/

Salmo 138(139),1-18.23-24

Deus tudo vê

Quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? (Rm 11,34).  
 

1 Senhor, vós me sondais e conheceis, * 
 2 sabeis quando me sento ou me levanto; 
 = de longe penetrais meus pensamentos, † 
 3percebeis quando me deito e quando eu ando, * 
os meus caminhos vos são todos conhecidos. 

4 A palavra nem chegou à minha língua, * 
e já, Senhor, a conheceis inteiramente.
 –5 Por detrás e pela frente me envolveis; *
pusestes sobre mim a vossa mão. 
 –6 Esta Verdade é por demais maravilhosa, * 
é tão sublime que não posso compreendê-la.  

7 Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? * 
E para onde fugirei de vossa face?
 –8 Se eu subir até os céus, ali estais; * 
se eu descer até o abismo, estais presente.

9 Se a aurora me emprestar as suas asas, * 
para eu voar e habitar no fim dos mares; 
 –10 mesmo lá vai me guiar a vossa mão * 
e segurar-me com firmeza a vossa destra.  

11 Se eu pensasse: ‘A escuridão venha esconder-me * 
e que a luz ao meu redor se faça noite!’ 
 =12 Mesmo as trevas para vós não são escuras, † 
a própria noite resplandece como o dia, * 
e a escuridão é tão brilhante como a luz.  

13 Fostes vós que me formastes as entranhas, * 
e no seio de minha mãe vós me tecestes.
 =14 Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, † 
porque de modo admirável me formastes! * 
Que prodígio e maravilha as vossas obras!  

– Até o mais íntimo, Senhor, me conheceis; * 
 15 nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis, 
 – quando eu era modelado ocultamente, * 
era formado nas entranhas subterrâneas.

16 Ainda informe, os vossos olhos me olharam, * 
e por vós foram previstos os meus dias;
 – em vosso livro estavam todos anotados, * 
antes mesmo que um só deles existisse. 

17 Quão insondáveis são os vossos pensamentos! * 
Incontável, ó Senhor, é o seu número!
 –18 Se eu os conto, serão mais que os grãos de areia; * 
se chego ao fim, ainda falta conhecer-vos.  

23 Senhor, sondai-me, conhecei meu coração, * 
examinai-me e provai meus pensamentos!
 –24 Vede bem se não estou no mau caminho, * 
e conduzi-me no caminho para a vida!