Salmo 13(14)

A insensatez dos ímpios

Onde se multiplicou o pecado, aí superabundou a graça (Rm 5,20). 

1 Diz o insensato em seu próprio coração: * 
‘Não há Deus! Deus não existe!’ 
– Corromperam-se em ações abomináveis. * 
Já não há quem faça o bem! 

2 O Senhor, ele se inclina lá dos céus * 
sobre os filhos de Adão, 
– para ver se resta um homem de bom senso * 
que ainda busque a Deus. 

3 Mas todos eles igualmente se perderam, * 
corrompendo-se uns aos outros; 
– não existe mais nenhum que faça o bem, * 
não existe um sequer. 

4 Será que não percebem os malvados *
quanto exploram o meu povo? 
– Eles devoram o meu povo como pão, * 
e não invocam o Senhor. 

5 Mas um dia vão tremer de tanto medo,*
porque Deus está com o justo. 
6 Podeis rir da esperança dos humildes, * 
mas o Senhor é o seu refúgio! 
7 Que venha, venha logo, de Sião * 
a salvação de Israel! 

– Quando o Senhor reconduzir do cativeiro * 
os deportados de seu povo, 
– que júbilo e que festa em Jacó, * 
que alegria em Israel!