Hora Terça – Quarta-feira da 31ª Semana do Tempo Comum

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Quem me segue não caminha em meio às trevas,
mas te a luz da vida, diz Jesus.

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.
106 Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!
108 Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.
110 Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!
112 Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Ant. Quem me segue não caminha em meio às trevas,
mas te a luz da vida, diz Jesus.

Ant. 2 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!
3 Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!
4 Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;
– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!
– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Ant. Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Ant. 3 O Senhor não julga pela aparência,
mas com toda a justiça e eqüidade.

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;
4 mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!
6 Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;
8 mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;
– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.
11 “A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. O Senhor não julga pela aparência,
mas com toda a justiça e eqüidade.

Leitura breve 1Cor 13,4-7

A caridade é paciente, é benigna; não é invejosa, não é vaidosa, não se ensoberbece; não faz nada de inconveniente, não é interesseira, não se encoleriza, não guarda rancor; não se alegra com a iniqüidade, mas regozija-se com a verdade. Suporta tudo, crê tudo, espera tudo, desculpa tudo.

V. Exulte todo aquele que vos busca.

R. E possa dizer sempre: Deus é grande!

Oração

Senhor, nosso Pai, Deus santo e fiel, que enviastes o Espírito prometido por vosso Filho, para reunir os seres humanos divididos pelo pecado, fazei-nos promover no mundo os bens da unidade e da paz. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *