Sábado da 7ª Semana da Páscoa  III Semana do Saltério

Compartilhar:

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Ó Senhor, Rei eterno e sublime,

dos fiéis imortal Redentor!

Morre a morte, por vós destruída,

e triunfa, por graça, o amor.

 

Sobre o trono celeste elevado,

à direita do Pai vos sentais,

e um poder é a vós concedido,

que é do céu, não pertence aos mortais,

 

para que todo ser que criastes

nos abismos, na terra, ou nos céus

ante vós, de joelhos, se incline,

com respeito, adorando seu Deus.

 

Tremem anjos, perante a mudança

que o destino dos homens sofreu:

peca a carne e a carne redime,

reina a carne no Verbo de Deus.

 

Sois, Senhor, nosso gozo e delícia,

que a alegria do mundo ofuscais.

Sois também nosso prêmio perene,

vós que a todo o universo guiais.

 

Suplicantes, portanto, rogamos:

Nossas culpas, Senhor, perdoai.

Pela força da graça divina,

nossas mentes a vós elevai.

 

Quando em glória voltardes na nuvem,

a julgar as nações reunidas,

afastai os devidos castigos,

dai de novo as coroas perdidas.

 

Honra a vós, ó Jesus glorioso,

que às alturas dos céus ascendeis.

Com o Pai e o Espírito Santo

pelos séculos sem fim reinareis.

Salmodia

Ant. 1 Agradeçamos ao Senhor o seu amor
e as suas maravilhas entre os homens.

Salmo 106(107)

Ação de graças pela libertação

Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a boa-nova da paz, por meio de Jesus Cristo (At 10,36).

I

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, *
porque eterna é a sua misericórdia!

2 Que o digam os libertos do Senhor, *
que da mão dos opressores os salvou

3
e de todas as nações os reuniu, *
do Oriente, Ocidente, Norte e Sul.

4 Uns vagavam, no deserto, extraviados, *
sem acharem o caminho da cidade.

5
Sofriam fome e também sofriam sede, *
e sua vida ia aos poucos definhando.

6 Mas gritaram ao Senhor na aflição, *
e ele os libertou daquela angústia.

7
Pelo caminho bem seguro os conduziu *
para chegarem à cidade onde morar.

8 Agradeçam ao Senhor o seu amor *
e as suas maravilhas entre os homens!

9
Deu de beber aos que sofriam tanta sede *
e os famintos saciou com muitos bens!

10 Alguns jaziam em meio a trevas pavorosas, *
prisioneiros da miséria e das correntes,

11 por se terem revoltado contra Deus *
e desprezado os conselhos do Altíssimo.

12
Ele quebrou seus corações com o sofrimento; *
eles tombaram, e ninguém veio ajudá-los!

13 Mas gritaram ao Senhor na aflição, *
e ele os libertou daquela angústia.

14
E os retirou daquelas trevas pavorosas, *
despedaçou suas correntes, seus grilhões.

15 Agradeçam ao Senhor o seu amor *
e as suas maravilhas entre os homens!

16
Porque ele arrombou portas de bronze *
e quebrou trancas de ferro das prisões!

Ant. Agradeçamos ao Senhor o seu amor
e as suas maravilhas entre os homens.

Ant. 2 Nós vimos seus progios e suas maravilhas.

II

17 Uns deliravam no caminho do pecado, *
sofrendo a conseqüência de seus crimes;

18
todo alimento era por eles rejeitado, *
e da morte junto às portas se encontravam.

19 Mas gritaram ao Senhor na aflição, *
e ele os libertou daquela angústia.

20
Enviou sua palavra e os curou, *
e arrancou as suas vidas do sepulcro.

21 Agradeçam ao Senhor o seu amor *
e as suas maravilhas entre os homens!

22
Ofereçam sacrifícios de louvor, *
e proclamem na alegria suas obras!

23 Os que sulcam o alto-mar com seus navios, *
para ir comerciar nas grandes águas,

24
testemunharam os prodígios do Senhor *
e as suas maravilhas no alto-mar.

25 Ele ordenou, e levantou-se o furacão, *
arremessando grandes ondas para o alto;

26
aos céus subiam e desciam aos abismos, *
seus corações desfaleciam de pavor.

27 Cambaleavam e caíam como bêbados, *
e toda a sua perícia deu em nada.

28
Mas gritaram ao Senhor na aflição, *
e ele os libertou daquela angústia.

29 Transformou a tempestade em bonança, *
e as ondas do oceano se calaram.

30
Alegraram-se ao ver o mar tranqüilo, *
e ao porto desejado os conduziu.

31 Agradeçam ao Senhor o seu amor *
e as suas maravilhas entre os homens!

32
Na assembléia do seu povo o engrandeçam *
e o louvem no conselho de anciãos!

Ant. Nós vimos seus progios e suas maravilhas.

Ant. 3 Que os justos, vendo as obras do Senhor,
compreendam como é grande o seu amor!

III

33 Ele mudou águas correntes em deserto, *
e fontes de água borbulhante em terra seca;

34
transformou as terras férteis em salinas, *
pela macia dos que nelas habitavam.

35 Converteu em grandes lagos os desertos *
e a terra árida em fontes abundantes;

36
e ali fez habitarem os famintos, *
que fundaram sua cidade onde morar.

37 Plantaram vinhas, semearam os seus campos, *
que deram frutos e colheitas abundantes.

38
Abençoou-os e cresceram grandemente, *
e não deixou diminuir o seu rebanho.

39 Mas depois ficaram poucos e abatidos, *
oprimidos por desgraças e aflições;

40 porém Aquele que confunde os poderosos *
e os fez errar por um deserto sem saída,

41
retirou da indigência os seus pobres, *
e qual rebanho aumentou suas famílias.

42 Que os justos vejam isto e rejubilem, *
e os maus fechem de vez a sua boca!

43
Quem é bio, que observe essas coisas *
e compreenda a bondade do Senhor!

Ant. Que os justos, vendo as obras do Senhor,
compreendam como é grande o seu amor!

V. Deus nos fez renascer para a viva esperança, aleluia.

R. Pela ressurreição do Senhor dentre os mortos. Aleluia.

 

Primeira leitura

Terceira Carta de São João

 

Vivamos na verdade

        1O ancião, ao amado Gaio, a quem amo de verdade.

        2Caríssimo, desejo que prosperes em tudo e estejas bem de saúde, assim como passa bem tua alma. 3Alegrei-me muito com a vinda dos irmãos e com o testemunho que deram de tua verdade, isto é, de como vives na verdade. 4Não tenho maior alegria do que ouvir dizer que meus filhos caminham na verdade.

        5Caríssimo, é muito leal o teu proceder, agindo assim com teus irmãos, ainda que estrangeiros. 6Eles deram teste­munho da tua caridade diante da Igreja. Farás bem em provê-los para a viagem de um modo digno de Deus. 7Pois, por amor do nome, eles empreenderam a viagem, sem aceitar nada da parte dos pagãos. 8A nós, portanto, cabe acolhê-los, para sermos cooperadores da Verdade.

        9Já escrevi à Igreja; mas Diótrefes, que ambiciona a primazia entre eles, não nos recebe. 10Por isso, quando lá for, recordarei a ele as obras que pratica, espalhando mentiras contra nós. Não contente ainda, não recebe os irmãos e proíbe os que desejam fazê-lo, e os põe fora da Igreja.

        11Caríssimo, não imites o mal mas o bem. Quem pratica o bem é de Deus. Quem faz o mal, não viu Deus.

        12De Demétrio todos e a própria verdade dão bom teste­munho. Nós mesmos damos testemunho e sabes que nosso testemunho é verdadeiro.

        13Muitas coisas teria que te escrever mas não quero fazê-lo com tinta e pena. 14Espero ver-te em breve e falare­mos pessoalmente.

        15A paz esteja contigo. Os amigos te saúdam. Saúda os amigos, cada um em particular.

 

Responsório 3Jo 11.4; IPd 2,19

R. Não imites o mal, mas o bem,

* Pois, todos que fazem o bem,

procedem de Deus, aleluia.

V. É uma graça sofrer injustiças

e aflições por amor do Senhor. * Pois, todos.

 

Segunda leitura

 

Dos Sermões de um Autor africano anônimo, do século VI

(Sermo 8,1-3: PL 65,743-744)

 

A unidade da Igreja fala todas as línguas

        Os apóstolos começaram a falar em todas as línguas. Aprouve a Deus, naquele momento, significar a presença do Espírito Santo, fazendo com que todo aquele que o tivesse recebido, falasse em todas as línguas. Devemos compreender, irmãos caríssimos, que se trata do mesmo Espírito Santo pelo qual o amor de Deus foi derramado em nossos corações.

        O amor haveria de reunir na Igreja de Deus todos os povos da terra. E como naquela ocasião um só homem, recebendo o Espírito Santo, podia falar em todas as línguas, também agora, uma só Igreja, reunida pelo Espírito Santo, se exprime em todas as línguas. Se por acaso alguém nos disser: "Recebeste o Espírito Santo; por que não falas em todas as línguas?" devemos responder: "Eu falo em todas as línguas. Porque sou membro do Corpo de Cristo, isto é, da sua Igreja, que se exprime em todas as línguas. Que outra coisa quis Deus significar pela presença do Espírito Santo, a não ser que sua Igreja haveria de falar em todas as lín­guas?"

        Deste modo, cumpriu-se o que o Senhor tinha prometi­do: Ninguém coloca vinho novo em odres velhos. Vinho novo deve ser colocado em odres novos. E assim ambos são preservados (cf. Lc 5,37-38).

        Por isso, quando ouviram os apóstolos falar em todas as línguas, diziam alguns com certa razão: Estão cheios de vinho (At 2,13). Na verdade, já se haviam transformado em odres novos, renovados pela graça da santidade, a fim de que, repletos do vinho novo, isto é, do Espírito Santo, parecessem ferver ao falar em todas as línguas. E com este milagre tão evidente prefiguravam a universalidade da futura Igreja, que haveria de abranger as línguas de todos os povos.

        Celebrai, pois, este dia como membros do único Corpo de Cristo. E não o celebrareis em vão, se realmente sois aquilo que celebrais, isto é, se estais perfeitamente incorpo­rados naquela Igreja que o Senhor enche do Espírito Santo e faz crescer progressivamente através do mundo inteiro. Esta Igreja ele reconhece como sua e é por ela reconhecida como seu Senhor. O esposo não abandonou sua esposa; por isso ninguém pode substituí-la por outra.

        É a vós, homens de todas as nações, que sois a Igreja de Cristo, os membros de Cristo, o corpo de Cristo, a esposa de Cristo, é a vós que o Apóstolo dirige estas palavras: Suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor. Aplicai-vos em guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz (Ef 4,2-3). Reparai como, ao lembrar o preceito de nos supor­tarmos uns aos outros, falou-nos do amor, e quando se referiu à esperança da unidade, pôs em evidência o vínculo da paz.

        Esta é a casa de Deus, edificada com pedras vivas. Nela o Eterno Pai gosta de morar; nela seus olhos jamais devem ser ofendidos pelo triste espetáculo da divisão entre seus filhos.

 

Responsório Cf. At 15,8-9; 11.18b

 

R. Deus que conhece os corações,

deu aos povos seu Espírito

da mesma forma como a nós.

* Não fez nenhuma distinção entre nós e os gentios,

mas, pela fé, seus corações tornou puros, aleluia.

V. Deus, portanto, deu também às nações a conversão

que encaminha para a vida.* Não fez nenhuma.

 

Oração

Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Esperado com ânsia por todos,
hoje o dia sagrado brilhou
em que Cristo, esperança do mundo,
Deus e Homem, ao céu se elevou.

Triunfou sobre o príncipe do mundo,
vencedor num combate gigante,
e apresenta a Deus Pai,no seu rosto,
toda a glória da carne triunfante.

Dos fiéis ele é a esperança,
numa nuvem de luz elevado,
e de novo abre aos homens o céu
que seus pais lhes haviam fechado.

Ó imensa alegria de todos,
quando o Filho que a Virgem gerou,
logo após o flagelo e a cruz,
à direita do Pai se assentou.

Demos graças a tal defensor
que nos salva, que vida nos deu,
e consigo no céu faz sentar-se
nosso corpo no trono de Deus.

Com aqueles que habitam o céu
partilhamos tão grande alegria.
Cristo a eles se deu para sempre,
mas conosco estará cada dia.

Cristo, agora elevado às alturas,
nossa mente convosco elevai,
e, do alto, enviai-nos depressa
vosso Espírito, o Espírito do Pai.

Salmodia

Ant. 1 As palavras que vos disse são espírito, são vida. Aleluia.

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

O amor é o cumprimento perfeito da Lei (Rm 13,10).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!

146
Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.

148
Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!

150
Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!

152
Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. As palavras que vos disse são espírito, são vida. Aleluia.

Ant. 2 Construístes vosso templo e vosso altar,
ó Senhor, no Monte Santo, aleluia.

Cântico Sb 9,1-6.9-11

Senhor, dai-me a Sabedoria!

Eu vos darei palavras tão acertadas que nenhum dos inimigos vos poderá resistir (Lc 21,15).

1 Deus de meus pais, Senhor bondoso e compassivo, *
vossa Palavra poderosa criou tudo,

2 vosso saber o ser humano modelou *
para ser rei da criação que é vossa obra,

3
reger o mundo com justiça, paz e ordem, *
e exercer com retidão seu julgamento:

4 Dai-me vossa sabedoria, ó Senhor, *
sabedoria que partilha o vosso trono.

– Não me excluais de vossos filhos como indigno: *
5
sou vosso servo e minha mãe é vossa serva;

– sou homem fraco e de existência muito breve, *
incapaz de discernir o que é justo.

6
Até mesmo o mais perfeito dentre os homens *
não é nada, se não tem vosso saber.

9 Mas junto a vós, Senhor, está a sabedoria, *
que conhece as vossas obras desde sempre;

= convosco estava ao criardes o universo, †
ela sabe o que agrada a vossos olhos, *
o que é reto e conforme às vossas ordens.

10 Enviai-a lá de cima, do alto céu, *
mandai-a vir de vosso trono glorioso,

– para que esteja junto a mim no meu trabalho *
e me ensine o que agrada a vossos olhos!

=11
Ela, que tudo compreende e tudo sabe, †
há de guiar meus passos todos com prudência, *
com seu poder há de guardar a minha vida.

Ant. Construístes vosso templo e vosso altar,
ó Senhor, no Monte Santo, aleluia.

Ant. 3 Sou o Caminho, a Verdade e a Vida, aleluia.

Salmo 116(117)

Louvor ao Deus misericordioso

Eu digo:... os pagãos glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia (Rm 15,8.9).

1 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, *
povos todos, festejai-o!

2 Pois comprovado é seu amor para conosco, *
para sempre ele é fiel!

Ant. Sou o Caminho, a Verdade e a Vida, aleluia.

Leitura breve        Rm 14,7-9

Ninguém dentre nós vive para si mesmo ou morre para si mesmo. Se estamos vivos, é para o Senhor que vivemos; se morremos, é para o Senhor que morremos. Portanto, vivos ou mortos, pertencemos ao Senhor. Cristo morreu e ressuscitou exatamente para isto, para ser o Senhor dos mortos e dos vivos.

Responsório breve

R. O Senhor ressurgiu do sepulcro.* Aleluia, aleluia.
R.
O Senhor.
V.
Foi suspenso por nós numa cruz. * Aleluia, aleluia.
Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79
Ant. Eis que estou convosco todos os dias
até o fim do mundo, lhes diz o Senhor. Aleluia.

 

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Eis que estou convosco todos os dias
até o fim do mundo, lhes diz o Senhor. Aleluia.

Preces

Roguemos com alegria a Cristo, pão da vida, que resuscitará no último dia os que se alimentam à mesa de sua palavra e de seu corpo; e digamos:

R. Dai-nos, Senhor, paz e alegria!

Filho de Deus, que ressuscitastes gloriosamente dos mortos como Senhor da vida,
abençoai e santificai a humanidade inteira.R.

Senhor Jesus, fonte de paz e de alegria para todos os que creem em vós,
fazei-nos viver como filhos da luz na alegria do vosso triunfo pascal. R.

Confirmai a fé da vossa Igreja, peregrina sobre a terra,
para que dê ao mundo o testemunho da vossa ressurreição. R.

Vós, que, depois de muitos sofrimentos, entrastes na glória do Pai,
mudai em alegria a tristeza dos que choram.
R.

(intenções livres) 

Pai nosso.

Oração

Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Surge a hora terceira, em que Cristo
foi, por nós, elevado na cruz;
fuja a mente de toda soberba,
vá na prece buscar sua luz.

Quem o Cristo acolheu no seu íntimo,
deve ter sempre pura intenção,
implorando ao Espírito Santo
que ele habite no seu coração.

Esta hora pôs fim à velhice,
destruindo do crime as raízes;
e, a seguir, pela graça de Cristo,
começaram os tempos felizes.

Glória a vós, que vencestes a morte
e brilhais, com o Pai, Sumo Bem,
e a chama de Amor, Santo Espírito,
pelos séculos eternos. Amém.

Salmodia 

Ant. Aleluia, a

leluia, aleluia.

Salmo 118(119),121-128

XVI (Ain)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Sua mãe conservava no coração todas essas coisas (Lc 2,51).

121 Pratiquei a eqüidade e a justiça; *
não me entregueis nas mãos daqueles que me oprimem!

122
Assegurai tudo que é bom ao vosso servo, *
não permitais que me oprimam os soberbos!

123 Os meus olhos se gastaram de esperar-vos *
e de aguardar vossa justiça e salvação.

124
Conforme o vosso amor, Senhor, tratai-me, *
e também vossos desígnios ensinai-me!

125 Sou vosso servo: concedei-me inteligência, *
para que eu possa compreender vossa Aliança!

126
Já é tempo de intervirdes, ó Senhor; *
está sendo violada a vossa Lei!

127 Por isso amo os mandamentos que nos destes, *
mais que o ouro, muito mais que o ouro fino!

128
Por isso eu sigo bem direito as vossas leis, *
detesto todos os caminhos da mentira.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3
Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve     Rm 5,10-11

Quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com ele pela morte do seu Filho; quanto mais agora, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida! Ainda mais: Nós nos gloriamos em Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo. É por ele que, já desde o tempo presente, recebemos a reconciliação.

V. O Senhor ressurgiu realmente. Aleluia.
R.
E apareceu a Simão. Aleluia.

Oração 

Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por Cristo,

nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Hino

Vinde, servos suplicantes,
elevai a mente e a voz:
celebrai com vossos cantos,
o amor de Deus por nós.

Porque foi neste momento
que a sentença de um mortal
entregou à morte injusta
o Juiz universal.

E nós, súditos humildes,
por amor e por temor,
contra todo mau desígnio
do perverso tentador,

imploremos a clemência
de Deus Pai, eterno Bem,
do seu Filho, nosso Rei,
e do Espírito Santo. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),121-128

XVI (Ain)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Sua mãe conservava no coração todas essas coisas (Lc 2,51).

121 Pratiquei a eqüidade e a justiça; *
não me entregueis nas mãos daqueles que me oprimem!

122
Assegurai tudo que é bom ao vosso servo, *
não permitais que me oprimam os soberbos!

123 Os meus olhos se gastaram de esperar-vos *
e de aguardar vossa justiça e salvação.

124
Conforme o vosso amor, Senhor, tratai-me, *
e também vossos desígnios ensinai-me!

125 Sou vosso servo: concedei-me inteligência, *
para que eu possa compreender vossa Aliança!

126
Já é tempo de intervirdes, ó Senhor; *
está sendo violada a vossa Lei!

127 Por isso amo os mandamentos que nos destes, *
mais que o ouro, muito mais que o ouro fino!

128
Por isso eu sigo bem direito as vossas leis, *
detesto todos os caminhos da mentira.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3
Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve     1Cor 15, 20-22

Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos. Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão.

V. Os discípulos ficaram muito alegres, aleluia,
R. Por verem o Senhor ressuscitado. Aleluia.

Oração 

Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),121-128

XVI (Ain)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Sua mãe conservava no coração todas essas coisas (Lc 2,51).

121 Pratiquei a eqüidade e a justiça; *
não me entregueis nas mãos daqueles que me oprimem!

122
Assegurai tudo que é bom ao vosso servo, *
não permitais que me oprimam os soberbos!

123 Os meus olhos se gastaram de esperar-vos *
e de aguardar vossa justiça e salvação.

124
Conforme o vosso amor, Senhor, tratai-me, *
e também vossos desígnios ensinai-me!

125 Sou vosso servo: concedei-me inteligência, *
para que eu possa compreender vossa Aliança!

126
Já é tempo de intervirdes, ó Senhor; *
está sendo violada a vossa Lei!

127 Por isso amo os mandamentos que nos destes, *
mais que o ouro, muito mais que o ouro fino!

128
Por isso eu sigo bem direito as vossas leis, *
detesto todos os caminhos da mentira.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3
Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve     2Cor 5, 14-15

O amor de Cristo nos pressiona, pois julgamos que um só morreu por todos, e que, logo, todos morreram. De fato, Cristo morreu por todos, para que os vivos não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.

V. Ó Senhor, ficai conosco, aleluia,
R. Pois o dia já declina. Aleluia.

Oração 

Concedei-nos, Deus todo-poderoso, conservar sempre em nossa vida e nossas ações a alegria das festas pascais que estamos para encerrar. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

 

DOMINGO DE PENTECOSTES

I Vésperas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Oh vinde, Espírito Criador,
as nossas almas visitai
e enchei os nossos corações
com vossos dons celestiais.

Vós sois chamado o Intercessor,
do Deus excelso o dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor,
a unção divina e salutar.

Sois doador dos sete dons,
e sois poder na mão do Pai,
por ele prometido a nós,
por nós seus feitos proclamais.

A nossa mente iluminai,
os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai,
qual força eterna e protetor.

Nosso inimigo repeli,
e concedei-nos vossa paz;
se pela graça nos guiais,
o mal deixamos para trás.

Ao Pai e ao Filho Salvador
por vós possamos conhecer.
Que procedeis do seu amor
fazei-nos sempre firmes crer.

 

Ou, Em latim:

Veni, creátor Spíritus

mentes tuórum vísita,

imple supérna grátia,

quae tu creásti péctora.

 

Qui díceris Paráclitus,

donum Dei altíssimi,

fons vivus, ignis, cáritas

et spiritális únctio.

 

Tu septifórmis múnere,

dextrae Dei tu dígitus

tu rite promíssum Patris

sermóne ditans gúttura.

 

Accénde lumen sénsibus,

infúnde amórem córdibus,

infírma nostri córporis,

virtute firmans pérpeti.

 

Hostem repéllas lóngius

pacémque dones prótinus;

ductóre sic te práevio

vitémus omne nóxium.

 

Per te sciámus da Patrem

noscámus atque Fílium,

te utriúsque Spíritum

credámus omni témpore. Amen.

Salmodia 

Ant. 1 Chegando o dia de Pentecostes,
cinqüenta dias depois da Páscoa,
estavam todos eles reunidos. Aleluia.

Salmo 112(113) 

1Louvai, louvai, ó servos do Senhor, *
louvai, louvai o nome do Senhor!
2Bendito seja o nome do Senhor, *
agora e por toda a eternidade!
3Do nascer do sol até o seu ocaso, *
louvado seja o nome do Senhor! 

4O Senhor está acima das nações, *
sua glória vai além dos altos céus.
=5Quem pode comparar-se ao nosso Deus, †
ao Senhor, que no alto céu temo seu trono *

6
e se inclina para olhar o céu e a terra? 

7Levanta da poeira o indigente *
e do lixo ele retira o pobrezinho,
8para fazê-lo assentar-se com os nobres, *
assentar-se com os nobres do seu povo.
9Faz a estéril, mãe feliz em sua casa, *
vivendo rodeada de seus filhos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Chegando o dia de Pentecostes,
cinqüenta dias depois da Páscoa,
estavam todos eles reunidos. Aleluia.

Ant. 2 Línguas de fogo apareceram e pousaram sobre eles;
e recebeu cada um deles o Espírito de Deus. Aleluia.

Salmo 146(147 A)

=1 Louvai o Senhor Deus, porque ele é bom, †
cantai ao nosso Deus, porque é suave: *
ele é digno de louvor, ele o merece! –

2 O Senhor reconstruiu Jerusalém, *
e os dispersos de Israel juntou de novo;
3 ele conforta os corações despedaçados, *
ele enfaixa suas feridas e as cura;
4 fixa o número de todas as estrelas *
e chama a cada uma por seu nome.

5 É grande e onipotente o nosso Deus, *
seu saber não tem medida nem limites.
6 O Senhor Deus é o amparo dos humildes, *
mas dobra até o chão os que são ímpios.
7 Entoai, cantai a Deus ação de graças, *
tocai para o Senhor em vossas harpas!

8 Ele reveste todo o céu com densas nuvens, *
e a chuva para a terra ele prepara;
– faz crescer a verde relva sobre os montes *
e as plantas que são úteis para o homem;
9 ele dá aos animais seu alimento, *
e ao corvo e a seus filhotes que o invocam.

10 Não é a força do cavalo que lhe agrada, *
nem se deleita com os músculos do homem,
11 mas agradam ao Senhor os que o respeitam, *
os que confiam, esperando em seu amor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Línguas de fogo apareceram e pousaram sobre eles;
e recebeu cada um deles o Espírito de Deus. Aleluia.  

Ant. 3 O Espírito que procede do meu Pai
haverá de me dar glória, aleluia.

Cântico Ap 15,3-4

3 Como são grandes e admiráveis vossas obras, *
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
– Vossos caminhos são verdade, são justiça, *
ó Rei dos povos todos do universo!

(R. São grandes vossas obras, ó Senhor!)

=4 Quem, Senhor, não haveria de temer-vos, †
e quem não honraria o vosso nome? *
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo! (R.)

= As nações todas hão de vir perante vós, †
e prostradas haverão de adorar-vos, *
pois vossas justas decisões são manifestas!
(R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
(R.)

Ant. O Espírito que procede do meu Pai
haverá de me dar glória, aleluia.

Leitura breve             Rm 8,11

Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos mora em vós, então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais por meio do seu Espírito que mora em vós.

Responsório breve

R. O Espírito Santo, o Paráclito,
* Aleluia, aleluia. R. O Espírito.
V. Ele vos ensinará todas as coisas.* Aleluia.
Glória ao Pai. R. O Espírito.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Vinde, Espírito de Deus,
e enchei os corações dos fiéis com vossos dons!
Acendei neles o amor como um fogo abrasador!
Vós que unistes tantas gentes, tantas línguas diferentes
numa fé, na unidade e na mesma caridade. Aleluia.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Vinde, Espírito de Deus,
e enchei os corações dos fiéis com vossos dons!
Acendei neles o amor como um fogo abrasador!
Vós que unistes tantas gentes, tantas línguas diferentes
numa fé, na unidade e na mesma caridade. Aleluia.

Preces

Com grande alegria celebremos a glória de Deus que, ao chegar o dia de Pentecostes, deu aos apóstolos a plenitude do Espírito Santo. Cheios de fé e entusiasmo, supliquemos, dizendo:

R. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e renovai a face da terra!

Vós, que no princípio criastes o céu e a terra, e na plenitude dos tempos recriastes todas as coisas por meio de Jesus Cristo,
renovai continuamente, pelo vosso Espírito, a face da terra e salvai a humanidade. R.

Vós, que infundistes o sopro da vida no rosto de Adão,
enviai o vosso Espírito à Igreja para que, vivificada e rejuvenescida, comunique vossa vida ao mundo. R.

Iluminai todos os seres humanos com a luz do vosso Espírito, e afastai para longe as trevas do nosso tempo,
para que o ódio se transforme em amor, o sofrimento em alegria e a guerra em paz. R.

Purificai o gênero humano com a água viva do Espírito, que brota do coração de Cristo,
e curai as feridas de nossos pecados. R.

(intenções livres)

Vós, que, por meio do Espírito Santo, conduzis os homens e as mulheres à vida eterna,
dai, pelo mesmo Espírito, aos que morreram, a alegria sem fim da vossa presença. R.

Pai nosso...

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, quisestes que o mistério pascal se completasse durante cinquenta dias, até à vinda do Espírito Santo. Fazei que todas as nações dispersas pela terra, na diversidade de suas línguas, se unam no louvor do vosso nome. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)
 

Hino

Ó Jesus Redentor,
do universo Senhor,
Verbo eterno do Pai,
Luz da Luz invisível,
que dos vossos remidos
vigilante cuidais.

Vós, artista do mundo,
e de todos os tempos
o sinal divisor,
no silêncio da noite
renovai nosso corpo
que lutando cansou.

Afastai o inimigo,
vós, que os fundos abismos
destruís, ó Jesus!
Não consiga o Maligno
seduzir os remidos
pelo sangue da Cruz

Quando o corpo cansado
for de noite embalado
pelo sono e a calma,
de tal modo adormeça,
que ao dormir nossa carne
não cochile nossa alma.

Escutai-nos, ó Verbo,
por quem Deus fez o mundo,
e o conduz e mantém.
Com o Pai e o Espírito,
vós reinais sobre os vivos
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 4

Ação de graças

O Senhor fez maravilhas naquele que ressuscitou dos mortos (Sto. Agostinho).

=2 Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! †
Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição,*
atendei-me por piedade e escutai minha oração!

3 Filhos dos homens, até quando fechareis o coração? *
Por que amais a ilusão e procurais a falsidade?
4 Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, *
e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece!

5 Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira;*
meditai nos vossos leitos e calai o coração!

6 Sacrificai o que é justo, e ao Senhor oferecei-o; *
confiai sempre no Senhor, ele é a única esperança!
7 Muitos há que se perguntam: 'Quem nos dá felicidade?'*
Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face!

8 Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, *
do que a outros na fartura do seu trigo e vinho novo.

9 Eu tranquilo vou deitar-me e na paz logo adormeço, *
pois só vós, ó Senhor Deus, dais segurança à minha vida!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Salmo 133(134)

Oração da noite no templo

Louvai o nosso Deus todos os seus servos e todos os que o temeis, pequenos e grandes! (Ap 19,5).

1 Vinde, agora, bendizei ao Senhor Deus, *
vós todos, servidores do Senhor,
– que celebrais a liturgia no seu templo, *
nos átrios da casa do Senhor.

2 Levantai as vossas mãos ao santuário, *
bendizei ao Senhor Deus a noite inteira!
3 Que o Senhor te abençoe de Sião, *
o Senhor que fez o céu e fez a terra!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve Dt 6,4-7

Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno. Tu as repetirás com insistência aos teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em tua casa, ou andando pelos caminhos, quando te deitares, ou te levantares.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
Eu entrego o meu espírito. * Aleluia, aleluia. R. Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Aleluia, aleluia. Glória ao Pai. R. Senhor.

Cântico evangélico, ant.
Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Oração

Ficai conosco, Senhor, nesta noite, e vossa mão nos levante amanhã cedo, para que celebremos com alegria a ressurreição de vosso Cristo. Que vive e reina para sempre. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia,
pois o senhor que merecestes trazer em vosso seio, aleluia,
ressuscitou, como disse, aleluia;
rogai a Deus por nós, aleluia.