I Vésperas do III Domingo da Quaresma

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

Hino

Ficai presente agora à Igreja,
ficai presente à penitência,
pela qual vos suplicamos
para os pecados indulgência.

Por vossa graça, perdoai
as nossas culpas do passado;
contra as futuras protegei-nos,
manso Jesus, Pastor amado,

Para que nós, purificados
por esses ritos anuais,
nos preparemos, reverentes,
para gozar os dons pascais.

Todo o universo vos adore,
Trindade Santa, Sumo Bem.
Novos, por graça, vos cantemos
um canto novo e belo. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Convertei-vos e crede no Evangelho.

Salmo 112(113)

O nome do Senhor é digno de louvor

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

1 Louvai, louvai, ó servos do Senhor, *
louvai, louvai o nome do Senhor!
2 Bendito seja o nome do Senhor, *
agora e por toda a eternidade!
3 Do nascer do sol até o seu ocaso, *
louvado seja o nome do Senhor!

4 O Senhor está acima das nações, *
sua glória vai além dos altos céus.
=5 Quem pode comparar-se ao nosso Deus, †
ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono *
6 e se inclina para olhar o céu e a terra?

7 Levanta da poeira o indigente *
e do lixo ele retira o pobrezinho,
8 para fa-lo assentar-se com os nobres, *
assentar-se com os nobres do seu povo.
9 Faz a esril, mãe feliz em sua casa, *
vivendo rodeada de seus filhos.

Ant. Convertei-vos e crede no Evangelho.


Ant. 2 Eu vos oferto um sacrifício de louvor,
invocando o nome santo do Senhor!

Salmo 115(116 B)

Ação de graças no templo

Por meio de Jesus, ofereçamos a Deus um perene sacrifício de louvor (Hb 13,15).

10 Guardei a minha , mesmo dizendo: *
“É demais o sofrimento em minha vida!”
11 Confiei, quando dizia na aflição: *
“Todo homem é mentiroso! Todo homem!”

12 Que poderei retribuir ao Senhor Deus *
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
13 Elevo o lice da minha salvação, *
invocando o nome santo do Senhor.
14 Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido.

15 É sentida por demais pelo Senhor *
morte de seus santos, seus amigos.
=16 Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, †
vosso servo que nasceu de vossa serva; *
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

17 Por isso oferto um sacrifício de louvor, *
invocando o nome santo do Senhor.
18 Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido;
19 nos átrios da casa do Senhor, *
em teu meio, ó cidade de Sião!

Ant. Eu vos oferto um sacrifício de louvor,
invocando o nome santo do Senhor!


Ant. 3 Ninguém poderá tirar-me a vida,
mas eu mesmo a ofereço e a retomo.

Cântico Fl 2,6-11

Cristo, o Servo de Deus

=6 Embora fosse de divina condição, †
Cristo Jesus não se apegou ciosamente *
a ser igual em natureza a Deus Pai.

(R. Jesus Cristo é Senhor para a glória de Deus Pai!)

=7 Porém esvaziou-se de sua glória †
e assumiu a condição de um escravo, *
fazendo-se aos homens semelhante.

(R.)

= Reconhecido exteriormente como homem, †
8 humilhou-se, obedecendo até à morte, *
até à morte humilhante numa cruz.

(R.)

=9 Por isso Deus o exaltou sobremaneira †
e deu-lhe o nome mais excelso, mais sublime, *
e elevado muito acima de outro nome.

(R.)

=10 Para que perante o nome de Jesus †
se dobre reverente todo joelho, *
seja nos céus, seja na terra ou nos abismos.

(R.)

=11 E toda língua reconheça, confessando, †
para a glória de Deus Pai e seu louvor: *
“Na verdade Jesus Cristo é o Senhor!”

(R.)

Ant. 3 Ninguém poderá tirar-me a vida,
mas eu mesmo a ofereço e a retomo.

Leitura breve             2Cor 6,1-4a
Nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi e no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação. Não damos a ninguém nenhum motivo de escândalo, para que o nosso ministério não seja desacreditado. Mas em tudo nos recomendamos como ministros de Deus.

Responsório breve
R. Eis o tempo favorável,
* Eis o dia da salvação! R. Eis o tempo.
V. Reuni-vos, resgatados das nações,
vinde, aproximai-vos! * Eis o dia.
Glória ao Pai. R. Eis o tempo.

Cântico evangélico, ant. Tirai daqui essas coisas!
Não façais, diz Jesus, da casa do meu Pai,
uma casa de comércio!

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor * 
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.


Ant. Tirai daqui essas coisas!
Não façais, diz Jesus, da casa do meu Pai
uma casa de comércio!

Preces
Demos glória a Cristo Jesus, que se fez nosso mestre, exemplo e irmão; e supliquemos, dizendo:

R. Renovai, Senhor, o vosso povo!

Senhor Jesus, que vos tornastes semelhante a nós em tudo, exceto no pecado, ensinai-nos a alegrar-nos com os que se alegram e a chorar com os que choram,
– para que a nossa caridade aumente cada vez mais. R.

Ensinai-nos a matar a vossa fome nos que têm fome,
– e a saciar a vossa sede nos que têm sede. R.

Vós que ressuscitastes Lázaro do sono da morte,
– fazei que voltem à vida, pela fé e a penitência, os que estão mortos pelo pecado. R.

Aumentai o número dos que querem seguir mais de perto o vosso caminho de perfeição,
– a exemplo da bem-aventurada Virgem Maria e dos Santos. R.

(intenções livres)

Concedei aos nossos irmãos e irmãs falecidos a glória da ressurreição,
– para que gozem eternamente do vosso amor R.

Pai nosso.

 

Oração

Ó Deus, fonte de toda misericórdia e de toda bondade, vós nos indicastes o jejum, a esmola e a oração como remédio contra o pecado. Acolhei esta confissão da nossa fraqueza para que, humilhados pela consciência de nossas faltas, sejamos confortados pela vossa misericórdia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.