SANTOS ANJOS DA GUARDA Memória

Compartilhar:

 

 

Invitatório

Ant. do Invitatório: Adoremos o Senhor, a quem os anjos servem.

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Eterno Autor do mundo,

que o céu e o mar guiais,

segundo as nossas obras,

Rei justo, nos pagais.

 

O espírito soberbo

às trevas condenastes

com muitos companheiros,

e aos anjos bons firmastes.

 

Tais anjos enviai-nos,

e dai-lhes por missão

guiar os nossos passos

até à salvação.

 

Que venham consolar-nos,

mostrar-nos vosso amor,

guiar-nos para o bem,

vencendo o tentador.

 

Guiai-nos pelos Anjos,

ó Deus, durante a vida.

Por sua mão nos levem

à glória prometida.

 

A vós, Deus Uno e Trino,

louvor e todo o bem.

Possamos, com os Anjos,

nos céus vos ver. Amém.
 

Salmodia

Ant. 1 Repreendei-me, Senhor, mas sem ira!

Salmo 37(38)

Súplica de um pecador em extremo perigo

Todos os conhecidos de Jesus ficaram à distância (Lc 23,49).

I

2 Repreendei-me, Senhor, mas sem ira; *
corrigi-me, mas não com furor!

3 Vossas flechas em mim penetraram; *
vossa mão se abateu sobre mim.

4
Nada resta de são no meu corpo, *
pois com muito rigor me tratastes!

– Não há parte sadia em meus ossos, *
pois pequei contra vós, ó Senhor!

5
Meus pecados me afogam e esmagam, *
como um fardo pesado me oprimem.

Ant. Repreendei-me, Senhor, mas sem ira!

Ant. 2 Conheceis meu desejo, Senhor.

II

6 Cheiram mal e supuram minhas chagas *
por motivo de minhas loucuras.

7
Ando triste, abatido, encurvado, *
todo o dia afogado em tristeza.

8 As entranhas me ardem de febre, *
já não parte sã no meu corpo.

9
Meu coração grita e geme de dor, *
esmagado e humilhado demais.

10 Conheceis meu desejo, Senhor, *
meus gemidos vos são manifestos;

=11
bate pido o meu coração, †
minhas forças estão me deixando, *
e sem luz os meus olhos se apagam.

=12 Companheiros e amigos se afastam, †
fogem longe das minhas feridas; *
meus parentes mantêm-se à distância.

13 Armam laços os meus inimigos, *
que procuram tirar minha vida;

– os que buscam matar-me ameaçam *
e maquinam traições todo o dia.

Ant. Conheceis meu desejo, Senhor.

Ant. 3 Confesso, Senhor, minha culpa:
salvai-me, e jamais me deixeis!

III

14 Eu me faço de surdo e não ouço, *
eu me faço de mudo e não falo;

15
semelhante a alguém que não ouve *
e não tem a resposta em sua boca.

16 Mas, em vós, ó Senhor, eu confio, *
e ouvireis meu lamento, ó meu Deus!

17
Pois rezei: “Que não zombem de mim, *
nem se riam, se os pés me vacilam!”

18 Ó Senhor, estou quase caindo, *
minha dor não me larga um momento!

19
Sim, confesso, Senhor, minha culpa: *
meu pecado me aflige e atormenta.

=20 São bem fortes os meus adversários †
que me vêm atacar sem razão; *
quantos que sem causa me odeiam!

21
Eles pagam o bem com o mal, *
porque busco o bem, me perseguem.

22 Não deixeis vosso servo sozinho, *
ó meu Deus, ficai perto de mim!

23
Vinde logo trazer-me socorro, *
porque sois para mim Salvação!

Ant. Confesso, Senhor, minha culpa:
salvai-me, e jamais me deixeis!

V. Os meus olhos se gastaram de esperar-vos

R. E de aguardar vossa justiça e salvação.

Primeira leitura

Da Carta de São Paulo aos Filipenses             3,17—4,9

 

Permanecei firmes no Senhor

3,17 Sede meus imitadores, irmãos, e observai os que vivem de acordo com o exemplo que nós damos. 18Já vos disse muitas vezes, e agora o repito, chorando: há muitos por aí que se comportam como inimigos da cruz de Cristo. 19O fim deles é a perdição, o deus deles é o estômago, a glória deles está no que é vergonhoso e só pensam nas coisas terenas. 20Nós, porém, somos cidadãos do céu. De lá aguardamos o nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo. 21Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas as coisas.

4,1 Assim, meus irmãos, a quem quero bem e dos quais sinto saudade, minha alegria, minha coroa, meus amigos, continuai firmes no Senhor. 2Exorto Evódia e exorto Síntique a viverem de pleno acordo, no Senhor. 3E tu, fiel companheiro, Sízigo, eu te peço que as ajudes, porque elas me ajudaram na luta do evangelho, na companhia de Clemente e todos os outros, cujos nomes estão inscritos no livro da vida.

4 Alegrai-vos sempre no Senhor; eu repito, alegrai-vos. 5Que a vossa bondade seja conhecida de todos os homens! O Senhor está próximo! 6Não vos inquieteis com coisa alguma, mas apresentai as vossas necessidades a Deus, em orações e súplicas, acompanhadas de ação de graças. 7E a paz de Deus, que ultrapassa todo o entendimento, guardará os vossos corações e pensamentos em Cristo Jesus.

8 Quanto ao mais, irmãos, ocupai-vos com tudo o que é verdadeiro, respeitável, justo, puro, amável, honroso, tudo o que é virtude ou de qualquer modo mereça louvor. 9Praticai o que aprendestes e recebestes de mim, ou que de mim vistes e ouvistes. Assim o Deus da paz estará convosco.

 

Responsório             Ef 4,17; 1Ts 5,15b-18

 

R. Meus irmãos, eu testifico e vos digo no Senhor:

Não vivais como os pagãos, na ilusão de suas ideias,

mas buscai constantemente o bem dos outros e de todos,

* Pois esta é a vontade de Deus para convosco,

em Cristo, Senhor nosso.

V. Vivei sempre alegres, orai sem cessar,

em tudo dai graças. * Pois esta.

 

Segunda leitura

Dos Sermões de São Bernardo, abade

(Sermo 12 in psalmum Qui habitat, 3.6-8: Opera omnia, Edit.Cisterc. 4[1966]458-462)    (Séc.XII)

 

Eles te guardem em todos os teus caminhos

A teu respeito ordenou a seus anjos que te guardem em todos os teus caminhos (Sl 90,11). Louvem o Senhor por sua misericórdia e suas maravilhas para com os filhos dos homens. Louvem e proclamem às nações que o Senhor agiu de modo magnífico a favor deles. Senhor, que é o homem para que assim o conheças? Ou por que inclinas para ele teu coração? Aproximas dele teu coração, enches-te de solicitude por sua causa, cuidas dele. Enfim, a ele envias o teu Unigênito, infundes o teu Espírito, prometes até a visão de tua face. E para que nas alturas nada falte no serviço a nosso favor, envias os teus santos espíritos a servir-nos, confias-lhes nossa guarda, ordenas que se tornem nossos pedagogos. 

A teu respeito, ordenou a seus anjos que te guardem em todos os teus caminhos. Esta palavra quanta reverência deve despertar em ti, aumentar a gratidão, dar confiança. Reverência pela presença, gratidão pela benevolência, confiança pela proteção. Estão aqui, portanto, e estão junto de ti, não apenas contigo, mas em teu favor. Estão aqui para proteger, para te serem úteis. Na verdade, embora enviados por Deus, não nos é lícito ser ingratos para com eles, que com tanto amor lhe obedecem e em tamanhas necessidades nos auxiliam. 

Sejamos-lhes fiéis, sejamos gratos a tão grandes protetores; paguemos-lhes com amor; honremo-los tanto quanto pudermos, quanto devemos. Prestemos, no entanto, todo o nosso amor e nossa honra àquele que é tudo para nós e para eles; de quem recebemos poder amar e honrar, de quem merecemos ser amados e honrados. 

Assim, irmãos, nele amemos com ternura seus anjos como futuros co-herdeiros nossos, e enquanto esperamos nossos intendentes e tutores dados pelo Pai como nossos guias. Porque agora somos filhos de Deus, embora não se veja, pois ainda estamos sob tutela quais meninos que em nada diferem dos servos. 

Aliás, mesmo assim tão pequeninos e restando-nos ainda uma tão longa, e não só tão longa, mas ainda tão perigosa caminhada, que temos a temer com tão poderosos protetores? Eles não podem ser vencidos, nem seduzidos, e ainda menos seduzir, aqueles que nos guardam em todos os nossos caminhos. São fiéis, são prudentes, são fortes; por que trememos de medo? Basta que os sigamos, unamo-nos a eles e habitaremos sob a proteção do Deus do céu.

 

Responsório Sl 90(91),11-12.10

 

R. O Senhor deu uma ordem a seus anjos,

para em todos os caminhos te guardarem.

* Haverão de te levar em suas mãos

para o teu pé não se ferir nalguma pedra.

V. Nenhum mal há de chegar perto de ti,

nem a desgraça baterá à tua porta. *Haverão.

 

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Invitatorio

Ant. do Invitatório: Adoremos o Senhor, a quem os anjos servem

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Ó Deus, criando o mundo,
poder manifestais;
porém, ao governá-lo,
o vosso amor mostrais.

Aos que hoje vos suplicam
estai sempre presente:
que a luz da nova aurora
renove a nossa mente.

O mesmo anjo que um dia
por guarda nos foi dado
consiga a vida toda
livrar-nos do pecado.

Em nós ele extermine
as forças do inimigo;
que a fraude em nosso peito
jamais encontre abrigo.

Mandai para bem longe
a peste, a fome, a guerra:
haja entre nós justiça,
a paz brote da terra.

Salvai por vosso Filho
a nós, no amor ungidos,
sejamos pelos anjos
Deus trino, protegidos!

Salmodia

Ant. 1 O Senhor enviará o seu anjo junto a ti,
para guiar o teu caminho.

Salmo 62 (63), 2-9.

Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh'alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
6A minh'alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

- 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Senhor enviará o seu anjo junto a ti,
para guiar o teu caminho.

Ant. 2 Bendito seja Deus, que seu anjo enviou
e libertou seus servidores, que nele confiaram.

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

- 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R.
A ele glória e louvor eternamente
)

- 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
- 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
- 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
- 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
-74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
- 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
- 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- 88Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!

(R.)

No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Bendito seja Deus, que seu anjo enviou
e libertou seus servidores, que nele confiaram.

Ant. 3 Louvai-o, anjos seus, todos louvai-o,
louvai-o, legiões celestiais!

Salmo 149

A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Louvai-o, anjos seus, todos louvai-o,
louvai-o, legiões celestiais!

Leitura breve                 Ex 23,20-21a
Vou enviar um anjo que vá à tua frente, que te guarde pelo caminho e te conduza ao lugar que te preparei. Respeita-o e ouve a sua voz.

Responsório breve
R.
Perante vossos anjos
*
Vou louvar-vos, ó Senhor! R. Perante.
V.
E cantar o vosso nome. * Vou louvar-vos.
Glória ao Pai. R. Perante.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Todos eles são espíritos servidores,
enviados ao serviço e proteção
daqueles que herdarão a salvação.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos
74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=
76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79
para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Todos eles são espíritos servidores,
enviados ao serviço e proteção
daqueles que herdarão a salvação.

Preces

Irmãos e irmãs, louvemos o Senhor em cuja presença estão multidões de anjos que o servem dia e noite, cantando a uma só voz; aclamemos com alegria, dizendo:

R. Bendizei ao Senhor, todos os seus anjos!

Deus santo, que mandastes vossos anjos para nos protegerem em todos os caminhos,
conduzi-nos hoje pelos vossos caminhos sem mancha de pecado. R.

Pai de bondade, cuja face os anjos contemplam dia e noite no céu,
fazei que procuremos sem cessar a vossa face. R.

Deus eterno, cujos filhos serão como anjos no céu,
dai-nos a pureza de coração e de corpo. R.

Deus todo-poderoso, enviai o grande príncipe Miguel para ajudar o vosso povo,
a fim de defendê-lo na luta contra Satanás e seus anjos. R.


(intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

Oração das nove horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Salmo 118(119),73-80

X (Iod)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Meu Pai, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, seja feita a tua vontade! (Mt 26,42).

73 Vossas mãos me modelaram, me fizeram, *
fazei-me bio e aprenderei a vossa lei!

74
Vossos fiéis hão de me ver com alegria, *
pois nas palavras que dissestes esperei.

75 Sei que os vossos julgamentos são corretos, *
e com justiça me provastes, ó Senhor!

76
Vosso amor seja um consolo para mim, *
conforme a vosso servo prometestes.

77 Venha a mim o vosso amor e viverei, *
porque tenho em vossa lei o meu prazer!

78
Humilhação para os soberbos que me oprimem! *
Eu, porém, meditarei vossos preceitos.

79 Que se voltem para mim os que vos temem *
e conhecem, ó Senhor, vossa Aliança!

80
Meu coração seja perfeito em vossa lei, *
e não serei, de modo algum, envergonhado!

Ant. Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Ant. 2 Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Salmo 58(59),2-5.10-11.17-18

Oração do justo perseguido

Estas palavras ensinam a todos o amor filial do Salvador para com seu Pai (Eusébio de Cesaréia).

2 Libertai-me do inimigo, ó meu Deus, *
e protegei-me contra os meus perseguidores!

3
Libertai-me dos obreiros da maldade, *
defendei-me desses homens sanguirios!

4 Eis que ficam espreitando a minha vida, *
poderosos armam tramas contra mim.

=5
Mas eu, Senhor, não cometi pecado ou crime; †
eles investem contra mim sem eu ter culpa: *
despertai e vinde logo ao meu encontro!

=10 Minha força, é a vós que me dirijo, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *

11 Deus clemente e compassivo, meu amor!
– Deus vi com seu amor ao meu encontro, *
e hei de ver meus inimigos humilhados.

17 Eu, então, hei de cantar vosso poder, *
e de manhã celebrarei vossa bondade,

– porque fostes para mim o meu abrigo, *
o meu regio no dia da aflição.

=18 Minha força, cantarei vossos louvores, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *
Deus clemente e compassivo, meu amor!

Ant. Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Ant. 3 Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Salmo 59(60)

Oração depois de uma derrota

No mundo tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo! (Jo 16,33).

=3 Rejeitastes, ó Deus, vosso povo †
e arrasastes as nossas fileiras; *
vós esveis irado: voltai-vos!

4
Abalastes, partistes a terra, *
reparai suas brechas, pois treme.

5 Duramente provastes o povo, *
e um vinho atordoante nos destes.

6 Aos fiéis um sinal indicastes, *
e os pusestes a salvo das flechas.

7
Sejam livres os vossos amados, *
vossa mão nos ajude: ouvi-nos!

=8 Deus falou em seu santo lugar: †
“Exultarei, repartindo Siquém, *
e o vale em Sucot medirei.

=9
Galaad, Manassés me pertencem, †
Efraim é o meu capacete, *
e Ju, o meu cetro real.

=10 É Moab minha bacia de banho, †
sobre Edom eu porei meu calçado, *
vencerei a nação Filistéia!”

11 Quem me leva à cidade segura, *
e a Edom quem me vai conduzir,

12
se vós, Deus, rejeitais vosso povo *
e não mais conduzis nossas tropas?

– Dai-nos, Deus, vosso auxílio na angústia; *
nada vale o socorro dos homens!

13
Mas com Deus nós faremos proezas, *
e ele vai esmagar o opressor.

Ant. Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Leitura breve                 At 5,17-20

Levantaram-se o sumo-sacerdote e todos os do seu partido – isto é, o partido dos saduceus – cheios de raiva e mandaram prender os apóstolos e lançá-los na cadeia pública. Porém, durante a noite, o anjo do Senhor abriu as portas da prisão e os fez sair, dizendo: Ide falar ao povo, no Templo, sobre tudo o que se refere a este modo de viver.

V.
Perante os vossos anjos vou cantar-vos.
R.
E ante o vosso templo vou prostrar-me.

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R.
Graças a Deus.

Oração das doze horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Salmo 118(119),73-80

X (Iod)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Meu Pai, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, seja feita a tua vontade! (Mt 26,42).

73 Vossas mãos me modelaram, me fizeram, *
fazei-me bio e aprenderei a vossa lei!

74
Vossos fiéis hão de me ver com alegria, *
pois nas palavras que dissestes esperei.

75 Sei que os vossos julgamentos são corretos, *
e com justiça me provastes, ó Senhor!

76
Vosso amor seja um consolo para mim, *
conforme a vosso servo prometestes.

77 Venha a mim o vosso amor e viverei, *
porque tenho em vossa lei o meu prazer!

78
Humilhação para os soberbos que me oprimem! *
Eu, porém, meditarei vossos preceitos.

79 Que se voltem para mim os que vos temem *
e conhecem, ó Senhor, vossa Aliança!

80
Meu coração seja perfeito em vossa lei, *
e não serei, de modo algum, envergonhado!

Ant. Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Ant. 2 Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Salmo 58(59),2-5.10-11.17-18

Oração do justo perseguido

Estas palavras ensinam a todos o amor filial do Salvador para com seu Pai (Eusébio de Cesaréia).

2 Libertai-me do inimigo, ó meu Deus, *
e protegei-me contra os meus perseguidores!

3
Libertai-me dos obreiros da maldade, *
defendei-me desses homens sanguirios!

4 Eis que ficam espreitando a minha vida, *
poderosos armam tramas contra mim.

=5
Mas eu, Senhor, não cometi pecado ou crime; †
eles investem contra mim sem eu ter culpa: *
despertai e vinde logo ao meu encontro!

=10 Minha força, é a vós que me dirijo, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *

11 Deus clemente e compassivo, meu amor!
– Deus vi com seu amor ao meu encontro, *
e hei de ver meus inimigos humilhados.

17 Eu, então, hei de cantar vosso poder, *
e de manhã celebrarei vossa bondade,

– porque fostes para mim o meu abrigo, *
o meu regio no dia da aflição.

=18 Minha força, cantarei vossos louvores, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *
Deus clemente e compassivo, meu amor!

Ant. Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Ant. 3 Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Salmo 59(60)

Oração depois de uma derrota

No mundo tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo! (Jo 16,33).

=3 Rejeitastes, ó Deus, vosso povo †
e arrasastes as nossas fileiras; *
vós esveis irado: voltai-vos!

4
Abalastes, partistes a terra, *
reparai suas brechas, pois treme.

5 Duramente provastes o povo, *
e um vinho atordoante nos destes.

6 Aos fiéis um sinal indicastes, *
e os pusestes a salvo das flechas.

7
Sejam livres os vossos amados, *
vossa mão nos ajude: ouvi-nos!

=8 Deus falou em seu santo lugar: †
“Exultarei, repartindo Siquém, *
e o vale em Sucot medirei.

=9
Galaad, Manassés me pertencem, †
Efraim é o meu capacete, *
e Ju, o meu cetro real.

=10 É Moab minha bacia de banho, †
sobre Edom eu porei meu calçado, *
vencerei a nação Filistéia!”

11 Quem me leva à cidade segura, *
e a Edom quem me vai conduzir,

12
se vós, Deus, rejeitais vosso povo *
e não mais conduzis nossas tropas?

– Dai-nos, Deus, vosso auxílio na angústia; *
nada vale o socorro dos homens!

13
Mas com Deus nós faremos proezas, *
e ele vai esmagar o opressor.

Ant. Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Leitura breve                 At 12,7

Eis que apareceu o anjo do Senhor e uma luz iluminou a cela. O anjo tocou o ombro de Pedro, acordou-o e disse: Levanta-te depressa! As correntes caíram-lhe das mãos.

V. O Senhor enviou o seu anjo,
R.
E livrou-me das mãos de Herodes.

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R.
Graças a Deus.

Oração das quinze horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
 

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê glória eternamente.

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Ou:

Cumprindo o ciclo tríplice das horas,
louvemos ao Senhor de coração,
cantando em nossos salmos a grandeza
de Deus, que é Uno e Trino em perfeição.

A exemplo de São Pedro, nosso mestre,
guardando do Deus vivo e verdadeiro,
em almas redimidas, o mistério,
sinal de salvação ao mundo inteiro,

também salmodiamos no espírito,
unidos aos apóstolos do Senhor,
e assim serão firmados nossos passos
na força de Jesus, o Salvador.

Louvor ao Pai, autor de toda a vida,
e ao Filho, Verbo Eterno, Sumo Bem,
unidos pelo amor do Santo Espírito,
Deus vivo pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Salmo 118(119),73-80

X (Iod)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Meu Pai, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, seja feita a tua vontade! (Mt 26,42).

73 Vossas mãos me modelaram, me fizeram, *
fazei-me bio e aprenderei a vossa lei!

74
Vossos fiéis hão de me ver com alegria, *
pois nas palavras que dissestes esperei.

75 Sei que os vossos julgamentos são corretos, *
e com justiça me provastes, ó Senhor!

76
Vosso amor seja um consolo para mim, *
conforme a vosso servo prometestes.

77 Venha a mim o vosso amor e viverei, *
porque tenho em vossa lei o meu prazer!

78
Humilhação para os soberbos que me oprimem! *
Eu, porém, meditarei vossos preceitos.

79 Que se voltem para mim os que vos temem *
e conhecem, ó Senhor, vossa Aliança!

80
Meu coração seja perfeito em vossa lei, *
e não serei, de modo algum, envergonhado!

Ant. Vosso amor seja um consolo para mim,
conforme a vosso servo prometestes.

Ant. 2 Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Salmo 58(59),2-5.10-11.17-18

Oração do justo perseguido

Estas palavras ensinam a todos o amor filial do Salvador para com seu Pai (Eusébio de Cesaréia).

2 Libertai-me do inimigo, ó meu Deus, *
e protegei-me contra os meus perseguidores!

3
Libertai-me dos obreiros da maldade, *
defendei-me desses homens sanguirios!

4 Eis que ficam espreitando a minha vida, *
poderosos armam tramas contra mim.

=5
Mas eu, Senhor, não cometi pecado ou crime; †
eles investem contra mim sem eu ter culpa: *
despertai e vinde logo ao meu encontro!

=10 Minha força, é a vós que me dirijo, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *

11 Deus clemente e compassivo, meu amor!
– Deus vi com seu amor ao meu encontro, *
e hei de ver meus inimigos humilhados.

17 Eu, então, hei de cantar vosso poder, *
e de manhã celebrarei vossa bondade,

– porque fostes para mim o meu abrigo, *
o meu regio no dia da aflição.

=18 Minha força, cantarei vossos louvores, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *
Deus clemente e compassivo, meu amor!

Ant. Protegei-me, ó meu Deus,
contra os meus perseguidores!

Ant. 3 Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Salmo 59(60)

Oração depois de uma derrota

No mundo tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo! (Jo 16,33).

=3 Rejeitastes, ó Deus, vosso povo †
e arrasastes as nossas fileiras; *
vós esveis irado: voltai-vos!

4
Abalastes, partistes a terra, *
reparai suas brechas, pois treme.

5 Duramente provastes o povo, *
e um vinho atordoante nos destes.

6 Aos fiéis um sinal indicastes, *
e os pusestes a salvo das flechas.

7
Sejam livres os vossos amados, *
vossa mão nos ajude: ouvi-nos!

=8 Deus falou em seu santo lugar: †
“Exultarei, repartindo Siquém, *
e o vale em Sucot medirei.

=9
Galaad, Manassés me pertencem, †
Efraim é o meu capacete, *
e Ju, o meu cetro real.

=10 É Moab minha bacia de banho, †
sobre Edom eu porei meu calçado, *
vencerei a nação Filistéia!”

11 Quem me leva à cidade segura, *
e a Edom quem me vai conduzir,

12
se vós, Deus, rejeitais vosso povo *
e não mais conduzis nossas tropas?

– Dai-nos, Deus, vosso auxílio na angústia; *
nada vale o socorro dos homens!

13
Mas com Deus nós faremos proezas, *
e ele vai esmagar o opressor.

Ant. Feliz o homem que por Deus é corrigido;
se ele fere, também cuida da ferida.

Leitura breve                 At 10,3-5

Por volta das três horas, Cornélio teve uma visão: viu claramente um anjo de Deus entrar em sua casa e dizer-lhe: Cornélio. Cornélio olhou atentamente para ele e, cheio de temor, disse: O que há, Senhor? O anjo respondeu: Tuas preces e tuas orações subiram até Deus, em teu favor. E, agora, envia alguns homens a Jope e manda chamar um certo Simão, conhecido como Pedro.

V.
Da mão do anjo subiu à presença de Deus
R.
A fumaça do incenso com as preces dos santos.

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R.
Graças a Deus.

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Aos anjos cantemos, que guardem a todos,
que aos homens, tão frágeis, Deus Pai quis juntar;
e assim assistidos, na terra lutando,
no rude combate não venham tombar.

Pois eis que um dos anjos, roído de orgulho,
os planos divinos não quis aceitar:
e aos homens, chamados à pátria celeste,
na mesma revolta deseja arrastar.

Ó Anjo da Guarda, vem logo assistir-nos,
cumprir, vigilante, tão grande missão:
afasta da terra pecados, doenças,
conserva nos lares a paz e a união!

Louvor seja dado ao Deus uno e trino,
à suma Trindade, por mando de quem
os anjos governam, dirigem o mundo,
e à pátria onde vivem nos levam também.

Salmodia

Ant. 1 O anjo do Senhor vem acampar
ao redor dos que o temem, e os salva.

Salmo 33(34) 

O Senhor é a salvação dos justos

Provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3). 

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.
3 Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem! 

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!
5 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou. 

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.  

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.
9 Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! 

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.
11 Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O anjo do Senhor vem acampar
ao redor dos que o temem, e os salva.

Ant 2. Que viva o Senhor, pois seu anjo me guardou!

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.
13 Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias? 

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus lábios, de palavras mentirosas.
15 Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho. 

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;
17 mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança. 

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.
19 Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido. 

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.
21 Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.  

22 A malícia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.
23 Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Que viva o Senhor, pois seu anjo me guardou!

Ant. 3 Bendizei o Deus do céu e dai-lhe glória
na presença de todo ser vivente,
porque mostrou o seu amor para convosco.

Cântico Ap 11,17-18; 12,10b-12a

1,17 Graças vos damos, Senhor Deus onipotente, *
a Vós que sois, a Vós que éreis e sereis,
– porque assumistes o poder que vos pertence, *
e enfim tomastes posse como rei!

(R. Nós vos damos graças, nosso Deus!)

= 18 As nações se enfureceram revoltadas, †
mas chegou a vossa ira contra elas *
e o tempo de julgar vivos e mortos,
= e de dar a recompensa aos vossos servos, †
aos profetas e aos que temem vosso nome, *
aos santos, aos pequenos e aos grandes. (R.)

=12,10 Chegou agora a salvação e o poder †
e a realeza do Senhor e nosso Deus, *
e o domínio de seu Cristo, seu Ungido.
– Pois foi expulso o delator que acusava *
nossos irmãos, dia e noite, junto a Deus. (R.)

=11 Mas o venceram pelo sangue do Cordeiro †
e o testemunho que eles deram da Palavra, *
pois desprezaram sua vida até à morte.
12 Por isso, ó céus, cantai alegres e exultai *
e vós todos os que neles habitais! (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Bendizei o Deus do céu e dai-lhe glória
na presença de todo ser vivente,
porque mostrou o seu amor para convosco.

Leitura breve                 Ap 8,3-4

Veio um anjo que se colocou perto do altar, com um turíbulo de ouro. Ele recebeu uma grande quantidade de incenso, para oferecê-lo com as orações de todos os santos, no altar de ouro que está diante do trono. E da mão do anjo subia até Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos.

Responsório breve

R. O Senhor deu uma ordem a seus anjos
* Para em todos os caminhos te guardarem. R. O Senhor.
V. Eles hão de te levar em suas mãos.* Para em todos.
Glória ao Pai. R. O Senhor

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Os anjos das crianças sempre veem
a face do meu Pai que está nos céus.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Os anjos das crianças sempre veem
a face do meu Pai que está nos céus.

Preces

Peçamos ao Senhor que, juntamente com os anjos, que fazem a sua vontade, nos disponha cada vez melhor a ouvir a sua palavra; e lhe demos graças, dizendo:

R. Com os anjos cantamos o hino da vossa glória!

Senhor, que fizestes dos anjos mensageiros das vossas maravilhas,
fazei de nós, coma sua ajuda, testemunhas da vossa grandeza diante de todos. R.

Senhor altíssimo, a quem os anjos proclamam santo sem cessar,
fazei que na Igreja ressoe continuamente o vosso louvor. R.

Senhor, que mandastes os anjos para guardarem os vossos servos em todos os seus caminhos,
dai a todos os que viajam um feliz regresso aos seus lares. R.

Vós, que enviastes os anjos a anunciar a paz aos seres humanos,
fazei que eles inspirem sentimentos de paz a todos os governantes e seus povos. R.

(intenções livres)

Quando enviardes os anjos no último dia para convocar os eleitos, de todos os pontos da terra,
fazei que todos os vossos filhos e filhas sejam contados entre os eleitos. R.

 Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que na vossa misteriosa providência mandais os vossos Anjos para guardar-nos, concedei que nos defendam de todos os perigos e gozemos eternamente do seu convívio. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 



V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

 

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Ou:

Ó Cristo, dia e esplendor,
na treva o oculto aclarais.
Sois luz de luz, nós o cremos,
luz aos fiéis anunciais.

Guardai-nos, Deus, nesta noite,
velai do céu nosso sono;
em vós na paz descansemos
em um tranquilo abandono.

Se os olhos pesam de sono,
vele, fiel, nossa mente.
A vossa destra proteja
quem vos amou fielmente.

Defensor nosso, atendei-nos
freai os planos malvados.
No bem guiai vossos servos,
com vosso sangue comprados.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo,
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. De dia e de noite eu clamo por vós.

Salmo 87(88)

Prece de um homem gravemente enfermo

Mas esta é a hora, a hora do poder das trevas (Lc 22,53).

2 A vós clamo, Senhor, sem cessar, todo o dia, *
e de noite se eleva até vós meu gemido.
3 Chegue a minha oração até a vossa presença, *
inclinai vosso ouvido a meu triste clamor!

4 Saturada de males se encontra a minh’alma, *
minha vida chegou junto às portas da morte.
5 Sou contado entre aqueles que descem à cova, *
toda gente me vê como um caso perdido!

6 O meu leito já tenho no reino dos mortos, *
como um homem caído que jaz no sepulcro,
– de quem mesmo o Senhor se esqueceu para sempre *
e excluiu por completo da sua atenção.

7 Ó Senhor, me pusestes na cova mais funda, *
nos locais tenebrosos da sombra da morte.
8 Sobre mim cai o peso do vosso furor, *
vossas ondas enormes me cobrem, me afogam.

9 Afastastes de mim meus parentes e amigos, *
para eles tornei-me objeto de horror.
– Eu estou aqui preso e não posso sair, *
10 e meus olhos se gastam de tanta aflição. 

– Clamo a vós, ó Senhor, sem cessar, todo o dia, *
minhas mãos para vós se levantam em prece.
11 Para os mortos, acaso, faríeis milagres? *
poderiam as sombras erguer-se e louvar-vos?

12 No sepulcro haverá quem vos cante o amor *
e proclame entre os mortos a vossa verdade?
13 Vossas obras serão conhecidas nas trevas, *
vossa graça, no reino onde tudo se esquece?

14 Quanto a mim, ó Senhor, clamo a vós na aflição, *
minha prece se eleva até vós desde a aurora.
15 Por que vós, ó Senhor, rejeitais a minh’alma? *
E por que escondeis vossa face de mim?

16 Moribundo e infeliz desde o tempo da infância, *
esgotei-me ao sofrer sob o vosso terror.
17 Vossa ira violenta caiu sobre mim *
e o vosso pavor reduziu-me a um nada!

18 Todo dia me cercam quais ondas revoltas, *
todos juntos me assaltam, me prendem, me apertam.
19 Afastastes de mim os parentes e amigos, *
e por meus familiares só tenho as trevas!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. De dia e de noite eu clamo por vós.

Leitura breve         Cf. Jr 14,9

Tu, Senhor, estás no meio de nós, e teu nome foi invocado sobre nós; não nos abandones, Senhor nosso Deus.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Concedei-nos, Senhor, de tal modo unir-nos ao vosso Filho morto e sepultado, que mereçamos ressurgir com ele para uma vida nova. Por Cristo, nosso Senhor.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:


Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:


Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:


À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.