Laudes – Solenidade de São Pedro e São Paulo, apóstolo

0 comentário


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

A paixão dos Apóstolos
este dia sagrou,
o triunfo de Pedro
para nós revelou,
e a coroa de Paulo
até aos céus exaltou.

A vitória da morte
os uniu, como irmãos
consagrados no sangue,
verdadeira oblação;
pela fé coroados,
ao Senhor louvarão.

Pedro foi o primeiro
por Jesus consagrado;
Paulo, arauto por graça,
vaso eleito chamado,
pela fé se igualava
ao que tem o Primado.

Com os pés para o alto
foi Simão levantado
sobre a cruz do martírio,
como o Mestre, elevado,
recordando a Palavra
que ele tinha falado.

Em tão nobre triunfo,
Roma foi elevada
ao mais alto dos cumes,
em tal sangue fundada;
por tão nobres profetas
a Jesus consagrada.

Para cá vem o mundo,
e se encontram os crentes,
feita centro dos povos,
nova mãe dos viventes,
como sede escolhida
pelo Mestre das gentes.

Redentor, vos pedimos
que possamos também
conviver com tais santos,
junto a vós, Sumo Bem,
e cantar vossa glória
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Sei em quem eu coloquei a minha fé,
e estou certo que ele tem poder divino
para guardar até o fim o meu depósito,
que o Senhor, justo Juiz, me confiou.

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
— 6A minh’alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

– 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
— 8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
— 9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Sei em quem eu coloquei a minha fé,
e estou certo que ele tem poder divino
para guardar até o fim o meu depósito,
que o Senhor, justo Juiz, me confiou.


Ant. 2 A sua graça para mim não foi inútil;
está comigo e para sempre ficará.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

– 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 58Céus, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. A ele glória e louvor eternamente)

– 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
– 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
– 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
– 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
– 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
– 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
– 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
– 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
– 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
– 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
– 88Jovens Misael,Ananias e Azarias, *
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
– 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. A sua graça para mim não foi inútil;
está comigo e para sempre ficará.


Ant. 3 Combati o bom combate, terminei minha carreira,
conservei a minha fé.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembléia dos fiéis!
— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
— 5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
— 6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

— 7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
— 8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Combati o bom combate, terminei minha carreira,
conservei a minha fé.

Leitura breve                 1Pd 4,13-14

Caríssimos, alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo, para que possais também exultar de alegria na revelação da sua glória. Se sofreis injúrias por causa do nome de Cristo, sois felizes, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus repousa sobre vós.

Responsório breve

R. Por Cristo entregaram suas vidas,
* Pelo nome de Jesus, Nosso Senhor. R. Por Cristo.
V. Saíram exultantes do Sinédrio,
por ter sido achados dignos de sofrer. * Pelo nome.
Glória ao Pai. R. Por Cristo.


CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

 Ant. Disse Pedro a Jesus:
A quem nós iremos, Senhor Jesus Cristo?
Só tu tens palavras de vida eterna.
Nós cremos, sabendo que és o Senhor,
que tu és o Cristo, o Filho de Deus!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Disse Pedro a Jesus:
A quem nós iremos, Senhor Jesus Cristo?
Só tu tens palavras de vida eterna.
Nós cremos, sabendo que és o Senhor,
que tu és o Cristo, o Filho de Deus!

Preces

Oremos a Cristo, que edificou sua Igreja sobre o alicerce dos apóstolos e dos profetas; e digamos com fé:

R. Favorecei, Senhor, a vossa Igreja!

Vós, que rezastes por Pedro para que sua fé não desfalecesse,
– confirmai na fé a vossa Igreja. R.

Vós, que, depois da ressurreição, aparecestes a Simão Pedro e vos revelastes a Paulo,
– iluminai nossa inteligência, para proclamarmos que estais vivo no meio de nós. R.

Vós, que escolhestes o apóstolo Paulo para anunciar o vosso nome aos povos pagãos,
– tornai-nos verdadeiros pregadores do vosso evangelho. R.

Vós, que, na vossa misericórdia, perdoastes as negações de Pedro,
– perdoai também as nossas faltas. R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Ó Deus, que hoje nos concedeis a alegria de festejar São Pedro e São Paulo, concedei à vossa Igreja seguir em tudo os ensinamentos destes Apóstolos que nos deram as primícias da fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Categorias
Helber Clayton é leigo católico, servidor público, escritor, casado, formado em Letras, com licenciatura em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e respectivas literaturas, Especialista em Língua Latina e Filologia Românica.
Mora em Teixeira de Freitas na Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *