Laudes – Memória de Santa Luzia, virgem e mártir

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Do casto sois modelo,
do mártir, fortaleza;
a ambos dais o prêmio:
ouvi-nos com presteza.

Louvamos esta virgem
tão grande e de alma forte,
por duas palmas nobre,
feliz por dupla sorte.

Fiel no testemunho,
do algoz o braço armou,
e a vós, na confiança,
o espírito entregou.

Vencendo assim as chagas
e o seu perseguidor,
e o mundo lisonjeiro,
a fé nos ensinou.

Por sua intercessão,
as culpas perdoai.
E, livres do pecado,
na graça nos guardai.

Jesus, da Virgem Filho,
louvor a vós convém,
ao Pai e ao Espírito
nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abençoastes, ó Senhor, a vossa terra,
perdoastes o pecado ao vosso povo.

Salmo 84(85)

A nossa salvação está próxima

No Salvador caído por terra, Deus abençoou a sua terra (Orígenes).

2 Favorecestes, ó Senhor, a vossa terra, *
libertastes os cativos de Jacó.
3 Perdoastes o pecado ao vosso povo, *
encobristes toda a falta cometida;
4 retirastes a ameaça que fizestes, *
acalmastes o furor de vossa ira.

5 Renovai-nos, nosso Deus e Salvador, *
esquecei a vossa mágoa contra nós!
6 Ficareis eternamente irritado? *
Guardareis a vossa ira pelos séculos?

7 Não vireis restituir a nossa vida, *
para que em vós se rejubile o vosso povo?
8 Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade, *
concedei-nos também vossa salvação!

9 Quero ouvir o que o Senhor irá falar: *
é a paz que ele vai anunciar;
– a paz para o seu povo e seus amigos, *
para os que voltam ao Senhor seu coração.
10 Está perto a salvação dos que o temem, *
e a glória habitará em nossa terra.

11 A verdade e o amor se encontrarão, *
a justiça e a paz se abraçarão;
12 da terra brotará a fidelidade, *
e a justiça olhará dos altos céus.

13 O Senhor nos dará tudo o que é bom, *
e a nossa terra nos dará suas colheitas;
14 a justiça andará na sua frente *
e a salvação há de seguir os passos seus.

Ant. Abençoastes, ó Senhor, a vossa terra,
perdoastes o pecado ao vosso povo.

Ant. 2 Durante a noite a minha alma vos deseja,
e meu esrito vos busca desde a aurora.

Cântico Is 26, 1-4.7-9.12

Hino depois da vitória

A muralha da cidade tinha doze alicerces (cf. Ap 21,14).

1 Nossa cidade invenvel é Sião, *
sua muralha e sua trincheira é o Salvador.
2 Abri as portas, para que entre um povo justo, *
um povo reto que ficou sempre fiel.

3 Seu coração está bem firme e guarda a paz, *
guarda a paz, porque em vós tem confiança.
4 Tende sempre confiança no Senhor, *
pois é ele nossa eterna fortaleza!

7 O caminho do homem justo é plano e reto, *
porque vós o preparais e aplainais;
8 foi trilhando este caminho de Justiça *
que em vós sempre esperamos, ó Senhor!

– Vossa lembrança e vosso nome, ó Senhor, *
são o desejo e a saudade de noss’alma!
9 Durante a noite a minha alma vos deseja, *
e meu esrito vos busca desde a aurora.

– Quando os vossos julgamentos se cumprirem, *
aprenderão todos os homens a justiça.
12 Ó Senhor e nosso Deus, dai-nos a paz, *
pois agistes sempre em tudo o que fizemos!

Ant. Durante a noite a minha alma vos deseja,
e meu esrito vos busca desde a aurora.

Ant. 3 Ó Senhor, que vossa face resplandeça sobre nós!

Salmo 66(67)

Todos os povos celebrem o Senhor

Sabei que esta salvação de Deus já foi comunicada aos pagãos (At 28,28).

2 Que Deus nos  a sua graça e sua bênção, *
e sua face resplandeça sobre nós!
3 Que na terra se conheça o seu caminho *
e a sua salvação por entre os povos.

4 Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, *
que todas as nações vos glorifiquem!

5 Exulte de alegria a terra inteira, *
pois julgais o universo com justiça;
– os povos governais com retidão, *
e guiais, em toda a terra, as nações.

6 Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, *
que todas as nações vos glorifiquem!

7 A terra produziu sua colheita: *
o Senhor e nosso Deus nos abençoa.
8 Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, *
e o respeitem os confins de toda a terra!

Ant. Ó Senhor, que vossa face resplandeça sobre nós!

Leitura breve 2Cor 1,3-5

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação. Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que, com a consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que se acham em toda e qualquer aflição. Pois, à medida que os sofrimentos de Cristo crescem para nós, cresce também a nossa consolação por Cristo.

Responsório breve

R. O Senhor é minha força,
* Ele é o meu canto. R. O Senhor.
V. E tornou-se para mim, para mim o Salvador.
* Ele é. Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Lá do céu o Senhor poderoso virá:
tem nas mãos o domínio, o poder e a glória.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.  

Ant. Lá do céu o Senhor poderoso virá:
tem nas mãos o domínio, o poder e a glória.

Preces

Irmãos, celebremos nosso Salvador, a Testemunha fiel, nos mártires que deram a vida pela palavra de Deus; e digamos:

R. Com vosso sangue nos remistes, Senhor!

Por intercessão de vossos mártires que abraçaram livremente a morte para testemunharem a sua fé,
– dai-nos, Senhor, a verdadeira liberdade de espírito. R.

Por intercessão de vossos mártires, que proclamaram a fé, derramando o próprio sangue,
– dai-nos, Senhor, pureza e constância na fé.R.

Por intercessão de vossos mártires que, carregando a cruz, seguiram vossos passos,
– dai-nos, Senhor, suportar com coragem as dificuldades da vida. R.

Por intercessão de vossos mártires, que lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro,
– dai-nos, Senhor, vencer todas as ciladas da carne e do mundo. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

Oração

Ó Deus, que a intercessão da gloriosa virgem Santa Luzia reanime o nosso fervor, para que possamos hoje celebrar o seu martírio e contemplar um dia a sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

2 comentários em “Laudes – Memória de Santa Luzia, virgem e mártir”

  1. Mudou de opinião e foi.

    Vem, esposa de Cristo, receber a coroa que o Senhor te preparou para a eternidade.

    Oração do dia
    Ó Deus, que a intercessão da gloriosa virgem santa Luzia reanime o nosso fervor, para que possamos hoje celebrar o seu martírio e contemplar, um dia, a sua glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

    ‘ Porque João veio até vós, num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. ‘

    https://padrepauloricardo.org/episodios/o-corpo-e-puro-se-a-alma-e-limpa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *