Vésperas de Quarta-feira – 5ª Semana do Tempo Pascal

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

A fiel Jerusalém
canta um hino triunfal,
celebrando, jubilosa,
Jesus Cristo, a Luz pascal.

A serpente é esmagada
pelo Cristo, leão forte,
que ressurge e chama à vida
os cativos pela morte.

Ele vence, refulgindo
de grandeza e majestade.
Ele faz de céus e terra
uma pátria de unidade.

Nosso canto suplicante
pede ao Rei ressuscitado
que receba no seu Reino
o seu povo consagrado.

Ó Jesus, do vosso povo
sede o júbilo pascal.
Dai aos novos pela graça
a vitória triunfal.

Glória a vós, Jesus invicto,
sobre a morte triunfante.
Com o Pai e o Santo Espírito
sois luz nova e radiante.

Salmodia

Ant. 1 Deus Pai exaltou com poder o seu Cristo
e fez dele o Senhor, Salvador, aleluia.

Salmo 26(27)

Confiança em Deus no perigo

I

Esta é a morada de Deus entre os homens (Ap 21, 3).

1 O Senhor é minha luz e salvação; *
de quem eu terei medo?
– † O Senhor é a proteção da minha vida; *
perante quem eu tremerei?

2 Quando avançam os malvados contra mim, *
querendo devorar-me,
– são eles, inimigos e opressores, *
que tropeçam e sucumbem.

3 Se os inimigos se acamparem contra mim, *
não teme meu coração;
– se contra mim uma batalha estourar, *
mesmo assim confiarei.

4 Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, *
e é só isto que eu desejo:
– habitar no santuário do Senhor *
por toda a minha vida;
– saborear a suavidade do Senhor *
e contemplá-lo no seu templo.

5 Pois um abrigo me dará sob o seu teto *
nos dias da desgraça;
– no interior de sua tenda há de esconder-me *
e proteger-me sobre a rocha.

6 E agora minha fronte se levanta *
em meio aos inimigos.
– Ofertarei um sacrifício de alegria, *
no templo do Senhor.
– Cantarei salmos ao Senhor ao som da harpa *
hinos de louvor.

Ant. Deus Pai exaltou com poder o seu Cristo
e fez dele o Senhor, Salvador, aleluia.

Ant. 2 Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver
na terra dos viventes. Aleluia.

II

Alguns se levantaram e testemunharam falsamente contra Jesus (Mc 14,57).

7 Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo, *
atendei por compaixão!
8 Meu coração fala convosco confiante, *
e os meus olhos vos procuram.
– Senhor, é vossa face que eu procuro; *
não me escondais a vossa face! –

9 Não afasteis em vossa ira o vosso servo, *
sois vós o meu auxílio!
– Não me esqueçais nem me deixeis abandonado, *
meu Deus e Salvador!
10 Se meu pai e minha mãe me abandonarem, *
o Senhor me acolherá!

11 Ensinai-me, ó Senhor, vossos caminhos *
e mostrai-me a estrada certa!
– Por causa do inimigo, protegei-me, *
12 não me entregueis a seus desejos!
– Porque falsas testemunhas se ergueram *
e vomitam violência.

13 Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver *
na terra dos viventes.
14 Espera no Senhor e tem coragem, *
espera no Senhor!

Ant. Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver
na terra dos viventes. Aleluia.

Ant. 3 Todas as coisas vêm de Cristo, são por ele e nele existem;
a ele a glória pelos séculos! Aleluia.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

Cristo, o Primogênito de toda a criatura e o Primogênito dentre os mortos

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primonito dentre os mortos!)

=13 Do imrio das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,
14 no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue.

(R.)

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primonito de toda criatura;
=16 porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o vivel e também o invisível.

(R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.
17 Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo.

(R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o prinpio, o Primogênito entre os mortos, *
fim de ter em tudo a primazia.
19 Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente.

(R.)

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra.

(R.)

Ant. Todas as coisas vêm de Cristo, são por ele e nele existem;
a ele a glória pelos séculos! Aleluia.

Leitura breve Hb 7,24-2

Cristo, uma vez que permanece para a eternidade, possui um sacerdócio que não muda. Por isso ele é capaz de salvar para sempre aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus. Ele está sempre vivo para interceder por eles. Tal é precisamente o sumo-sacerdote que nos convinha: santo, inocente, sem mancha, separado dos pecadores e elevado acima dos céus. Ele não precisa, como os sumos-sacerdotes oferecer sacrifícios em cada dia, primeiro por seus próprios pecados e depois pelos do povo. Ele já o fez uma vez por todas, oferecendo-se a si mesmo.

Responsório breve
R. O Senhor ressurgiu do sepulcro.* Aleluia, aleluia.
R. O Senhor.
V. Foi suspenso por nós numa cruz.* Aleluia, aleluia.
Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Se em mim permanecerdes e em vós, minha palavra,
o que pedirdes a meu Pai certamente vos dará.Aleluia.


A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor * 
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

Ant. Se em mim permanecerdes e em vós, minha palavra,
o que pedirdes a meu Pai certamente vos dará.Aleluia.

Preces

Oremos a Cristo, nosso Senhor, que ressuscitou de entre os mortos e está sentado à direita do Pai; e digamos confiantes:

R. Cristo, rei da glória, ouvi a nossa oração!

Lembrai-vos, Senhor, de todos os que se consagram ao vosso serviço,
– para que deem ao vosso povo o exemplo da verdadeira santidade. R.

Concedei aos governantes e legisladores o espírito de justiça e de paz,
– para que reine a concórdia em toda a comunidade humana. R.

Orientai os caminhos de toda a humanidade para a esperança da salvação,
–  e aumentai os bens da terra para podermos socorrer todos os necessitados. R.

(intenções livres)

Cristo, nosso Salvador, que iluminastes o universo e chamastes para a vida toda a criatura marcada pela corrupção,
– concedei a luz eterna aos nossos irmãos e irmãs falecidos. R.

Pai nosso.

Oração

Ó Deus, que amais e restituís a inocência, orientai para vós os nossos corações, para que jamais se afastem da luz da verdade os que tirastes das trevas da desgraça. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias
Helber Clayton é leigo católico, servidor público, escritor, casado, formado em Letras, com licenciatura em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas literaturas, Especialista em Língua Latina e Filologia Românica.
Mora em Teixeira de Freitas na Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.