Hora Nona de Quinta-feira da III Semana da Páscoa

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia 

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),113-120

XV (Samech)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática (Lc 11,28).

113 Eu detesto os corações que são fingidos, *
mas muito amo, ó Senhor, a vossa lei!
114 Vós sois meu protetor e meu escudo, *
vossa palavra é para mim a esperança.

115 Longe de mim, homens perversos! Afastai-vos, *
quero guardar os mandamentos do meu Deus!
116 Sustentai-me e viverei, como dissestes; *
não podeis decepcionar minha esperança!

117 Amparai-me, sustentai-me e serei salvo, *
sempre exultarei em vossa lei!
118 Desprezais os que abandonam vossas ordens, *
pois seus planos são engano e ilusão!

119 Rejeitais os pecadores como lixo, *
por isso eu amo ainda mais vossa aliança!
120 Perante vós sinto tremer a minha carne, *
porque temo vosso justo julgamento!

Salmo 78(79),1-5.8-11.13

Lamentação sobre Jerusalém

Se tu também conhecesses… o que te pode trazer a paz (Lc 19,42).

=1 Invadiram vossa herança os infiéis, †
profanaram, ó Senhor, o vosso templo, *
Jerusalém foi reduzida a ruínas!

2 Lançaram aos abutres como pasto *
os caveres dos vossos servidores;
– e às feras da floresta entregaram *
os corpos dos fiéis, vossos eleitos.

=3 Derramaram o seu sangue como água †
em torno das muralhas de Sião, *
e não houve quem lhes desse sepultura!

=4 Nós nos tornamos o opróbrio dos vizinhos, †
um objeto de desprezo e zombaria *
para os povos e àqueles que nos cercam.

=5 Mas até quando, ó Senhor, veremos isto? †
Conservareis eternamente a vossa ira? *
Como fogo arderá a vossa cólera?

=8 Não lembreis as nossas culpas do passado, †
mas venha logo sobre nós vossa bondade, *
pois estamos humilhados em extremo.

=9 Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador! †
Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos! *
Por vosso nome, perdoai nossos pecados!

10 Por que  de se dizer entre os pagãos: *
“Onde se encontra o seu Deus? Onde ele está?”

= Diante deles possam ver os nossos olhos †
a vingança que tirais por vossos servos, *
a vingança pelo sangue derramado.

=11 Até vós chegue o gemido dos cativos: †
libertai com vosso braço poderoso *
os que foram condenados a morrer!

=13 Quanto a nós, vosso rebanho e vosso povo, †
celebraremos vosso nome para sempre, *
de geração em geração vos louvaremos.

Salmo 79(80)

Visitai, Senhor, a vossa vinha

Vem, Senhor Jesus! (Ap 22,20).

2 Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos. *
Vós, que a Jo apascentais qual um rebanho!
= Vós, que sobre os querubins vos assentais, †
aparecei cheio de glória e esplendor *
3 ante Efraim e Benjamim e Manassés!
– Despertai vosso poder, ó nosso Deus, *
e vinde logo nos trazer a salvação!

=4 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

5 Até quando, ó Senhor, vos irritais, *
apesar da oração do vosso povo?
6 Vós nos destes a comer o pão das lágrimas, *
e a beber destes um pranto copioso.
7 Para os vizinhos somos causa de contenda, *
de zombaria para os nossos inimigos.

=8 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

9 Arrancastes do Egito esta videira, *
e expulsastes as nações para plantá-la;
10 diante dela preparastes o terreno, *
lançou raízes e encheu a terra inteira.

11 Os montes recobriu com sua sombra, *
e os cedros do Senhor com os seus ramos;
12 até o mar se estenderam seus sarmentos, *
até o rio os seus rebentos se espalharam.

13 Por que razão vós destruístes sua cerca, *
para que todos os passantes a vindimem,
14 o javali da mata virgem a devaste, *
e os animais do descampado nela pastem?

=15 Voltai-vos para nós, Deus do universo! †
Olhai dos altos céus e observai. *
Visitai a vossa vinha e protegei-a!

16 Foi a vossa mão direita que a plantou; *
protegei-a, e ao rebento que firmastes!
17 E aqueles que a cortaram e a queimaram, *
vão perecer ante o furor de vossa face.

18 Pousai a mão por sobre o vosso Protegido, *
o filho do homem que escolhestes para vós!
19 E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! *
Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

=20 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve Cf. Cl 1,12-14

Demos graças ao Pai, que nos tornou capazes de participar da luz, que é a herança dos santos. Ele nos libertou do poder das trevas e nos recebeu no reino de seu Filho amado, por quem temos a redenção, o perdão dos pecados.

V. Ó Senhor, ficai conosco, aleluia,
R. Pois o dia já declina. Aleluia.

Oração  

Ó Deus eterno e onipotente, que nestes dias vos mostrais tão generoso, dai-nos sentir mais de perto o vosso amor paterno para que, libertados das trevas do erro, sigamos com firmeza a luz da verdade. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *