Laudes – Memória de Santa Inês, virgem e mártir

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Hoje é natal de Santa Inês,
virgem a Cristo dedicada,
que hoje ao céu entrega o espírito,
no próprio sangue consagrada.

Madura já para o martírio,
mas não ainda aos esponsais,
vai ao suplício tão alegre
qual noiva às festas nupciais.

Devendo aos deuses incensar,
diz sem nenhuma hesitação:
‘Virgens a Cristo consagradas
lâmpadas tais não portarão.

Porque tal chama apaga a luz,
tal fogo a fé extinguirá.
Feri-me, e o sangue derramado
o seu braseiro apagará’.

Ei-la ferida, e quanta glória
do Rei divino recebeu!
Com suas vestes se envolvendo,
cai sobre a terra e voa ao céu.

Jesus nascido de uma Virgem,
louvor a vós, ó Sumo Bem,
com o Pai Santo e o Espírito,
hoje e nos séculos. Amém. Salmodia

Ant. 1 Meu Senhor Jesus Cristo colocou-me no dedo
o anel nupcial e a coroa de noiva na minha cabeça.

Salmo 62(63),2-9

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5).

2 Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! *
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós, †
minha carne também vos deseja, *
como terra sedenta e sem água!

3 Venho, assim, contemplar-vos no templo, *
para ver vossa glória e poder.
4 Vosso amor vale mais do que a vida: *
e por isso meus lábios vos louvam.

5 Quero, pois, vos louvar pela vida, *
e elevar para vós minhas mãos!
6 A minh’alma será saciada, *
como em grande banquete de festa;
– canta a alegria em meus lábios, *
ao cantar para vós meu louvor!

7 Penso em vós no meu leito, de noite, *
nas vilias suspiro por vós!
8 Para mim fostes sempre um socorro; *
de vossas asas à sombra eu exulto!
9 Minha alma se agarra em vós; *
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Meu Senhor Jesus Cristo colocou-me no dedo
o anel nupcial e a coroa de noiva na minha cabeça.

Ant. 2 Sou esposa do Senhor e Rei dos anjos;
admiram sua beleza o sol e a lua.

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional. 

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5).

57 Obras do Senhor, bendizei o Senhor, *
louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!
58 Céus do Senhor, bendizei o Senhor! *
59 Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!
Ou:
R. A Ele glória e louvor eternamente!)

60 Águas do alto céu, bendizei o Senhor! *
61 Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
62 Lua e sol, bendizei o Senhor! *
63 Astros e estrelas, bendizei o Senhor!

(R.)

64 Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor! *
65 Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
66 Fogo e calor, bendizei o Senhor! *
67 Frio e ardor, bendizei o Senhor!

(R.)

68 Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor! *
69 Geada e frio, bendizei o Senhor!
70 Gelos eneves, bendizei o Senhor! *
71 Noites e dias, bendizei o Senhor!

(R.)

72 Luzes e trevas, bendizei o Senhor! *
73 Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74 Ilhas e terra, bendizei o Senhor! *
Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

(R.)

75 Montes e colinas, bendizei o Senhor! *
76 Plantas da terra, bendizei o Senhor!
77 Mares e rios, bendizei o Senhor! *
78 Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!

(R.)

79 Baleias e peixes, bendizei o Senhor! *
80 Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
81 Feras e rebanhos, bendizei o Senhor! *
82 Filhos dos homens, bendizei o Senhor!

(R.)

83 Filhos de Israel, bendizei o Senhor! *
Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!
84 Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor! *
85 Servos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R.)

86 Almas dos justos, bendizei o Senhor! *
87 Santos e humildes, bendizei o Senhor!
88 Jovens Misael, Ananias e Azarias, *
louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

(R.)

– Ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo *
louvemos e exaltemos pelos culos sem fim!
56 Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus! *
Sois digno de louvor e de glória eternamente!

(R.)

No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai.

Ant. Sou esposa do Senhor e Rei dos anjos;
admiram sua beleza o sol e a lua.

Ant. 3 Alegrai-vos comigo, porque recebi,
na assembleia dos santos um trono de glória!

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio).

1 Cantai ao Senhor Deus um canto novo, *
e o seu louvor na assembléia dos fiéis!
2 Alegre-se Israel em Quem o fez, *
e Sião se rejubile no seu Rei!
3 Com danças glorifiquem o seu nome, *
toquem harpa e tambor em sua honra!

4 Porque, de fato, o Senhor ama seu povo *
e coroa com vitória os seus humildes.
5 Exultem os fiéis por sua glória, *
e cantando se levantem de seus leitos,
6 com louvores do Senhor em sua boca *
e espadas de dois gumes em sua mão,

7 para exercer sua vingança entre as nações *
e infligir o seu castigo entre os povos,
8 colocando nas algemas os seus reis, *
e seus nobres entre ferros e correntes,
9 para aplicar-lhes a sentença já escrita: *
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. 3 Alegrai-vos comigo, porque recebi,
na assembleia dos santos um trono de glória!

Leitura breve             2Cor 1,3-5


Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação. Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que, com a consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que se acham em toda e qualquer aflição. Pois, à medida que os sofrimentos de Cristo crescem para nós, cresce também a nossa consolação por Cristo.
 
Responsório breve


R. O Senhor a sustenta
* Com a luz de sua face. R.O Senhor.
V. Quem a pode abalar? Deus está junto a ela.
* Com a luz. Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79


Ant. 
Já contemplo Aquele a quem tanto eu buscava;
já possuo Aquele que há tempo esperava.
Estou unida no céu com Aquele a quem só
eu amei sobre a terra.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Já contemplo Aquele a quem tanto eu buscava;
já possuo Aquele que há tempo esperava.
Estou unida no céu com Aquele a quem só
eu amei sobre a terra.

Preces

Glorifiquemos a Cristo, esposo e prêmio das virgens; e lhe supliquemos com fé:

R. Jesus, prêmio das virgens, ouvi-nos!

Cristo, amado pelas santas virgens como único Esposo,
– concedei que nada nos separe do vosso amor. R.

Coroastes Maria, como Rainha das virgens;
– concedei-nos, por sua intercessão, que vos sirvamos sempre de coração puro. R.

Por intercessão de vossas servas, que a vós se consagraram de todo o coração para serem santas
de corpo e de alma;
– concedei que jamais a instável figura deste mundo nos afaste de vós. R.

Senhor Jesus, esposo por cuja vinda as virgens prudentes esperaram sem desanimar;
– concedei que vos aguardemos vigilantes na esperança. R.

Por intercessão de Santa Inês, uma das virgens sábias e prudentes,
– concedei-nos sabedoria e uma vida sem mancha. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, que escolheis as criaturas mais frágeis para confundir os poderosos, dai-nos, ao celebrar o martírio de Santa Inês, a graça de imitar sua constância na fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.