Laudes de Segunda-feira da 34ª Semana do Tempo Comum

0 comentário


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Eu, tão pobre, que farei?
Que patrono chamarei?
Nem o justo está seguro.

Rei tremendo em majestade,
que salvais só por piedade,
me salvai, fonte de graça.

Recordai, ó bom Jesus,
que por mim fostes à Cruz,
nesse dia me guardai.

A buscar-me, vos cansastes,
pela cruz me resgatastes,
tanta dor não seja vã.

Juiz justo no castigo,
sede bom para comigo,
perdoai-me nesse dia.

Pela culpa, se enrubesce
o meu rosto; ouvi a prece
e poupai-me, justo Deus.

Vós, ó Deus de majestade,
vivo esplendor da Trindade,
entre os eleitos nos contai.


Salmodia

Ant. 1 Quando terei a alegria de ver vossa face, Senhor?

Salmo 41(42)

Sede de Deus e saudades do templo

Quem tem sede, venha, e quem quiser, receba, de graça, a água da vida (Ap 22,17).

2 Assim como a corça suspira *
pelas águas correntes,
– suspira igualmente minh’alma *
por vós, ó meu Deus!

3 Minha alma tem sede de Deus, *
e deseja o Deus vivo.
– Quando terei a alegria de ver *
face de Deus?

4 O meu pranto é o meu alimento *
de dia e de noite,
– enquanto insistentes repetem: *
“Onde es o teu Deus?”

5 Recordo saudoso o tempo *
em que ia com o povo.
– Peregrino e feliz caminhando *
para a casa de Deus,
– entre gritos, louvor e alegria *
da multidão jubilosa.

6 Por que te entristeces, minh’alma, *
a gemer no meu peito?
– Espera em Deus! Louvarei novamente *
o meu Deus Salvador!

7 Minh’alma está agora abatida, *
e então penso em vós,
– do Jordão e das terras do Hermon *
e do monte Misar.

8 Como o abismo atrai outro abismo, *
ao fragor das cascatas,
– vossas ondas e vossas torrentes *
sobre mim se lançaram.

9 Que o Senhor me conceda de dia *
sua graça benigna
– e de noite, cantando, eu bendigo *
ao meu Deus, minha vida.

10 Digo a Deus: “Vós que sois meu amparo, *
por que me esqueceis?
– Por que ando tão triste e abatido *
pela opressão do inimigo?”

11 Os meus ossos se quebram de dor, *
ao insultar-me o inimigo;
– ao dizer cada dia de novo: *
Onde es o teu Deus?”

12 Por que te entristeces, minh’alma, *
a gemer no meu peito?
– Espera em Deus! Louvarei novamente *
o meu Deus Salvador!

Ant. Quando terei a alegria de ver vossa face, Senhor?

Ant. 2 Mostrai-nos, ó Senhor, vossa luz, vosso perdão!

Cântico Eclo 36,1-7.13-16

Súplica pela cidade santa, Jerusalém

A vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo (Jo 17,3).

1 Tende piedade e compaixão, Deus do universo, *
e mostrai-nos vossa luz, vosso perdão!
2 Espalhai vosso temor sobre as nações, *
sobre os povos que não querem procurar-vos,
– para que saibam que só vós é que sois Deus, *
e proclamem vossas grandes maravilhas.

3 Levantai a vossa mão contra os estranhos, *
para que vejam como é grande a vossa força.
4 Como em nós lhes demonstrastes santidade, *
assim mostrai-nos vossa glória através deles,
5 para que saibam e confessem como nós *
que não  um outro Deus, além de vós!

6 Renovai vossos prodígios e portentos, *
7 glorificai o vosso braço poderoso!
13 Reuni todas as tribos de Jacó, *
e recebam, como outrora, a vossa herança.

=14 Deste povo que é vosso, tende pena, †
e de Israel de quem fizestes primogênito, *
e a quem chamastes com o vosso próprio nome!
15 Apiedai-vos de Sião, vossa cidade, *
o lugar santificado onde habitais!
16 Enchei Jerusalém com vossos feitos, *
e vosso povo, com a luz de vossa glória!

Ant. Mostrai-nos, ó Senhor, vossa luz, vosso perdão!


Ant. 3 Sede bendito, Senhor, no mais alto dos céus.

Salmo 18 A(19)

Louvor ao Deus Criador

O sol que nasce do alto nos visitará, para dirigir nossos passos no caminho da paz (Lc 1,78.79).

2 Os céus proclamam a glória do Senhor, *
e o firmamento, a obra de suas mãos;
3 o dia ao dia transmite esta mensagem, *
a noite à noite publica esta notícia.

4 Não são discursos nem frases ou palavras, *
nem são vozes que possam ser ouvidas;
5 seu som ressoa e se espalha em toda a terra, *
chega aos confins do universo a sua voz.

6 Armou no alto uma tenda para o sol; *
ele desponta no céu e se levanta
– como um esposo do quarto nupcial, *
como um herói exultante em seu caminho.

7 De um extremo do céu põe-se a correr *
e vai traçando o seu rastro luminoso,
– até que possa chegar ao outro extremo, *
e nada pode fugir ao seu calor.

Ant. Sede bendito, Senhor, no mais alto dos céus.

Leitura breve Jr 15,16

Quando encontrei tuas palavras, alimentei-me; elas se tornaram para mim uma delícia e a alegria do coração, o modo como invocar teu nome sobre mim, Senhor Deus dos exércitos.

Responsório breve

R. Ó justos, alegrai-vos no Senhor!
* Aos retos fica bem glorifi-lo. R. Ó justos.
V. Cantai para o Senhor um canto novo. * Aos retos.
Glória ao Pai. R. Ó justos.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Bendito seja o Senhor Deus,
que visitou e libertou a nós que somos o seu povo.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Bendito seja o Senhor Deus,
que visitou e libertou a nós que somos o seu povo.

Preces

Demos graças a nosso Salvador, que fez de nós um povo de reis e sacerdotes para oferecermos sacrifícios agradáveis a Deus. Por isso o invoquemos:

R. Conservai-nos, Senhor, em vosso serviço!

Cristo, sacerdote eterno, que nos tornastes participantes do vosso sacerdócio santo,
– ensinai-nos a oferecer sempre sacrifícios espirituais agradáveis a Deus.

R.

Dai-nos os frutos do vosso Espírito:
– paciência, bondade, mansidão.

R.

Fazei que vos amemos acima de todas as coisas e pratiquemos o bem,
– para que nossas obras vos glorifiquem.

R.

Ajudai-nos a procurar sempre o bem dos nossos irmãos e irmãs,
– para que eles alcancem mais facilmente a salvação.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Senhor Deus todo-poderoso, que nos fizestes chegar ao começo deste dia, salvai-nos hoje com o vosso poder, para não cairmos em nenhum pecado e fazermos sempre a vossa vontade em nossos pensamentos, palavras e ações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.