Hora Nona de Segunda-feira da IV Semana da Páscoa

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia 

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),129-136

XVII (Phe)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O amor é o cumprimento perfeito da Lei (Rm 13,10).

129 Maravilhosos são os vossos testemunhos, *
eis por que meu coração os observa!
130 Vossa palavra, ao revelar-se, me ilumina, *
ela  sabedoria aos pequeninos.

131 Abro a boca e aspiro largamente, *
pois estou ávido de vossos mandamentos.
132 Senhor, voltai-vos para mim, tende piedade, *
como fazeis para os que amam vosso nome!

133 Conforme a vossa lei firmai meus passos, *
para que não domine em mim a iniqüidade!
134 Libertai-me da opressão e da calúnia, *
para que eu possa observar vossos preceitos!

135 Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo, *
e ensinai-me vossas leis e mandamentos!
136 Os meus olhos derramaram rios de pranto, *
porque os homens não respeitam vossa lei.

Salmo 81(82)

Admoestação aos juízes iníquos

Não queirais julgar antes do tempo.  Aguardai que o Senhor venha (1Cor 4,5).

1 Deus se levanta no conselho dos juízes *
e profere entre os deuses a sentença:
2 “Até quando julgareis injustamente, *
favorecendo sempre a causa dos perversos?

3 Fazei justiça aos indefesos e aos órfãos, *
ao pobre e ao humilde absolvei!
4 Libertai o oprimido, o infeliz, *
da mão dos opressores arrancai-os!”

=5 Mas eles não percebem nem entendem, †
pois caminham numa grande escuridão, *
abalando os fundamentos do universo!
6 Eu disse: “Ó juízes, vós sois deuses, *
sois filhos todos vós do Deus Altíssimo!

7 E, contudo, como homens morrereis, *
caireis como qualquer dos poderosos!”
8 Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra, *
porque a vós é que pertencem as nações!

Salmo 119(120)

Desejo da paz

Sede fortes nas tribulações, perseverantes na oração (Rm 12,12).

1 Clamei pelo Senhor na minha angústia, *
ele me escutou, quando eu dizia:
2 “Senhor, livrai-me desses lábios mentirosos, *
e da língua enganadora libertai-me!

3 Qual se a tua paga, o teu castigo, *
ó língua enganadora, qual será?
4 Serão flechas aguçadas de guerreiros, *
acesas em carvões incandescentes.

5 Ai de mim! sou exilado em Mosoc, *
devo acampar em meio às tendas de Cedar!
6 Já se prolonga por demais o meu desterro *
entre este povo que não quer saber de paz!

7 Quando eu falo sobre paz, quando a promovo, *
é a guerra que eles tramam contra mim!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve             2Tm 2,8.11

Lembra-te de Jesus Cristo, da descendência de Davi, ressuscitado dentre os mortos, segundo o meu evangelho. Merece fé esta palavra: se com ele morremos, com ele viveremos.

V. Ó Senhor, ficai conosco, aleluia,
R. Pois o dia já declina. Aleluia.

Oração

Ó Deus, que pela humilhação do vosso Filho reerguestes o mundo decaído, enchei de santa alegria os vossos filhos e filhas que libertastes da escravidão do pecado e concedei-lhes a felicidade eterna. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *