Hora Sexta – Quarta-feira da 28ª Semana do Tempo Comum

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Naquele que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado (1Jo 2,5).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me,
pois espero confiante em vossa lei!

Ant. 2 Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Salmo 93(94)

O Senhor faz justiça

O Senhor se vinga de tudo:… pois Deus não nos chamou à impureza, mas à santidade (cf. 1Ts 4,6-7).

I

1 Senhor Deus justiceiro, brilhai, *
revelai-vos, ó Deus vingador!
2 Levantai-vos, Juiz das nações, *
e pagai seu salário aos soberbos!

3 Até quando os injustos, Senhor, *
até quando haverão de vencer?
4 Arrogantes derramam insultos *
e se gabam do mal que fizeram.

5 Eis que oprimem, Senhor, vosso povo *
e humilham a vossa herança;
6 estrangeiro e viúva trucidam, *
e assassinam o pobre e o órfão!

7 Eles dizem: “O Senhor não nos vê *
e o Deus de Jacó não percebe!”
8 Entendei, ó estultos do povo; *
insensatos, quando é que vereis?

9 O que fez o ouvido, não ouve? *
Quem os olhos formou, não verá?
10 Quem educa as nações, não castiga? *
Quem os homens ensina, não sabe?
11 Ele sabe o que pensam os homens: *
pois um nada é o seu pensamento!

Ant. Deus sabe o que pensam os homens:
pois um nada é o seu pensamento.

Ant. 3 Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

II

12 É feliz, ó Senhor, quem formais *
e educais nos caminhos da Lei,
13 para dar-lhe um alívio na angústia, *
quando ao ímpio se abre uma cova.

14 O Senhor não rejeita o seu povo *
e não pode esquecer sua herança:
15 voltarão a juízo as sentenças; *
quem é reto andará na justiça.

16 Quem por mim contra os maus se levanta *
e a meu lado estará contra eles?
17 Se o Senhor não me desse uma ajuda, *
no silêncio da morte estaria!

18 Quando eu penso: “Estou quase caindo!” *
Vosso amor me sustenta, Senhor!
19 Quando o meu coração se angustia, *
consolais e alegrais minha alma.

=20 Pode acaso juntar-se convosco †
o impostor tribunal da injustiça, *
que age mal, tendo a lei por pretexto?
21 Eles podem agir contra o justo, *
condenando o inocente a morrer:

22 Para mim o Senhor, com certeza, *
é regio, é abrigo, é rochedo!
=23 O Senhor, nosso Deus, os arrasa, †
faz voltar contra eles o mal, *
24 sua própria maldade os condena.

Ant. Para mim o Senhor, com certeza,
é regio, é abrigo, é rochedo.

Leitura breve Cl 3,17

Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai.

V. Eu oferto um sacricio de louvor,
R. Invocando o nome santo do Senhor.

Oração

Deus onipotente e misericordioso, que nos dais novo alento no meio deste dia, olhai com bondade os trabalhos começados e, perdoando nossas faltas, fazei que eles atinjam os fins que vos agradam. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *