Ofício das Leituras de 21 de Dezembro

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Oh vinde depressa,
do seio da virgem,
Beleza dos céus!
O mundo admire:
um tal nascimento
é digno de Deus.

Não germe de homem,
mas sopro divino
no seio o gerou.
O verbo de Deus
se fez nossa carne,
o ventre deu flor.

A vida já cresce
no seio da Virgem
que guarda a pureza.
Deus mora em seu templo
e brilha a virtude
em toda a grandeza.

Que venha o herói
que é homem e é Deus,
do quarto nupcial,
correr glorioso
seu nobre caminho,
a trilha real.

Igual a Deus Pai,
reveste dos homens
a carne, a fraqueza,
e, desta maneira,
nos dá a virtude,
de Deus fortaleza.

Já brilha o presépio,
e um novo esplendor
a noite nos traz.
Que fujam as trevas,
a fé resplandeça
e reine a paz.

A vós, Rei piedoso,
e ao Pai que nos ama,
a glória convém.
Com vosso Espírito
reinais sobre o mundo
nos séculos. Amém. 

Salmodia

Ant. 1 Bendize, ó minha alma, ao Senhor,
não te esqueças de nenhum de seus favores!

Salmo 102(103)

Hino à misericórdia do Senhor

Graças à misericordiosa compaixão do nosso Deus, o sol que nasce do alto nos veio visitar (cf. Lc 1,78).

I

1 Bendize, ó minha alma, ao Senhor, *
todo o meu ser, seu santo nome!
2 Bendize, ó minha alma, ao Senhor, *
não te esqueças de nenhum de seus favores!

3 Pois ele te perdoa toda culpa, *
cura toda a tua enfermidade;
4 da sepultura ele salva a tua vida *
e te cerca de carinho e compaixão;
5 de bens ele sacia tua vida, *
e te tornas sempre jovem como a águia!

6 O Senhor realiza obras de justiça *
e garante o direito aos oprimidos;
7 revelou os seus caminhos a Moisés, *
e aos filhos de Israel, seus grandes feitos.

Ant. Bendize, ó minha alma, ao Senhor,
não te esqueças de nenhum de seus favores!

Ant. 2 Como um pai se compadece de seus filhos,
o Senhor tem compaixão dos que o temem.

II

8 O Senhor é indulgente, é favovel, *
é paciente, é bondoso e compassivo.
9 Não fica sempre repetindo as suas queixas, *
nem guarda eternamente o seu rancor.
10 Não nos trata como exigem nossas faltas, *
nem nos pune em proporção às nossas culpas.

11 Quanto os céus por sobre a terra se elevam, *
tanto é grande o seu amor aos que o temem;
12 quanto dista o nascente do poente, *
tanto afasta para longe nossos crimes.
13 Como um pai se compadece de seus filhos, *
o Senhor tem compaixão dos que o temem.

14 Porque sabe de que barro somos feitos, *
e se lembra que apenas somos pó.
15 Os dias do homem se parecem com a erva, *
ela floresce como a flor dos verdes campos;
16 mas apenas sopra o vento ela se esvai, *
já nem sabemos onde era o seu lugar.

Ant. Como um pai se compadece de seus filhos,
o Senhor tem compaixão dos que o temem.

Ant. 3 Obras todas do Senhor, glorificai-o!

III

17 Mas o amor do Senhor Deus por quem o teme *
é de sempre e perdura para sempre;
– e também sua justiça se estende *
por gerações até os filhos de seus filhos,
18 aos que guardam fielmente sua Aliança *
e se lembram de cumprir os seus preceitos.

19 O Senhor pôs o seu trono lá nos céus, *
e abrange o mundo inteiro seu reinado.
=20 Bendizei ao Senhor Deus, seus anjos todos, †
valorosos que cumpris as suas ordens, *
sempre prontos para ouvir a sua voz!

21 Bendizei ao Senhor Deus, os seus poderes, *
seus ministros, que fazeis sua vontade!
=22 Bendizei-o, obras todas do Senhor †
em toda parte onde se estende o seu reinado! *
Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

Ant. Obras todas do Senhor, glorificai-o!

V. Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo.
R. Mostrai-nos vossa face e nos salvai!

Primeira leitura

Do Livro do Profeta Isaías 48,12-21; 49,9b-13

O novo Êxodo

Eis o que diz o Senhor:
48,12 
“Ouve-me, Jacó,
ouve-me, Israel, a quem eu chamei;
eu, eu sou o primeiro
e eu sou o último.
13
 Minha mão firmou a terra
e minha direita estendeu os céus;
eu os chamo, e eles se apresentam.
14 
Reuni-vos todos e ouvi:

quem dentre estranhos anunciou estas coisas?
O Senhor amou esse homem;
realizará com ele sua vontade na Babilônia
e desfechará a força do seu braço nos caldeus.
15 
Eu, eu falei e o chamei;
eu o conduzi, e seu caminho foi vitorioso.
16 
Aproximai-vos e ouvi isto:
desde o princípio não falei às escondidas,
eu estava presente aos fatos
antes que acontecessem;
e agora, diz aquele homem,
o Senhor Deus me enviou com o seu espírito”.
17 
Isto diz o Senhor, o teu libertador,
o Santo de Israel:
“Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis,
te conduzo pelo caminho em que andas.
18
 Ah, se tivesses observado os meus mandamentos!
Tua paz teria sido como um rio
e a tua justiça como as ondas do mar;
19 
tua descendência seria como a areia do mar
e os filhos do teu ventre como os grãos de areia;
este nome não teria desaparecido
nem teria sido cancelado de minha presença.
20 
Deixai Babilônia, fugi dos caldeus:
proclamai isto com gritos de alegria;
fazei-vos ouvir até às extremidades da terra,
dizei: ‘O Senhor resgatou seu servo Jacó’.
21 
Não sofreram sede,
quando os guiou pelo deserto;
para eles tirou água das pedras,
pois, ao rachar a pedra, as águas correram.
49,9b
 Alimentam-se pelas estradas
e até nas colinas estéreis se abastecem;
10 
não sentem fome nem sede,
não os castiga nem o calor nem o sol,
porque o seu protetor toma conta deles

e os conduz às fontes d’água.
11 
Farei de todos os montes uma estrada
e os meus caminhos serão nivelados.
12
 Eis que estão vindo de longe,
uns chegam do Norte e do lado do mar,
e outros, da terra de Sinim”.
13 
Louvai, ó céus, alegra-te, terra;
montanhas, fazei ressoar o louvor,
porque o Senhor consola o seu povo
e se compadece dos pobres.

Responsório Cf. Is 49,13; Sl 71(72),7

R. Cantai, ó us, e exulte a terra,
gritai, ó montes, de alegria:
o próprio Deus virá a nós,
* O Senhor se compadece de seu povo, dos aflitos.
V. Nos seus dias a justiça flori
e grande paz até que a lua perca o brilho. * O Senhor.

Segunda leitura

Da Exposição sobre o Evangelho de São Lucas, de Santo Ambrósio, bispo
(Lib. 2, 19. 22-23. 26-27: CCL 14, 39-42) (Séc. IV)

A visitação da Virgem Maria

O Anjo anunciara à Virgem Maria coisas misteriosas. Para fortalecer sua fé com um exemplo, anunciou-lhe a maternidade de uma mulher idosa e estéril, como prova de que é possível a Deus tudo que ele quer.

Logo ao ouvir a notícia, Maria dirigiu-se às montanhas, não por falta de fé na profecia ou falta de confiança na mensagem, nem por duvidar do exemplo dado, mas guiada pela felicidade de ver cumprida a promessa, levada pela vontade de prestar um serviço, movida pelo impulso interior de sua alegria.

Já plena de Deus, aonde ir depressa senão às alturas? A graça do Espírito Santo ignora a lentidão. Manifestam-se imediatamente os benefícios da chegada de Maria e da presença do Senhor, pois quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança exultou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo (Lc 1,41).

Notai como cada palavra está escolhida com perfeita precisão e propriedade: Isabel foi a primeira a ouvir a voz, mas João foi o primeiro a pressentir a graça; aquela ouviu segundo a ordem da natureza, este exultou em virtude do mistério. Ela percebeu a chegada de Maria, ele, a do Senhor; a mulher ouviu a voz da mulher, o menino sentiu a presença do Filho; elas proclamam a graça de Deus, eles realizam-na interiormente, iniciando no seio de suas mães o mistério de misericórdia; e, por um duplo milagre, as mães profetizam sob a inspiração de seus filhos.

A criança exultou, a mãe ficou cheia do Espírito Santo. A mãe não se antecipou ao filho; mas estando o filho cheio do Espírito Santo, comunicou-o a sua mãe. João exultou; o espírito de Maria também exultou. A alegria de João se comunica a Isabel; quanto a Maria, porém, não nos é dito que recebesse então o Espírito, mas que seu espírito exultou. – Aquele que é incompreensível agia em sua mãe de modo incompreensível – Isabel recebe o Espírito Santo depois de conceber; Maria recebeu antes. Por isso, Isabel diz a Maria: Feliz és tu que acreditaste (cf. Lc 1,45).

Felizes sois também vós, que ouvistes e acreditastes, pois toda alma que possui a fé concebe e dá à luz a Palavra de Deus e conhece suas obras.

Esteja em cada um de vós a alma de Maria para engrandecer o Senhor: em cada um esteja o espírito de Maria para exultar em Deus. Embora segundo a natureza haja uma só Mãe do Cristo, segundo a fé o Cristo é o fruto de todos; pois toda alma recebe o Verbo de Deus desde que, sem mancha e libertada do pecado, guarda a castidade com inteira pureza.

Toda alma que alcança esta perfeição, engrandece o Senhor como a alma de Maria o engrandeceu e seu espírito exultou em Deus, seu Salvador.

Na verdade, o Senhor é engrandecido, como lemos noutro lugar: Comigo engrandecei ao Senhor Deus (Sl 33,4). Não que a palavra humana possa acrescentar algo ao Senhor, mas porque ele é engrandecido em nós: a imagem de Deus é o Cristo e assim, quando alguém age com piedade e justiça, engrandece essa imagem de Deus, a cuja semelhança foi criado; e, engrandecendo-a, participa cada vez mais da grandeza divina.

Responsório Lc 1,45.46; Sl 65(66),16

R. És feliz porque creste, Maria
pois, em ti, a Palavra de Deus
vai cumprir-se conforme ele disse.
* A minh’alma engrandece o Senhor!
V. Todos vós, que a Deus temeis, vinde escutar:
vou contar-vos todo o bem que ele me fez.
*A minh’alma.

Oração

Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna, quando ele vier na sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Um comentário em “Ofício das Leituras de 21 de Dezembro”

  1. Bendita és, Maria!

    Eis que chega o Senhor dos senhores: seu nome será Emanuel, o Deus-conosco (Is 7,14;8,10).

    Oração do dia
    Ouvi com bondade, ó Deus, as preces do vosso povo, para que, alegrando-nos hoje com a vinda do vosso Filho em nossa carne, alcancemos o prêmio da vida eterna, quando ele vier na sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

    ‘ …bendito é o fruto do teu ventre! ‘

    https://padrepauloricardo.org/episodios/o-sol-nascente-de-justica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *