Laudes de Sábado da IV Semana da Páscoa

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

A fiel Jerusalém
canta um hino triunfal,
celebrando, jubilosa,
Jesus Cristo, a Luz pascal.

A serpente é esmagada
pelo Cristo, leão forte,
que ressurge e chama à vida
os cativos pela morte.

Ele vence, refulgindo
de grandeza e majestade.
Ele faz de céus e terra
uma pátria de unidade.

Nosso canto suplicante
pede ao Rei ressuscitado
que receba no seu Reino
o seu povo consagrado.

Ó Jesus, do vosso povo
sede o júbilo pascal.
Dai aos novos pela graça
a vitória triunfal.

Glória a vós, Jesus invicto,
sobre a morte triunfante.
Com o Pai e o Santo Espírito
sois luz nova e radiante.

Salmodia

Ant. 1 Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, aleluia.

Salmo 91(92)

Louvor ao Deus Criador

Louvores se proclamam pelos feitos do Cristo (Sto. Atanásio).

2 Como é bom agradecermos ao Senhor *
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
3 Anunciar pela manhã vossa bondade, *
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
4 ao som da lira de dez cordas e da harpa, *
com canto acompanhado ao som da cítara.

5 Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos, *
e rejubilo de alegria em vossas obras.
6 Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, *
quão profundos são os vossos pensamentos!

7 Só o homem insensato não entende, *
só o estulto não percebe nada disso!
8 Mesmo que os ímpios floresçam como a erva, *
ou prosperem igualmente os malfeitores,
– são destinados a perder-se para sempre. *
9 Vós, porém, sois o Excelso eternamente!

=10 Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †
eis que os vossos inimigos vão perder-se, *
e os malfeitores serão todos dispersados.

11 Vós me destes toda a força de um touro, *
e sobre mim um óleo puro derramastes;
12 triunfante posso olhar meus inimigos, *
vitorioso escuto a voz de seus gemidos.

13 O justo crescerá como a palmeira, *
flori igual ao cedro que há no Líbano;
14 na casa do Senhor estão plantados, *
nos átrios de meu Deus florescerão.

15 Mesmo no tempo da velhice darão frutos, *
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
16 e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus: *
meu Rochedo, não existe nele o mal!”

Ant. Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, aleluia.

Ant. 2 Haverei de derramar sobre vós uma água pura. Aleluia.

Cântico Ez 36,24-28

Deus renovará o seu povo

Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles (Ap 21,3).

=24 Haverei de retirar-vos do meio das nações, †
haverei de reunir-vos de todos os países, *
e de volta eu levarei todos vós à vossa terra.

=25 Haverei de derramar sobre vós uma água pura, †
e de vossas imundícies sereis purificados; *
sim, sereis purificados de toda a idolatria.

=26 Dar-vos-ei um novo espírito e um novo coração; †
tirarei de vosso peito este coração de pedra, *
no lugar colocarei novo coração de carne.

=27 Haverei de derramar meu Esrito em vós †
e farei que caminheis obedecendo a meus preceitos, *
que observeis meus mandamentos e guardeis a minha Lei.

=28 E havereis de habitar aquela terra prometida, †
que nos tempos do passado eu doei a vossos pais, *
e sereis sempre o meu povo e eu serei o vosso Deus!

Ant. Haverei de derramar sobre vós uma água pura. Aleluia.

Ant. 3 Tudo é vosso, mas vós sois de Cristo
e Cristo é de Deus, aleluia.

Salmo 8

Majestade de Deus e dignidade do homem

Ele pôs tudo sob os seus pés, e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja (Ef 1,22).

2 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo!

– Desdobrastes nos céus vossa glória *
com grandeza, esplendor, majestade.
=3 O perfeito louvor vos é dado †
pelos bios dos mais pequeninos, *
de crianças que a mãe amamenta.

– Eis a força que opondes aos maus, *
reduzindo o inimigo ao silêncio.
4 Contemplando estes céus que plasmastes *
e formastes com dedos de artista;

– vendo a lua e estrelas brilhantes, *
5 perguntamos: “Senhor, que é o homem,
– para dele assim vos lembrardes *
e o tratardes com tanto carinho?”

6 Pouco abaixo de Deus o fizestes, *
coroando-o de glória e esplendor;
7 vós lhe destes poder sobre tudo, *
vossas obras aos pés lhe pusestes:

8 as ovelhas, os bois, os rebanhos, *
todo o gado e as feras da mata;
9 passarinhos e peixes dos mares, *
todo ser que se move nas águas.

10 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo!

Ant. Tudo é vosso, mas vós sois de Cristo
e Cristo é de Deus, aleluia.

Leitura breve        Rm 14,7-9 

Ninguém dentre nós vive para si mesmo ou morre para si mesmo. Se estamos vivos, é para o Senhor que vivemos; se morremos, é para o Senhor que morremos. Portanto, vivos ou mortos, pertencemos ao Senhor. Cristo morreu e ressuscitou exatamente para isto, para ser o Senhor dos mortos e dos vivos.

Responsório breve

R. O Senhor ressurgiu do sepulcro.* Aleluia, aleluia.
R. O Senhor.
V. Foi suspenso por nós numa cruz. * Aleluia, aleluia.
Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Quando vier o supremo Pastor de nossas almas
recebereis a coroa de glória imperecível. Aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Quando vier o supremo Pastor de nossas almas
recebereis a coroa de glória imperecível. Aleluia. 

Preces

Invoquemos a Cristo nosso Senhor, que nos deu a vida eterna; e peçamos de coração sincero: 

R.Enriquecei-nos, Senhor, com a graça da vossa ressur­reição! 

Pastor eterno, olhai com bondade para o vosso rebanho que desperta do sono da noite,
– e alimentai-nos com as riquezas de vossa palavra e de vosso pão.R.

Não permitais que sejamos arrebatados pelo lobo que devora e traídos pelo mercenário que foge,
– mas fazei-nos ouvir com fidelidade a voz do Bom Pastor. R. 

Vós, que estais sempre com os ministros do evangelho e confirmais a sua palavra com o poder da vossa graça,
– fazei que nossas palavras e ações neste dia proclamem fielmente a vossa ressurreição. R. 

Sede vós mesmo aquela alegria que ninguém pode arrancar do nosso coração,
– para que, livres da tristeza que é fruto do pecado, busquemos sempre a felicidade da vida eterna. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, fazei-nos viver sempre mais o mistério pascal para que, renovados pelo santo batismo, possamos, por vossa graça, produzir muitos frutos e chegar às alegrias da vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *