Ofício das Leituras de Sexta-feira da 2ª Semana do Advento


V. 
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

O Verbo eterno do Pai,
da luz do Pai emanado,
nascendo eleva a história,
caída pelo pecado.

Nos corações, vosso amor
queime, qual fogo candente.
Ao escutar vosso anúncio,
fuja a mentira da mente.

As profundezas dos seres,
Juiz, vireis penetrar
e, castigando o culpado,
o Reino ao justo entregar.

Enfim, liberto das culpas,
fruto de nossas malícias,
no céu possamos gozar
vossas eternas delícias.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo,
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. 1 Repreendei-me, Senhor, mas sem ira! †

Salmo 37(38)

Súplica de um pecador em extremo perigo

Todos os conhecidos de Jesus ficaram à distância (Lc 23,49).

I

2 Repreendei-me, Senhor, mas sem ira; *
† corrigi-me, mas não com furor!

3 Vossas flechas em mim penetraram; *
vossa mão se abateu sobre mim.
4 Nada resta de são no meu corpo, *
pois com muito rigor me tratastes!

– Não há parte sadia em meus ossos, *
pois pequei contra vós, ó Senhor!
5 Meus pecados me afogam e esmagam, *
como um fardo pesado me oprimem.

Ant. Repreendei-me, Senhor, mas sem ira!

Ant. 2 Conheceis meu desejo, Senhor.

II

6 Cheiram mal e supuram minhas chagas *
por motivo de minhas loucuras.
7 Ando triste, abatido, encurvado, *
todo o dia afogado em tristeza.

8 As entranhas me ardem de febre, *
já não  parte sã no meu corpo.
9 Meu coração grita e geme de dor, *
esmagado e humilhado demais.

10 Conheceis meu desejo, Senhor, *
meus gemidos vos são manifestos;
=11 bate pido o meu coração, †
minhas forças estão me deixando, *
e sem luz os meus olhos se apagam.

=12 Companheiros e amigos se afastam, †
fogem longe das minhas feridas; *
meus parentes mantêm-se à distância.

13 Armam laços os meus inimigos, *
que procuram tirar minha vida;
– os que buscam matar-me ameaçam *
e maquinam traições todo o dia.

Ant. Conheceis meu desejo, Senhor.

Ant. 3 Confesso, Senhor, minha culpa:
salvai-me, e jamais me deixeis!

III

14 Eu me faço de surdo e não ouço, *
eu me faço de mudo e não falo;
15 semelhante a alguém que não ouve *
e não tem a resposta em sua boca.

16 Mas, em vós, ó Senhor, eu confio, *
e ouvireis meu lamento, ó meu Deus!
17 Pois rezei: “Que não zombem de mim, *
nem se riam, se os pés me vacilam!”

18 Ó Senhor, estou quase caindo, *
minha dor não me larga um momento!
19 Sim, confesso, Senhor, minha culpa: *
meu pecado me aflige e atormenta.

=20 São bem fortes os meus adversários †
que me vêm atacar sem razão; *
quantos  que sem causa me odeiam!
21 Eles pagam o bem com o mal, *
porque busco o bem, me perseguem.

22 Não deixeis vosso servo sozinho, *
ó meu Deus, ficai perto de mim!
23 Vinde logo trazer-me socorro, *
porque sois para mim Salvação!

Ant. Confesso, Senhor, minha culpa:
salvai-me, e jamais me deixeis!

V. Venha a nós o vosso amor e compaixão.
R. A salvação que prometestes, ó Senhor!

Primeira leitura

Do Livro do Profeta Isaías 27,1-13

O Senhor vai cultivar novamente sua vinha

1 Naquele dia, o Senhor desembainhará
sua espada aguçada, forte e grande
contra o monstro Leviatan,
serpente fugidia e disforme,
e matará o dragão do mar.

Haverá, naquele tempo, uma bela vinha;
tecei louvores a ela!
Eu, o Senhor, sou quem toma conta dela;
a cada momento a estou regando;
para que não venha a sofrer danos,
tomo conta dela noite e dia.
Não tenho motivos para queixas.
E se me forem mostrados espinhos e sarças?
Vou à guerra contra ela,
posso até mesmo queimá-la,
a não ser que aceite meus cuidados
e faça a paz comigo,
isto mesmo, a paz comigo.
6
 Nos tempos futuros, Jacó lançará raízes,
Israel germinará e florescerá,
se encherá de frutos a face da terra.
7
 Acaso Deus o feriu
na medida das chagas que o inimigo lhe infligiu?
Ou sofreu a morte na medida em que sofreu dos inimigos?
Pune-os com brandura, se os rejeita;
impele-os com o seu sopro violento,
enquanto sopra o vento leste.
Assim será perdoado o pecado de Jacó,
e este será o fruto do perdão de suas faltas:
reduzir todas as pedras do altar
a pedaços de pedra-cal,
para que não mais existam bosques sagrados e colunas.
10 
A cidade fortificada foi destruída,
e o casario, abandonado e feito deserto;
o gado aí vem pastar,
aí vem pernoitar e comer as ramadas.
11
 Devido à estiagem, os galhos secos são cortados
e as mulheres os recolhem para queimar.
Se o povo não tem sabedoria,
aquele que o fez não se compadecerá dele,
aquele que o criou não lhe perdoará.
12 
Naquele dia, o Senhor baterá as espigas,
desde o rio até à torrente do Egito;
e vós, filhos de Israel,
sereis enfeixados um a um.
13 
Naquele dia, soará a grande trombeta
e voltarão os remanescentes da terra assíria,
e os desterrados da terra egípcia;
eles adorarão o Senhor no santo monte de Jerusalém.

Responsório Cf. Mt 24,31; Is 27,13

R. O Senhor manda os seus anjos
e, ao toque da grande trombeta,

* Reunirão seus eleitos da terra
dum extremo ao outro do céu.

V. E virão adorar o Senhor
na montanha sagrada em Sião. * Reunirão.

Segunda leitura

Do Tratado contra as heresias, de Santo Irineu, bispo

(Lib. 5,19,1; 20,2; 21,1: SCh 153, 248-250,260-264)             (Séc. II)

Eva e Maria

Quando o Senhor veio de modo visível ao que era seu, levado pela própria criação que ele sustenta, tomou sobre si, por sua obediência, na árvore da cruz, a desobediência cometida por meio da árvore do paraíso. A sedução de que foi vítima, miseravelmente, a virgem Eva, destinada ao primeiro homem, foi desfeita pela boa-nova da verdade, maravilhosamente anunciada pelo anjo à Virgem Maria, já desposada com um homem.

Assim como Eva foi seduzida pela conversa de um anjo e afastou-se de Deus, desobedecendo à sua palavra, Maria recebeu a boa-nova pela anunciação de outro anjo e mereceu trazer Deus em seu seio, obedecendo à sua palavra. Uma deixou-se seduzir de modo a desobedecer a Deus, a outra deixou-se persuadir a obedecer-lhe. Deste modo, a Virgem Maria tornou-se advogada da virgem Eva.

Por conseguinte, recapitulando em si todas as coisas, o Senhor declarou guerra contra o nosso inimigo. Atacou e venceu aquele que no princípio, em Adão, fez de todos nós seus prisioneiros; e esmagou sua cabeça, conforme estas palavras, ditas por Deus à serpente, que se leem no Gênesis: Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça enquanto tu tentarás ferir o seu calcanhar (Gn 3,15).

Desde esse momento, pois, foi anunciado que a cabeça da serpente seria esmagada por aquele que, semelhante a Adão, devia nascer de uma virgem. É este o descendente de que fala o Apóstolo na sua Carta aos Gálatas: A lei foi estabelecida até que chegasse o descendente para quem a promessa fora feita (cf. Gl 3,19).

Na mesma Carta, o Apóstolo se exprime ainda com mais clareza, ao dizer: Quando chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher (Gl 4,4). O inimigo não teria sido vencido com justiça se o homem que o venceu não tivesse nascido de uma mulher, pois desde o princípio ele tinha se oposto ao homem, dominando-o por meio de uma mulher.

É por isso que o próprio Senhor declara ser o Filho do homem, recapitulando em si aquele primeiro homem a partir do qual foi modelada a mulher. E assim como pela derrota de um homem o gênero humano foi precipitado na morte, pela vitória de outro homem subimos novamente para a vida.

Responsório Cf. Lc 1,26.27.30.31.32

R. O anjo Gabriel foi enviado
à esposa de Jo, Virgem Maria,
anunciando-lhe a palavra do Senhor,
e a Virgem se assustou com a luz divina.
Não temas, ó Maria, por Deus agraciada.

* Eis que tu conceberás e darás à luz um filho.
seu nome há de ser o Filho do Altíssimo.

V. O Senhor vai dar-lhe o trono de seu pai, o Rei Davi
e reina eternamente sobre a casa de Ja. * Eis que tu.

Oração

Ó Deus onipotente, dai ao vosso povo esperar vigilante a chegada do vosso Filho, para que, instruídos pelo próprio Salvador, corramos ao seu encontro com nossas lâmpadas acesas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Um comentário em “Ofício das Leituras de Sexta-feira da 2ª Semana do Advento”

  1. Salve Maria, fico maravilhada, abençoada em receber todos os dias a Liturgia das Horas. Vocês cantam divinamente. Que Deus abençoe. Amém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.