça. * E não.

Oração

Concedei-nos, Senhor nosso Deus, adorar-vos de todo o coração, e amar todas as pessoas com verdadeira caridade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Completas de Quinta-feira


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.

Depois, recomenda-se o exame de consciência (…)

Tende compaixão de nós, Senhor.

Porque somos pecadores.

Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia.

E dai-nos a vossa salvação.

Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Amém.


Ou:

Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, que viestes chamar os pecadores, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, que intercedeis por nós junto do Pai, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Amém.

Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.


Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.


Salmodia

Ant. Meu corpo no repouso está tranquilo.

Salmo 15(16)

O Senhor é minha herança

Deus ressuscitou a Jesus, libertando-o das angústias da morte (At 2,24).

=1 Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! †
2 Digo ao Senhor: ‘Somente vós sois meu Senhor: *
nenhum bem eu posso achar fora de vós!’

3 Deus me inspirou uma admirável afeição*
pelos santos que habitam sua terra.

4 Multiplicam, no entanto, suas dores *
os que correm para os deuses estrangeiros;
– seus sacrifícios sanguinários não partilho, *
nem seus nomes passarão pelos meus lábios.

5 Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, *
meu destino está seguro em vossas mãos!
6 Foi demarcada para mim a melhor terra, *
e eu exulto de alegria em minha herança!

7 Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, *
e até de noite me adverte o coração.
8 Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, *
pois se o tenho a meu lado não vacilo.

=9 Eis por que meu coração está em festa, †
minha alma rejubila de alegria, *
e até meu corpo no repouso está tranquilo;

10 pois não haveis de me deixar entregue à morte, *
nem vosso amigo conhecer a corrupção.

=11 Vós me ensinais vosso caminho para a vida; †
junto a vós, felicidade sem limites, *
delícia eterna e alegria ao vosso lado!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Meu corpo no repouso está tranquilo.


Leitura breve 1Ts 5,23

Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois – espírito, alma, corpo – seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo!

Responsório breve

R. Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.


Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Senhor nosso Deus, após as fadigas de hoje, restaurai nossas energias por um sono tranquilo, a fim de que, por vós renovados, nos dediquemos de corpo e alma ao vosso serviço. Por Cristo, nosso Senhor.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:

Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:

À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita. 

Vésperas da Apresentação do Senhor

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

O que o coro dos profetas
celebrou em profecia,
pela ação do Espírito Santo
realiza-se em Maria.

Ao Senhor de todo o mundo
esta Virgem concebeu,
deu à luz, e sempre virgem
integral permaneceu.

Simeão, no templo, exulta
tendo aos braços o Menino,
porque vê com os seus olhos
o Esperado, o Sol divino.

Mãe do Rei eterno, ouvi-nos,
acolhei do orante a prece,
vós que dais a clara luz
que no Filho resplandece.

Cristo, luz que nos abris
de Deus Pai as profundezas,
na mansão da luz eterna
vos cantemos as grandezas.

Salmodia

Ant. 1 O Espírito de Deus revelara a Simeão
que, antes de morrer, veria o Salvador.

Salmo 109(110),1-5.7

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
‘Assenta-te ao meu lado direito
– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!’

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
‘Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!’

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
‘Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!’

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
‘No dia da ira esmagarás os reis da terra!
7 Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!’

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. O Espírito de Deus revelara a Simeão
que, antes de morrer, veria o Salvador.


Ant. 2 Ofereceram ao Senhor em sacrifício
duas pombinhas, de acordo com a lei.

Salmo 129(130)

1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, *
2 escutai a minha voz!
– Vossos ouvidos estejam bem atentos *
ao clamor da minha prece!

3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir?
4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero.

5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra.
6 A minh’alma espera no Senhor *
mais que o vigia pela aurora.

7 Espere Israel pelo Senhor *
mais que o vigia pela aurora!
– Pois no Senhor se encontra toda graça *
e copiosa redenção.

8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ofereceram ao Senhor em sacrifício
duas pombinhas, de acordo com a lei.


Ant. 3 Os meus olhos viram a vossa salvação,
que preparastes ante a face das nações.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primogênito dentre os mortos!)

=13 Do império das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,
14 no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue. (R.)

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primogênito de toda criatura;
=16 porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o visível e também o invisível. (R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.
17 Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo. (R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o princípio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.
19 Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente. (R.)

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra. (R.)

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Os meus olhos viram a vossa salvação,
que preparastes ante a face das nações.

Leitura breve             Hb 4,15-16

Temos um sumo-sacerdote capaz de se compadecer de nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado em tudo como nós, com exceção do pecado. Aproximemo-nos então, com toda a confiança, do trono da graça, para conseguirmos misericórdia e alcançarmos a graça de um auxílio no momento oportuno.

Responsório breve

R. O Senhor manifestou
* A sua salvação. R. O Senhor.
V. Que havia preparado, ante a face das nações.
* A sua. Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Hoje a Virgem Maria apresentou
o Menino Jesus no santo templo.
Simeão, impelido pelo Espírito,
recebeu o Menino nos seus braços
e deu graças, bendizendo ao Senhor.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Hoje a Virgem Maria apresentou
o Menino Jesus no santo templo.
Simeão, impelido pelo Espírito,
recebeu o Menino nos seus braços
e deu graças, bendizendo ao Senhor.

Preces 

Adoremos nosso Salvador, que hoje foi apresentado no templo; e peçamos:

R. Senhor, que os nossos olhos vejam a vossa salvação.

Cristo Salvador, luz que se revela às nações,
– iluminai aqueles que ainda não vos conhecem, para que creiam em vós.R.

Redentor nosso, glória de Israel vosso povo,
– fazei vossa Igreja crescer entre as nações.R.

Jesus, desejado de todas as nações, os olhos do justo Simeão viram a vossa salvação;
– salvai a humanidade inteira.R.

Senhor, em cuja apresentação foi anunciada a Maria, vossa mãe, uma espada de dor,
– fortalecei aqueles que suportam provações por causa do serviço do vosso reino.R.

(intenções livres)

Cristo, felicidade dos santos, que Simeão viu antes de morrer, como era seu ardente desejo,
– mostrai-vos para sempre àqueles que têm sede de vos ver depois da morte.R.
 

Pai nosso.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, ouvi as nossas súplicas. Assim como o vosso Filho único, revestido da nossa humanidade, foi hoje apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Hora Nona – Festa da Apresentação do Senhor

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê glória eternamente.

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Ou:

Cumprindo o ciclo tríplice das horas,
louvemos ao Senhor de coração,
cantando em nossos salmos a grandeza
de Deus, que é Uno e Trino em perfeição.

A exemplo de São Pedro, nosso mestre,
guardando do Deus vivo e verdadeiro,
em almas redimidas, o mistério,
sinal de salvação ao mundo inteiro,

também salmodiamos no espírito,
unidos aos apóstolos do Senhor,
e assim serão firmados nossos passos
na força de Jesus, o Salvador.

Louvor ao Pai, autor de toda a vida,
e ao Filho, Verbo Eterno, Sumo Bem,
unidos pelo amor do Santo Espírito,
Deus vivo pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Naquele que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado (1Jo 2,5).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Ant. 2 Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Salmo 93(94)

O Senhor faz justiça

O Senhor se vinga de tudo:… pois Deus não nos chamou à impureza, mas à santidade (cf. 1Ts 4,6-7).

I

1 Senhor Deus justiceiro, brilhai, *
revelai-vos, ó Deus vingador!
2 Levantai-vos, Juiz das nações, *
e pagai seu salário aos soberbos!

3 Até quando os injustos, Senhor, *
até quando haverão de vencer?
4 Arrogantes derramam insultos *
e se gabam do mal que fizeram.

5 Eis que oprimem, Senhor, vosso povo *
e humilham a vossa herança;
6 estrangeiro e viúva trucidam, *
e assassinam o pobre e o órfão!

7 Eles dizem: “O Senhor não nos vê *
e o Deus de Jacó não percebe!”
8 Entendei, ó estultos do povo; *
insensatos, quando é que vereis?

9 O que fez o ouvido, não ouve? *
Quem os olhos formou, não verá?
10 Quem educa as nações, não castiga? *
Quem os homens ensina, não sabe?
11 Ele sabe o que pensam os homens: *
pois um nada é o seu pensamento!

Ant. Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Ant. 3 Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

II

12 É feliz, ó Senhor, quem formais *
e educais nos caminhos da Lei,
13 para dar-lhe um alívio na angústia, *
quando ao ímpio se abre uma cova.

14 O Senhor não rejeita o seu povo *
e não pode esquecer sua herança:
15 voltarão a juízo as sentenças; *
quem é reto andará na justiça.

16 Quem por mim contra os maus se levanta *
e a meu lado estará contra eles?
17 Se o Senhor não me desse uma ajuda, *
no silêncio da morte estaria!

18 Quando eu penso: “Estou quase caindo!” *
Vosso amor me sustenta, Senhor!
19 Quando o meu coração se angustia, *
consolais e alegrais minha alma.

=20 Pode acaso juntar-se convosco †
o impostor tribunal da injustiça, *
que age mal, tendo a lei por pretexto?
21 Eles podem agir contra o justo, *
condenando o inocente a morrer:

22 Para mim o Senhor, com certeza, *
é regio, é abrigo, é rochedo!
=23 O Senhor, nosso Deus, os arrasa, †
faz voltar contra eles o mal, *

24 sua própria maldade os condena.

Ant. Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

Leitura breve             Is 12,5-6
Cantai ao Senhor as grandes coisas que fez; é preciso que isto seja conhecido em toda parte. Exulta de alegria entre louvores, Cidade de Sião, pois no meio de ti se manifesta a grandeza do Santo de Israel.

V. A verdade e o amor se encontrarão.
R. A justiça e a paz se abraçarão.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, ouvi as nossas súplicas. Assim como o vosso Filho único, revestido da nossa humanidade, foi hoje apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Hora Sexta – Festa da Apresentação do Senhor

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Naquele que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado (1Jo 2,5).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Ant. 2 Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Salmo 93(94)

O Senhor faz justiça

O Senhor se vinga de tudo:… pois Deus não nos chamou à impureza, mas à santidade (cf. 1Ts 4,6-7).

I

1 Senhor Deus justiceiro, brilhai, *
revelai-vos, ó Deus vingador!
2 Levantai-vos, Juiz das nações, *
e pagai seu salário aos soberbos!

3 Até quando os injustos, Senhor, *
até quando haverão de vencer?
4 Arrogantes derramam insultos *
e se gabam do mal que fizeram.

5 Eis que oprimem, Senhor, vosso povo *
e humilham a vossa herança;
6 estrangeiro e viúva trucidam, *
e assassinam o pobre e o órfão!

7 Eles dizem: “O Senhor não nos vê *
e o Deus de Jacó não percebe!”
8 Entendei, ó estultos do povo; *
insensatos, quando é que vereis?

9 O que fez o ouvido, não ouve? *
Quem os olhos formou, não verá?
10 Quem educa as nações, não castiga? *
Quem os homens ensina, não sabe?
11 Ele sabe o que pensam os homens: *
pois um nada é o seu pensamento!

Ant. Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Ant. 3 Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

II

12 É feliz, ó Senhor, quem formais *
e educais nos caminhos da Lei,
13 para dar-lhe um alívio na angústia, *
quando ao ímpio se abre uma cova.

14 O Senhor não rejeita o seu povo *
e não pode esquecer sua herança:
15 voltarão a juízo as sentenças; *
quem é reto andará na justiça.

16 Quem por mim contra os maus se levanta *
e a meu lado estará contra eles?
17 Se o Senhor não me desse uma ajuda, *
no silêncio da morte estaria!

18 Quando eu penso: “Estou quase caindo!” *
Vosso amor me sustenta, Senhor!
19 Quando o meu coração se angustia, *
consolais e alegrais minha alma.

=20 Pode acaso juntar-se convosco †
o impostor tribunal da injustiça, *
que age mal, tendo a lei por pretexto?
21 Eles podem agir contra o justo, *
condenando o inocente a morrer:

22 Para mim o Senhor, com certeza, *
é regio, é abrigo, é rochedo!
=23 O Senhor, nosso Deus, os arrasa, †
faz voltar contra eles o mal, *

24 sua própria maldade os condena.

Ant. Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

Leitura breve             Is 42,13


O Senhor sai a campo como um vencedor, provocando desafios como um guerreiro, ele dá o grito de guerra e a voz de comando, ele triunfará sobre seus inimigos.

V. Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.
R. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira!

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, ouvi as nossas súplicas. Assim como o vosso Filho único, revestido da nossa humanidade, foi hoje apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Hora Terça – Festa da Apresentação do Senhor

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Naquele que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado (1Jo 2,5).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Ant. 2 Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Salmo 93(94)

O Senhor faz justiça

O Senhor se vinga de tudo:… pois Deus não nos chamou à impureza, mas à santidade (cf. 1Ts 4,6-7).

I

1 Senhor Deus justiceiro, brilhai, *
revelai-vos, ó Deus vingador!
2 Levantai-vos, Juiz das nações, *
e pagai seu salário aos soberbos!

3 Até quando os injustos, Senhor, *
até quando haverão de vencer?
4 Arrogantes derramam insultos *
e se gabam do mal que fizeram.

5 Eis que oprimem, Senhor, vosso povo *
e humilham a vossa herança;
6 estrangeiro e viúva trucidam, *
e assassinam o pobre e o órfão!

7 Eles dizem: “O Senhor não nos vê *
e o Deus de Jacó não percebe!”
8 Entendei, ó estultos do povo; *
insensatos, quando é que vereis?

9 O que fez o ouvido, não ouve? *
Quem os olhos formou, não verá?
10 Quem educa as nações, não castiga? *
Quem os homens ensina, não sabe?
11 Ele sabe o que pensam os homens: *
pois um nada é o seu pensamento!

Ant. Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Ant. 3 Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

II

12 É feliz, ó Senhor, quem formais *
e educais nos caminhos da Lei,
13 para dar-lhe um alívio na angústia, *
quando ao ímpio se abre uma cova.

14 O Senhor não rejeita o seu povo *
e não pode esquecer sua herança:
15 voltarão a juízo as sentenças; *
quem é reto andará na justiça.

16 Quem por mim contra os maus se levanta *
e a meu lado estará contra eles?
17 Se o Senhor não me desse uma ajuda, *
no silêncio da morte estaria!

18 Quando eu penso: “Estou quase caindo!” *
Vosso amor me sustenta, Senhor!
19 Quando o meu coração se angustia, *
consolais e alegrais minha alma.

=20 Pode acaso juntar-se convosco †
o impostor tribunal da injustiça, *
que age mal, tendo a lei por pretexto?
21 Eles podem agir contra o justo, *
condenando o inocente a morrer:

22 Para mim o Senhor, com certeza, *
é regio, é abrigo, é rochedo!
=23 O Senhor, nosso Deus, os arrasa, †
faz voltar contra eles o mal, *

24 sua própria maldade os condena.

Ant. Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

Leitura breve             Is 8,14

O Senhor será vossa fonte de justiça, mas também o obstáculo, ou a pedra de escândalo para as duas casas de Israel, armadilha e emboscada para os habitantes de Jerusalém.

V. O Senhor se recordou de seu amor sempre fiel
R. Pela casa de Israel.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, ouvi as nossas súplicas. Assim como o vosso Filho único, revestido da nossa humanidade, foi hoje apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Laudes da Apresentação do Senhor

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Sião, na espera do Senhor,
adorna o tálamo ditoso.
Na vigilante luz da fé,
acolhe a esposa e o esposo!

Ó ancião feliz, apressa-te,
cumpre a promessa da alegria,
revela a todos a luz nova
que para os povos se anuncia.

Os pais ao Templo levam Cristo,
no Templo, o Templo se oferece.
E quem à lei nada devia,
à lei dos homens obedece.

Oferta, ó Virgem, o teu Filho,
que é do Pai o Filho amado.
Nele oferece nosso preço,
pelo qual fomos resgatados.

No ritual do sacrifício
teu Filho, ó Virgem, oferece.
A salvação foi dada a todos,
grande alegria resplandece.

Louvor a vós, ó Jesus Cristo,
que hoje às nações vos revelais,
a vós, ao Pai e ao Espírito
glória nos séculos eternais.

Salmodia

Ant. 1 O justo e piedoso Simeão
esperava a redenção de Israel,
e o Espírito de Deus estava nele.

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
— 6A minh’alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

— 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
— 8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
— 9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O justo e piedoso Simeão
esperava a redenção de Israel,
e o Espírito de Deus estava nele.

Ant. 2 Simeão toma o Menino nos seus braços
e dá graças, bendizendo ao Senhor.

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.


Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

– 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. A ele glória e louvor eternamente)

– 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
– 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
– 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
– 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
– 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
– 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
– 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
– 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
– 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
– 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
– 88Jovens Misael,Ananias e Azarias, *
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
– 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Simeão toma o Menino nos seus braços
e dá graças, bendizendo ao Senhor.

Ant. 3 Uma luz que brilhará para os gentios
e para a glória de Israel, vosso povo.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
— 5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
— 6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

— 7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
— 8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Uma luz que brilhará para os gentios
e para a glória de Israel, vosso povo.

Leitura breve Ml 3,1

Eis que envio meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o Dominador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais.

Responsório breve

R. No esplendor do santo templo,
* Adorai o Senhor Deus! R.No esplendor.
V. Dai a Deus glória e louvor!* Adorai.
Glória ao Pai. R. No esplendor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. José e Maria levaram ao templo o Menino Jesus;
Simeão recebeu-o e, tomando-o nos braços,
bendisse o Senhor.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. José e Maria levaram ao templo o Menino Jesus;
Simeão recebeu-o e, tomando-o nos braços,
bendisse o Senhor.

Preces

Adoremos nosso Salvador, que hoje foi apresentado no templo; e peçamos:

R. Senhor, que os nossos olhos vejam a vossa salvação.

Cristo Jesus, que quisestes ser apresentado no templo, segundo a lei,
– ensinai a nos oferecermos convosco no sacrifício da Igreja. R.  

Consolador de Israel, a quem o justo Simeão acolheu no templo,
– ensinai-nos também a vos acolher na pessoa de nossos irmãos e irmãs. R.

Esperança das nações, de quem a profetisa Ana falava a todos os que esperavam a libertação de Israel,
– ensinai-nos a falar de vós, como convém, a todas as pessoas. R.

Pedra angular do reino de Deus, colocada como sinal de contradição,
– fazei que, pela fé e pela caridade, nós vos encontremos e em vós sejamos ressuscitados. R.

(intenções livres)

Pai nosso…

 

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, ouvi as nossas súplicas. Assim como o vosso Filho único, revestido da nossa humanidade, foi hoje apresentado no Templo, fazei que nos apresentemos diante de vós com os corações purificados. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.



Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.