Vésperas – Festa da Dedicação da Basílica do Latrão

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Jerusalém gloriosa,
bendita visão de paz,
de pedras vivas erguidas,
por entre os astros brilhais
qual noiva, de anjos cingida,
que seu caminho perfaz.
 
Já vem do céu preparada
para o festim nupcial,
e ao Senhor será dada
no esplendor virginal.
As suas praças e muros
são do mais puro metal. 

Pérolas brilham nas portas
desta cidade sem par,
e pela força dos méritos
vem no seu seio habitar
quem pelo nome de Cristo
soube sofrer e lutar.

Ásperas pedras, talhadas
por um perito no ofício,
com marteladas polidas,
constroem todo o edifício,
umas às outras unidas,
sem qualquer fenda ou orifício.

ao Pai louvor seja dado,
ao Filho glória também,
com o Espírito sagrado
que dum e doutro provém.
Honra e poder são devidos
aos Três nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 O Senhor tornou santa a sua morada:
Quem a pode abalar? Ele habita em seu meio.

Salmo 45(46) 

2 O Senhor para nós é refúgio e vigor, * 
sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia; 
3 assim não tememos, se a terra estremece, * 
se os montes desabam, caindo nos mares, 
4 se as águas trovejam e as ondas se agitam, * 
se, em feroz tempestade, as montanhas se abalam: 

5 Os braços de um rio vêm trazer alegria * 
à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo. 
6 Quem a pode abalar? Deus está no seu meio! * 
Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la. 
7 Os povos se agitam, os reinos desabam; * 
troveja sua voz e a terra estremece. 

8 Conosco está o Senhor do universo! * 
O nosso refúgio é o Deus de Jacó! 

9 Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus * 
e a obra estupenda que fez no universo: 
= reprime as guerras na face da terra, † 
10 ele quebra os arcos, as lanças destrói, * 
e queima no fogo os escudos e as armas: 
11 ‘Parai e sabei, conhecei que eu sou Deus, * 
que domino as nações, que domino a terra!’ 

12 Conosco está o Senhor do universo! * 
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Senhor tornou santa a sua morada:
Quem a pode abalar? Ele habita em seu meio.

Ant. 2 Alegres iremos à casa de Deus!

Salmo 121(122)

1 Que alegria, quando ouvi que me disseram: *
‘Vamos à casa do Senhor!’
2 E agora nossos pés já se detêm, *
Jerusalém, em tuas portas.

3 Jerusalém, cidade bem edificada *
num conjunto harmonioso;
4 para lá sobem as tribos de Israel, *
as tribos do Senhor.

– Para louvar, segundo a lei de Israel, *
o nome do Senhor.
5 A sede da justiça lá está *
e o trono de Davi.

6 Rogai que viva em paz Jerusalém, *
e em segurança os que te amam!
7 Que a paz habite dentro de teus muros, *
tranquilidade em teus palácios!

8 Por amor a meus irmãos e meus amigos, *
peço: ‘A paz esteja em ti!’
9 Pelo amor que tenho à casa do Senhor, *
eu te desejo todo bem!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.



Ant. 2 Alegres iremos à casa de Deus!

Ant. 3 Santos todos de Deus, entoai seu louvor!

No cântico seguinte dizem-se os Aleluias entre parênteses somente quando se canta; na recitação, basta dizer o
Aleluia no começo e no fim das estrofes.

Cântico Cf. Ap 19,1-2.5-7

As núpcias do Cordeiro

= Aleluia, (Aleluia!).
1 Ao nosso Deus a salvação, *
honra, glória e poder! (Aleluia!).
2 Pois são verdade e justiça *
os juízos do Senhor.

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
5 Celebrai o nosso Deus, *
servidores do Senhor! (Aleluia!).
– E vós todos que o temeis, *
vós os grandes e os pequenos!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
6 De seu reino tomou posse *
nosso Deus onipotente! (Aleluia!).
7 Exultemos de alegria,*
demos glória ao nosso Deus!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
Eis que as núpcias do Cordeiro *
redivivo se aproximam! (Aleluia!).
– Sua Esposa se enfeitou, *
se vestiu de linho puro.

R. Aleluia, (Aleluia!).

 – Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Santos todos de Deus, entoai seu louvor!

Leitura breve             Ap 21,1a.2-3.27

Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, de junto de Deus, vestida qual esposa enfeitada para o seu marido. Então, ouvi uma voz forte que saía do trono e dizia: Esta é a morada de Deus entre os homens. Deus vai morar no meio deles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles. Não vi templo na cidade, pois o Templo é o próprio Senhor, o Deus Todo Poderoso, e o Cordeiro. Nunca mais entrará nela o que é impuro, nem alguém que pratica a abominação e a mentira. Entrarão nela somente os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.

Responsório breve

R. Felizes, ó Senhor,
* Os que habitam vossa casa! R. Felizes.
V. Para sempre haverão de vos louvar.
* Os que habitam. Glória ao Pai.
R. Felizes.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. O Senhor santificou sua morada;
pois aqui o seu nome foi invocado,
e Deus se faz presente em nosso meio.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu esrito em Deus, meu Salvador;
48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
Santo é o seu nome!
50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.


Em Latim

Magnificat anima mea Dominum
Et exultavit spiritus meus in Deo salvatóre meo.
Quia respexit humilitatem ancillæ suæ: ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.
Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen eius.
Et misericordia eius a progenie in progenies timentibus eum.
Fecit potentiam in brachio suo, dispersit superbos mente cordis sui.
Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles.
Esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes,
Suscepit Israel puerum suum recordatus misericordiæ suæ,
Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini eius in sæcula.

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto
Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum.
Amen.

Ant. O Senhor santificou sua morada;
pois aqui o seu nome foi invocado,
e Deus se faz presente em nosso meio.


Preces 


Oremos a nosso Salvador, que entregou sua vida para reunir num só povo os filhos de Deus dispersos; e digamos:

R. Lembrai-vos, Senhor, da vossa Igreja!

Senhor Jesus, que edificastes a vossa casa sobre a rocha firme,
– consolidai e robustecei a fé e a esperança de vossa Igreja. R.

Senhor Jesus, de cujo lado aberto jorraram sangue e água,
– renovai a vossa Igreja pelos sacramentos da nova e eterna aliança. R.
 

Senhor Jesus, que estais no meio daqueles que se reúnem em vosso nome,
– escutai a oração de toda a vossa Igreja. R.

Senhor Jesus, que vindes com o Pai morar naqueles que vos amam,
– tornai a vossa Igreja perfeita na caridade. R.

(intenções livres)

Senhor Jesus, que nunca rejeitais quem se aproxima de vós,
– fazei entrar na casa do Pai todos os que já morreram.

Pai nosso.


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Ó Deus, que edificais o vosso templo eterno com pedras vivas e escolhidas, infundi na vossa Igreja o Espírito que lhe destes, para que o vosso povo cresça sempre mais construindo a Jerusalém celeste. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *