Laudes da Memória de São Bonifácio.

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

No céu refulge a aurora
e nasce um novo dia.
As trevas se dissipem:
a luz nos alumia.

Bem longe os fantasmas,
os sonhos e ilusões!
Do mal que vem das trevas
quebremos os grilhões.

Na aurora derradeira
possamos, preparados,
cantar de Deus a glória,
na sua luz banhados.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho seu também,
e ao Divino Espírito
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 A vós dirijo os meus olhos já bem antes da aurora.

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei (Jo 15,12).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. A vós dirijo os meus olhos já bem antes da aurora.

Ant. 2 O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar,
pois foi ele neste dia para mim libertação!

Cântico Ex 15,1-4b.8-13.17-18

Hino de vitória após a passagem do Mar Vermelho

Todos aqueles que saíram vitoriosos do confronto com a besta, entoavam o cântico de Moisés, o servo de Deus (cf. Ap 15,2-3).

1 Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar a sua glória: *
precipitou no mar Vermelho o cavalo e o cavaleiro!
2 O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar, *
pois foi ele neste dia para mim libertação!

= Ele é meu Deus e o louvarei, Deus de meu pai e o honrarei.†
3 O Senhor é um Deus guerreiro, o seu nome é “Onipotente”:*
4 os soldados e os carros do Faraó jogou no mar.

=8 Ao soprar a vossa ira amontoaram-se as águas, †
levantaram-se as ondas e formaram uma muralha, *
e iveis se fizeram, em meio ao mar, as grandes vagas.

=9 O inimigo tinha dito: “Hei de segui-los e alcançá-los! †
Repartirei os seus despojos e minh’alma saciarei; *
arrancarei da minha espada e minha mão os matará!”
10 Mas soprou o vosso vento, e o mar os recobriu; *
afundaram como chumbo entre as águas agitadas.

=11 Quem se igual a vós, entre os fortes, ó Senhor? †
Quem se igual a vós, tão ilustre em santidade, *
tão tervel em proezas, em progios glorioso?

=12 Estendestes vossa mão, e a terra os devorou; †
13 mas o povo libertado conduzistes com carinho *
e o levastes com poder à vossa santa habitação.

17 Vós, Senhor, o levareis e o plantareis em vosso monte,*
no lugar que preparastes para a vossa habitação,
– no Santuário construído pelas vossas próprias mãos. *
18 O Senhor há de reinar eternamente, pelos séculos!

Ant. O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar,
pois foi ele neste dia para mim libertação!

Ant. 3 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes! †

Salmo 116(117)

Louvor ao Deus misericordioso

Eu digo: … os pagãos glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia (Rm 15,8.9).

1 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, *
† povos todos, festejai-o!
2 Pois comprovado é seu amor para conosco, *
para sempre ele é fiel!

Ant. Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes!

Leitura breve 2Pd 1,10-11

Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será largamente proporcionado o acesso ao reino eterno de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

Responsório breve

R. A vós grito, ó Senhor, a vós clamo
* E vos digo: Sois vós meu abrigo! R. A vós grito.

V. Minha herança na terra dos vivos. * E vos digo.
Glória ao PaiR. A vós grito.

Cântico evangélico, ant.

Ant. Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.

Preces

Bendigamos a Cristo que se fez em tudo semelhante a seus irmãos para ser um sumo-sacerdote fiel e misericordioso junto de Deus, em nosso favor. Peçamos-lhe, dizendo:

R. Dai-nos, Senhor, as riquezas da vossa graça!

Sol de justiça, que no batismo nos destes a luz da vida,
– nós vos consagramos este novo dia.

Nós vos bendiremos em cada momento deste dia,
– e glorificaremos vosso nome em todas as nossas ações.

R.

Vós, que tivestes por mãe a Virgem Maria, sempre dócil à vossa palavra,
– dirigi hoje os nossos passos segundo a vossa vontade.

R.

Concedei-nos que, enquanto peregrinamos em meio às coisas deste mundo passageiro, aspiremos à imortalidade celeste,
– e que, pela fé, esperança e caridade, saboreemos desde já as alegrias do vosso reino.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…

Oração

Interceda por nós, ó Deus, o mártir São Bonifácio, para que guardemos fielmente e proclamemos em nossas obras a fé que ele ensinou com a sua palavra e testemunhou com o seu sangue. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *