Laudes de Quarta-feira da 2ª Semana do Advento

0 comentário


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós.

Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado.

Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão.

E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor.

Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade.

Salmodia

Ant. 1 São santos, ó Senhor, vossos caminhos;
haverá deus que se compare ao nosso Deus?

Salmo 76(77)

Lembrando as maravilhas do Senhor

Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos (2Cor 4,8).

2 Quero clamar ao Senhor Deus em alta voz, *
em alta voz eu clamo a Deus: que ele me ouça!
=3 No meu dia de aflição busco o Senhor; †
sem me cansar ergo, de noite, as minhas mãos, *
e minh’alma não se deixa consolar.

4 Quando me lembro do Senhor, solto gemidos, *
e, ao recor-lo, minha alma desfalece.
5 Não me deixastes, ó meu Deus, fechar os olhos, *
e, perturbado, já nem posso mais falar!

6 Eu reflito sobre os tempos de outrora, *
e dos anos que passaram me recordo;
7 meu coração fica a pensar durante a noite, *
e de tanto meditar, eu me pergunto:

8 Será que Deus vai rejeitar-nos para sempre? *
E nunca mais nos há de dar o seu favor?
9 Por acaso, seu amor foi esgotado? *
Sua promessa, afinal, terá falhado?

10 Será que Deus se esqueceu de ter piedade? *
Será que a ira lhe fechou o coração?
11 Eu confesso que é esta a minha dor: *
“A mão de Deus não é a mesma: está mudada!”

12 Mas, recordando os grandes feitos do passado, *
vossos progios eu relembro, ó Senhor;
13 eu medito sobre as vossas maravilhas *
e sobre as obras grandiosas que fizestes.

14 São santos, ó Senhor, vossos caminhos! *
Haverá deus que se compare ao nosso Deus?
15 Sois o Deus que operastes maravilhas, *
vosso poder manifestastes entre os povos.
16 Com vosso braço redimistes vosso povo, *
os filhos de Jacó e de José.

17 Quando as águas, ó Senhor, vos avistaram, *
elas tremeram e os abismos se agitaram
=18 e as nuvens derramaram suas águas, †
a tempestade fez ouvir a sua voz, *
por todo lado se espalharam vossas flechas.

=19 Ribombou a vossa voz entre trovões, †
vossos raios toda a terra iluminaram, *
a terra inteira estremeceu e se abalou.

=20 Abriu-se em pleno mar vosso caminho †
e a vossa estrada, pelas águas mais profundas; *
mas ninguém viu os sinais dos vossos passos.
21 Como um rebanho conduzistes vosso povo *
e o guiastes por Moisés e Aarão.

Ant. São santos, ó Senhor, vossos caminhos;
haverá deus que se compare ao nosso Deus?


Ant. 2 Exulta no Senhor meu coração.
É ele quem exalta os humilhados.

Cântico 1Sm 2,1-10

Os humildes se alegram em Deus

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos (Lc 1,52-53).

1 Exulta no Senhor meu coração, *
e se eleva a minha fronte no meu Deus;
– minha boca desafia os meus rivais *
porque me alegro com a vossa salvação.

2 Não há santo como é santo o nosso Deus, *
ninguém é forte à semelhança do Senhor!
3 Não faleis tantas palavras orgulhosas, *
nem profiram arrogâncias vossos lábios!

– Pois o Senhor é o nosso Deus que tudo sabe. *
Ele conhece os pensamentos mais ocultos.
4 O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, *
mas os fracos se vestiram de vigor.

5 Os saciados se empregaram por um pão, *
mas os pobres e os famintos se fartaram.
– Muitas vezes deu à luz a que era estéril, *
mas a mãe de muitos filhos definhou.

6 É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, *
faz descer à sepultura e faz voltar;
7 é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, *
é o Senhor quem nos humilha e nos exalta.

8 O Senhor ergue do pó o homem fraco, *
e do lixo ele retira o indigente,
– para fa-los assentar-se com os nobres *
num lugar de muita honra e distinção.

– As colunas desta terra lhe pertencem, *
e sobre elas assentou o universo.
9 Ele vela sobre os passos de seus santos, *
mas os ímpios se extraviam pelas trevas.

10 Ninguém triunfa se apoiando em suas forças; *
os inimigos do Senhor serão vencidos;
– sobre eles faz troar o seu trovão, *
o Senhor julga os confins de toda a terra.

– O Senhor dará a seu Rei a realeza *
e exalta o seu Ungido com poder.

Ant. Exulta no Senhor meu coração.
É ele quem exalta os humilhados.

Ant. 3 Deus é Rei! Exulte a terra de alegria! †

Salmo 96(97)

A glória do Senhor como juiz

Este salmo expressa a salvação do mundo e a fé dos povos todos em Deus (Sto. Atanásio).

1 Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, *
† e as ilhas numerosas rejubilem!
2 Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, *
que se apóia na justiça e no direito.
3 Vai um fogo caminhando à sua frente *
e devora ao redor seus inimigos.

4 Seus relâmpagos clareiam toda a terra; *
toda a terra ao contemplá-los estremece.
5 As montanhas se derretem como cera *
ante a face do Senhor de toda a terra;
6 e assim proclama o céu sua justiça, *
todos os povos podem ver a sua glória.

=7 “Os que adoram as estátuas se envergonhem †
e os que põem a sua glória nos seus ídolos; *
aos pés de Deus vêm se prostrar todos os deuses!”
=8 Sião escuta transbordante de alegria, †
e exultam as cidades de Judá, *
porque são justos, ó Senhor, vossos juízos!

=9 Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, †
muito acima do universo que criastes, *
e de muito superais todos os deuses.
=10 O Senhor ama os que detestam a maldade, †
ele protege seus fiéis e suas vidas, *
e da mão dos pecadores os liberta.

11 Uma luz já se levanta para os justos, *
e a alegria, para os retos corações.
12 Homens justos, alegrai-vos no Senhor, *
celebrai e bendizei seu santo nome!

Ant. Deus é Rei! Exulte a terra de alegria!

Leitura breve             Is 7,14b-15


Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel; ele se alimentará de manteiga e mel até quando aprender a fugir do mal e a procurar o bem.

Responsório breve


R. O Senhor é contigo, ó Maria,
* Alegra-te, cheia de graça. R. O Senhor.
V. Ele voltou seu olhar para ti: realizou toda a sua esperança.
* Alegra-te. Glória ao Pai. R. O Senhor.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

 Sobre o trono de Davi
o Messias reinará eternamente. Aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


ant. Sobre o trono de Davi
o Messias reinará eternamente. Aleluia.

Preces

Supliquemos, irmãos caríssimos, a nosso Senhor Jesus Cristo, que em sua misericórdia vem nos visitar; e alegres repitamos:

R. Vinde, Senhor Jesus!

Vós, que viestes do seio do Pai para vos revestirdes da nossa carne mortal,
– livrai de toda mancha do pecado a nossa natureza enfraquecida.

Vós, que, quando vierdes, havereis de manifestar vossa glória nos eleitos,
– mostrai agora, neste advento, a vossa clemência e bondade para com os pecadores. R.

Senhor Jesus Cristo, a alegria de nossa alma é vos louvar;
– visitai-nos com a vossa salvação. R.

Vós, que iluminastes os caminhos de nossa vida com a luz da fé,
– fazei que sempre vos agrademos pelas obras de justiça e fidelidade.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Ó Deus todo-poderoso, que nos mandais preparar o caminho do Cristo Senhor, fazei que, confortados pela presença do divino médico, nenhuma fraqueza possa abater-nos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *