Quinta-feira da 21ª Semana do Tempo Comum Memória do Martírio de São João Batista

Compartilhar:

 

Invitatório

Ant. do Invitatório: O Cordeiro de Deus adoremos,
               a que João precedeu na paixão.


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Predecessor fiel da graça,

bondoso anjo da verdade,

clarão de Cristo, ele anuncia

a Luz da eterna claridade.

 

Das profecias o precônio

que ele cantara, austero e forte,

com vida e atos confirmou

pelo sinal da santa morte.

 

Quem para o mundo ia nascer

ele precede, ao vir primeiro,

mostrando Aquele que viria

dar o batismo verdadeiro.

 

E cuja morte inocente,

que a vida ao mundo conquistou,

fora predita pelo sangue

que João Batista derramou.

 

Ó Pai clemente, concedei-nos

seguir os passos de São João,

para fruirmos para sempre

o dom de Cristo, em profusão.

Salmodia

Ant. 1 A palavra do Senhor é proteção
para aqueles que a ele se confiam.

Salmo 17(18),31-51

Ação de graças

Se Deus é por nós, quem será contra nós? (Rm 8,31).

IV

31 São perfeitos os caminhos do Senhor, *
sua palavra é provada pelo fogo;

– nosso Deus é um escudo poderoso *
para aqueles que a ele se confiam.

32 Quem é deus além de Deus nosso Senhor? *
Quem é Rochedo semelhante ao nosso Deus?

33
Foi esse Deus que me vestiu de fortaleza *
e que tornou o meu caminho sem pecado.

34 Tornou ligeiros os meus pés como os da corça *
e colocou-me em segurança em lugar alto;

35
adestrou as minhas mãos para o combate, *
e os meus braços, para usar arcos de bronze.

Ant. A palavra do Senhor é proteção
para aqueles que a ele se confiam.

Ant. 2 Com a vossa mão direita me amparastes.

V

=36 Por escudo vós me destes vossa ajuda; †
com a vossa mão direita me amparastes, *
e a vossa proteção me fez crescer.

37
Alargastes meu caminho ante meus passos, *
e por isso os meus pés não vacilaram.

38 Persegui meus inimigos e alcancei-os, *
não voltei sem os haver exterminado;

39
esmaguei-os, já não podem levantar-se, *
e debaixo dos meus pés caíram todos.

40 Vós me cingistes de coragem para a luta *
e dobrastes os rebeldes a meus pés.

41
Vós fizestes debandar meus inimigos, *
e aqueles que me odeiam dispersastes.

42 Eles gritaram, mas ninguém veio salvá-los; *
os seus gritos o Senhor não escutou.

43
Esmaguei-os como o pó que o vento leva *
e pisei-os como a lama das estradas.

44 Vós me livrastes da revolta deste povo *
e me pusestes como chefe das nações;

– serviu-me um povo para mim desconhecido, *
45
mal ouviu a minha voz, obedeceu.

= Povos estranhos me prestaram homenagem, †
46
povos estranhos se entregaram, se renderam *
e, tremendo, abandonaram seus redutos.

Ant. Com a vossa mão direita me amparastes.

Ant. 3 Viva o Senhor! Bendito seja o meu Rochedo!

VI

47 Viva o Senhor! Bendito seja o meu Rochedo! *
E louvado seja Deus, meu Salvador!
48
Porque foi ele, o Senhor, que me vingou *
e os povos submeteu ao meu domínio;

= libertou-me de inimigos furiosos, †
49 me exaltou sobre os rivais que resistiam *
e do homem sanguinário me salvou.

50
Por isso, entre as nações, vos louvarei, *
cantarei salmos, ó Senhor, ao vosso nome.

=51 Concedeis ao vosso rei grandes vitórias †
e mostrais misericórdia ao vosso Ungido, *
a Davi e à sua casa para sempre.

Ant. Viva o Senhor! Bendito seja o meu Rochedo!

V. Abri meus olhos, e então contemplarei

R. As maravilhas que encerra a vossa lei.

 

Primeira leitura

Do Livro do Profeta Jeremias             3,1-5.19–4,4

 

Convite à conversão

A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:

3,1 “Se o marido repudia sua mulher

e esta, separando-se dele,

se casa com outro homem,

acaso ainda voltará para ela?

Acaso não está profanado

e contaminado um país assim?

Cometeste adultério com muitos amantes,

voltarás para mim?

– diz o Senhor.

2 Levanta os olhos para as colinas

e vê se há lugar onde não te prostituíste.

Sentavas-te à beira do caminho à espera deles,

como o árabe do deserto;

profanaste a terra

com tuas práticas luxuriosas, com tua imoralidade.

3 Por isso te foram negadas as águas da chuva,

e não voltou a chover na primavera.

Ostentaste o rosto de uma meretriz,

incapaz de envergonhar-se.

4 Agora, ainda me chamas:

‘Tu és o meu pai, guia de minha meninice!

5 Pode ele ficar irado para sempre,

continuar indignado até ao fim?’

Assim falaste,

mas continuaste a praticar o mal.

19 Mas eu disse:

Como hei de considerar-te um dos filhos

e dar-te uma terra agradável,

a mais bela herança entre as nações?

Ainda disse: Vós me chamareis pai

e não deixareis de me seguir.

20 Oh! não, vós me desprezastes, casa de Judá,

como a mulher abandona o seu amante”,

diz o Senhor.

21 Ouviu-se nas colinas a voz

de choro e de súplicas: são filhos de Israel,

eles que trilharam o mau caminho

e esqueceram o Senhor, seu Deus.

22 “Convertei-vos, filhos que me tendes rejeitado,

vou curar os males dessa rejeição”.

“Eis-nos, então, viemos a ti;

tu és o Senhor, nosso Deus.

23 Aquelas colinas eram mentirosas,

mentirosa a agitação nos montes;

somente no Senhor, nosso Deus,

está a salvação de Israel.

24 A infâmia destruiu o trabalho de nossos pais

desde a nossa juventude,

seus rebanhos e o gado,

seus filhos e filhas.

25 Vamos dormir com essa infâmia,

cobertos de vergonha;

nós ofendemos o Senhor, nosso Deus,

nós e nossos pais,

desde a juventude até ao dia de hoje,

não escutamos a voz do Senhor, nosso Deus”.

4,1 “Se queres, Israel,

diz o Senhor,

é para mim que deves voltar;

se removeres de minha frente os teus ídolos,

 então não fugirás.

2 Pois hás de jurar: ‘O Senhor vive!’

e o farás pela verdade,

pelo juízo divino e pela justiça,

nele as nações serão abençoadas

e compartilharão de sua glória.

3 Isto diz o Senhor

aos homens de Judá e de Jerusalém:

Refazei vosso campo cultivado,

não queirais semear sobre espinhos.

4 Circuncidai-vos para o Senhor

e retirai o prepúcio do coração,

ó homens de Judá e habitantes de Jerusalém,

para não suscitardes o fogo de minha indignação;

não o façais crescer, a ponto de não se apagar,

devido a vossas obras perversas”.

 

Responsório             Jr 14,7; Sl 129(130),3

 

R. Se as nossas maldades nos acusam,

agi em nós, ó Senhor, por vosso nome!

* Nossas culpas são muitas, realmente,

ó Senhor, pois pecamos contra vós.

V. Se levardes em conta nossas faltas,

quem haverá de subsistir? * Nossas.

 

Segunda leitura

Das Homilias de São Beda Venerável, presbítero

(Hom. 23:CCL122,354.356-357)                (Séc.VIII)

 

Precursor de Cristo no nascimento e na morte

O santo precursor do nascimento, da pregação e da morte do Senhor mostrou o vigor de seu combate, digno dos olhos divinos, como diz a Escritura: E se diante dos homens sofreu tormentos, sua esperança está repleta de imortalidade (cf. Sb 3,4). Temos razão de celebrar a festa do dia do nascimento daquele que o tornou solene para nós por sua morte, e o ornou com o róseo fulgor de seu sangue. É justo venerarmos com alegria espiritual a memória de quem selou com o martírio o testemunho que deu em favor do Senhor. 

Não há que duvidar, se São João suportou o cárcere e as cadeias, foi por nosso Redentor, de quem dera testemunho como precursor. Também por ele deu a vida. O perseguidor não lhe disse que negasse a Cristo, mas que calasse a verdade. No entanto morreu por Cristo. 

Porque Cristo mesmo disse: Eu sou a verdade (Jo 14,6); por conseguinte, morreu por Cristo, já que derramou o sangue pela verdade. Antes, quando nasceu, pregou e batizou, dava testemunho de quem iria nascer, pregar, ser batizado. Também apontou para aquele que iria sofrer, sofrendo primeiro. 

Um homem de tanto valor terminou a vida terrena pela efusão do sangue, depois do longo sofrimento da prisão. Aquele que proclamava o Evangelho da liberdade da paz celeste, foi lançado por ímpios às cadeias; foi fechado na escuridão do cárcere quem veio dar testemunho da luz e por esta mesma luz, que é Cristo, tinha merecido ser chamado de lâmpada ardente e luminosa. Foi batizado no próprio sangue aquele a quem tinha sido dado batizar o Redentor do mundo, ouvir sobre ele a voz do Pai, ver descer a graça do Espírito Santo. Contudo, para quem tinha conhecimento de que seria recompensado pelas alegrias perpétuas não era insuportável sofrer tais tormentos pela verdade, mas, pelo contrário, fácil e desejável. 

Considerava desejável aceitar a morte, impossível de evitar por força da natureza, junto com a palma da vida perene, por ter confessado o nome de Cristo. Assim disse bem o Apóstolo: Porque vos foi dado por Cristo não apenas crer nele, mas ainda sofrer por ele (Fl 1,29). Diz ser dom de Cristo que os eleitos sofram por ele, conforme diz também: Os sofrimentos desta vida não se comparam à futura glória que se revelará em nós (Rm 8,18).

 

Responsório Mc 6,17.27

 

R. Herodes ordenara prender a João Batista

e acorrentá-lo na prisão

* Por causa de Herodíades, mulher de seu irmão,

que tomara por esposa.

V. Ele mandou o executor decapitá-lo na prisão.

* Por causa.

 

Oração

Ó Deus, quisestes que São João Batista fosse o precursor do nascimento e da morte do vosso Filho; como ele tombou na luta pela justiça e a verdade, fazei-nos também lutar corajosamente para testemunhar a vossa palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

Invitatório

Ant. do Invitatório: O Cordeiro de Deus adoremos,
               a que João precedeu na paixão.


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Logo ao nasceres não trazes mancha,
João Batista, severo asceta,
mártir potente, do ermo amigo,
grande Profeta.

De trinta frutos uns se coroam.
A fronte de outros o dobro cinge;
Tua coroa, dando três voltas,
os cem atinge.

Assim cingido de tanto mérito,
retira as pedras do nosso peito,
torto caminho, chão de alto e baixo,
torna direito.

Faze que um dia, purificados,
vindo a visita do Redentor,
possa em noss’alma, que preparaste,
seus passos pôr.

A vós, Deus Único, o céu celebra,
Trino em pessoas canta também.
Mas nós na terra, impuros, pedimos
perdão. Amém.

Salmodia

Ant. 1 O Senhor estendeu sua mão
e tocou minha boca e meus lábios;
fez de mim o profeta dos povos.

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh'alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
6A minh'alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

- 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Senhor estendeu sua mão
e tocou minha boca e meus lábios;
fez de mim o profeta dos povos.

Ant. 2 Herodes tinha medo de João
e o guardava sob a sua proteção,
pois sabia que ele era justo e santo.

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

- 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R.
A ele glória e louvor eternamente
)

- 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
- 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
- 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
- 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
-74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
- 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
- 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- 88Jovens Misael, Ananias e Azarias, *
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!

(R.)

No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Herodes tinha medo de João
e o guardava sob a sua proteção,
pois sabia que ele era justo e santo.

Ant. 3 Herodes gostava de ouvir João Batista,
e em muito seguia o que ele dizia.

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Herodes gostava de ouvir João Batista,
e em muito seguia o que ele dizia.

Leitura breve Is 49,1b-2
O Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim uma flecha aguçada, escondida em sua aljava.

Responsório breve

R.
Enviastes mensageiros a João,
*
E ele deu testemunho da verdade. R. Enviastes.
V.
Foi um facho que arde e ilumina. * E ele deu.
Glória ao Pai. R. Enviastes.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. O amigo do Esposo, que espera para ouvi-lo,
é tomado de alegria ao ouvir a voz do Esposo:
eis a minha alegria, alegria sem limites.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos
74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=
76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79
para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O amigo do Esposo, que espera para ouvi-lo,
é tomado de alegria ao ouvir a voz do Esposo:
eis a minha alegria, alegria sem limites.

Preces

Invoquemos a Cristo, que enviou João Batista como precursor, para preparar os seus caminhos; e digamos com toda confiança:

R. Cristo, sol nascente, iluminai os nossos caminhos!

Vós fizestes João Batista exultar de alegria no seio de Isabel;
fazei que sempre nos alegremos com a vossa vinda a este mundo. R.

Vós nos indicastes o caminho da penitência pela palavra e pela vida de João Batista;
convertei os nossos corações aos mandamentos do vosso reino. R.

Vós quisestes ser anunciado pela voz de um homem;
enviai pelo mundo inteiro mensageiros do vosso evangelho. R.

Vós quisestes ser batizado por João no rio Jordão, para que se cumprisse toda a justiça;
fazei-nos trabalhar com empenho para estabelecer a justiça do vosso reino. 
R.

(intenções livres)

Pai nosso...

 

Oração

Ó Deus, quisestes que São João Batista fosse o precursor do nascimento e da morte do vosso Filho; como ele tombou na luta pela justiça e a verdade, fazei-nos também lutar corajosamente para testemunhar a vossa palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Salmo 118(119),17-24

III (Ghimel)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4,34).

17 Sede bom com vosso servo, e viverei, *
e guardarei vossa palavra, ó Senhor.

18
Abri meus olhos, e então contemplarei *
as maravilhas que encerra a vossa lei!

19 Sou apenas peregrino sobre a terra, *
de mim não oculteis vossos preceitos!

20
Minha alma se consome o tempo todo *
em desejar as vossas justas decisões.

21 Ameaçais os orgulhosos e os malvados; *
maldito seja quem transgride a vossa lei!

22
Livrai-me do insulto e do desprezo, *
pois eu guardo as vossas ordens, ó Senhor.

23 Que os poderosos reunidos me condenem; *
o que me importa é o vosso julgamento!

24
Minha alegria é a vossa Aliança, *
meus conselheiros são os vossos mandamentos.

Ant. Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Ant. 2 Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Salmo 24(25)

Prece de perdão e confiança

A esperança não decepciona (Rm 5,5).

I

=1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, †
2 em vós confio: que eu não seja envergonhado *
nem triunfem sobre mim os inimigos!

3
Não se envergonha quem em vós põe a esperança, *
mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

4 Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, *
e fazei-me conhecer a vossa estrada!

=5
Vossa verdade me oriente e me conduza, †
porque sois o Deus da minha salvação; *
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!

6 Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura *
e a vossa compaixão que são eternas!

7 Não recordeis os meus pecados quando jovem, *
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!

– De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia *
e sois bondade sem limites, ó Senhor!

8 O Senhor é piedade e retidão, *
e reconduz ao bom caminho os pecadores.

9
Ele dirige os humildes na justiça, *
e aos pobres ele ensina o seu caminho.

10 Verdade e amor são os caminhos do Senhor *
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.

11
Ó Senhor, por vosso nome e vossa honra, *
perdoai os meus pecados que são tantos!

Ant. Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Ant. 3 Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

II

12 Qual é o homem que respeita o Senhor? *
Deus lhe ensina os caminhos a seguir.

13 Será feliz e viverá na abundância, *
e os seus filhos herdarão a nova terra.

14
O Senhor se torna íntimo aos que o temem *
e lhes a conhecer sua Aliança.

15 Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, *
pois ele tira os meus pés das armadilhas.

16
Voltai-vos para mim, tende piedade, *
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

17 Aliviai meu coração de tanta angústia, *
e libertai-me das minhas aflições!

18
Considerai minha miséria e sofrimento *
e concedei vosso perdão aos meus pecados!

19 Olhai meus inimigos que são muitos, *
e com que ódio violento eles me odeiam!

20
Defendei a minha vida e libertai-me; *
em vós confio, que eu não seja envergonhado!

21 Que a retidão e a inocência me protejam, *
pois em vós eu coloquei minha esperança!

22
Libertai, ó Senhor Deus, a Israel *
de toda sua angústia e aflição!

Ant. Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

Leitura breve Am 4,13

Ei-lo que forma as montanhas e cria o vento, e transmite ao homem seu pensamento, faz a aurora e a escuridão e caminha pelas alturas da terra: o seu nome é Senhor, Deus dos exércitos.

V. Obras todas do Senhor, bendizei o Senhor,

R. Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

Oração

Senhor nosso Deus, que nesta hora enviastes o Espírito Santo aos Apóstolos em oração, concedei-nos participar do mesmo Dom. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Salmo 118(119),17-24

III (Ghimel)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4,34).

17 Sede bom com vosso servo, e viverei, *
e guardarei vossa palavra, ó Senhor.

18
Abri meus olhos, e então contemplarei *
as maravilhas que encerra a vossa lei!

19 Sou apenas peregrino sobre a terra, *
de mim não oculteis vossos preceitos!

20
Minha alma se consome o tempo todo *
em desejar as vossas justas decisões.

21 Ameaçais os orgulhosos e os malvados; *
maldito seja quem transgride a vossa lei!

22
Livrai-me do insulto e do desprezo, *
pois eu guardo as vossas ordens, ó Senhor.

23 Que os poderosos reunidos me condenem; *
o que me importa é o vosso julgamento!

24
Minha alegria é a vossa Aliança, *
meus conselheiros são os vossos mandamentos.

Ant. Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Ant. 2 Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Salmo 24(25)

Prece de perdão e confiança

A esperança não decepciona (Rm 5,5).

I

=1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, †
2 em vós confio: que eu não seja envergonhado *
nem triunfem sobre mim os inimigos!

3
Não se envergonha quem em vós põe a esperança, *
mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

4 Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, *
e fazei-me conhecer a vossa estrada!

=5
Vossa verdade me oriente e me conduza, †
porque sois o Deus da minha salvação; *
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!

6 Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura *
e a vossa compaixão que são eternas!

7 Não recordeis os meus pecados quando jovem, *
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!

– De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia *
e sois bondade sem limites, ó Senhor!

8 O Senhor é piedade e retidão, *
e reconduz ao bom caminho os pecadores.

9
Ele dirige os humildes na justiça, *
e aos pobres ele ensina o seu caminho.

10 Verdade e amor são os caminhos do Senhor *
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.

11
Ó Senhor, por vosso nome e vossa honra, *
perdoai os meus pecados que são tantos!

Ant. Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Ant. 3 Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

II

12 Qual é o homem que respeita o Senhor? *
Deus lhe ensina os caminhos a seguir.

13 Será feliz e viverá na abundância, *
e os seus filhos herdarão a nova terra.

14
O Senhor se torna íntimo aos que o temem *
e lhes a conhecer sua Aliança.

15 Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, *
pois ele tira os meus pés das armadilhas.

16
Voltai-vos para mim, tende piedade, *
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

17 Aliviai meu coração de tanta angústia, *
e libertai-me das minhas aflições!

18
Considerai minha miséria e sofrimento *
e concedei vosso perdão aos meus pecados!

19 Olhai meus inimigos que são muitos, *
e com que ódio violento eles me odeiam!

20
Defendei a minha vida e libertai-me; *
em vós confio, que eu não seja envergonhado!

21 Que a retidão e a inocência me protejam, *
pois em vós eu coloquei minha esperança!

22
Libertai, ó Senhor Deus, a Israel *
de toda sua angústia e aflição!

Ant. Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

Leitura breve Am 9,6

Senhor é o nome daquele que constrói no céu os degraus do seu trono e assenta na terra sua abóbada, reúne as águas do mar, derramando-as sobre a face da terra.

V. Os céus proclamam a glória do Senhor

R. E o firmamento, a obra de suas mãos.

Oração

Senhor nosso Deus, atendei a nossa oração, dando-nos a graça de imitar o exemplo da paixão do vosso Filho e levar serenamente nossa cruz de cada dia. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê glória eternamente.

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Ou:

Cumprindo o ciclo tríplice das horas,
louvemos ao Senhor de coração,
cantando em nossos salmos a grandeza
de Deus, que é Uno e Trino em perfeição.

A exemplo de São Pedro, nosso mestre,
guardando do Deus vivo e verdadeiro,
em almas redimidas, o mistério,
sinal de salvação ao mundo inteiro,

também salmodiamos no espírito,
unidos aos apóstolos do Senhor,
e assim serão firmados nossos passos
na força de Jesus, o Salvador.

Louvor ao Pai, autor de toda a vida,
e ao Filho, Verbo Eterno, Sumo Bem,
unidos pelo amor do Santo Espírito,
Deus vivo pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Salmo 118(119),17-24

III (Ghimel)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4,34).

17 Sede bom com vosso servo, e viverei, *
e guardarei vossa palavra, ó Senhor.

18
Abri meus olhos, e então contemplarei *
as maravilhas que encerra a vossa lei!

19 Sou apenas peregrino sobre a terra, *
de mim não oculteis vossos preceitos!

20
Minha alma se consome o tempo todo *
em desejar as vossas justas decisões.

21 Ameaçais os orgulhosos e os malvados; *
maldito seja quem transgride a vossa lei!

22
Livrai-me do insulto e do desprezo, *
pois eu guardo as vossas ordens, ó Senhor.

23 Que os poderosos reunidos me condenem; *
o que me importa é o vosso julgamento!

24
Minha alegria é a vossa Aliança, *
meus conselheiros são os vossos mandamentos.

Ant. Abri meus olhos, e então contemplarei
as maravilhas que encerra a vossa lei.

Ant. 2 Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Salmo 24(25)

Prece de perdão e confiança

A esperança não decepciona (Rm 5,5).

I

=1 Senhor meu Deus, a vós elevo a minha alma, †
2 em vós confio: que eu não seja envergonhado *
nem triunfem sobre mim os inimigos!

3
Não se envergonha quem em vós põe a esperança, *
mas sim, quem nega por um nada a sua fé.

4 Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, *
e fazei-me conhecer a vossa estrada!

=5
Vossa verdade me oriente e me conduza, †
porque sois o Deus da minha salvação; *
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!

6 Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura *
e a vossa compaixão que são eternas!

7 Não recordeis os meus pecados quando jovem, *
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!

– De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia *
e sois bondade sem limites, ó Senhor!

8 O Senhor é piedade e retidão, *
e reconduz ao bom caminho os pecadores.

9
Ele dirige os humildes na justiça, *
e aos pobres ele ensina o seu caminho.

10 Verdade e amor são os caminhos do Senhor *
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.

11
Ó Senhor, por vosso nome e vossa honra, *
perdoai os meus pecados que são tantos!

Ant. Vossa verdade, ó Senhor, me oriente e me conduza.

Ant. 3 Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

II

12 Qual é o homem que respeita o Senhor? *
Deus lhe ensina os caminhos a seguir.

13 Será feliz e viverá na abundância, *
e os seus filhos herdarão a nova terra.

14
O Senhor se torna íntimo aos que o temem *
e lhes a conhecer sua Aliança.

15 Tenho os olhos sempre fitos no Senhor, *
pois ele tira os meus pés das armadilhas.

16
Voltai-vos para mim, tende piedade, *
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

17 Aliviai meu coração de tanta angústia, *
e libertai-me das minhas aflições!

18
Considerai minha miséria e sofrimento *
e concedei vosso perdão aos meus pecados!

19 Olhai meus inimigos que são muitos, *
e com que ódio violento eles me odeiam!

20
Defendei a minha vida e libertai-me; *
em vós confio, que eu não seja envergonhado!

21 Que a retidão e a inocência me protejam, *
pois em vós eu coloquei minha esperança!

22
Libertai, ó Senhor Deus, a Israel *
de toda sua angústia e aflição!

Ant. Voltai-vos para mim, tende piedade,
porque sou pobre, estou sozinho e infeliz!

Leitura breve Am 9,6

Senhor é o nome daquele que constrói no céu os degraus do seu trono e assenta na terra sua abóbada, reúne as águas do mar, derramando-as sobre a face da terra.

V. Os céus proclamam a glória do Senhor

R. E o firmamento, a obra de suas mãos.

Oração

Senhor nosso Deus, atendei a nossa oração, dando-nos a graça de imitar o exemplo da paixão do vosso Filho e levar serenamente nossa cruz de cada dia. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Predecessor fiel da graça,
bondoso anjo da verdade,
clarão de Cristo, ele anuncia
a Luz da eterna claridade.

Das profecias o precônio
que ele cantara, austero e forte,
com vida e atos confirmou
pelo sinal da santa morte.

Quem para o mundo ia nascer
ele precede, ao vir primeiro,
mostrando Aquele que viria
dar o batismo verdadeiro.

E cuja morte inocente,
que a vida ao mundo conquistou,
fora predita pelo sangue
que João Batista derramou.

Ó Pai clemente, concedei-nos
seguir os passos de São João,
para fruirmos para sempre
o dom de Cristo, em profusão.

Salmodia

Ant. 1 Não temas diante deles, pois contigo eu estou,
assim diz o Senhor.

Salmo 114(116 A)

Ação de graças

É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus (At 14,22).

1 Eu amo o Senhor, porque ouve *
o grito da minha oração.
2 Inclinou para mim seu ouvido, *
no dia em que eu o invoquei.

3 Prendiam-me as cordas da morte, *
apertavam-me os laços do abismo;
= invadiam-me angústia e tristeza: †
4 eu então invoquei o Senhor: *
'Salvai, ó Senhor, minha vida!'

5 O Senhor é justiça e bondade, *
nosso Deus é amor-compaixão.
6 É o Senhor quem defende os humildes: *
eu estava oprimido, e salvou-me.
7 Ó minh'alma, retorna à tua paz, *
o Senhor é quem cuida de ti!

=8 Libertou minha vida da morte, †
enxugou de meus olhos o pranto *
e livrou os meus pés do tropeço.
9 Andarei na presença de Deus, *
junto a ele na terra dos vivos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Não temas diante deles, pois contigo eu estou,
assim diz o Senhor.

Ant. 2 Herodes mandou um carrasco
decapitar a João na prisão.

Salmo 115(116B)

10Guardei a minha fé, mesmo dizendo: *
'É demais o sofrimento em minha vida!'
11Confiei, quando dizia na aflição: *
'Todo homem é mentiroso! Todo homem!'

12Que poderei retribuir ao Senhor Deus *
por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
13Elevo o cálice da minha salvação, *
invocando o nome santo do Senhor.
14Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido.

15É sentida por demais pelo Senhor *
a morte de seus santos, seus amigos.
=16Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, †
vosso servo que nasceu de vossa serva; *
mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

17Por isso oferto um sacrifício de louvor, *
invocando o nome santo do Senhor.
18Vou cumprir minhas promessas ao Senhor *
na presença de seu povo reunido;
19nos átrios da casa do Senhor, *
em teu meio, ó cidade de Sião!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Herodes mandou um carrasco
decapitar a João na prisão.

Ant. 3 Os discípulos de João levaram o seu corpo
e o puseram no sepulcro.

Cântico Ap 4,11; 5,9.10.12

4,1 Vós sois digno, Senhor nosso Deus, *
de receber honra, glória e poder!

(R. Poder, honra e glória ao Cordeiro de Deus!)

=5,9 Porque todas as coisas criastes, †
é por vossa vontade que existem *
e subsistem porque vós mandais. (R.)

= Vós sois digno, Senhor nosso Deus, †
de o livro nas mãos receber *
e de abrir suas folhas lacradas! (R.)

– Porque fostes por nós imolado; *
para Deus nos remiu vosso sangue
– dentre todas as tribos e línguas, *
dentre os povos da terra e nações. (R.)

=10 Pois fizestes de nós, para Deus, †
sacerdotes e povo de reis, *
e iremos reinar sobre a terra. (R.)

=12 O Cordeiro imolado é digno †
de receber honra, glória e poder, *
sabedoria, louvor, divindade!
(R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Os discípulos de João levaram o seu corpo
e o puseram no sepulcro.

Leitura breve                 At 13,23-25

Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. Estando para terminar sua missão, João declarou: Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias.

Responsório breve

R. O amigo do Esposo se alegra,
* Ouvindo a voz do Esposo. R.O amigo.
V. Eis minha perfeita alegria!* Ouvindo.
Glória ao Pai. R. O amigo.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. O Messias não sou eu, fui mandado à sua frente;
é preciso que ele cresça; eu, porém, que diminua.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Messias não sou eu, fui mandado à sua frente;
é preciso que ele cresça; eu, porém, que diminua.

Preces

João Batista foi escolhido por Deus para anunciar à humanidade a chegada do reino de Cristo. Por isso, oremos com alegria, dizendo:

R. Dirigi, Senhor, os nossos passos no caminho da paz!

Vós, que chamastes João Batista desde o ventre materno para preparar os caminhos de vosso Filho,
chamai-nos para seguir o Senhor com a mesma fidelidade com que João o precedeu. R.

Assim como destes a João Batista a graça de reconhecer o Cordeiro de Deus, fazei que vossa Igreja também o anuncie,
e que os homens e as mulheres do nosso tempo o reconheçam. R.

Vós, que inspirastes a vosso profeta ser necessário ele diminuir para que Cristo crescesse,
ensinai-nos a ceder lugar aos outros, para que vossa presença se manifeste em cada um de nós. R.

Vós, que quisestes proclamar a justiça mediante o martírio de João,
tornai-nos testemunhas incansáveis da vossa verdade. R.

(intenções livres)

Lembrai-vos de todos aqueles que já partiram desta vida,
recebei-os no reino da luz e da paz.
R.

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, quisestes que São João Batista fosse o precursor do nascimento e da morte do vosso Filho; como ele tombou na luta pela justiça e a verdade, fazei-nos também lutar corajosamente para testemunhar a vossa palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Ou:

Ó Cristo, dia e esplendor,
na treva o oculto aclarais.
Sois luz de luz, nós o cremos,
luz aos fiéis anunciais.

Guardai-nos, Deus, nesta noite,
velai do céu nosso sono;
em vós na paz descansemos
em um tranquilo abandono.

Se os olhos pesam de sono,
vele, fiel, nossa mente.
A vossa destra proteja
quem vos amou fielmente.

Defensor nosso, atendei-nos
freai os planos malvados.
No bem guiai vossos servos,
com vosso sangue comprados.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo,
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. Meu corpo no repouso está tranquilo.

Salmo 15(16)

O Senhor é minha herança

Deus ressuscitou a Jesus, libertando-o das angústias da morte (At 2,24).

=1 Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! †
2 Digo ao Senhor: 'Somente vós sois meu Senhor: *
nenhum bem eu posso achar fora de vós!'

3 Deus me inspirou uma admirável afeição*
pelos santos que habitam sua terra.

4 Multiplicam, no entanto, suas dores *
os que correm para os deuses estrangeiros;
– seus sacrifícios sanguinários não partilho, *
nem seus nomes passarão pelos meus lábios.

5 Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, *
meu destino está seguro em vossas mãos!
6 Foi demarcada para mim a melhor terra, *
e eu exulto de alegria em minha herança!

7 Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, *
e até de noite me adverte o coração.
8 Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, *
pois se o tenho a meu lado não vacilo.

=9 Eis por que meu coração está em festa, †
minha alma rejubila de alegria, *
e até meu corpo no repouso está tranquilo;

10 pois não haveis de me deixar entregue à morte, *
nem vosso amigo conhecer a corrupção.

=11 Vós me ensinais vosso caminho para a vida; †
junto a vós, felicidade sem limites, *
delícia eterna e alegria ao vosso lado!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Meu corpo no repouso está tranquilo.

Leitura breve 1Ts 5,23

Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois – espírito, alma, corpo – seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo!

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Senhor nosso Deus, após as fadigas de hoje, restaurai nossas energias por um sono tranquilo, a fim de que, por vós renovados, nos dediquemos de corpo e alma ao vosso serviço. Por Cristo, nosso Senhor.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:


Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:


Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:


À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.