Vésperas da Memória dos Santos Anjos da Guarda

0 comentário

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Aos anjos cantemos, que guardem a todos,
que aos homens, tão frágeis, Deus Pai quis juntar;
e assim assistidos, na terra lutando,
no rude combate não venham tombar.

Pois eis que um dos anjos, roído de orgulho,
os planos divinos não quis aceitar:
e aos homens, chamados à pátria celeste,
na mesma revolta deseja arrastar.

Ó Anjo da Guarda, vem logo assistir-nos,
cumprir, vigilante, tão grande missão:
afasta da terra pecados, doenças,
conserva nos lares a paz e a união!

Louvor seja dado ao Deus uno e trino,
à suma Trindade, por mando de quem
os anjos governam, dirigem o mundo,
e à pátria onde vivem nos levam também.

Salmodia

Ant. 1 O anjo do Senhor vem acampar
ao redor dos que o temem, e os salva.

Salmo 33(34) 

O Senhor é a salvação dos justos

Provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3). 

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.
3 Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem! 

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!
5 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou. 

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!
7 Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.  

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.
9 Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! 

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.
11 Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O anjo do Senhor vem acampar
ao redor dos que o temem, e os salva.

Ant 2. Que viva o Senhor, pois seu anjo me guardou!

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.
13 Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias? 

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus lábios, de palavras mentirosas.
15 Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho. 

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;
17 mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança. 

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.
19 Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido. 

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.
21 Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.  

22 A malícia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.
23 Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Que viva o Senhor, pois seu anjo me guardou!

Ant. 3 Bendizei o Deus do céu e dai-lhe glória
na presença de todo ser vivente,
porque mostrou o seu amor para convosco.

Cântico Ap 11,17-18; 12,10b-12a

1,17 Graças vos damos, Senhor Deus onipotente, *
a Vós que sois, a Vós que éreis e sereis,
– porque assumistes o poder que vos pertence, *
e enfim tomastes posse como rei!

(R. Nós vos damos graças, nosso Deus!)

18 As nações se enfureceram revoltadas, †
mas chegou a vossa ira contra elas *
e o tempo de julgar vivos e mortos,
= e de dar a recompensa aos vossos servos, †
aos profetas e aos que temem vosso nome, *
aos santos, aos pequenos e aos grandes. (R.)

=12,10 Chegou agora a salvação e o poder †
e a realeza do Senhor e nosso Deus, *
e o domínio de seu Cristo, seu Ungido.
– Pois foi expulso o delator que acusava *
nossos irmãos, dia e noite, junto a Deus. (R.)

=11 Mas o venceram pelo sangue do Cordeiro †
e o testemunho que eles deram da Palavra, *
pois desprezaram sua vida até à morte.
– 12 Por isso, ó céus, cantai alegres e exultai *
e vós todos os que neles habitais! (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Bendizei o Deus do céu e dai-lhe glória
na presença de todo ser vivente,
porque mostrou o seu amor para convosco.

Leitura breve                 Ap 8,3-4

Veio um anjo que se colocou perto do altar, com um turíbulo de ouro. Ele recebeu uma grande quantidade de incenso, para oferecê-lo com as orações de todos os santos, no altar de ouro que está diante do trono. E da mão do anjo subia até Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos.

Responsório breve

R. O Senhor deu uma ordem a seus anjos
* Para em todos os caminhos te guardarem. R. O Senhor.
V. Eles hão de te levar em suas mãos.* Para em todos.
Glória ao Pai. R. O Senhor

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Os anjos das crianças sempre veem
a face do meu Pai que está nos céus.

A alegria da alma no Senhor 

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Os anjos das crianças sempre veem
a face do meu Pai que está nos céus.

Preces

Peçamos ao Senhor que, juntamente com os anjos, que fazem a sua vontade, nos disponha cada vez melhor a ouvir a sua palavra; e lhe demos graças, dizendo:

R. Com os anjos cantamos o hino da vossa glória!

Senhor, que fizestes dos anjos mensageiros das vossas maravilhas,
– fazei de nós, coma sua ajuda, testemunhas da vossa grandeza diante de todos. R.

Senhor altíssimo, a quem os anjos proclamam santo sem cessar,
– fazei que na Igreja ressoe continuamente o vosso louvor. R.

Senhor, que mandastes os anjos para guardarem os vossos servos em todos os seus caminhos,
– dai a todos os que viajam um feliz regresso aos seus lares. R.

Vós, que enviastes os anjos a anunciar a paz aos seres humanos,
– fazei que eles inspirem sentimentos de paz a todos os governantes e seus povos. R.

(intenções livres)

Quando enviardes os anjos no último dia para convocar os eleitos, de todos os pontos da terra,
– fazei que todos os vossos filhos e filhas sejam contados entre os eleitos. R.

Pai nosso…

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *