Hora Terça – Quinta-feira da 25ª Semana do Tempo Comum

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Salmo 118(119),17-24

III (Ghimel)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4,34).

17 Sede bom com vosso servo, e viverei, *
e guardarei vossa palavra, ó Senhor.
18 Abri meus olhos, e então contemplarei *
as maravilhas que encerra a vossa lei!

19 Sou apenas peregrino sobre a terra, *
de mim não oculteis vossos preceitos!
20 Minha alma se consome o tempo todo *
em desejar as vossas justas decisões.

21 Ameaçais os orgulhosos e os malvados; *
maldito seja quem transgride a vossa lei!
22 Livrai-me do insulto e do desprezo, *
pois eu guardo as vossas ordens, ó Senhor.

23 Que os poderosos reunidos me condenem; *
o que me importa é o vosso julgamento!
24 Minha alegria é a vossa Aliança, *
meus conselheiros são os vossos mandamentos.

Ant. Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Ant. 2 Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Salmo 24(25)

Prece de perdão e confiança

A esperança não decepciona (Rm 5,5).

I

=1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, †
2 em vós confio: que eu não seja envergonhado *
nem triunfem sobre mim os inimigos!
3 Não se envergonha quem em vós põe a esperança, *
mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

4 Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, *
e fazei-me conhecer a vossa estrada!
=5 Vossa verdade me oriente e me conduza, †
porque sois o Deus da minha salvação; *
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!

6 Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura *
e a vossa compaixão que são eternas!
7 Não recordeis os meus pecados quando jovem, *
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!
– De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia *
e sois bondade sem limites, ó Senhor!

8 O Senhor é piedade e retidão, *
e reconduz ao bom caminho os pecadores.
9 Ele dirige os humildes na justiça, *
e aos pobres ele ensina o seu caminho.

10 Verdade e amor são os caminhos do Senhor *
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.
11 Ó Senhor, por vosso nome e vossa honra, *
perdoai os meus pecados que são tantos!

Ant. Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Ant. 3 Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

II

12 Qual é o homem que respeita o Senhor? *
Deus lhe ensina os caminhos a seguir.
13 Será feliz e viverá na abundância, *
e os seus filhos herdarão a nova terra.
14 O Senhor se torna íntimo aos que o temem *
e lhes  a conhecer sua Aliança.

15 Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, *
pois ele tira os meus pés das armadilhas.
16 Voltai-vos para mim, tende piedade, *
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

17 Aliviai meu coração de tanta angústia, *
e libertai-me das minhas aflições!
18 Considerai minha miséria e sofrimento *
e concedei vosso perdão aos meus pecados!

19 Olhai meus inimigos que são muitos, *
e com que ódio violento eles me odeiam!
20 Defendei a minha vida e libertai-me; *
em vós confio, que eu não seja envergonhado!

21 Que a retidão e a inocência me protejam, *
pois em vós eu coloquei minha esperança!
22 Libertai, ó Senhor Deus, a Israel *
de toda sua angústia e aflição!

Ant. Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

Leitura breve Am 4,13

Ei-lo que forma as montanhas e cria o vento, e transmite ao homem seu pensamento, faz a aurora e a escuridão e caminha pelas alturas da terra: o seu nome é Senhor, Deus dos exércitos.

V. Obras todas do Senhor, bendizei o Senhor,

R. Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

Oração

Ó Deus, que unis os corações dos vossos fiéis num só desejo, dai ao vosso povo amar o que ordenais e esperar o que prometeis, para que, na instabilidade deste mundo, fixemos os nossos corações onde se encontram as verdadeiras alegrias. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Salmo 118(119),17-24

III (Ghimel)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4,34).

17 Sede bom com vosso servo, e viverei, *
e guardarei vossa palavra, ó Senhor.
18 Abri meus olhos, e então contemplarei *
as maravilhas que encerra a vossa lei!

19 Sou apenas peregrino sobre a terra, *
de mim não oculteis vossos preceitos!
20 Minha alma se consome o tempo todo *
em desejar as vossas justas decisões.

21 Ameaçais os orgulhosos e os malvados; *
maldito seja quem transgride a vossa lei!
22 Livrai-me do insulto e do desprezo, *
pois eu guardo as vossas ordens, ó Senhor.

23 Que os poderosos reunidos me condenem; *
o que me importa é o vosso julgamento!
24 Minha alegria é a vossa Aliança, *
meus conselheiros são os vossos mandamentos.

Ant. Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Ant. 2 Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Salmo 24(25)

Prece de perdão e confiança

A esperança não decepciona (Rm 5,5).

I

=1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, †
2 em vós confio: que eu não seja envergonhado *
nem triunfem sobre mim os inimigos!
3 Não se envergonha quem em vós põe a esperança, *
mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

4 Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, *
e fazei-me conhecer a vossa estrada!
=5 Vossa verdade me oriente e me conduza, †
porque sois o Deus da minha salvação; *
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!

6 Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura *
e a vossa compaixão que são eternas!
7 Não recordeis os meus pecados quando jovem, *
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!
– De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia *
e sois bondade sem limites, ó Senhor!

8 O Senhor é piedade e retidão, *
e reconduz ao bom caminho os pecadores.
9 Ele dirige os humildes na justiça, *
e aos pobres ele ensina o seu caminho.

10 Verdade e amor são os caminhos do Senhor *
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.
11 Ó Senhor, por vosso nome e vossa honra, *
perdoai os meus pecados que são tantos!

Ant. Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Ant. 3 Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

II

12 Qual é o homem que respeita o Senhor? *
Deus lhe ensina os caminhos a seguir.
13 Será feliz e viverá na abundância, *
e os seus filhos herdarão a nova terra.
14 O Senhor se torna íntimo aos que o temem *
e lhes  a conhecer sua Aliança.

15 Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, *
pois ele tira os meus pés das armadilhas.
16 Voltai-vos para mim, tende piedade, *
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

17 Aliviai meu coração de tanta angústia, *
e libertai-me das minhas aflições!
18 Considerai minha miséria e sofrimento *
e concedei vosso perdão aos meus pecados!

19 Olhai meus inimigos que são muitos, *
e com que ódio violento eles me odeiam!
20 Defendei a minha vida e libertai-me; *
em vós confio, que eu não seja envergonhado!

21 Que a retidão e a inocência me protejam, *
pois em vós eu coloquei minha esperança!
22 Libertai, ó Senhor Deus, a Israel *
de toda sua angústia e aflição!

Ant. Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

Leitura breve Am 4,13

Ei-lo que forma as montanhas e cria o vento, e transmite ao homem seu pensamento, faz a aurora e a escuridão e caminha pelas alturas da terra: o seu nome é Senhor, Deus dos exércitos.

V. Obras todas do Senhor, bendizei o Senhor,

R. Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

Oração

Ó Deus, que unis os corações dos vossos fiéis num só desejo, dai ao vosso povo amar o que ordenais e esperar o que prometeis, para que, na instabilidade deste mundo, fixemos os nossos corações onde se encontram as verdadeiras alegrias. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *