Arquivo da categoria: Horas Canônicas

Nascimento de São João Batista – I Vésperas


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Doce, sonoro, ressoe o canto,
minha garganta faça o pregão.
Solta-me a língua, lava-me a culpa,
ó São João!

Anjo no templo, do céu descendo,
teu nascimento ao pai comunica,
de tua vida preclara fala,
teu nome explica.

Súbito mudo teu pai se torna,
pois da promessa, incréu, duvida:
apenas nasces, renascer fazes
a voz perdida.

Da mãe no seio, calado ainda,
o Rei pressentes num outro vulto.
E à mãe revelas o alto mistério
do Deus oculto.

Louvor ao Pai, ao Filho unigênito,
e a vós, Espírito, honra também:
dos dois provindes, com eles sois
um Deus. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Isabel deu à luz um grande homem:
João Batista, o precursor do Salvador.

Salmo 112(113)

– 1Louvai, louvai, ó servos do Senhor, *
louvai, louvai o nome do Senhor!
– 2Bendito seja o nome do Senhor, *
agora e por toda a eternidade!
– 3Do nascer do sol até o seu ocaso, *
louvado seja o nome do Senhor! 

– 4O Senhor está acima das nações, *
sua glória vai além dos altos céus.
=5Quem pode comparar-se ao nosso Deus, †
ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono *
6
e se inclina para olhar o céu e a terra? 

– 7Levanta da poeira o indigente *
e do lixo ele retira o pobrezinho,
– 8para fazê-lo assentar-se com os nobres, *
assentar-se com os nobres do seu povo.
– 9Faz a estéril, mãe feliz em sua casa, *
vivendo rodeada de seus filhos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Isabel deu à luz um grande homem:
João Batista, o precursor do Salvador.


Ant. 2 Do ventre de uma estéril anciã
nasceu João, o Precursor de Jesus Cristo.

Salmo 145(146) 

=1 Bendize, minh’alma, ao Senhor! †
 2 Bendirei ao Senhor toda a vida, *
cantarei ao meu Deus sem cessar!  

3 Não ponhais vossa fé nos que mandam, *
não há homem que possa salvar.
 =4 Ao faltar-lhe o respiro ele volta †
para a terra de onde saiu; *
nesse dia seus planos perecem.  

=5 É feliz todo homem que busca †
seu auxílio no Deus de Jacó, *
e que põe no Senhor a esperança.
6 O Senhor fez o céu e a terra, *
fez o mar e o que neles existe.  

– O Senhor é fiel para sempre, *
 7 faz justiça aos que são oprimidos;
 – ele dá alimento aos famintos, *
é o Senhor quem liberta os cativos.  

=8 O Senhor abre os olhos aos cegos, †
o Senhor faz erguer-se o caído, *
o Senhor ama aquele que é justo.  

 =9 É o Senhor quem protege o estrangeiro, †
quem ampara a viúva e o órfão, *
mas confunde os caminhos dos maus.  

=10 O Senhor reinará para sempre! †
Ó Sião, o teu Deus reinará *
para sempre e por todos os séculos!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Do ventre de uma estéril anciã
nasceu João, o Precursor de Jesus Cristo.


Ant. 3 Entre aqueles que nasceram de mulher
não surgiu ninguém maior que João Batista.

Cântico Ef 1,3-10

3 Bendito e louvado seja Deus, *
o Pai de Jesus Cristo, Senhor nosso,
– que do alto céu nos abençoou em Jesus Cristo *
com bênção espiritual de toda sorte!

(R. Bendito sejais vós, nosso Pai,
que nos abençoastes em Cristo!)

4 Foi em Cristo que Deus Pai nos escolheu, *
já bem antes de o mundo ser criado,
– para que fôssemos, perante a sua face, *
sem mácula e santos pelo amor.(R.)

=5 Por livre decisão de sua vontade, †
predestinou-nos, através de Jesus Cristo, *
a sermos nele os seus filhos adotivos,
6 para o louvor e para a glória de sua graça,*
que em seu Filho bem-amado nos doou.(R.)

7 É nele que nós temos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue.
= Sua graça transbordante e inesgotável †
8 Deus derrama sobre nós com abundância, *
de saber e inteligência nos dotando.(R.)

9 E assim, ele nos deu a conhecer *
o mistério de seu plano e sua vontade,
– que propusera em seu querer benevolente, *
10 na plenitude dos tempos realizar:
– o desígnio de, em Cristo, reunir *
todas as coisas: as da terra e as do céu. (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Entre aqueles que nasceram de mulher
não surgiu ninguém maior que João Batista.

Leitura breve At 13,22-25

Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. Estando para terminar sua missão, João declarou: Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias.

Responsório breve

R.Preparai o caminho do Senhor,
* As estradas de Deus endireitai! R. Preparai.
V. Aquele que vem depois de mim,
bem antes de mim já existia.
* As estradas. Glória ao Pai. R. Preparai.

Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Entrou Zacarias no templo de Deus,
e o anjo Gabriel apareceu-lhe
à direita do altar do incenso.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu esrito em Deus, meu Salvador;
48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
Santo é o seu nome!
50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Espírito que habita em nosso peito *
pelos séculos dos séculos. Amém.


Em Latim

Magnificat anima mea Dominum
Et exultavit spiritus meus in Deo salvatóre meo.
Quia respexit humilitatem ancillæ suæ: ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.
Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen eius.
Et misericordia eius a progenie in progenies timentibus eum.
Fecit potentiam in brachio suo, dispersit superbos mente cordis sui.
Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles.
Esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes,
Suscepit Israel puerum suum recordatus misericordiæ suæ,
Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini eius in sæcula.

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto
Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum.
Amen.

Ant. Entrou Zacarias no templo de Deus,
e o anjo Gabriel apareceu-lhe
à direita do altar do incenso.

Preces

João Batista foi escolhido por Deus para anunciar à humanidade a chegada do reino de
Cristo. Por isso, oremos com alegria, dizendo:

R. Dirigi, Senhor, os nossos passos no caminho da paz!

Vós, que chamastes João Batista desde o ventre materno para preparar os caminhos de vosso Filho,
– chamai-nos para seguir o Senhor com a mesma fidelidade com que João o precedeu. R.

Assim como destes a João Batista a graça de reconhecer o Cordeiro de Deus, fazei que
vossa Igreja também o anuncie,
– e que os homens e as mulheres do nosso tempo o reconheçam. R.

Vós, que inspirastes a vosso profeta ser necessário ele diminuir para que Cristo crescesse,
– ensinai-nos a ceder lugar aos outros, para que vossa presença se manifeste em cada um de nós. R.

Vós, que quisestes proclamar a justiça mediante o martírio de João,
– tornai-nos testemunhas incansáveis da vossa verdade. R.

(intenções livres)

Lembrai-vos de todos aqueles que já partiram desta vida,
– recebei-os no reino da luz e da paz.R.

Pai nosso.


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Ó Deus, que suscitastes São João Batista, a fim de preparar para o Senhor um povo perfeito, concedei à vossa Igreja as alegrias espirituais e dirigi nossos passos no caminho da salvação e da paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes de Terça-feira da 12ª Semana do Tempo Comum



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Da luz Criador,
vós mesmo sois luz
e dia sem fim.
Vós nunca da noite
provastes as trevas:
Só Deus é assim.

A noite já foge
e o dia enfraquece
dos astros a luz.
A estrela da aurora,
surgindo formosa,
no céu já reluz.

Os leitos deixando,
a vós damos graças
com muita alegria,
porque novamente,
por vossa bondade,
o sol traz o dia.

Ó Santo, pedimos
que os laços do Espírito
nos prendam a vós,
e, assim, não ouçamos
as vozes da carne
que clamam em nós.

Às almas não fira
a flecha da ira
que traz divisões.
Livrai vossos filhos
da própria malícia
dos seus corações.

Que firmes na mente
e castos no corpo,
de espírito fiel,
sigamos a Cristo,
Caminho e Verdade,
doçura do céu.

O Pai piedoso
nos ouça, bondoso,
e o Filho também.
No laço do Espírito
unidos, dominam
os tempos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Cantarei os meus hinos a vós, ó Senhor;
desejo trilhar o caminho do bem.

Salmo 100(101)

Propósitos de um rei justo

Se me amais, guardai os meus mandamentos (Jo 14,15).

1 Eu quero cantar o amor e a justiça, *
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
2 Desejo trilhar o caminho do bem, *
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

– Viverei na pureza do meu coração, *
no meio de toda a minha família.
3 Diante dos olhos eu nunca terei *
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

– Detesto o crime de quem vos renega; *
que não me atraia de modo nenhum!
4 Bem longe de mim, corações depravados, *
nem nome eu conheço de quem é malvado.

5 Farei que se cale diante de mim *
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
– o coração orgulhoso, o olhar arrogante *
não vou suportar e não quero nem ver.

6 Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos; *
que eles estejam bem perto de mim!
– Aquele que vive fazendo o bem *
se meu ministro, se meu amigo.

7 Na minha morada não pode habitar *
homem perverso e aquele que engana;
– aquele que mente e que faz injustiça *
perante meus olhos não pode ficar.

8 Em cada manhã haverei de acabar *
com todos os ímpios que vivem na terra;
– farei suprimir da cidade de Deus *
todos aqueles que fazem o mal.

Ant. Cantarei os meus hinos a vós, ó Senhor;
desejo trilhar o caminho do bem.


Ant. 2 Senhor Deus, não nos tireis vosso favor!

Cântico Dn 3,26.27.29.34-41

Oração de Azarias na fornalha

Arrependei-vos e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados! (At 3,19).

26 Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. *
Louvor e glória ao vosso nome para sempre!
27 Porque em tudo o que fizestes vós sois justo, *
reto no agir e no julgar sois verdadeiro.

29 Sim, pecamos afastando-nos de vós, *
agimos mal em tudo aquilo que fizemos.
34 Não nos deixeis eternamente, vos pedimos, *
por vosso nome: não rompais vossa Aliança!

=35 Senhor Deus, não nos tireis vosso favor, †
por Abraão, o vosso amigo, por Isaac, *
o vosso servo, e por Jacó, o vosso santo!
=36 Pois a eles prometestes descendência †
numerosa como os astros que há nos céus, *
inconvel como a areia que há nas praias.

=37 Eis, Senhor, mais reduzidos nós estamos †
do que todas as nações que nos rodeiam; *
por nossos crimes nos humilham em toda a terra!
38 Já não temos mais nem chefe nem profeta; *
não há mais nem oblações nem holocaustos,

– não há lugar de oferecer-vos as primícias, *
que nos façam alcançar misericórdia!
=39 Mas aceitai o nosso espírito abatido, †
e recebei o nosso ânimo contrito *
40 como holocaustos de cordeiros e de touros.

= Assim, hoje, nossa oferta vos agrade, †
pois não serão, de modo algum, envergonhados *
os que põem a esperança em vós, Senhor!
41 De coração vos seguiremos desde agora, *
com respeito procurando a vossa face!

Ant. Senhor Deus, não nos tireis vosso favor!


Ant. 3 Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos.

Salmo 143(144),1-10

Oração pela vitória e pela paz

Tudo posso naquele que me dá força (Fl 4,13)

=1 Bendito seja o Senhor, meu rochedo, †
que adestrou minhas mãos para a luta, *
e os meus dedos treinou para a guerra!

2 Ele é meu amor, meu refúgio, *
libertador, fortaleza e abrigo;
– é meu escudo: é nele que espero, *
ele submete as nações a meus pés.

=3 Que é o homem, Senhor, para vós? †
Por que dele cuidais tanto assim, *
e no filho do homem pensais?
4 Como o sopro de vento é o homem, *
os seus dias são sombra que passa.

5 Inclinai vossos céus e descei, *
tocai os montes, que eles fumeguem.
6 Fulminai o inimigo com raios, *
lançai flechas, Senhor, dispersai-o!

=7 Lá do alto estendei vossa mão, †
retirai-me do abismo das águas, *
e salvai-me da mão dos estranhos;
8 sua boca só tem falsidade, *
sua mão jura falso e engana.

9 Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos, *
nas dez cordas da harpa louvar-vos,
10 a vós que dais a vitória aos reis *
e salvais vosso servo Davi.

Ant. Um canto novo, meu Deus, vou cantar-vos.

Leitura breve Is 55,1

Ó vós todos que estais com sede, vinde às águas; vós que não tendes dinheiro, apressai-vos, vinde e comei, vinde comprar sem dinheiro, tomar vinho e leite, sem nenhuma paga.

Responsório breve

R. Por vosso amor, ó Senhor, ouvi minha voz,
* Confiante eu confio na vossa palavra. R. Por vosso amor.
V. Chego antes que a aurora e clamo a vós. * Confiante.
Glória ao Pai. R. Por vosso amor.


CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Salvai-nos, ó Senhor, da mão dos inimigos!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Salvai-nos, ó Senhor, da mão dos inimigos!.

Preces

Concedendo-nos a alegria de louvá-lo nesta manhã, Deus fortalece a nossa esperança; por isso, dirijamos-lhe a nossa oração cheios de confiança:

R. Ouvi-nos, Senhor, para a glória de vosso nome!

Nós vos agradecemos, Deus e Pai de nosso Salvador Jesus Cristo,
– o conhecimento e a imortalidade que recebemos por meio dele.

R.

Concedei-nos a humildade de coração,
– para nos ajudarmos uns aos outros no amor de Cristo.

R.

Derramai o Espírito Santo sobre nós, vossos servos,
– para que seja sincero o nosso amor fraterno.

R.

Vós, que confiastes aos seres humanos a tarefa de governar o mundo,
– concedei que o nosso trabalho vos dê glória e santifique os nossos irmãos e irmãs.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Senhor, aumentai em nós o dom da fé, para que em nossos lábios vosso louvor seja perfeito e produza sempre a abundância de frutos celestes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes de Sábado – Imaculado Coração da Virgem Maria



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

No céu refulge a aurora
e nasce um novo dia.
As trevas se dissipem:
a luz nos alumia.

Bem longe os fantasmas,
os sonhos e ilusões!
Do mal que vem das trevas
quebremos os grilhões.

Na aurora derradeira
possamos, preparados,
cantar de Deus a glória,
na sua luz banhados.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho seu também,
e ao Divino Espírito
agora e sempre. Amém.


Salmodia

Ant. 1 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim;
todos os vossos mandamentos são verdade.

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O amor é o cumprimento perfeito da Lei (Rm 13,10).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
146 Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.
148 Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
150 Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!
152 Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim;
todos os vossos mandamentos são verdade.


Ant. 2 Que a vossa Sabedoria, ó Senhor,
esteja junto a mim no meu trabalho.

Cântico Sb 9,1-6.9-11

Senhor, dai-me a Sabedoria!

Eu vos darei palavras tão acertadas que nenhum dos inimigos vos poderá resistir (Lc 21,15).

1 Deus de meus pais, Senhor bondoso e compassivo, *
vossa Palavra poderosa criou tudo,
2 vosso saber o ser humano modelou *
para ser rei da criação que é vossa obra,
3 reger o mundo com justiça, paz e ordem, *
e exercer com retidão seu julgamento:

4 Dai-me vossa sabedoria, ó Senhor, *
sabedoria que partilha o vosso trono.
– Não me excluais de vossos filhos como indigno: *
5 sou vosso servo e minha mãe é vossa serva;

– sou homem fraco e de existência muito breve, *
incapaz de discernir o que é justo.
6 Até mesmo o mais perfeito dentre os homens *
não é nada, se não tem vosso saber.

9 Mas junto a vós, Senhor, está a sabedoria, *
que conhece as vossas obras desde sempre;
= convosco estava ao criardes o universo, †
ela sabe o que agrada a vossos olhos, *
o que é reto e conforme às vossas ordens.

10 Enviai-a lá de cima, do alto céu, *
mandai-a vir de vosso trono glorioso,
– para que esteja junto a mim no meu trabalho *
e me ensine o que agrada a vossos olhos!
=11 Ela, que tudo compreende e tudo sabe, †
há de guiar meus passos todos com prudência, *
com seu poder há de guardar a minha vida.

Ant. Que a vossa Sabedoria, ó Senhor,
esteja junto a mim no meu trabalho.

Ant. 3 O Senhor para sempre é fiel.

Salmo 116(117)

Louvor ao Deus misericordioso

Eu digo: … os pagãos glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia (Rm 15,8.9).

1 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, *
† povos todos, festejai-o!

2 Pois comprovado é seu amor para conosco, *
para sempre ele é fiel!

Ant. Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes!

Leitura breve Fl 2,14-15

Fazei tudo sem reclamar ou murmurar, para que sejais livres de repreensão e ambigüidade, filhos de Deus sem defeito, no meio desta geração depravada e pervertida, na qual brilhais como os astros no universo.

Responsório breve

R. A vós grito, ó Senhor, a vós clamo
* E vos digo: Sois vós meu abrigo! R. A vós grito.
V. Minha herança na terra dos vivos. * E vos digo.
Glória ao Pai. R. A vós grito.


Cântico evangélico, BENEDICTUS.

Ant. Meu coração e minha carne rejubilam
e exultam de alegria no Deus vivo.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Meu coração e minha carne rejubilam
e exultam de alegria no Deus vivo.

Preces

Invoquemos a Deus, que elevou a Virgem Maria, Mãe de Cristo, acima de todas as criaturas do céu e da terra; e digamos cheios de confiança:

R. Interceda por nós a Mãe do vosso Filho.

Pai de misericórdia, nós vos damos graças porque nos destes Maria como mãe e exemplo:
– por sua intercessão, santificai os nossos corações.

R.

Vós, que fizestes de Maria a serva fiel e atenta à vossa Palavra,
– por sua intercessão, fazei de nós servos e discípulos de vosso Filho.

R.

Vós, que fizestes de Maria a Mãe do vosso Filho por obra do Espírito Santo,
– por sua intercessão, concedei-nos os frutos do mesmo Espírito.

R.

Vós, que destes força a Maria para permanecer junto da cruz, e a enchestes de alegria com a ressurreição de vosso Filho,
– por sua intercessão, confortai-nos nas tribulações e reavivai a nossa esperança.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Ó Deus, que preparastes morada digna do Espírito Santo no Imaculado Coração de Maria, concedei que por sua intercessão nos tornemos um templo da vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Jesus, autor da clemência,
gozo, esperança e perdão,
fonte de graça e doçura,
delícia do coração.

Do penitente esperança,
ao suplicante atendeis.
Sois bom com quem vos procura;
se vos achar, que sereis?

O vosso amor, ó Jesus,
doce alimento da mente,
sem dar fastio, sacia,
gerando fome crescente.

Ó muito amado Jesus,
da alma ansiosa esperança:
o coração, num clamor,
chama por vós, não descansa.

Ficai conosco, Senhor,
nova Manhã que fulgura
e vence as trevas da noite,
trazendo ao mundo a doçura.

Jesus, suprema clemência,
dos corações suavidade,
o vosso amor nos impele,
incompreendida Bondade.

Jesus, ó flor da Mãe Virgem,
encanto, amor, sumo Bem,
a vós louvor para sempre
no Reino eterno. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Estando em pé, Jesus clamava em alta voz:
Quem tem sede venha a mim, venha beber!

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
— 6A minh’alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

– 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
— 8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
— 9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Estando em pé, Jesus clamava em alta voz:
Quem tem sede venha a mim, venha beber!



Ant. 2 Vinde a mim, todos vós que estais cansados
e penais a carregar pesado fardo,
e descanso eu vos darei, diz o Senhor.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

– 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. A ele glória e louvor eternamente)

– 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
– 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
– 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
– 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
– 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
– 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
– 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
– 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
– 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
– 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
– 88Jovens Misael,Ananias e Azarias,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
– 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Vinde a mim, todos vós que estais cansados
e penais a carregar pesado fardo,
e descanso eu vos darei, diz o Senhor.


Ant. 3 Meu filho, entrega a mim teu coração,
e teus olhos sempre guardem meus caminhos.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
— 5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
— 6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

— 7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
— 8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Meu filho, entrega a mim teu coração,
e teus olhos sempre guardem meus caminhos.

Leitura breve                 Jr 31,33

Esta será a aliança que concluirei com a casa de Israel, depois desses dias, diz o Senhor: imprimirei minha lei em suas entranhas, e hei de inscrevê-la em seu coração; serei seu Deus e eles serão meu povo.

Responsório breve

R. Tomai meu jugo sobre vós,
* E aprendei de mim. R. Tomai.
V. Pois eu sou de coração humilde e manso. *E aprendei.
Glória ao Pai. R. Tomai meu jugo.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Pelo amor do Coração de nosso Deus,
o Senhor nos visitou e libertou.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Pelo amor do Coração de nosso Deus,
o Senhor nos visitou e libertou.

Preces

Oremos, irmãos e irmãs, a Jesus manso e humilde de coração; peçamos-lhe cheios de confiança:

R. Rei de bondade, tende compaixão de nós!

Jesus Cristo, em quem habita toda a plenitude da divindade,
– fazei-nos participantes da vossa natureza divina. R.

Jesus Cristo, em quem se encontram todos os tesouros da sabedoria e da ciência,
– revelai-nos, pelo ministério da Igreja, a infinita sabedoria de Deus. R.

Jesus Cristo, em quem o Pai colocou toda a sua afeição,
– ensinai-nos a ouvir fielmente a vossa palavra. R.

Jesus Cristo, de cuja plenitude todos nós recebemos,
– dai-nos sempre e cada vez mais a graça e a verdade do Pai. R.

Jesus Cristo, fonte de vida e santidade,
– tornai-nos santos e puros no amor. R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Concedei, ó Deus todo-poderoso, que, alegrando-nos pela solenidade do Coração do vosso Filho, meditemos as maravilhas de seu amor e possamos receber, desta fonte de vida, uma torrente de graças. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

I Vésperas do Sagrado Coração de Jesus


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino 

Ó Cristo, autor deste mundo,
que redimis terra e céus,
da luz do Pai sois a luz,
Deus verdadeiro de Deus.

O amor vos fez assumir
o nosso corpo mortal,
e, novo Adão, reparastes
do velho a culpa fatal.

O vosso amor, que criou
a terra, o mar e o céu,
do antigo mal condoído,
nossas cadeias rompeu.

Ninguém se afaste do amor
do vosso bom Coração.
Buscai, nações, nesta fonte
as graças da remissão.

Aberto foi pela lança
e, na paixão transpassado,
deixou jorrar água e sangue,
lavando nosso pecado.

Glória a Jesus, que derrama
graça do seu coração,
um como Pai e o Espírito,
nos tempos sem sucessão.

Salmodia 

Ant. 1 Com eterna caridade nos amou o nosso Deus;
e exaltado sobre a terra,
atraiu-nos para o seu compassivo Coração.

Salmo 112(113)

– 1Louvai, louvai, ó servos do Senhor, *
louvai, louvai o nome do Senhor!
– 2Bendito seja o nome do Senhor, *
agora e por toda a eternidade!
– 3Do nascer do sol até o seu ocaso, *
louvado seja o nome do Senhor! 

– 4O Senhor está acima das nações, *
sua glória vai além dos altos céus.
=5Quem pode comparar-se ao nosso Deus, †
ao Senhor, que no alto céu tem o seu trono *
6
e se inclina para olhar o céu e a terra? 

– 7Levanta da poeira o indigente *
e do lixo ele retira o pobrezinho,
– 8para fazê-lo assentar-se com os nobres, *
assentar-se com os nobres do seu povo.
– 9Faz a estéril, mãe feliz em sua casa, *
vivendo rodeada de seus filhos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Com eterna caridade nos amou o nosso Deus;
e exaltado sobre a terra,
atraiu-nos para o seu compassivo Coração.


Ant. 2 Aprendei de mim, que sou
de coração humilde e manso,
e achareis paz e repouso para os vossos corações.

Salmo 145(146) 

Felicidade dos que esperam no Senhor

Louvamos o Senhor em nossa vida, isto é, em nosso proceder (Arnóbio).  

=1 Bendize, minh’alma, ao Senhor! †
 2 Bendirei ao Senhor toda a vida, *
cantarei ao meu Deus sem cessar!  

3 Não ponhais vossa fé nos que mandam, *
não há homem que possa salvar.
 =4 Ao faltar-lhe o respiro ele volta †
para a terra de onde saiu; *
nesse dia seus planos perecem.  

=5 É feliz todo homem que busca †
seu auxílio no Deus de Jacó, *
e que põe no Senhor a esperança.
6 O Senhor fez o céu e a terra, *
fez o mar e o que neles existe.  

– O Senhor é fiel para sempre, *
 7 faz justiça aos que são oprimidos;
 – ele dá alimento aos famintos, *
é o Senhor quem liberta os cativos.  

=8 O Senhor abre os olhos aos cegos, †
o Senhor faz erguer-se o caído, *
o Senhor ama aquele que é justo.  

 =9 É o Senhor quem protege o estrangeiro, †
quem ampara a viúva e o órfão, *
mas confunde os caminhos dos maus.  

=10 O Senhor reinará para sempre! †
Ó Sião, o teu Deus reinará *
para sempre e por todos os séculos!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Aprendei de mim, que sou
de coração humilde e manso,
e achareis paz e repouso para os vossos corações. 


Ant. 3 Eu sou o Bom Pastor das ovelhas,
meu rebanho conheço e apascento,
e por elas eu dou minha vida.

Cântico Ap 4,11; 5,9.10.12
 
Hino dos remidos

4,1 Vós sois digno, Senhor nosso Deus, *
de receber honra, glória e poder!

(R. Poder, honra e glória ao Cordeiro de Deus!)

=5,9 Porque todas as coisas criastes, †
é por vossa vontade que existem *
e subsistem porque vós mandais. (R.)

= Vós sois digno, Senhor nosso Deus, †
de o livro nas mãos receber *
e de abrir suas folhas lacradas! (R.)

– Porque fostes por nós imolado; *
para Deus nos remiu vosso sangue
– dentre todas as tribos e línguas, *
dentre os povos da terra e nações. (R.)

=10 Pois fizestes de nós, para Deus, †
sacerdotes e povo de reis, *
e iremos reinar sobre a terra. (R.)

=12 O Cordeiro imolado é digno †
de receber honra, glória e poder, *
sabedoria, louvor, divindade! (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Eu sou o Bom Pastor das ovelhas,
meu rebanho conheço e apascento,
e por elas eu dou minha vida.

Leitura breve Ef 5, 25b-27

Cristo amou a Igreja e se entregou por ela. Ele quis assim torná-la santa, purificando-a com o banho da água unida à Palavra. Ele quis apresentá-la a si mesmo esplêndida, sem mancha nem ruga, nem defeito algum, mas santa e irrepreensível.

Responsório breve

R. Jesus Cristo nos amou
* E em seu sangue nos lavou. R. Jesus Cristo.
V. Fez-nos reis e sacerdotes para Deus, o nosso Pai.
* E em seu sangue. Glória ao Pai. R. Jesus Cristo.


Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Vim trazer fogo à terra;
e o que quero senão que ele seja ateado?

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu esrito em Deus, meu Salvador;
48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
Santo é o seu nome!
50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Espírito que habita em nosso peito *
pelos séculos dos séculos. Amém.


Em Latim

Magnificat anima mea Dominum
Et exultavit spiritus meus in Deo salvatóre meo.
Quia respexit humilitatem ancillæ suæ: ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.
Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen eius.
Et misericordia eius a progenie in progenies timentibus eum.
Fecit potentiam in brachio suo, dispersit superbos mente cordis sui.
Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles.
Esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes,
Suscepit Israel puerum suum recordatus misericordiæ suæ,
Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini eius in sæcula.

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto
Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum.
Amen.

Ant. Vim trazer fogo à terra;
e o que quero senão que ele seja ateado?

Preces

Oremos, irmãos e irmãs, a Jesus Cristo, repouso de nossas almas; e lhe peçamos:

R. Rei de bondade, tende compaixão de nós!

Senhor Jesus, de cujo coração aberto pela lança, jorrou sangue e água para que a Igreja, vossa esposa, nascesse de vós,
– tornai-a santa e imaculada. R.

Senhor Jesus, templo santo de Deus, destruído pelo ser humano e novamente edificado por Deus,
– fazei da Igreja o tabernáculo do Altíssimo.R.

Senhor Jesus, rei e centro de todos os corações, que amais com amor eterno e atraís compassivo tudo para vós,
– renovai a vossa aliança com a humanidade inteira.R.

Senhor Jesus, nossa paz e reconciliação, que morrendo na cruz vencestes o ódio e fizestes de todos uma nova criatura,
– abri-nos o caminho para o Pai. v

Senhor Jesus, nossa vida e ressurreição, conforto e repouso dos corações atribulados,
– atraí para vós os pecadores.R.

(intenções livres)

Senhor Jesus, obediente até à morte de cruz, por causa do vosso infinito amor para conosco,
– ressuscitai a todos os que adormeceram na vossa paz. R.

Pai nosso.


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Concedei, ó Deus todo-poderoso, que, alegrando-nos pela solenidade do Coração do vosso Filho, meditemos as maravilhas de seu amor e possamos receber, desta fonte de vida, uma torrente de graças. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Vésperas de Terça-feira da 11ª Semana do Tempo Comum


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó grande Autor da terra,
que, as águas repelindo,
do mundo o solo erguestes,
a terra produzindo,

de plantas revestida,
ornada pelas flores,
e dando muitos frutos,
diversos em sabores.

Lavai as manchas da alma
na fonte, pela graça.
O pranto em nossos olhos
as más ações desfaça.

Seguindo as vossas leis,
lutemos contra o mal,
felizes pelo dom
da vida perenal.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, dileto Filho,
unidos pelo Espírito
na luz de eterno brilho.


Salmodia

Ant. 1 Deus nos cerca de carinho e proteção.

Salmo 124(125)

Deus, protetor de seu povo

A paz para o Israel de Deus (Gl 6,16).

1 Quem confia no Senhor é como o monte de Sião: *
nada o pode abalar, porque é firme para sempre.
=2 Tal e qual Jerusalém, toda cercada de montanhas, †
assim Deus cerca seu povo de carinho e proteção, *
desde agora e para sempre, pelos culos afora.

=3 O Senhor não vai deixar prevalecer por muito tempo †
o donio dos malvados sobre a sorte dos seus justos, *
para os justos não mancharem suas mãos na iniqüidade.

=Fazei o bem, Senhor, aos bons e aos que têm reto coração, †
5 mas os que seguem maus caminhos, castigai-os com os maus! *
Que venha a paz a Israel! Que venha a paz ao vosso povo!

Ant. Deus nos cerca de carinho e proteção.


Ant. 2 Tornai-nos, Senhor, como crianças,
para podermos entrar em vosso Reino!

Salmo 130(131)

Confiança filial e repouso em Deus

Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração (Mt 11,29).

1 Senhor, meu coração não é orgulhoso, *
nem se eleva arrogante o meu olhar;
– não ando à procura de grandezas, *
nem tenho pretensões ambiciosas!

2 Fiz calar e sossegar a minha alma; *
ela es em grande paz dentro de mim,
– como a criança bem tranqüila, amamentada *
no regaço acolhedor de sua mãe.

3 Confia no Senhor, ó Israel, *
desde agora e por toda a eternidade!

Ant. Tornai-nos, Senhor, como crianças,
para podermos entrar em vosso Reino!


Ant. 3 Fizestes de nós para Deus sacerdotes e povo de reis.

Cântico Ap 4,11; 5,9.10.12

Hino dos remidos

4,11 Vós sois digno, Senhor nosso Deus, *
de receber honra, glória e poder!

(R. Poder, honra e glória ao Cordeiro de Deus!)

=5,9 Porque todas as coisas criastes, †
é por vossa vontade que existem *
e subsistem porque vós mandais.

(R.)

= Vós sois digno, Senhor nosso Deus, †
de o livro nas mãos receber *
e de abrir suas folhas lacradas!

(R.)

– Porque fostes por nós imolado; *
para Deus nos remiu vosso sangue
– dentre todas as tribos e línguas, *
dentre os povos da terra e nações.

(R.)

=10 Pois fizestes de nós, para Deus, †
sacerdotes e povo de reis, *
e iremos reinar sobre a terra.

(R.)

=12 O Cordeiro imolado é digno †
de receber honra, glória e poder, *
sabedoria, louvor, divindade!

(R.)

Ant. Fizestes de nós para Deus sacerdotes e povo de reis.

Leitura breve Rm 12,9-12

O amor seja sincero. Detestai o mal, apegai-vos ao bem. Que o amor fraterno vos una uns aos outros com terna afeição, prevenindo-vos com atenções recíprocas. Sede zelosos e diligentes, fervorosos de espírito, servindo sempre ao Senhor, alegres por causa da esperança, fortes nas tribulações, perseverantes na oração.

Responsório breve

R. Vossa palavra, ó Senhor,
* Permanece eternamente. R. Vossa palavra.
V. Vossa verdade é para sempre. * Permanece.
Glória ao Pai. R. Vossa palavra.


Cântico evangélico, ant.

Exulte meu esrito em Deus meu Salvador!

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu esrito em Deus, meu Salvador;
48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
Santo é o seu nome!
50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.

ant. Exulte meu esrito em Deus meu Salvador!

Preces

Invoquemos a Deus, esperança do seu povo; e aclamemos com alegria:

R. Senhor, sois a esperança do vosso povo!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos enriquecestes em tudo, por Jesus Cristo,
– com o dom da palavra e do conhecimento.

R.

Concedei a vossa sabedoria aos que governam as nações,
– para que o vosso conselho ilumine seus corações e seus atos.

R.

Vós, que tornais os artistas capazes de exprimir a vossa beleza, por meio da sua sensibilidade e imaginação,
– fazei de suas obras uma mensagem de alegria e de esperança para o mundo.

R.

Vós, que não permitis sermos tentados acima de nossas forças,
– fortalecei os fracos e levantai os caídos.

R.

(intenções livres)

Vós, que, por vosso Filho, prometestes aos seres humanos ressuscitarem para a vida eterna no último dia,
– não esqueçais para sempre os que já partiram deste mundo.

R.

Pai nosso.


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Pai cheio de bondade, suba até vós nossa oração da tarde e desça sobre nós a vossa bênção, para que, agora e sempre, possamos alcançar a graça da salvação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes da Memória de Santo Antônio de Pádua, presbítero



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Raiando o novo dia,
as vozes elevamos,
de Deus a graça e glória
em Cristo proclamamos.

Por ele o Criador
compôs a noite e o dia,
criando a lei eterna
que os dois alternaria.

A vós, Luz dos fiéis,
nenhuma lei domina.
Fulgis de dia e noite,
clarão da luz divina.

Ó Pai, por vossa graça,
vivamos hoje bem,
servindo a Cristo e cheios
do vosso Espírito. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Anunciamos de manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira.

Salmo 91(92)

Louvor ao Deus Criador

Louvores se proclamam pelos feitos do Cristo (Sto. Atanásio).

2 Como é bom agradecermos ao Senhor *
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
3 Anunciar pela manhã vossa bondade, *
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
4 ao som da lira de dez cordas e da harpa, *
com canto acompanhado ao som da cítara.

5 Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos, *
e rejubilo de alegria em vossas obras.
6 Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, *
quão profundos são os vossos pensamentos!

7 Só o homem insensato não entende, *
só o estulto não percebe nada disso!
8 Mesmo que os ímpios floresçam como a erva, *
ou prosperem igualmente os malfeitores,
– são destinados a perder-se para sempre. *
9 Vós, porém, sois o Excelso eternamente!

=10 Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †
eis que os vossos inimigos vão perder-se, *
e os malfeitores serão todos dispersados.

11 Vós me destes toda a força de um touro, *
e sobre mim um óleo puro derramastes;
12 triunfante, posso olhar meus inimigos, *
vitorioso, escuto a voz de seus gemidos.

13 O justo crescerá como a palmeira, *
flori igual ao cedro que há no Líbano;
14 na casa do Senhor estão plantados, *
nos átrios de meu Deus florescerão.

15 Mesmo no tempo da velhice darão frutos, *
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
16 e dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus: *
meu Rochedo, não existe nele o mal!”

Ant. Anunciamos de manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira.


Ant. 2 Vinde todos e dai glória ao nosso Deus!

Cântico Dt 32,1-12

Os benefícios de Deus ao povo

Quantas vezes quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas! (Mt 23,37).

1 Ó céus, vinde, escutai; eu vou falar, *
ouça a terra as palavras de meus lábios!
2 Minha doutrina se derrame como chuva, *
minha palavra se espalhe como orvalho,
– como torrentes que transbordam sobre a relva *
e aguaceiros a cair por sobre as plantas.

3 O nome do Senhor vou invocar; *
vinde todos e dai glória ao nosso Deus!
4 Ele é a Rocha: suas obras são perfeitas, *
seus caminhos todos eles são justiça;
– é ele o Deus fiel, sem falsidade, *
o Deus justo, sempre reto em seu agir.

5 Os filhos seus degenerados o ofenderam, *
esta raça corrompida e depravada!
6 É assim que agradeceis ao Senhor Deus, *
povo louco, povo estulto e insensato?
– Não é ele o teu Pai que te gerou, *
o Criador que te formou e te sustenta?

7 Recorda-te dos dias do passado *
e relembra as antigas gerações;
– pergunta, e teu pai te contará, *
interroga, e teus avós te ensinarão.

8 Quando o Altíssimo os povos dividiu *
e pela terra espalhou os filhos de Adão,
– as fronteiras das nações ele marcou *
de acordo com o número de seus filhos;
9 mas a parte do Senhor foi o seu povo, *
e Ja foi a porção de sua herança.

10 Foi num deserto que o Senhor achou seu povo, *
num lugar de solidão desoladora;
– cercou-o de cuidados e carinhos *
e o guardou como a pupila de seus olhos.

11 Como a águia, esvoaçando sobre o ninho, *
incita os seus filhotes a voar,
– ele estendeu as suas asas e o tomou, *
e levou-o carregado sobre elas.
12 O Senhor, somente ele, foi seu guia, *
e jamais um outro deus com ele estava.

Ant. Vinde todos e dai glória ao nosso Deus!

Ant. 3 Ó Senhor,nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo! †

Salmo 8

Majestade de Deus e dignidade do homem

Ele pôs tudo sob os seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja (Ef 1,22).

2 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo! 

– † Desdobrastes nos céus vossa glória *
com grandeza, esplendor, majestade.
=3 O perfeito louvor vos é dado †
pelos bios dos mais pequeninos, *
de crianças que a mãe amamenta.

– Eis a força que opondes aos maus, *
reduzindo o inimigo ao silêncio.
4 Contemplando estes céus que plasmastes *
e formastes com dedos de artista;

– vendo a lua e estrelas brilhantes, *
5 perguntamos: “Senhor, que é o homem,
– para dele assim vos lembrardes *
e o tratardes com tanto carinho?”

6 Pouco abaixo de Deus o fizestes, *
coroando-o de glória e esplendor;
7 vós lhe destes poder sobre tudo, *
vossas obras aos pés lhe pusestes:

8 as ovelhas, os bois, os rebanhos, *
todo o gado e as feras da mata;
9 passarinhos e peixes dos mares, *
todo ser que se move nas águas.

10 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo!

Ant. Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Leitura breve Rm 12,14-16a

Abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram, chorai com os que choram. Mantende um bom entendimento uns com os outros; não vos deixeis levar pelo gosto de grandeza, mas acomodai-vos às coisas humildes.

Responsório breve

R. A alegria canta sobre meus bios,
* E a minh’alma libertada exulta. R. A alegria.
V. Também celebrarei vossa justiça. * E a minh’alma.
Glória ao Pai. R. A alegria.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Guiai nossos passos no caminho da paz!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Guiai nossos passos no caminho da paz!

Preces

Celebremos a bondade e a sabedoria de Jesus Cristo, que quer ser amado e servido em todos os nossos irmãos e irmãs, principalmente nos que sofrem; e lhe peçamos:

R. Senhor, tornai-nos perfeitos na caridade!

Recordamos, Senhor, nesta manhã, a vossa ressurreição,
– e vos pedimos que estendais à humanidade inteira os benefícios da vossa redenção.

R.

Fazei, Senhor, que demos hoje bom testemunho de vós,
– e, por vosso intermédio, ofereçamos ao Pai um sacrifício santo e agradável.

R.

Ensinai-nos, Senhor, a descobrir a vossa imagem em todos os seres humanos,
– e a vos servir em cada um deles.

R.

Cristo, verdadeiro tronco da videira do qual somos os ramos,
– fortalecei a nossa união convosco para produzirmos muitos frutos e glorificarmos a Deus Pai.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, que destes Santo Antônio ao vosso povo como insigne pregador e intercessor em todas as necessidades,fazei-nos, por seu auxílio, seguir os ensinamentos da vida cristã, e sentir a vossa ajuda em todas as provações. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

II Vésperas – SANTÍSSIMO SACRAMENTO DO CORPO E SANGUE DE CRISTO


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vamos todos louvar juntos
o mistério do amor,
pois o preço deste mundo
foi o sangue redentor,
recebido de Maria,
que nos deu o Salvador.

Veio ao mundo por Maria,
foi por nós que ele nasceu.
Ensinou sua doutrina,
com os homens conviveu.
No final de sua vida,
um presente ele nos deu.

Observando a Lei mosaica,
se reuniu com os irmãos.
Era noite. Despedida.
Numa ceia:refeição.
Deu-se aos doze em alimento,
pelas suas próprias mãos.

A Palavra do Deus vivo
transformou o vinho e o pão
no seu sangue e no seu corpo
para a nossa salvação.
O milagre nós não vemos,
basta a fé no coração.

Tão sublime sacramento
adoremos neste altar,
pois o Antigo Testamento
deu ao Novo seu lugar.
Venha a fé por suplemento
os sentidos completar.

Ao Eterno Pai cantemos
e a Jesus, o Salvador.
Ao Espírito exaltemos,
na Trindade, eterno amor.
Ao Deus Uno e Trino demos
a alegria do louvor.

Salmodia

Ant. 1 Jesus Cristo, sacerdote eternamente
segundo a ordem do rei Melquisedec,
ofereceu o pão e o vinho, aleluia.

Salmo 109(110),1-5.7

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
‘Assenta-te ao meu lado direito
– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!’

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
‘Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!’

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
‘Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!’

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
‘No dia da ira esmagarás os reis da terra!
7 Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!’

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Jesus Cristo, sacerdote eternamente
segundo a ordem do rei Melquisedec,
ofereceu o pão e o vinho, aleluia.


Ant. 2 Elevo o cálice da minha salvação
e vos oferto um sacrifício de louvor.

Salmo 115(116 B)

Ação de graças no templo

Por meio de Jesus, ofereçamos a Deus um perene sacrifício de louvor(Hb 13,15).

10 Guardei a minha fé, mesmo dizendo: *
‘É demais o sofrimento em minha vida!’
11 Confiei, quando dizia na aflição: *
‘Todo homem é mentiroso! Todo homem!’

12 Que poderei retribuir ao Senhor Deus *
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
13 Elevo o cálice da minha salvação, *
invocando o nome santo do Senhor.
14 Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido.

15 É sentida por demais pelo Senhor *
a morte de seus santos, seus amigos.
=16 Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, †
vosso servo que nasceu de vossa serva; *
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

17 Por isso oferto um sacrifício de louvor, *
invocando o nome santo do Senhor.
18 Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido;
19 nos átrios da casa do Senhor, *
em teu meio, ó cidade de Sião!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Elevo o cálice da minha salvação
e vos oferto um sacrifício de louvor.


Ant. 3 Ó Senhor, sois o Caminho, a Verdade e a Vida.

No cântico seguinte dizem-se os Aleluias entre parênteses somente quando se canta; na recitação, basta dizer o Aleluia no começo e no fim das estrofes.

Cântico Cf. Ap 19,1-2.5-7

As núpcias do Cordeiro

= Aleluia, (Aleluia!).
1 Ao nosso Deus a salvação, *
honra, glória e poder! (Aleluia!).
2 Pois são verdade e justiça *
os juízos do Senhor.

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
5 Celebrai o nosso Deus, *
servidores do Senhor! (Aleluia!).
– E vós todos que o temeis, *
vós os grandes e os pequenos!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
6 De seu reino tomou posse *
nosso Deus onipotente! (Aleluia!).
7 Exultemos de alegria,*
demos glória ao nosso Deus!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
Eis que as núpcias do Cordeiro *
redivivo se aproximam! (Aleluia!).
– Sua Esposa se enfeitou, *
se vestiu de linho puro.

R. Aleluia, (Aleluia!).

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Ant. Ó Senhor, sois o Caminho, a Verdade e a Vida.

Leitura breve             1Cor 11,23-25

O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos transmiti: Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão e, depois de dar graças, partiu-o e disse: Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei-o em memória de mim. Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: Este cálice é a nova aliança, em meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei isto em minha memória.

Responsório breve

R. Deus lhes deu para comer o pão do céu,
* Aleluia, aleluia. R. Deus lhes deu.
V. O homem se nutriu do pão dos anjos. * Aleluia.
Glória ao Pai. R. Deus lhes deu.


CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Ó banquete tão sagrado, em que Cristo é alimento,
a memória é celebrada de seu santo sofrimento;
nossa mente se enriquece com a graça em seu fulgor;
da futura glória eterna nos é dado o penhor. Aleluia.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu esrito em Deus, meu Salvador;
48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
Santo é o seu nome!
50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Espírito que habita em nosso peito *
pelos séculos dos séculos. Amém.


Em Latim

Magnificat anima mea Dominum
Et exultavit spiritus meus in Deo salvatóre meo.
Quia respexit humilitatem ancillæ suæ: ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.
Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen eius.
Et misericordia eius a progenie in progenies timentibus eum.
Fecit potentiam in brachio suo, dispersit superbos mente cordis sui.
Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles.
Esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes,
Suscepit Israel puerum suum recordatus misericordiæ suæ,
Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini eius in sæcula.

Gloria Patri, et Filio, et Spiritui Sancto
Sicut erat in principio, et nunc, et semper, et in saecula saeculorum.
Amen.

Ant. Ó banquete tão sagrado, em que Cristo é alimento,
a memória é celebrada de seu santo sofrimento;
nossa mente se enriquece com a graça em seu fulgor;
da futura glória eterna nos é dado o penhor. Aleluia.

Preces

Cristo nos convida a todos para a Ceia em que entrega seu corpo e sangue pela vida do mundo. Peçamos-lhe com amor e confiança:

R. Cristo, pão do céu, dai-nos a vida eterna!

Cristo, Filho do Deus vivo, que nos mandastes celebrar a ceia eucarística em memória de vós,
– fortalecei a Igreja com a fiel celebração de vossos mistérios. R.

Cristo, sacerdote único do Deus Altíssimo, que confiastes aos sacerdotes a oferenda da Eucaristia,
– fazei que eles realizem em suas vidas o que celebram no sacramento. R.

Cristo, maná descido do céu, que reunis num só corpo todos os que participam do mesmo pão,
– conservai na paz e na concórdia aqueles que creem em vós. R.

Cristo, médico celeste, que no pão da vida nos ofereceis o remédio da imortalidade e o penhor da ressurreição,
– dai saúde aos doentes e perdão aos pecadores. R.

(intenções livres)

Cristo, rei da eterna glória, que nos mandastes celebrar a eucaristia para anunciar a vossa morte até à vossa vinda no fim dos tempos,
– tornai participantes da vossa ressurreição, todos os que morreram no vosso amor. R.

Pai nosso.


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Senhor Jesus Cristo, neste admirável sacramento, nos deixastes o memorial da vossa paixão. Dai-nos venerar com tão grande amor o mistério do vosso Corpo e do vosso Sangue, que possamos colher continuamente os frutos da vossa redenção. Vós, que viveis e reinais com o Pai, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes da Solenidade do Santíssimo Sacramento do Corpo de Sangue de Cristo



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Eis que o Verbo, habitando entre nós
sem do Pai ter deixado a direita,
chega ao fim de seus dias na terra,
completando uma obra perfeita.

Conhecendo o Senhor quem iria
entregá-lo na mão do homicida,
quis aos doze entregar-se primeiro,
qual perfeito alimento da vida.

E debaixo de duas espécies
o seu corpo e seu sangue nos deu:
alimento vital para o homem,
que se nutre do Corpo de Deus.

No presépio quis ser companheiro,
como pão numa ceia se deu.
Foi na cruz nosso preço e resgate,
e será nosso prêmio no céu.

Hóstia pura, trazeis salvação,
e do céu nos abristes a porta.
Inimigos apertam o cerco,
dai-nos força que anima e conforta.

Ao Deus Uno e Trino, o louvor,
toda a glória e poder sempiterno,
e a vida sem fim nos conceda
lá na Pátria, no reino eterno.

Salmodia

Ant. 1 Saciastes vosso povo com manjar digno de anjos
e lhe destes pão do céu. Aleluia.

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh’alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
— 6A minh’alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

– 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
— 8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
— 9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Saciastes vosso povo com manjar digno de anjos
e lhe destes pão do céu. Aleluia.



Ant. 2 Os santos sacerdotes oferecem ao Senhor
pão e incenso, aleluia.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

– 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. A ele glória e louvor eternamente)

– 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
– 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
– 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
– 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
– 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
– 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
– 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
– 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
– 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
– 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
– 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
– 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
– 88Jovens Misael,Ananias e Azarias,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
– ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
– 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Os santos sacerdotes oferecem ao Senhor
pão e incenso, aleluia.


Ant. 3 Ao vencedor eu darei o maná escondido,
e darei novo nome. Aleluia.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
— 5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
— 6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

— 7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
— 8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ao vencedor eu darei o maná escondido,
e darei novo nome. Aleluia.

Leitura breve             Ml 1,11

Desde o nascer do sol até ao poente, grande é meu nome entre as nações, em todo o lugar se oferece um sacrifício e uma oblação pura ao meu nome, porque grande é o meu nome entre as nações, diz o Senhor dos exércitos.

Responsório breve

R. Da terra tira o homem seu sustento,
* Aleluia, aleluia. R. Da terra.
V. E o vinho que alegra o coração. *Aleluia.
Glória ao Pai. R. Da terra.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Eu sou o Pão vivo descido do céu;
quem comer deste pão viverá para sempre. Aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


Ant. Eu sou o Pão vivo descido do céu;
quem comer deste pão viverá para sempre. Aleluia.

Preces

Oremos, irmãos e irmãs, a Jesus Cristo, pão da vida; e digamos com alegria:

R. Felizes os convidados para a ceia do Senhor!

Cristo, Sacerdote da nova e eterna Aliança, que no altar da cruz oferecestes ao Pai um sacrifício perfeito,
– ensinai-nos a oferecer convosco este sacrifício santo. R.

Cristo, rei de paz e de justiça, que consagrastes o pão e o vinho como sinais da vossa oferenda,
– associai-nos ao vosso sacrifício, como oferenda agradável a Deus Pai. R.

Cristo, verdadeiro adorador do Pai, que do nascer ao pôr do sol sois oferecido pela Igreja como uma oblação pura,
– congregai na unidade do vosso corpo os que saciais com o mesmo pão. R.

Cristo, maná descido do céu, que alimentais a Igreja com o vosso corpo e o vosso sangue,
– fortificai-a na caminhada para o Pai. R.

Cristo, que estais à porta e bateis,
– entrai e vinde sentar à nossa mesa. R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Senhor Jesus Cristo, neste admirável sacramento, nos deixastes o memorial da vossa paixão. Dai-nos venerar com tão grande amor o mistério do vosso Corpo e do vosso Sangue, que possamos colher continuamente os frutos da vossa redenção. Vós, que viveis e reinais com o Pai, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Laudes de Quarta-feira da 10ª Semana do Tempo Comum



V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Criador das alturas celestes,
vós fixastes caminhos de luz
para a lua, rainha da noite,
para o sol, que de dia reluz.

Vai-se a treva, fugindo da aurora,
e do dia se espalha o clarão.
Nova força também nos desperta
e nos une num só coração.

O nascer deste dia convida
a cantarmos os vossos louvores.
Do céu jorra uma paz envolvente,
harmonia de luz e de cores.

Ao clarão desta luz que renasce,
fuja a treva e se apague a ilusão.
A discórdia não trema nos lábios,
a maldade não turve a razão.

Quando o sol vai tecendo este dia,
brilhe a fé com igual claridade,
cresça a espera nos bens prometidos
e nos una uma só caridade.

Escutai-nos, ó Pai piedoso,
e vós, Filho, do Pai esplendor,
que reinais, com o Espírito Santo,
na manhã sem ocaso do amor.

Salmodia

Ant. 1 São santos, ó Senhor, vossos caminhos;
haverá deus que se compare ao nosso Deus?

Salmo 76(77)

Lembrando as maravilhas do Senhor

Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos (2Cor 4,8).

2 Quero clamar ao Senhor Deus em alta voz, *
em alta voz eu clamo a Deus: que ele me ouça!
=3 No meu dia de aflição busco o Senhor; †
sem me cansar ergo, de noite, as minhas mãos, *
e minh’alma não se deixa consolar.

4 Quando me lembro do Senhor, solto gemidos, *
e, ao recor-lo, minha alma desfalece.
5 Não me deixastes, ó meu Deus, fechar os olhos, *
e, perturbado, já nem posso mais falar!

6 Eu reflito sobre os tempos de outrora, *
e dos anos que passaram me recordo;
7 meu coração fica a pensar durante a noite, *
e de tanto meditar, eu me pergunto:

8 Será que Deus vai rejeitar-nos para sempre? *
E nunca mais nos há de dar o seu favor?
9 Por acaso, seu amor foi esgotado? *
Sua promessa, afinal, terá falhado?

10 Será que Deus se esqueceu de ter piedade? *
Será que a ira lhe fechou o coração?
11 Eu confesso que é esta a minha dor: *
“A mão de Deus não é a mesma: está mudada!”

12 Mas, recordando os grandes feitos do passado, *
vossos progios eu relembro, ó Senhor;
13 eu medito sobre as vossas maravilhas *
e sobre as obras grandiosas que fizestes.

14 São santos, ó Senhor, vossos caminhos! *
Haverá deus que se compare ao nosso Deus?
15 Sois o Deus que operastes maravilhas, *
vosso poder manifestastes entre os povos.
16 Com vosso braço redimistes vosso povo, *
os filhos de Jacó e de José.

17 Quando as águas, ó Senhor, vos avistaram, *
elas tremeram e os abismos se agitaram
=18 e as nuvens derramaram suas águas, †
a tempestade fez ouvir a sua voz, *
por todo lado se espalharam vossas flechas.

=19 Ribombou a vossa voz entre trovões, †
vossos raios toda a terra iluminaram, *
a terra inteira estremeceu e se abalou.

=20 Abriu-se em pleno mar vosso caminho †
e a vossa estrada, pelas águas mais profundas; *
mas ninguém viu os sinais dos vossos passos.
21 Como um rebanho conduzistes vosso povo *
e o guiastes por Moisés e Aarão.

Ant. São santos, ó Senhor, vossos caminhos;
haverá deus que se compare ao nosso Deus?


Ant. 2 Exulta no Senhor meu coração.
É ele quem exalta os humilhados.

Cântico 1Sm 2,1-10

Os humildes se alegram em Deus

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos (Lc 1,52-53).

1 Exulta no Senhor meu coração, *
e se eleva a minha fronte no meu Deus;
– minha boca desafia os meus rivais *
porque me alegro com a vossa salvação.

2 Não há santo como é santo o nosso Deus, *
ninguém é forte à semelhança do Senhor!
3 Não faleis tantas palavras orgulhosas, *
nem profiram arrogâncias vossos lábios!

– Pois o Senhor é o nosso Deus que tudo sabe. *
Ele conhece os pensamentos mais ocultos.
4 O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, *
mas os fracos se vestiram de vigor.

5 Os saciados se empregaram por um pão, *
mas os pobres e os famintos se fartaram.
– Muitas vezes deu à luz a que era estéril, *
mas a mãe de muitos filhos definhou.

6 É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, *
faz descer à sepultura e faz voltar;
7 é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, *
é o Senhor quem nos humilha e nos exalta.

8 O Senhor ergue do pó o homem fraco, *
e do lixo ele retira o indigente,
– para fa-los assentar-se com os nobres *
num lugar de muita honra e distinção.

– As colunas desta terra lhe pertencem, *
e sobre elas assentou o universo.
9 Ele vela sobre os passos de seus santos, *
mas os ímpios se extraviam pelas trevas.

10 Ninguém triunfa se apoiando em suas forças; *
os inimigos do Senhor serão vencidos;
– sobre eles faz troar o seu trovão, *
o Senhor julga os confins de toda a terra.

– O Senhor dará a seu Rei a realeza *
e exalta o seu Ungido com poder.

Ant. Exulta no Senhor meu coração.
É ele quem exalta os humilhados.

Ant. 3 Deus é Rei! Exulte a terra de alegria! †

Salmo 96(97)

A glória do Senhor como juiz

Este salmo expressa a salvação do mundo e a fé dos povos todos em Deus (Sto. Atanásio).

1 Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, *
† e as ilhas numerosas rejubilem!
2 Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, *
que se apóia na justiça e no direito.
3 Vai um fogo caminhando à sua frente *
e devora ao redor seus inimigos.

4 Seus relâmpagos clareiam toda a terra; *
toda a terra ao contemplá-los estremece.
5 As montanhas se derretem como cera *
ante a face do Senhor de toda a terra;
6 e assim proclama o céu sua justiça, *
todos os povos podem ver a sua glória.

=7 “Os que adoram as estátuas se envergonhem †
e os que põem a sua glória nos seus ídolos; *
aos pés de Deus vêm se prostrar todos os deuses!”
=8 Sião escuta transbordante de alegria, †
e exultam as cidades de Judá, *
porque são justos, ó Senhor, vossos juízos!

=9 Porque vós sois o Altíssimo, Senhor, †
muito acima do universo que criastes, *
e de muito superais todos os deuses.
=10 O Senhor ama os que detestam a maldade, †
ele protege seus fiéis e suas vidas, *
e da mão dos pecadores os liberta.

11 Uma luz já se levanta para os justos, *
e a alegria, para os retos corações.
12 Homens justos, alegrai-vos no Senhor, *
celebrai e bendizei seu santo nome!

Ant. Deus é Rei! Exulte a terra de alegria!

Leitura breve Rm 8,35.37

Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação? Angústia? Perseguição? Fome? Nudez? Perigo? Espada? Mas, em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou!

Responsório breve

R. Bendirei o Senhor Deus,
* Bendirei em todo o tempo. R. Bendirei.
V. Seu louvor em minha boca, seu louvor eternamente.
* Bendirei. Glória ao Pai. R. Bendirei.


CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Sirvamos ao Senhor em santidade
enquanto perdurarem nossos dias.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 
71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 
=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor * 
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 
78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 
– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz


Em latim:

BENEDICTUS Dominus Deus Israel, *
quia visitavit, et fecit redemptionem plebis suae:
Et erexit cornu salutis nobis *
in domo David pueri sui.
Sicut locutus est per os sanctorum, *
qui a saeculo sunt, prophetarum eius:
Salutem ex inimicis nostris, *
et de manu omnium qui oderunt nos:
Ad faciendam misericordiam cum patribus nostris: *
et memorari testamenti sui sancti:
Iusiurandum, quod iuravit ad Abraham patrem nostrum, *
daturum se nobis;
Ut sine timore, de manu inimicorum nostrorum liberati, *
serviamus illi.
In sanctitate et iustitia coram ipso, *
omnibus diebus nostris.
Et tu puer, propheta Altissimi vocaberis: *
praeibis enim ante faciem Domini parare vias eius:
Ad dandam scientiam salutis plebi eius: *
in remissionem peccatorum eorum:
Per viscera misericordiae Dei nostri: *
in quibus visitabit nos, oriens ex alto:
Illuminare his qui in tenebris et in umbra mortis sedent: *
ad dirigendos pedes nostros in viam pacis.


ant. Sirvamos ao Senhor em santidade
enquanto perdurarem nossos dias.

Preces

Bendito seja Deus, nosso Salvador, que prometeu permanecer conosco todos os dias até o fim do mundo. Dando-lhe graças, peçamos:

R. Ficai conosco, Senhor!

Ficai conosco, Senhor, durante todo o dia,
– e que jamais se ponha em nossa vida o sol da vossa justiça.

R.

Nós vos consagramos este dia como uma oferenda agradável,
– e nos comprometemos a praticar somente o bem.

R.

Fazei, Senhor, que todo este dia transcorra como um dom da vossa luz,
– para que sejamos sal da terra e luz do mundo.

R.

Que a caridade do Espírito Santo inspire nossos corações e nossas palavras,
– a fim de permanecermos sempre em vossa justiça e em vosso louvor.

R.

(intenções livres)

Pai nosso…


Em Latim:

Pater noster, qui es in caelis
Sanctificétur nomen tuum
Advéniat regnum tuum
Fiat volúntas tua
Sicut in caelo, et in terra

Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie
Et dimítte nobis débita nostra
Sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris
Et ne nos indúcas in tentatiónem
Sed líbera nos a malo

Amem

Oração

Acendei, Senhor, em nossos corações a claridade de vossa luz, para que, andando sempre no caminho de vossos mandamentos, sejamos livres de todo erro. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.