II Vésperas – 4º Domingo do Advento

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

Hino

Recebe, Virgem Maria, 
no casto seio materno,
dos céus, o Verbo Divino 
vindo da boca do Eterno.

Fecunda, a sombra do Espírito
do alto céu te ilumina,
para gerares um Filho
de natureza divina.

A porta santa do templo
eternamente fechado,
feliz e pronta se abre, 
somente ao Rei esperado.

Desceu à terra o Senhor,
por Gabriel anunciado; 
promessa antiga aos profetas, 
antes da aurora gerado.

Exulta o coro dos anjos,
a terra canta louvor:
Para salvar os perdidos, 
humilde, vem o Senhor.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a Vós e ao Pai toda a glória,
Com o Espírito Santo:
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. 1 Contemplai o Senhor! Quão glorioso ele vem!
Para os povos salvar ele entra no mundo.

Salmo 109(110),1-5.7


O Messias, Rei e Sacerdote

É preciso que ele reine, até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés (1Cor 15,25).

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
‘Assenta-te ao meu lado direito
– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!’

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
‘Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!’

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
‘Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!’

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
‘No dia da ira esmagarás os reis da terra!
7 Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!’

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Contemplai o Senhor! Quão glorioso ele vem!
Para os povos salvar ele entra no mundo.



Ant. 2 Será plano o caminho e reto o que é torto.
Vinde a nós, ó Senhor, sem tardar. Aleluia.

Salmo 111(112)


A felicidade do justo

Vivei como filhos da luz. E o fruto da luz chama-se: bondade, justiça, verdade (Ef 5,8-9).

1 Feliz o homem que respeita o Senhor *
e que ama com carinho a sua lei!
2 Sua descendência será forte sobre a terra, *
abençoada a geração dos homens retos!

3 Haverá glória e riqueza em sua casa, *
e permanece para sempre o bem que fez.
4 Ele é correto, generoso e compassivo, *
como luz brilha nas trevas para os justos.

5 Feliz o homem caridoso e prestativo, *
que resolve seus negócios com justiça.
6 Porque jamais vacilará o homem reto, *
sua lembrança permanece eternamente!

7 Ele não teme receber notícias más: *
confiando em Deus, seu coração está seguro.
8 Seu coração está tranquilo e nada teme, *
e confusos há de ver seus inimigos.

=9 Ele reparte com os pobres os seus bens, †
permanece para sempre o bem que fez, *
e crescerão a sua glória e seu poder.

=10 O ímpio, vendo isto, se enfurece, †
range os dentes e de inveja se consome; *
mas os desejos do malvado dão em nada.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Será plano o caminho e reto o que é torto.
Vinde a nós, ó Senhor, sem tardar. Aleluia.



Ant. 3 Será grande o seu poder, e a paz não terá fim. Aleluia.

No cântico seguinte dizem-se os Aleluias entre parênteses somente quando se canta; na recitação, basta
dizer os Aleluias no começo, entre as estrofes e no fim.

Cântico Cf. Ap 19,1-2.5-7

As núpcias do Cordeiro

= Aleluia, (Aleluia!).

1 Ao nosso Deus a salvação, *
honra, glória e poder! (Aleluia!).
2 Pois são verdade e justiça *
os juízos do Senhor.
R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
5 Celebrai o nosso Deus, *
servidores do Senhor! (Aleluia!).
– E vós todos que o temeis, *
vós os grandes e os pequenos!
R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
6 De seu reino tomou posse *
nosso Deus onipotente! (Aleluia!).
7 Exultemos de alegria, *
demos glória ao nosso Deus!
R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
Eis que as núpcias do Cordeiro *
redivivo se aproximam! (Aleluia!).
– Sua Esposa se enfeitou, *
se vestiu de linho puro.
R. Aleluia, (Aleluia!).

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Será grande o seu poder, e a paz não terá fim. Aleluia.

Leitura breve             Fl 4,4-5

Alegrai-vos sempre no Senhor; eu repito, alegrai-vos. Que a vossa bondade seja conhecida de todos os homens! O Senhor está próximo!
 

Responsório breve

R. Alegremo-nos, todos, no Senhor!
* Alegremo-nos, pois ele está bem perto! 
R. Alegremo-nos.
V. A justiça andará na sua frente,
e a salvação no vestígio de seus passos. * Alegremo-nos.
 Pai. R. Alegremo-nos.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Ó Raiz de Jessé, ó estandarte,
levantado em sinal para as nações!
Ante vós se calarão os reis da terra,
e as nações implorarão misericórdia:
Vinde salvar-nos! Libertai-nos sem demora!

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os ..ulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ó Raiz de Jessé, ó estandarte,
levantado em sinal para as nações!
Ante vós se calarão os reis da terra,
e as nações implorarão misericórdia:
Vinde salvar-nos! Libertai-nos sem demora!

Preces

Imploremos, irmãos e irmãs caríssimos, a Cristo Redentor, que veio salvar a humanidade; e digamos confiantes:

R. Vinde, Senhor Jesus!

Senhor Jesus Cristo, que pelo mistério da encarnação revelastes aos seres humanos a glória da vossa divindade,
– dai vida ao mundo com a vossa vinda. R.

Vós, que assumistes a fragilidade da natureza humana,
– concedei-nos vossa misericórdia. R.

Vós, que, na primeira vez, viestes humilde, para remir o mundo de seus pecados,
– quando vierdes novamente, absolvei-nos de toda culpa. R.

Vós, que viveis eternamente e tudo governais com justiça,
– por vossa bondade, fazei-nos alcançar a herança prometida. R.

(intenções livres)

Vós, que estais sentado à direita do Pai,
– alegrai as almas dos nossos defuntos com a luz da vossa face.

Pai nosso.

Oração

Derramai ó Deus a vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do Anjo a encarnação do vosso Filho, cheguemos, por sua paixão e cruz, à glória da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.