4º DOMINGO DA QUARESMA  IV Semana do Saltério

Compartilhar:

 

 

Invitatório Vigílias

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Seguindo o preceito místico, 

guardemos a abstinência
durante os quarenta dias
votados à penitência.
 


A Lei e os Profetas dantes
cumpriram igual preceito,

Mas Cristo, no seu deserto,

viveu o jejum perfeito.

 

Usemos de modo sóbrio
da fala, bebida e pão,

do sono e do riso e, atentos,

peçamos a Deus perdão.

 

Fujamos do mal oculto

que os laços do amor desfaz;

à voz do tirano astuto

não demos lugar jamais.

 

Ouvi, Unidade simples,

Trindade, Supremo Bem:

a graça da penitência

dê frutos em nós. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Quem subi até o monte do Senhor?
Quem fica em sua santa habitação?

Salmo 23(24)

Entrada do Senhor no templo

Na ascensão, as portas do céu se abriram para o Cristo (Sto. Irineu).

1 Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, *
o mundo inteiro com os seres que o povoam;

2
porque ele a tornou firme sobre os mares, *
e sobre as águas a mantém inabalável.

3 “Quem subi até o monte do Senhor, *
quem fica em sua santa habitação?”

=4
“Quem tem mãos puras e inocente coração, †
quem não dirige sua mente para o crime, *
nem jura falso para o dano de seu próximo.

5 Sobre este desce a bênção do Senhor *
e a recompensa de seu Deus e Salvador”.

6
“É assim a geração dos que o procuram, *
e do Deus de Israel buscam a face”.

=7 “Ó portas, levantai vossos frontões! †
Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, *
a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

=8 Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” †
“É o Senhor, o valoroso, o onipotente, *
o Senhor, o poderoso nas batalhas!”

=9 “Ó portas, levantai vossos frontões! †
Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, *
a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

=10 Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” †
“O Rei da glória é o Senhor onipotente, *
o Rei da glória é o Senhor Deus do universo!”

Ant. Quem subi até o monte do Senhor?
Quem fica em sua santa habitação?

Ant. 2 Nações, glorificai ao nosso Deus,
é ele quem dá vida à nossa vida.

Salmo 65(66)

Hino para o sacrifício de ação de graças

Este salmo lembra a ressurreição do Senhor e a conversão dos gentios (Hesíquio).

I

=1 Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, †
2
cantai salmos a seu nome glorioso, *
dai a Deus a mais sublime louvação!

=3 Dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras! †
Pela grandeza e o poder de vossa força, *
vossos próprios inimigos vos bajulam.

4 Toda a terra vos adore com respeito *
e proclame o louvor de vosso nome!”

5
Vinde ver todas as obras do Senhor: *
seus progios estupendos entre os homens!

6 O mar ele mudou em terra firme, *
e passaram pelo rio a pé enxuto.

– Exultemos de alegria no Senhor! *
7 Ele domina para sempre com poder,
– e seus olhos estão fixos sobre os povos: *
que os rebeldes não se elevem contra ele!

8 Nações, glorificai ao nosso Deus, *
anunciai em alta voz o seu louvor!

9
É ele quem dá vida à nossa vida, *
e não permite que vacilem nossos pés.

10 Na verdade, ó Senhor, vós nos provastes, *
nos depurastes pelo fogo como a prata.

11
Fizestes-nos cair numa armadilha, *
e um grande peso nos pusestes sobre os ombros.

=12 Permitistes aos estranhos oprimir-nos, †
nós passamos pela água e pelo fogo, *
mas finalmente vós nos destes um alívio!

Ant. Nações, glorificai ao nosso Deus,
é ele quem dá vida à nossa vida.

Ant. 3 Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:
Vou contar-vos todo o bem que ele me fez!

II

13 Em vossa casa entrarei com sacricios *
e cumprirei todos os votos que vos fiz;

14
as promessas que meus lábios vos fizeram, *
e minha boca prometeu na minha angústia.

=15 Eu vos oferto generosos holocaustos, †
a fumaça perfumosa dos cordeiros, *
ofereço-vos novilhos e carneiros.

16 Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: *
vou contar-vos todo bem que ele me fez!

17
Quando a ele o meu grito se elevou, *
já havia gratidão em minha boca!

18 Se eu guardasse planos maus no coração, *
o Senhor não me teria ouvido a voz.

19
Entretanto, o Senhor quis atender-me *
e deu ouvidos ao clamor da minha prece.

=20 Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, †
não rejeitou minha oração e meu clamor, *
nem afastou longe de mim o seu amor!

Ant. Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:
Vou contar-vos todo o bem que ele me fez!

V. A vossa palavra, Senhor, é espírito e vida;

R. Só vós é que tendes palavras de vida eterna!

 

Primeira leitura

Do Livro do Levítico             8,1-17; 9,22-24

 

Consagração dos sacerdotes

Naqueles dias, 8,1 o Senhor falou a Moisés, dizendo: 2“Toma contigo Aarão e seus filhos, as vestes deles e o óleo da unção, o bezerro para o sacrifício expiatório,dois carneiros, o cesto com pães ázimos, 3e reúne toda a comunidade à entrada da Tenda da Reunião”. 4Moisés fez como o Senhor lhe tinha mandado e a comunidade reuniu-se à entrada da Tenda da Reunião. 5Moisés disse à comunidade: “Eis o que o Senhor ordenou que se faça”.

6Apresentou Aarão e seus filhos, e, depois de lavá-los com água, 7vestiu o pontífice com a túnica de linho, cingiu-o como cinto, revestiu-o com o manto, colocou-lhe o véu umeral, atou-o com o respectivo cinto; 8pôs-lhe em seguida o peitoral, colocando nele os urim e os tumim; 9cobriu-lhe a cabeça com a mitra, e sobre ela, diante da testa, colocou a lâmina de ouro, o diadema sagrado, conforme o Senhor havia mandado a Moisés.

10Depois Moisés tomou o óleo da unção, ungiu o tabernáculo e tudo o que nele havia, para consagrá-los. 11Aspergiu sete vezes o altar, e ungiu-o com todos os utensílios, bem como a bacia como suporte, consagrando-os. 12E, derramando o óleo sobre a cabeça de Aarão, o ungiu e consagrou. 13Depois mandou que os filhos de Aarão se aproximassem, vestiu-os com as túnicas de linho, cingiu-os com o cinto e lhes pôs os turbantes, como o Senhor havia mandado a Moisés. 14Em seguida, mandou trazer o bezerro para o sacrifício expiatório, e Aarão e seus filhos puseram as mãos sobre o bezerro. 15Moisés imolou-o, pegou no sangue e molhou nele o dedo, tocou as pontas em volta do altar, e o purificou. Depois derramou o resto do sangue ao pé do altar, e o consagrou, fazendo sobre ele a expiação. 16Moisés pegou em toda a gordura que envolve as vísceras, a camada gordurosa do fígado e os dois rins com sua gordura, e queimou tudo no altar. 17O bezerro, com pele, carne e vísceras, queimou-os fora do acampamento, como o Senhor lhe tinha mandado.

9,22 Aarão levantou as mãos em direção ao povo e o abençoou. Tendo oferecido o sacrifício expiatório, o holocausto e o sacrifício pacífico, desceu, 23e Moisés e Aarão entraram na Tenda da Reunião. Ao saírem, abençoaram o povo. Então a glória do Senhor apareceu a todo o povo, 24e um fogo enviado pelo Senhor consumiu o holocausto e as gorduras que estavam sobre o altar. Vendo isto, o povo inteiro prorrompeu em gritos de alegria, e prostraram-se todos com o rosto em terra.

 

Responsório Hb 7,23.24; Eclo 45,7a.8bc

R. Eram feitos sacerdotes numerosos,

porque a morte os impedia de viver.

* Mas o Cristo, porque vive eternamente,

possui um sacerdócio para sempre.

V. O Senhor tornou Aarão engrandecido,

revestiu-o com um manto glorioso

e lhe deu o sacerdócio do seu povo. * Mas Cristo. 

 

Segunda leitura

Dos Tratados sobre o Evangelho de São João,de Santo Agostinho, bispo

(Tract. 34,8-9:CCL36,315-316)            (Séc.V)

 

Cristo é o caminho para a luz, a verdade para a vida

Diz o Senhor: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, não andará nas trevas, mas terá a luz da vida (Jo 8,12). Estas breves palavras contêm um preceito e uma promessa. Façamos o que o Senhor mandou, para esperarmos sem receio receber o que prometeu, e não nos vir ele a dizer no dia do Juízo: “Fizeste o que mandei para esperares agora alcançar o que prometi?” Responder-te-á: “Disse quem e seguisses”. Pediste um conselho de vida. De que vida, senão daquela sobre a qual foi dito: Em vós está a fonte da vida? (Sl 35,10). Por conseguinte, façamos agora o que nos manda, sigamos o Senhor, e quebremos os grilhões que nos impedem de segui-lo. Mas quem é capaz de romper tais amaras se não for ajudado por aquele de quem se disse: Quebrastes os meus grilhões? (Sl 115,7). E também noutro salmo: É o Senhor quem liberta os cativos, o Senhor faz erguer-se o caído (Sl 145,7.8).

Somente os que assim são libertados e erguidos poderão seguir aquela luz que proclama: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, não andará nas trevas. Realmente o Senhor faz os cegos verem. Os nossos olhos, irmãos, são agora iluminados pelo colírio da fé. Para restituir a vista ao cego de nascença, o Senhor começou por ungir-lhe os olhos com sua saliva misturada com terra. Cegos também nós nascemos de Adão, e precisamos de ser iluminados pelo Senhor. Ele misturou sua saliva com a terra: E a Palavra se fez carne e habitou entre nós (Jo 1,14). Misturou sua saliva com a terra, como fora predito: A verdade brotou da terra (cf. Sl 84,12). E ele próprio disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida (Jo 14,6).

A verdade nos saciará quando o virmos face a face, porque também isso nos foi prometido. Pois quem ousaria esperar, se Deus não tivesse prometido ou dado?

Veremos face a face, como diz o Apóstolo: Agora, conheço apenas de modo imperfeito; agora, nós vemos num espelho, confusamente, mas, então, veremos face a face (1Cor 13,12). E o apóstolo João diz numa de suas cartas: Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é (1Jo 3,2). Eis a grande promessa!

Se o amas, segue-o! “Eu o amo, dizes tu, mas por onde o seguirei?” Se o Senhor te houvesse dito: “Eu sou a verdade e a vida”, tu que desejas a verdade e aspiras à vida, certamente procurarias o caminho para alcançá-la e dirias a ti mesmo: “Grande coisa é a verdade, grande coisa é a vida! Ah, se fosse possível à minha alma encontrar o caminho para lá chegar!”

Queres conhecer o caminho? Ouve o que o Senhor diz em primeiro lugar: Eu sou o caminho. Antes de dizer aonde deves ir, mostrou por onde deves seguir. Eu sou, diz ele, o caminho. O caminho para onde? A verdade e a vida. Disse primeiro por onde deves seguir e logo depois indicou para onde deves ir. Eu sou o caminho, eu sou a verdade, eu sou a vida. Permanecendo junto do Pai, é verdade e vida; revestindo-se de nossa carne, tornou-se o caminho.

Não te é dito: “Esforça-te por encontrar o caminho, para que possas chegar à verdade e à vida”. Decerto não é isso que te dizem. Levanta-te, preguiçoso! O próprio caminho veio ao teu encontro e te despertou do sono em que dormias, se é que chegou a despertar-te; levanta-te e anda!

Talvez tentes andar e não consigas, porque te doemos pés. Por que estão doendo? Não será pela dureza dos caminhos que a avareza te levou a percorrer? Mas o Verbo de Deus curou também os coxos. “Eu tenho os pés sadios, respondes, mas não vejo o caminho”. Lembra-te que ele também deu a vista aos cegos.

 

Responsório             Sl 118(119),104b.105; Jo 6,68

R. Eu odeio os caminhos da mentira;

 * Vossa palavra é a luz para os meus passos,

é uma lâmpada luzente em meu caminho.

 V. Senhor, a quem nós iremos?

Tu tens as palavras da vida eterna. *Vossa palavra.

 

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Humildes, ajoelhados
na prece que a fé inspira,
ao justo Juiz roguemos
que abrande o rigor da ira. 

Ferimos por nossas culpas
o vosso infinito amor.
A vossa misericórdia
do alto infundi, Senhor. 

Nós somos, embora frágeis,
a obra de vossa mão;
a honra do vosso nome
a outros não deis, em vão. 

Senhor, destruí o mal,
fazei progredir o bem;
possamos louvar-vos sempre,
e dar-vos prazer também. 

Conceda o Deus Uno e Trino,
que a terra e o céu sustém,
que a graça da penitência
dê frutos em nós. Amém. 

Salmodia

Ant. 1 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço!
Vós sois meu Deus, eu vos exalto!

Salmo 117(118)

Canto de alegria e salvação

Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At 4,11).

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

2 A casa de Israel agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

3 A casa de Aarão agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

4
Os que temem o Senhor agora o digam: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, *
e o Senhor me atendeu e libertou!

6 O Senhor está comigo, nada temo; *
o que pode contra mim um ser humano?

7
O Senhor está comigo, é o meu auxílio, *
hei de ver meus inimigos humilhados.

8 “É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;

9
é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!”

10 Povos pagãos me rodearam todos eles, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

11
de todo lado todos eles me cercaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

=12 como um enxame de abelhas me atacaram, †
como um fogo de espinhos me queimaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei.

13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, *
mas veio o Senhor em meu socorro.

14 O Senhor é minha força e o meu canto, *
e tornou-se para mim o Salvador.

15
“Clamores de alegria e de vitória *
ressoem pelas tendas dos fiéis.

=16 A mão direita do Senhor fez maravilhas, †
a mão direita do Senhor me levantou, *
a mão direita do Senhor fez maravilhas!”

17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei *
para cantar as grandes obras do Senhor!

18
O Senhor severamente me provou, *
mas não me abandonou às mãos da morte.

19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!

20 “Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!”

21
Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!

22 “A pedra que os pedreiros rejeitaram, *
tornou-se agora a pedra angular.

23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: *
Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

24
Este é o dia que o Senhor fez para nós, *
alegremo-nos e nele exultemos!

25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!”

26 Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!

– Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
27
Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

– Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, *
aproximai-vos do altar, até bem perto!

28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! *
Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!

29
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

Ant. Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço!
Vós sois meu Deus, eu vos exalto!


Ant. 2 Vós sois poderoso, Senhor:
arrancai-nos das mãos violentas,
libertai-nos, Senhor nosso Deus!

Cântico Dn 3,52-57

Louvor das criaturas ao Senhor

O Criador é bendito para sempre (Rm 1,25).

52 Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

– Sede bendito, nome santo e glorioso. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

53 No templo santo onde refulge a vossa glória. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

54
E em vosso trono de poder vitorioso. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

55 Sede bendito, que sondais as profundezas. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

– E superior aos querubins vos assentais. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

56 Sede bendito no celeste firmamento. *
A vós louvor, honra e glória eternamente!

57
Obras todas do Senhor, glorificai-o. *
A Ele louvor, honra e glória eternamente!

Ant. Vós sois poderoso, Senhor:
arrancai-nos das mãos violentas,
libertai-nos, Senhor nosso Deus!

Ant. 3 Louvai o Senhor Deus, por seus feitos grandiosos!

Salmo 150

Louvai o Senhor

Salmodiai com o espírito e salmodiai com a mente, isto é: glorificai a Deus com a alma e o corpo (Hesíquio).

1 Louvai o Senhor Deus no santuário, *
louvai-o no alto céu de seu poder!

2
Louvai-o por seus feitos grandiosos, *
louvai-o em sua grandeza majestosa!

3 Louvai-o com o toque da trombeta, *
louvai-o com a harpa e com a cítara!

4
Louvai-o com a dança e o tambor, *
louvai-o com as cordas e as flautas!

5 Louvai-o com os címbalos sonoros, *
louvai-o com os címbalos de júbilo!

– Louve a Deus tudo o que vive e que respira, *
tudo cante os louvores do Senhor!

Ant. Louvai o Senhor Deus, por seus feitos grandiosos

Leitura breve             Ne 8,9b.10b
Este é um dia consagrado ao Senhor, vosso Deus! Não fiqueis tristes nem choreis. Pois este dia é santo para o nosso Senhor. Não fiqueis tristes, porque a alegria do Senhor será a vossa força.

Responsório breve
R.
A alegria do Senhor é nossa força e amparo.
* Sois bendito, Senhor Deus, de geração em geração.
R. A alegria.
V. Seja bendito vosso nome glorioso,
que céu e terra vos exaltem, sem cessar! * Sois bendito.
Glória ao Pai. R. A alegria.

Cântico evangélico, ant.
Ano A O homem, chamado Jesus,
fez barro e ungiu os meus olhos.
Eu fui, me lavei e estou vendo.

Ano B Tanto Deus amou o mundo,
que nos deu seu Filho único;
quem crê nele não perece, mas terá a vida eterna.

Ano C Depressa, trazei-me a veste melhor
e vesti o meu filho!
O anel, em seu dedo e as sandálias, nos pés!
Pois este meu filho havia morrido
e tornou a viver.
Estava perdido e foi encontrado.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant.
Ano A O homem, chamado Jesus,
fez barro e ungiu os meus olhos.
Eu fui, me lavei e estou vendo.

Ano B Tanto Deus amou o mundo,
que nos deu seu Filho único;
quem crê nele não perece, mas terá a vida eterna.

Ano C Depressa, trazei-me a veste melhor
e vesti o meu filho!
O anel, em seu dedo e as sandálias, nos pés!
Pois este meu filho havia morrido
e tornou a viver.
Estava perdido e foi encontrado.

Preces
Glorifiquemos a Deus, cuja bondade é infinita, e por Jesus Cristo, que vive eternamente intercedendo por nós junto ao Pai, rezemos; e digamos:

R. Acendei em nós, Senhor, o fogo do vosso amor!

Deus de misericórdia, fazei-nos viver hoje generosamente a prática do amor fraterno,
para que todos sintam em nós os efeitos da vossa bondade. R.

Vós que na arca salvastes Noé das águas do dilúvio,
salvai os catecúmenos nas águas do batismo. R.

Saciai-nos não apenas de pão,
mas de toda palavra que sai de vossa boca. R.

Afastai todo sentimento de discórdia e divisão,
para que reinem sempre entre nós a caridade e a paz. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

 

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

 

Hino

Na fé em Deus, por quem vivemos,
na esperança do que cremos,
no dom da santa caridade,
de Cristo as glórias entoemos.

Ao sacrifício da Paixão
na hora terça conduzido,
Jesus levando a cruz às costas,
arranca às trevas o perdido.

Vós nos livrastes do decreto
duma total condenação;
do mundo mau livrai o povo,
fruto da vossa redenção.

A Cristo, ao Pai e ao Santo Espírito,
Trindade Santa, Eterno Bem,
nosso louvor e ação de graças
hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia 

Ant. Chegou o tempo de penincia,
de conversão e de salvação.

Salmo 22(23)

O Bom Pastor

O Cordeiro será o seu pastor e os conduzirá até às fontes da água viva (Ap 7,17).

1 O Senhor é o pastor que me conduz; *
não me falta coisa alguma.

2 Pelos prados e campinas verdejantes *
ele me leva a descansar.

– Para as águas repousantes me encaminha, *
3
e restaura as minhas forças.

– Ele me guia no caminho mais seguro, *
pela honra do seu nome.

4 Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, *
nenhum mal eu temerei;

– estais comigo com bastão e com cajado; *
eles me dão a segurança!

5 Preparais à minha frente uma mesa, *
bem à vista do inimigo,

– e com óleo vós ungis minha cabeça; *
o meu lice transborda.

6 Felicidade e todo bem hão de seguir-me *
por toda a minha vida;

– e, na casa do Senhor, habitarei *
pelos tempos infinitos.

Salmo 75(76)

Ação de graças pela vitória

Verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu (Mt 24,30).

I

2 Em Ju o Senhor Deus é conhecido, *
e seu nome é grandioso em Israel.

3
Em Salém ele fixou a sua tenda, *
em Sião edificou sua morada.

4 E ali quebrou os arcos e as flechas, *
os escudos, as espadas e outras armas.

5
Resplendente e majestoso apareceis *
sobre montes de despojos conquistados.

=6 Despojastes os guerreiros valorosos †
que já dormem o seu sono derradeiro, *
incapazes de apelar para os seus braços.

7
Ante as vossas ameaças, ó Senhor, *
estarreceram-se os carros e os cavalos.

II

8 Sois tervel, realmente, Senhor Deus! *
E quem pode resistir à vossa ira?

9 Lá do céu pronunciastes a sentença, *
e a terra apavorou-se e emudeceu,

10
quando Deus se levantou para julgar *
e libertar os oprimidos desta terra.

11 Mesmo a revolta dos mortais vos dará glória, *
e os que sobraram do furor vos louvarão.

12 Ao vosso Deus fazei promessas e as cumpri; *
vós que o cercais, trazei ofertas ao Terrível;

13
ele esmaga os reis da terra em seu orgulho, *
e faz tremer os poderosos deste mundo!

Ant. Chegou o tempo de penincia,
de conversão e de salvação.

Leitura breve             1Ts 4,1.7
Meus irmãos, eis o que vos pedimos e exortamos no Senhor Jesus: Aprendestes de nós como deveis viver para agradar a Deus, e já estais vivendo assim. Fazei progressos ainda maiores! Pois Deus não nos chamou à impureza mas à santidade.

V. Criai em mim um coração que seja puro.
R. Dai-me de novo um espírito decidido!

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

Hino

Na mesma hora em que Jesus, o Cristo,
sofreu a sede, sobre a cruz pregado,
conceda a sede de justiça e graça
a quem celebra o seu louvor sagrado.

Ao mesmo tempo ele nos seja a fome
e o Pão divino que a Si mesmo dá;
seja o pecado para nós fastio,
só no bem possa o nosso gozo estar.

A unção viva do divino Espírito
impregne a mente dos que cantam salmos;
toda frieza do seu peito afaste,
no coração ponha desejos calmos,

Ao Pai e ao Cristo suplicamos graça,
com seu Espírito, eterno Bem;
Trindade Santa, protegei o orante,
guardai o povo em caridade. Amém.

Salmodia

Ant. Por minha vida, diz o Senhor,
não quero a
morte do pecador,
mas que ele
volte e tenha vida.

Salmo 22(23)

O Bom Pastor

O Cordeiro será o seu pastor e os conduzirá até às fontes da água viva (Ap 7,17).

1 O Senhor é o pastor que me conduz; *
não me falta coisa alguma.

2 Pelos prados e campinas verdejantes *
ele me leva a descansar.

– Para as águas repousantes me encaminha, *
3
e restaura as minhas forças.

– Ele me guia no caminho mais seguro, *
pela honra do seu nome.

4 Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, *
nenhum mal eu temerei;

– estais comigo com bastão e com cajado; *
eles me dão a segurança!

5 Preparais à minha frente uma mesa, *
bem à vista do inimigo,

– e com óleo vós ungis minha cabeça; *
o meu lice transborda.

6 Felicidade e todo bem hão de seguir-me *
por toda a minha vida;

– e, na casa do Senhor, habitarei *
pelos tempos infinitos.

Salmo 75(76)

Ação de graças pela vitória

Verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu (Mt 24,30).

I

2 Em Ju o Senhor Deus é conhecido, *
e seu nome é grandioso em Israel.

3
Em Salém ele fixou a sua tenda, *
em Sião edificou sua morada.

4 E ali quebrou os arcos e as flechas, *
os escudos, as espadas e outras armas.

5
Resplendente e majestoso apareceis *
sobre montes de despojos conquistados.

=6 Despojastes os guerreiros valorosos †
que já dormem o seu sono derradeiro, *
incapazes de apelar para os seus braços.

7
Ante as vossas ameaças, ó Senhor, *
estarreceram-se os carros e os cavalos.

II

8 Sois tervel, realmente, Senhor Deus! *
E quem pode resistir à vossa ira?

9 Lá do céu pronunciastes a sentença, *
e a terra apavorou-se e emudeceu,

10
quando Deus se levantou para julgar *
e libertar os oprimidos desta terra.

11 Mesmo a revolta dos mortais vos dará glória, *
e os que sobraram do furor vos louvarão.

12 Ao vosso Deus fazei promessas e as cumpri; *
vós que o cercais, trazei ofertas ao Terrível;

13
ele esmaga os reis da terra em seu orgulho, *
e faz tremer os poderosos deste mundo!

Ant. Por minha vida, diz o Senhor,
não quero a
morte do pecador,
mas que ele
volte e tenha vida.

Leitura breve             Is 30,15.18
Eis o que diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: “Sereis salvos, se buscardes a salvação e a paz; no silêncio e na esperança estará a vossa força”. Por isso o Senhor está pronto a compadecer-se de vós, e, perdoando-vos, será glorificado na medida em que o Senhor é um Deus de justiça: felizes todos aqueles que esperam nele.

V. Desviai o vosso olhar dos meus pecados.
R. E apagai todas as minhas transgressões!

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

 

Hino

O número sagrado,
três vezes três das horas,
abrindo um novo espaço,
nos chama à prece, agora.
Ao nome de Jesus,
perdão seu povo implora.

O Cristo ouviu a prece
sincera do ladrão.
A graça foi-lhe dada,
por sua confissão.
Jesus ouvindo a súplica,
também nos dê perdão.

Agora morre a morte,
vencida pela cruz;
após as trevas densas,
serena, volta a luz;
o horror do mal se quebra,
na mentes Deus reluz.

A Cristo nós rogamos
e ao Pai, eterno Bem,
com seu Divino Espírito,
amor que os sustém,
proteja sua Igreja
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. Sejamos firmes na provação:
Sua justiça é nossa força

Salmo 22(23)

O Bom Pastor

O Cordeiro será o seu pastor e os conduzirá até às fontes da água viva (Ap 7,17).

1 O Senhor é o pastor que me conduz; *
não me falta coisa alguma.

2 Pelos prados e campinas verdejantes *
ele me leva a descansar.

– Para as águas repousantes me encaminha, *
3
e restaura as minhas forças.

– Ele me guia no caminho mais seguro, *
pela honra do seu nome.

4 Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, *
nenhum mal eu temerei;

– estais comigo com bastão e com cajado; *
eles me dão a segurança!

5 Preparais à minha frente uma mesa, *
bem à vista do inimigo,

– e com óleo vós ungis minha cabeça; *
o meu lice transborda.

6 Felicidade e todo bem hão de seguir-me *
por toda a minha vida;

– e, na casa do Senhor, habitarei *
pelos tempos infinitos.

Salmo 75(76)

Ação de graças pela vitória

Verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu (Mt 24,30).

I

2 Em Ju o Senhor Deus é conhecido, *
e seu nome é grandioso em Israel.

3
Em Salém ele fixou a sua tenda, *
em Sião edificou sua morada.

4 E ali quebrou os arcos e as flechas, *
os escudos, as espadas e outras armas.

5
Resplendente e majestoso apareceis *
sobre montes de despojos conquistados.

=6 Despojastes os guerreiros valorosos †
que já dormem o seu sono derradeiro, *
incapazes de apelar para os seus braços.

7
Ante as vossas ameaças, ó Senhor, *
estarreceram-se os carros e os cavalos.

II

8 Sois tervel, realmente, Senhor Deus! *
E quem pode resistir à vossa ira?

9 Lá do céu pronunciastes a sentença, *
e a terra apavorou-se e emudeceu,

10
quando Deus se levantou para julgar *
e libertar os oprimidos desta terra.

11 Mesmo a revolta dos mortais vos dará glória, *
e os que sobraram do furor vos louvarão.

12 Ao vosso Deus fazei promessas e as cumpri; *
vós que o cercais, trazei ofertas ao Terrível;

13
ele esmaga os reis da terra em seu orgulho, *
e faz tremer os poderosos deste mundo!

Ant. Sejamos firmes na provação:
Sua justiça é nossa força

Leitura breve             Dt 4,29-31
Quando buscares o Senhor teu Deus, tu o encontrarás, se o buscares com todo o teu coração e com toda a tua alma. Na tua angústia, depois que tiverem acontecido contigo todas as coisas que foram preditas, nos últimos tempos, tu voltarás para o Senhor teu Deus, e ouvirás a sua voz. Pois o Senhor teu Deus é um Deus misericordioso, que não te abandona, que não te extinguirá inteiramente, nem se esquecerá da aliança que, sob juramento, estabeleceu com teus pais.

V. Meu sacrifício é minha alma penitente.
R. Não desprezeis um coração arrependido!

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém

 

Hino

Ó Pai, nesta Quaresma,
ouvi nossos pedidos:
na mais contrita prece
nos vedes reunidos.

Sondais as nossas almas,
na fé tão inconstantes:
se para vós se voltam,
mudai-as quanto antes.

Pecamos, na verdade,
tão longe da virtude:
Senhor, por vosso nome,
a todos daí saúde.

Fazei que nosso corpo,
enfim disciplinado,
o dia todo fuja
da culpa e do pecado.

Que o tempo da Quaresma
nos leve à santidade,
e assim louvar possamos
a glória da Trindade.

Salmodia

Ant. 1 Ele foi por Deus constituído
o juiz dos vivos e dos mortos.

Salmo 109(110),1-5.7

O Messias, Rei e Sacerdote

É preciso que ele reine, até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés (1Cor 15,25).

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
“Assenta-te ao meu lado direito

– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!”

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
“Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
“Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!”

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
“No dia da ira esmagarás os reis da terra!

7
Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!”

Ant. Ele foi por Deus constituído
o juiz dos vivos e dos mortos.

Ant. 2 Feliz o homem caridoso e prestativo:
é inabalável e jamais vacilará.

Salmo 111(112)

A felicidade do justo

Vivei como filhos da luz. E o fruto da luz chama-se: bondade, justiça, verdade (Ef 5,8-9).

1 Feliz o homem que respeita o Senhor *
e que ama com carinho a sua lei!

2
Sua descendência será forte sobre a terra, *
abençoada a geração dos homens retos!

3 Haverá glória e riqueza em sua casa, *
e permanece para sempre o bem que fez.

4
Ele é correto, generoso e compassivo, *
como luz brilha nas trevas para os justos.

5 Feliz o homem caridoso e prestativo, *
que resolve seus negócios com justiça.

6
Porque jamais vacilará o homem reto, *
sua lembrança permanece eternamente!

7 Ele não teme receber notícias más: *
confiando em Deus, seu coração está seguro.

8
Seu coração está tranqüilo e nada teme, *
e confusos há de ver seus inimigos.

=9 Ele reparte com os pobres os seus bens, †
permanece para sempre o bem que fez, *
e crescerão a sua glória e seu poder.

=10 O ímpio, vendo isto, se enfurece, †
range os dentes e de inveja se consome; *
mas os desejos do malvado dão em nada.

Ant. Feliz o homem caridoso e prestativo:
é inabalável e jamais vacilará.

Ant. 3 Na paixão de seu Filho Jesus Cristo,
Deus cumpriu o anúncio dos profetas.

Cântico 1Pd 2,21-24

A paixão voluntária de Cristo, Servo de Deus

=21 O Cristo por nós padeceu, †
deixou-nos o exemplo a seguir. *
Sigamos,portanto, seus passos!
22 Pecado nenhum cometeu, *
nem houve engano em seus lábios.

(R. Por suas chagas nós fomos curados.)

=23 Insultado, ele não insultava; †
ao sofrer e ao ser maltratado, *
ele não ameaçava vingança;
– entregava, porém, sua causa *
Àquele que é justo juiz.
(R.)
24 Carregou sobre si nossas culpas *
em seu corpo, no lenho da cruz,
= para que, mortos aos nossos pecados, †
na justiça de Deus nós vivamos. *
Por suas chagas nós fomos curados.
(R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Ant. Na paixão de seu Filho Jesus Cristo,
Deus cumpriu o anúncio dos profetas.

Leitura breve             Cf. 1Cor 9,24-25
Os que correm no estádio correm todos juntos, mas um só ganha o prêmio. Correi de tal maneira que conquisteis o prêmio.Todo atleta se sujeita a uma disciplina rigorosa em relação a tudo, e eles procedem assim, para receberem uma coroa corruptível. Quanto a nós, a coroa que buscamos é incorruptível.

Responsório breve
R.
Em abundância vós me dais muito vigor para o combate.
* Ó Deus de minha vitória! R. Em abundância.
V. Vossa justiça me oriente. * Ó Deus.
Glória ao Pai. R. Em abundância.

Cântico evangélico, ant.
Ano A Jamais se ouviu dizer que alguém
abriu os olhos a um cego de nascença,
a não ser Cristo Jesus.

Ano B Quem pratica a verdade se põe junto à luz.
E suas obras de filhos de Deus se revelam.

Ano C Meu filho, tu sempre estás comigo,
e tudo o que é meu é também teu;
era preciso festejar e alegrar-nos,
pois teu irmão estava morto e reviveu,
estava perdido e, de novo, foi achado.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
e Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

Ant.
Ano A Jamais se ouviu dizer que alguém
abriu os olhos a um cego de nascença,
a não ser Cristo Jesus.

Ano B Quem pratica a verdade se põe junto à luz.
E suas obras de filhos de Deus se revelam.

Ano C Meu filho, tu sempre estás comigo,
e tudo o que é meu é também teu;
era preciso festejar e alegrar-nos,
pois teu irmão estava morto e reviveu,
estava perdido e, de novo, foi achado.

Preces
Demos graças a Cristo, nosso Mestre e Senhor, que veio para servir e fazer o bem a todos; e supliquemos com humildade e confiança:

R. Abençoai, Senhor, a vossa Igreja!

Guiai, Senhor, os nossos bispos e presbíteros, que participam do vosso ministério de Chefe e Pastor da Igreja,
a fim de que eles, assistidos por vós, conduzam para o Pai a humanidade inteira. R.

Que os vossos anjos acompanhem os viajantes,
para que evitem todos os perigos do corpo e da alma. R.

Ensinai-nos a servir a todos,
a fim de imitarmos a vós, que viestes para servir e não para ser servido. R.

Fazei reinar em toda a comunidade humana o espírito de fraternidade sincera,
para que se torne, com a vossa presença, uma cidade forte e inabalável. R.

(intenções livres)

Sede misericordioso para com todos os que partiram desta vida,
e acolhei-os na luz da vossa face. R.

Pai nosso.

 

Oração

Ó Deus, que por vosso Filho realizais de modo admirável a reconciliação do gênero humano, concedei ao povo cristão correr ao encontro das festas que se aproximam, cheio de fervor e exultando de fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino  

Ó Cristo, dia e esplendor,
na treva o oculto aclarais.
Sois luz de luz, nós o cremos,
luz aos fiéis anunciais.

Guardai-nos, Deus, nesta noite,
velai do céu nosso sono;
em vós na paz descansemos
em um tranquilo abandono.

Se os olhos pesam de sono,
vele, fiel, nossa mente.
A vossa destra proteja
quem vos amou fielmente.

Defensor nosso, atendei-nos
freai os planos malvados.
No bem guiai vossos servos,
com vosso sangue comprados.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo,
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. Não temerás terror algum durante a noite:
o Senhor te cobrirá com suas asas.

Salmo 90(91)

Sob a proteção do Altíssimo

Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões (Lc 10,19).

1 Quem habita ao abrigo do Altíssimo *
e vive à sombra do Senhor onipotente,
2 diz ao Senhor: 'Sois meu refúgio e proteção, *
sois o meu Deus, no qual confio inteiramente'.

3 Do caçador e do seu laço ele te livra. *
Ele te salva da palavra que destrói.
4 Com suas asas haverá de proteger-te, *
com seu escudo e suas armas, defender-te.

5 Não temerás terror algum durante a noite, *
nem a flecha disparada em pleno dia;
6 nem a peste que caminha pelo escuro, *
nem a desgraça que devasta ao meio-dia;

=7 Podem cair muitos milhares a teu lado, †
podem cair até dez mil à tua direita: *
nenhum mal há de chegar perto de ti.

8 Os teus olhos haverão de contemplar *
o castigo infligido aos pecadores;
9 pois fizeste do Senhor o teu refúgio, *
e no Altíssimo encontraste o teu abrigo.

10 Nenhum mal há de chegar perto de ti, *
nem a desgraça baterá à tua porta;
11 pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos *
para em todos os caminhos te guardarem.

12 Haverão de te levar em suas mãos, *
para o teu pé não se ferir nalguma pedra.
13 Passarás por sobre cobras e serpentes, *
pisarás sobre leões e outras feras.

14 'Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo *
e protegê-lo, pois meu nome ele conhece.
15 Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, *
e a seu lado eu estarei em suas dores.

= Hei de livrá-lo e de glória coroá-lo, †
16 vou conceder-lhe vida longa e dias plenos, *
e vou mostrar-lhe minha graça e salvação'.

 

– Glória ao Pai...

 

Ant. Não temerás terror algum durante a noite:
o Senhor te cobrirá com suas asas.

Leitura breve             Ap 22,4-5
Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Depois de celebrarmos neste dia a ressurreição do vosso Filho, nós vos pedimos, humildemente, Senhor, que descansemos seguros em vossa paz e despertemos alegres para cantar vosso louvor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:


Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:


Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:


À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.