Laudes – Sábado da 27ª Semana do Tempo Comum

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


Hino

No céu refulge a aurora
e nasce um novo dia.
As trevas se dissipem:
a luz nos alumia.

Bem longe os fantasmas,
os sonhos e ilusões!
Do mal que vem das trevas
quebremos os grilhões.

Na aurora derradeira
possamos, preparados,
cantar de Deus a glória,
na sua luz banhados.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho seu também,
e ao Divino Espírito
agora e sempre. Amém.


Salmodia

Ant. 1 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim;
todos os vossos mandamentos são verdade.

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O amor é o cumprimento perfeito da Lei (Rm 13,10).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim;
todos os vossos mandamentos são verdade.


Ant. 2 Que a vossa Sabedoria, ó Senhor,
esteja junto a mim no meu trabalho.

Cântico Sb 9,1-6.9-11

Senhor, dai-me a Sabedoria!

Eu vos darei palavras tão acertadas que nenhum dos inimigos vos poderá resistir (Lc 21,15).

1 Deus de meus pais, Senhor bondoso e compassivo, *
vossa Palavra poderosa criou tudo,
2 vosso saber o ser humano modelou *
para ser rei da criação que é vossa obra,
3 reger o mundo com justiça, paz e ordem, *
e exercer com retidão seu julgamento:

4 Dai-me vossa sabedoria, ó Senhor, *
sabedoria que partilha o vosso trono.
– Não me excluais de vossos filhos como indigno: *
5 sou vosso servo e minha mãe é vossa serva;

– sou homem fraco e de existência muito breve, *
incapaz de discernir o que é justo.
6 Até mesmo o mais perfeito dentre os homens *
não é nada, se não tem vosso saber.

9 Mas junto a vós, Senhor, está a sabedoria, *
que conhece as vossas obras desde sempre;
= convosco estava ao criardes o universo, †
ela sabe o que agrada a vossos olhos, *
o que é reto e conforme às vossas ordens.

10 Enviai-a lá de cima, do alto céu, *
mandai-a vir de vosso trono glorioso,
– para que esteja junto a mim no meu trabalho *
e me ensine o que agrada a vossos olhos!
=11 Ela, que tudo compreende e tudo sabe, †
há de guiar meus passos todos com prudência, *
com seu poder há de guardar a minha vida.

Ant. Que a vossa Sabedoria, ó Senhor,
esteja junto a mim no meu trabalho.

Ant. 3 O Senhor para sempre é fiel.

Salmo 116(117)

Louvor ao Deus misericordioso

Eu digo: … os pagãos glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia (Rm 15,8.9).

1 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, *
† povos todos, festejai-o!

2 Pois comprovado é seu amor para conosco, *
para sempre ele é fiel!

Ant.  O Senhor para sempre é fiel.

Leitura breve Fl 2,14-15

Fazei tudo sem reclamar ou murmurar, para que sejais livres de repreensão e ambigüidade, filhos de Deus sem defeito, no meio desta geração depravada e pervertida, na qual brilhais como os astros no universo.

Responsório breve

R. A vós grito, ó Senhor, a vós clamo
* E vos digo: Sois vós meu abrigo! R. A vós grito.

V. Minha herança na terra dos vivos. * E vos digo.
Glória ao PaiR. A vós grito.

Cântico evangélico, ant.

Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.


O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant.  Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.

Preces

Invoquemos a Deus, que elevou a Virgem Maria, Mãe de Cristo, acima de todas as criaturas do céu e da terra; e digamos cheios de confiança:

R. Interceda por nós a Mãe do vosso Filho.

Pai de misericórdia, nós vos damos graças porque nos destes Maria como mãe e exemplo:
– por sua intercessão, santificai os nossos corações.

R.

Vós, que fizestes de Maria a serva fiel e atenta à vossa Palavra,
– por sua intercessão, fazei de nós servos e discípulos de vosso Filho.

R.

Vós, que fizestes de Maria a Mãe do vosso Filho por obra do Espírito Santo,
– por sua intercessão, concedei-nos os frutos do mesmo Espírito.

R.

Vós, que destes força a Maria para permanecer junto da cruz, e a enchestes de alegria com a ressurreição de vosso Filho,
– por sua intercessão, confortai-nos nas tribulações e reavivai a nossa esperança.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Senhor nosso Deus, fonte de salvação, fazei que o testemunho de nossa vida exalte sempre a vossa glória e mereçamos cantar nos céus vosso louvor eternamente. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *