Vésperas – Quinta-feira da 13ª Semana do Tempo Comum

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Deus de supremo poder,
da água os seres gerastes.
Com uns enchestes os mares,
de outros o ar povoastes.

Uns mergulhastes nas águas,
outros soltastes no ar,
com o impulso que os leva
a toda a terra ocupar.

Dai graça a todos os servos,
no vosso sangue lavados,
para vencermos o tédio,
a morte e todo pecado.

Não nos deprimam as culpas,
nem nos inflame a vaidade;
não caia a mente abatida,
nem caia a mente elevada.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e vós, Imagem do Pai,
que com o Espírito Santo
eternamente reinais.

Salmodia

Ant. 1 Senhor meu Deus, clamei por vós e me curastes!
A vós louvor eternamente!

Salmo 29(30)

Ação de graças pela libertação

Cristo, após sua gloriosa ressurreição, dá graças ao Pai (Cassiodoro).

2 Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, *
e não deixastes rir de mim meus inimigos!
3 Senhor, clamei por vós, pedindo ajuda, *
e vós, meu Deus, me devolvestes a saúde!
4 Vós tirastes minha alma dos abismos *
e me salvastes, quando estava já morrendo!

5 Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, *
dai-lhe graças e invocai seu santo nome!
6 Pois sua ira dura apenas um momento, *
mas sua bondade permanece a vida inteira;
– se à tarde vem o pranto visitar-nos, *
de manhã nos vem saudar a alegria.

7 Nos momentos mais felizes eu dizia: *
“Jamais hei de sofrer qualquer desgraça!”
8 Honra e poder me concedia a vossa graça, *
mas escondestes vossa face e perturbei-me.

9 Por vós, ó meu Senhor, agora eu clamo, *
e imploro a piedade do meu Deus:
10 Que vantagem haverá com minha morte, *
e que lucro, se eu descer à sepultura?

– Por acaso, pode o pó agradecer-vos *
e anunciar vossa leal fidelidade?
11 Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! *
Sede, Senhor, o meu abrigo protetor!

12 Transformastes o meu pranto em uma festa, *
meus farrapos, em adornos de alegria,
=13 para minh’alma vos louvar ao som da harpa †
e ao invés de se calar, agradecer-vos: *
Senhor meu Deus, eternamente hei de louvar-vos!

Ant. Senhor meu Deus, clamei por vós e me curastes!
A vós louvor eternamente!

Ant. 2 Feliz o homem a quem o Senhor
não olha mais como sendo culpado!

Salmo 31(32)

Feliz o homem que foi perdoado!

Davi declara feliz o homem a quem Deus credita a justiça independentemente das obras (Rm 4,6).

1 Feliz o homem que foi perdoado *
e cuja falta já foi encoberta!
=2 Feliz o homem a quem o Senhor †
não olha mais como sendo culpado, *
e em cuja alma não há falsidade!

=3 Enquanto eu silenciei meu pecado, †
dentro de mim definhavam meus ossos *
e eu gemia por dias inteiros,

4 porque sentia pesar sobre mim *
a vossa mão, ó Senhor, noite e dia;
– e minhas forças estavam fugindo, *
tal como a seiva da planta no estio.

5 Eu confessei, afinal, meu pecado, *
e minha falta vos fiz conhecer.
– Disse: “Eu irei confessar meu pecado!” *
E perdoastes, Senhor, minha falta.

6 Todo fiel pode, assim, invocar-vos, *
durante o tempo da angústia e aflição,
– porque, ainda que irrompam as águas, *
não poderão atingi-lo jamais.

7 Sois para mim proteção e refúgio; *
na minha angústia me haveis de salvar,
– e envolvereis a minha alma no gozo *
da salvação que me vem só de vós.

=8 “Vou instruir-te e te dar um conselho; †
vou te dar um conselho a seguir, *
e sobre ti pousarei os meus olhos:

=9 Não queiras ser semelhante ao cavalo, †
ou ao jumento, animais sem razão; *
eles precisam de freio e cabresto
– para domar e amansar seus impulsos, *
pois de outro modo não chegam a ti”.

=10 Muito sofrer é a parte dos ímpios; †
mas quem confia em Deus, o Senhor, *
é envolvido por graça e perdão.

=11 Regozijai-vos, ó justos, em Deus, †
e no Senhor exultai de alegria! *
Corações retos, cantai jubilosos!

Ant. Feliz o homem a quem o Senhor
não olha mais como sendo culpado!

Ant. 3 O Senhor lhe deu o reino, a glória e o poder;
as nações hão de servi-lo.

Cântico Ap 11,17-18; 12,10b-12a

O julgamento de Deus

11,17 Graças vos damos, Senhor Deus onipotente, *
a Vós que sois, a Vós que éreis e sereis,
– porque assumistes o poder que vos pertence, *
e enfim tomastes posse como rei!

(R. Nós vos damos graças, nosso Deus!)

18 As nações se enfureceram revoltadas, †
mas chegou a vossa ira contra elas *
e o tempo de julgar vivos e mortos,
= e de dar a recompensa aos vossos servos, †
aos profetas e aos que temem vosso nome, *
aos santos, aos pequenos e aos grandes.

(R.)

=12,10 Chegou agora a salvação e o poder †
e a realeza do Senhor e nosso Deus, *
e o donio de seu Cristo, seu Ungido.
– Pois foi expulso o delator que acusava *
nossos irmãos, dia e noite, junto a Deus.

(R.)

=11 Mas o venceram pelo sangue do Cordeiro †
e o testemunho que eles deram da Palavra, *
pois desprezaram sua vida até à morte.
– 12 Por isso, ó céus, cantai alegres e exultai *
e vós todos os que neles habitais!

(R.)

Ant. O Senhor lhe deu o reino, a glória e o poder;
as nações hão de servi-lo.

Leitura breve 1Pd 1,6-9

Isto é motivo de alegria para vós, embora seja necessário que agora fiqueis por algum tempo aflitos, por causa de várias provações. Deste modo, a vossa fé será provada como sendo verdadeira – mais preciosa que o ouro perecível, que é provado no fogo – e alcançará louvor, honra e glória, no dia da manifestação de Jesus Cristo. Sem ter visto o Senhor, vós o amais. Sem o ver ainda, nele acreditais. Isso será para vós fonte de alegria indizível e gloriosa, pois obtereis aquilo em que acreditais: a vossa salvação.

Responsório breve

R. O Senhor nos saciou
* Com a fina flor do trigo. R. O Senhor.

V. Com o mel que sai da rocha, nos fartou, nos satisfez.
* Com a fina. Glória ao PaiR. O Senhor.

Cântico evangélico, ant.

O Senhor derrubou os poderosos de seus tronos
e elevou os humildes.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor * 
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

ant. O Senhor derrubou os poderosos de seus tronos
e elevou os humildes.

Preces

Louvemos a Deus, nosso auxílio e esperança; e lhe peçamos com humildade:

R. Velai, Senhor, sobre os vossos filhos e filhas!

Senhor nosso Deus, que firmastes com o vosso povo uma aliança eterna,
– fazei que nos recordemos sempre de vossas maravilhas.

R.

Aumentai nos sacerdotes o espírito de caridade,
– e conservai os fiéis na unidade do espírito pelo vínculo da paz.

R.

Fazei que edifiquemos sempre em união convosco a cidade terrena,
– para que não trabalhem em vão os que a constroem.

R.

Enviai operários à vossa messe,
– para que vosso nome seja glorificado entre todos os povos.

R.

(intenções livres)

Admiti no convívio dos vossos santos nossos parentes, amigos e benfeitores falecidos,
– e fazei que um dia nos encontremos com eles no vosso reino.

R.

Pai nosso…

Oração

Ó Deus, que iluminais a noite e fazeis brilhar a luz depois das trevas, concedei-nos passar esta noite livres do tentador e, ao raiar um novo dia, dar-vos graças em vossa presença. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *