Hora Nona de Sexta-feira da Oitava da Páscoa (Oração das Quinze Horas)

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Se com Cristo ressurgistes,
procurai o que é do alto. Aleluia.

Salmo 118(119),25-32

IV (Daleth)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Ao entrar no mundo, afirma: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade (Hb 10,5.7).



25 A minha alma está prostrada na poeira, *
vossa palavra me devolva a minha vida!
26 Eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

27 Fazei-me conhecer vossos caminhos, *
e então meditarei vossos prodígios!
28 A minha alma chora e geme de tristeza, *
vossa palavra me console e reanime!

29 Afastai-me do caminho da mentira *
e dai-me a vossa lei como um presente!
30 Escolhi seguir a trilha da verdade, *
diante de mim eu coloquei vossos preceitos.

31 De coração quero apegar-me à vossa lei; *
ó Senhor, não me deixeis desiludido!
32 De vossos mandamentos corro a estrada, *
porque vós me dilatais o coração.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Salmo 75(76)

I

2 Em Judá o Senhor Deus é conhecido, *
e seu nome é grandioso em Israel.
3 Em Salém ele fixou a sua tenda, *
em Sião edificou sua morada.

4 E ali quebrou os arcos e as flechas, *
os escudos, as espadas e outras armas.
5 Resplendente e majestoso apareceis *
sobre montes de despojos conquistados.

=6 Despojastes os guerreiros valorosos †
que já dormem o seu sono derradeiro, *
incapazes de apelar para os seus braços.
7 Ante as vossas ameaças, ó Senhor, *
estarreceram-se os carros e os cavalos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

II

8 Sois terrível, realmente, Senhor Deus! *
E quem pode resistir à vossa ira?
9 Lá do céu pronunciastes a sentença, *
e a terra apavorou-se e emudeceu,
10 quando Deus se levantou para julgar *
e libertar os oprimidos desta terra.

11 Mesmo a revolta dos mortais vos dará glória, *
e os que sobraram do furor vos louvarão.
12 Ao vosso Deus fazei promessas e as cumpri; *
vós que o cercais, trazei ofertas ao Terrível;
13 ele esmaga os reis da terra em seu orgulho, *
e faz tremer os poderosos deste mundo!

Ant. Se com Cristo ressurgistes,
procurai o que é do alto. Aleluia.

Leitura breve         1Cor 5,7-8

Lançai fora o fermento velho, para que sejais uma massa nova, já que deveis ser sem fermento. Pois o nosso cordeiro pascal, Cristo, já está imolado. Assim, celebremos a festa, não com velho fermento nem com o fermento de maldade ou de perversidade, mas com os pães ázimos de pureza e de verdade.

V. Este é o dia que o Senhor fez para nós. Aleluia.
R. Alegremo-nos e nele exultemos. Aleluia.

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, que no Sacramento pascal restaurastes vossa aliança, reconciliando convosco a humanidade, concedei-nos realizar em nossa vida o mistério que celebramos na fé. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *