Quarta-feira da 7ª Semana da Páscoa  Memória de São Bonifácio, bispo e mártir

Compartilhar:

5 de junho

 

SÃO BONIFÁCIO, BISPO E MÁRTIR

Memória

 

Nasceu na Inglaterra, cerca de 673. Fez a profissão religiosa e viveu no mosteiro de Exeter. Em 719 partiu para a Alemanha, a fim de pregar o evangelho, obtendo excelentes resultados. Ordenado bispo, governou a Igreja de Mogúncia e, com a ajuda de vários colaboradores, fundou e restaurou diversas Igrejas na Baviera, na Turíngia e na Francônia. Realizou concílios e promulgou leis. Quando evangelizava os frisões, foi assassinado por pagãos em 754. Seu corpo foi sepultado no mosteiro de Fulda.

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Ó Senhor, Rei eterno e sublime,

dos fiéis imortal Redentor!

Morre a morte, por vós destruída,

e triunfa, por graça, o amor.

 

Sobre o trono celeste elevado,

à direita do Pai vos sentais,

e um poder é a vós concedido,

que é do céu, não pertence aos mortais,

 

para que todo ser que criastes

nos abismos, na terra, ou nos céus

ante vós, de joelhos, se incline,

com respeito, adorando seu Deus.

 

Tremem anjos, perante a mudança

que o destino dos homens sofreu:

peca a carne e a carne redime,

reina a carne no Verbo de Deus.

 

Sois, Senhor, nosso gozo e delícia,

que a alegria do mundo ofuscais.

Sois também nosso prêmio perene,

vós que a todo o universo guiais.

 

Suplicantes, portanto, rogamos:

Nossas culpas, Senhor, perdoai.

Pela força da graça divina,

nossas mentes a vós elevai.

 

Quando em glória voltardes na nuvem,

a julgar as nações reunidas,

afastai os devidos castigos,

dai de novo as coroas perdidas.

 

Honra a vós, ó Jesus glorioso,

que às alturas dos céus ascendeis.

Com o Pai e o Espírito Santo

pelos séculos sem fim reinareis.

Salmodia

Ant. 1 O amor e a verdade vão andando à vossa frente.

Salmo 88(89),2-38

As misericórdias do Senhor
com a descendência de Davi

Conforme prometera, da descendência de Davi, Deus fez surgir um Salvador, que é Jesus (At 13,22.23).

I

2 Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, *
de geração em geração eu cantarei vossa verdade!

3
Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” *
E a vossa lealdade é tão firme como os céus.

4 “Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, *
e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor:

5
Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, *
de geração em geração garantirei o teu reinado!”

6 Anuncia o firmamento vossas grandes maravilhas, *
e o vosso amor fiel, a assembléia dos eleitos,

7
pois, quem pode, lá nas nuvens, ao Senhor se comparar*
e quem pode, entre seus anjos, ser a ele semelhante?

8 Ele é o Deus temível no conselho dos seus santos, *
ele é grande, ele é terrível para quantos o rodeiam.

9
Senhor Deus do universo, quem se igual a vós? *
Ó Senhor, sois poderoso, irradiais fidelidade!

10 Dominais sobre o orgulho do oceano furioso, *
quando as ondas se levantam, dominando as acalmais.

11
Vós feristes a Raab e o deixastes como morto, *
vosso braço poderoso dispersou os inimigos.

12 É a vós que os céus pertencem, e a terra é também vossa!*
Vós fundastes o universo e tudo aquilo que contém.

13
Vós criastes no princípio tanto o norte como o sul; *
o Tabor e o Hermon em vosso nome rejubilam.

14 Vosso braço glorioso se revela com poder! *
Poderosa é vossa mão, é sublime a vossa destra!

15
Vosso trono se baseia na justiça e no direito, *
vão andando à vossa frente o amor e a verdade.

16 Quão feliz é aquele povo que conhece a alegria; *
segui pelo caminho, sempre à luz de vossa face!

17
Exulta de alegria em vosso nome dia a dia, *
e com grande entusiasmo exalta vossa justiça.

18 Pois sois vós, ó Senhor Deus, a sua força e sua glória, *
é por vossa proteção que exaltais nossa cabeça.

19
Do Senhor é o nosso escudo, ele é nossa proteção, *
ele reina sobre nós, é o Santo de Israel!

Ant. O amor e a verdade vão andando à vossa frente.

Ant. 2 O Filho de Deus se fez homem
e nasceu da falia de Davi.

II

=20 Outrora vós falastes em visões a vossos santos: †
“Coloquei uma coroa na cabeça de um herói *
e do meio deste povo escolhi o meu Eleito.

21 Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, *
e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado.

22
Esta sempre com ele minha mão onipotente, *
e meu braço poderoso há de ser a sua força.

23 Não se surpreendido pela força do inimigo, *
nem o filho da maldade pode prejudicá-lo.

24
Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, *
ferirei e abaterei todos aqueles que o odeiam.

25 Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, *
sua força e seu poder por meu nome crescerão.

26
Eu farei que ele estenda sua mão por sobre os mares, *
e a sua mão direita estenderei por sobre os rios.

27 Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, *
sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!’

28
E por isso farei dele o meu filho primogênito, *
sobre os reis de toda a terra farei dele o Rei altíssimo.

29 Guardarei eternamente para ele a minha graça *
e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.

30
Pelos culos sem fim conservarei sua descendência, *
e o seu trono, tanto tempo quanto os céus, há de durar”.

Ant. O Filho de Deus se fez homem
e nasceu da falia de Davi.

Ant. 3 Eu jurei uma só vez a Davi, meu servidor:
Eis que a tua descendência dura eternamente.

III

31 “Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei *
e deixarem de andar pelos caminhos da Aliança;

32
se, pecando, violarem minhas justas prescrições *
e se não obedecerem aos meus santos mandamentos:

33 eu, então, castigarei os seus crimes com a vara, *
com açoites e flagelos punirei as suas culpas.

34
Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor *
e nem hei de renegar o juramento que lhes fiz.

35 Eu jamais violarei a Aliança que firmei, *
e jamais hei de mudar o que meus bios proferiram!

36
Eu jurei uma só vez por minha própria santidade, *
e portanto, com certeza, a Davi não mentirei!

37 Eis que a sua descendência dura eternamente *
e seu trono ficará à minha frente como o sol;

38
como a lua que perdura sempre firme pelos séculos, *
e no alto firmamento é testemunha verdadeira”.

Ant. Eu jurei uma só vez a Davi, meu servidor:
Eis que a tua descendência dura eternamente.

V. Deus, o Pai, ressuscitou a Jesus Cristo dentre os mortos, aleluia.

R. Para que esteja no Senhor a nossa fé e esperança, aleluia.

 

Primeira leitura

 

Da Primeira Carta de São João          5,1-12

 

Esta é a vitória: a nossa fé

        Caríssimos: 1Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu Deus, e quem ama aquele que gerou alguém, amará também aquele que dele nasceu. 2Podemos saber que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. 3Pois isto é amar a Deus: observar os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesa­dos, 4pois todo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que venceu o mundo: a nossa fé.

        5Quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue). E o Espírito é que dá testemu­nho, porque o Espírito é a Verdade. 7Assim, são três que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes. 9Se aceitamos o testemunho dos homens, o teste­munho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. 10Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. 11E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. 12Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho, não tem a vida.

 

Responsório IJo 5,6; Zc 13,1

 

R. É este o que veio pela água e pelo sangue:

Jesus Cristo, Senhor nosso;

Não somente pela água, mas pela água e pelo sangue.

* E quem dá o testemunho de que isto é a verdade,

é o Espírito, aleluia.

V. Naquele dia há de jorrar uma fonte bem visível

para a casa de Davi e os habitantes de Sião,

para que lavem seus pecados. * E quem dá.

 

Segunda leitura

Das Cartas de São Bonifácio, bispo e mártir

(Ep.78:MGH, Epistolae, 3,352.354)           (Séc.VIII)

 

Pastor solícito, vigilante sobre o rebanho de Cristo

            A Igreja é como uma grande barca que navega pelo mar deste mundo. Sacudida nesta vida pelas diversas ondas das tentações, não deve ser abandonada a si mesma, mas governada. Na Igreja primitiva temos o exemplo de Clemente, Cornélio e muitos outros na cidade de Roma, de Cipriano em Cartago, de Atanásio em Alexandria. Sob o reinado dos imperadores pagãos, eles governaram a barca de Cristo, ou melhor, a sua caríssima esposa, que é a Igreja, ensinando-a, defendendo-a, trabalhando e sofrendo até ao derramamento de sangue.

            Ao pensar neles e noutros semelhantes, fico apavorado; o temor e o tremor me penetram e o pavor dos meus pecados me envolve e deprime! (Sl 54,6); gostaria muito de abandonar inteiramente o leme da Igreja, se encontrasse igual precedente nos Padres ou na Sagrada Escritura.

            Mas não sendo assim, e dado que a verdade pode ser contestada mas nunca vencida nem enganada, nossa alma fatigada se refugia nas palavras de Salomão: Confia no Senhor com todo o teu coração, e não te fies em tua própria inteligência; em todos os teus caminhos, reconhece-o, e ele conduzirá teus passos (Pr 3,5-6). E noutro lugar: O nome do Senhor é uma torre fortíssima. Nela se refugia o justo e será salvo (cf. Pr 18,10).

            Permaneçamos firmes na justiça e preparemos nossas almas para a provação; suportemos as demoras de Deus, e lhe digamos: Vós fostes um refúgio para nós, Senhor, de geração em geração (Sl 89,1).

            Confiemos naquele que colocou sobre nós este fardo. Por não podermos carregá-lo sozinhos, carreguemo-lo com o auxílio daquele que é onipotente e nos diz: O meu jugo é suave e o meu fardo é leve (Mt 11,30).

            Fiquemos firmes no combate, no dia do Senhor, porque vieram sobre nós dias de angústia e de tribulação (cf. Sl 118,143). Se Deus assim quiser morramos pelas santas leis de nossos pais (cf. 1Mc 2,50), a fim de merecermos alcançar junto com eles a herança eterna.

            Não sejamos cães mudos, não sejamos sentinelas caladas, não sejamos mercenários que fogem dos lobos, mas pastores solícitos, vigilantes sobre o rebanho de Cristo. Enquanto Deus nos der forças, preguemos toda a doutrina do Senhor ao grande e ao pequeno, ao rico e ao pobre, e todas as classes e idades, oportuna e inoportunamente, tal como São Gregório escreveu em sua Regra Pastoral.

 

Responsório 1Ts 2,8; Gl 4,19

R. É tão grande o afeto que tenho por vós,

que teria vos dado não só o Evangelho,

mas até minha vida,

* Pois é tanto o afeto, que eu tenho por vós. Aleluia.

V. Meus filhinhos, de novo por vós

eu sofro as dores do parto,

até Cristo formar-se em vós. * Pois é tanto.

 

Oração

Interceda por nós, ó Deus, o mártir São Bonifácio, para que guardemos fielmente e proclamemos em nossas obras a fé que ele ensinou com a sua palavra e testemunhou com o seu sangue. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Esperado com ânsia por todos,
hoje o dia sagrado brilhou
em que Cristo, esperança do mundo,
Deus e Homem, ao céu se elevou.

Triunfou sobre o príncipe do mundo,
vencedor num combate gigante,
e apresenta a Deus Pai,no seu rosto,
toda a glória da carne triunfante.

Dos fiéis ele é a esperança,
numa nuvem de luz elevado,
e de novo abre aos homens o céu
que seus pais lhes haviam fechado.

Ó imensa alegria de todos,
quando o Filho que a Virgem gerou,
logo após o flagelo e a cruz,
à direita do Pai se assentou.

Demos graças a tal defensor
que nos salva, que vida nos deu,
e consigo no céu faz sentar-se
nosso corpo no trono de Deus.

Com aqueles que habitam o céu
partilhamos tão grande alegria.
Cristo a eles se deu para sempre,
mas conosco estará cada dia.

Cristo, agora elevado às alturas,
nossa mente convosco elevai,
e, do alto, enviai-nos depressa
vosso Espírito, o Espírito do Pai.

Salmodia

Ant. 1 As nações que criastes virão
adorar vosso nome, aleluia.

Salmo 85(86)

Oração do pobre nas dificuldades

Bendito seja o Deus que nos consola em todas as nossas aflições (2Cor 1,3.4).

1 Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, *
escutai, pois sou pobre e infeliz!

=2
Protegei-me, que sou vosso amigo, †
e salvai vosso servo, meu Deus, *
que espera e confia em vós!

3 Piedade de mim, ó Senhor, *
porque clamo por vós todo o dia!

4
Animai e alegrai vosso servo, *
pois a vós eu elevo a minh’alma.

5 Ó Senhor, vós sois bom e clemente, *
sois perdão para quem vos invoca.

6
Escutai, ó Senhor, minha prece, *
o lamento da minha oração!

7 No meu dia de angústia eu vos chamo, *
porque sei que me haveis de escutar.

8 Não existe entre os deuses nenhum *
que convosco se possa igualar;

– não existe outra obra no mundo *
compavel às vossas, Senhor!

9 As nações que criastes virão *
adorar e louvar vosso nome.

10
Sois tão grande e fazeis maravilhas: *
vós somente sois Deus e Senhor!

11 Ensinai-me os vossos caminhos, *
e na vossa verdade andarei;

– meu coração orientai para vós: *
que respeite, Senhor, vosso nome!

12 Dou-vos graças com toda a minh’alma, *
sem cessar louvarei vosso nome!

13
Vosso amor para mim foi imenso: *
retirai-me do abismo da morte!

=14 Contra mim se levantam soberbos, †
e malvados me querem matar; *
não vos levam em conta, Senhor!

15 Vós, porém, sois clemente e fiel, *
sois amor, paciência e perdão.

=16
Tende pena e olhai para mim! †
Confirmai com vigor vosso servo, *
de vossa serva o filho salvai.

17 Concedei-me um sinal que me prove *
a verdade do vosso amor.

– O inimigo humilhado verá *
que me destes ajuda e consolo.

Ant. As nações que criastes virão
adorar vosso nome, aleluia.

Ant. 2 Os nossos olhos verão o Cristo, Rei glorioso. Aleluia.

Cântico Is 33,13-16

Deus julgará com justiça

A promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe (At 2,39).

13 Vós que estais longe, escutai o que eu fiz! *
Vós que estais perto, conhecei o meu poder!

14 Os pecadores em Sião se apavoraram, *
e abateu-se sobre os ímpios o terror:

– “Quem fica junto do fogo que devora? *
Ou quem de vós suportará a eterna chama?”

15 É aquele que caminha na justiça, *
diz a verdade e não engana o semelhante;

– o que despreza um benefício extorquido *
e recusa um presente que suborna;

– o que fecha o seu ouvido à voz do crime *
e cerra os olhos para o mal não contemplar.

16 Esse homem morará sobre as alturas, *
e seu regio há de ser a rocha firme.

– O seu pão não haverá de lhe faltar, *
e a água lhe será assegurada.

Ant. Os nossos olhos verão o Cristo, Rei glorioso. Aleluia.

Ant. 3 Todo homem há de ver a salvação de nosso Deus.
Aleluia.

Salmo 97(98)

Deus, vencedor como juiz

Este salmo significa a primeira vinda do Senhor e a fé de todos os povos (Sto. Atanásio).

1 Cantai ao Senhor Deus um canto novo, *
porque ele fez progios!

– Sua mão e o seu braço forte e santo *
alcançaram-lhe a vitória.

2 O Senhor fez conhecer a salvação, *
e às nações, sua justiça;

3
recordou o seu amor sempre fiel *
pela casa de Israel.

– Os confins do universo contemplaram *
a salvação do nosso Deus.

4
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, *
alegrai-vos e exultai!

5 Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa *
e da tara suave!

6
Aclamai, com os clarins e as trombetas, *
ao Senhor, o nosso Rei!

7 Aplauda o mar com todo ser que nele vive, *
o mundo inteiro e toda gente!

8
As montanhas e os rios batam palmas *
e exultem de alegria,

9 na presença do Senhor, pois ele vem, *
vem julgar a terra inteira.

– Julga o universo com justiça *
e as nações com equidade.

Ant. Todo homem há de ver a salvação de nosso Deus.
Aleluia.

Leitura breve Rm 6,8-11

Se morremos com Cristo, cremos que também viveremos com ele. Sabemos que Cristo ressuscitado dos mortos não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele. Pois aquele que morreu, morreu para o pecado uma vez por todas;mas aquele que vive, é para Deus que vive. Assim, vós também considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Jesus Cristo.

 Responsório breve

R. O Senhor ressurgiu do sepulcro.* Aleluia, aleluia.
R.
O Senhor.
V.
Foi suspenso por nós numa cruz. * Aleluia, aleluia.
Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO (BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Demos graças a Deus Pai, que nos deu,
em Jesus Cristo, a vitória, aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Demos graças a Deus Pai, que nos deu,
em Jesus Cristo, a vitória, aleluia.

Preces

O Espírito Santo nos dá o testemunho de que somos filhos e filhas de Deus. Por isso, dando graças a Deus Pai, rezemos confiantes:

R. Pai nosso, ouvi a oração de vossos filhos e filhas!

Deus de paciência e de consolação, fazei que tenhamos uns para com os outros os mesmos sentimentos de Jesus Cristo,
- para que vos glorifiquemos com um só coração e uma só voz por toda a nossa vida.
R.

Tornai-nos generosos e prestativos para com nossos irmãos e irmãs,
-
para que nunca lhes falte a nossa ajuda e o nosso exemplo. R.

Não permitais que sejamos seduzidos pelo espírito do mun­do, dominado pela maldade,
- mas fazei-nos sempre dóceis ao Espírito Santo que de vós procede. R.

Vós, que conheceis profundamente o coração humano,
- guiai-nos sempre pelo caminho da sinceridade e da verdade. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

Oração

Interceda por nós, ó Deus, o mártir São Bonifácio, para que guardemos fielmente e proclamemos em nossas obras a fé que ele ensinou com a sua palavra e testemunhou com o seu sangue. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Surge a hora terceira, em que Cristo
foi, por nós, elevado na cruz;
fuja a mente de toda soberba,
vá na prece buscar sua luz.

Quem o Cristo acolheu no seu íntimo,
deve ter sempre pura intenção,
implorando ao Espírito Santo
que ele habite no seu coração.

Esta hora pôs fim à velhice,
destruindo do crime as raízes;
e, a seguir, pela graça de Cristo,
começaram os tempos felizes.

Glória a vós, que vencestes a morte
e brilhais, com o Pai, Sumo Bem,
e a chama de Amor, Santo Espírito,
pelos séculos eternos. Amém.

Salmodia 

Ant. Aleluia, a

leluia, aleluia.

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve Cf. Rm 4,24-25

Cremos naquele que ressuscitou dos mortos Jesus, nosso Senhor. Ele, Jesus, foi entregue por causa de nossos pecados e foi ressuscitado para nossa justificação.

V. O Senhor ressurgiu realmente. Aleluia.
R. E apareceu a Simão. Aleluia.

Oração

Ó Deus misericordioso, concedei que a vossa Igreja, reunida no Espírito Santo, se consagre ao vosso serviço num só coração e numa só alma. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Hino

Vinde, servos suplicantes,
elevai a mente e a voz:
celebrai com vossos cantos,
o amor de Deus por nós.

Porque foi neste momento
que a sentença de um mortal
entregou à morte injusta
o Juiz universal.

E nós, súditos humildes,
por amor e por temor,
contra todo mau desígnio
do perverso tentador,

imploremos a clemência
de Deus Pai, eterno Bem,
do seu Filho, nosso Rei,
e do Espírito Santo. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve 1Jo 5,5-6a

Quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. Não veio somente coma água, mas com a água e o sangue.

V. Os discípulos ficaram muito alegres, aleluia,
R. Por verem o Senhor ressuscitado. Aleluia.

Oração

Ó Deus misericordioso, concedei que a vossa Igreja, reunida no Espírito Santo, se consagre ao vosso serviço num só coração e numa só alma. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve Cf. Ef 4,23-24

Renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade. Revesti o homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade.

V. Ó Senhor, ficai conosco, aleluia,
R. Pois o dia já declina. Aleluia.

Oração

Ó Deus misericordioso, concedei que a vossa Igreja, reunida no Espírito Santo, se consagre ao vosso serviço num só coração e numa só alma. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Oh vinde, Espírito Criador,
as nossas almas visitai
e enchei os nossos corações
com vossos dons celestiais.

Vós sois chamado o Intercessor,
do Deus excelso o dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor,
a unção divina e salutar.

Sois doador dos sete dons,
e sois poder na mão do Pai,
por ele prometido a nós,
por nós seus feitos proclamais.

A nossa mente iluminai,
os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai,
qual força eterna e protetor.

Nosso inimigo repeli,
e concedei-nos vossa paz;
se pela graça nos guiais,
o mal deixamos para trás.

Ao Pai e ao Filho Salvador
por vós possamos conhecer.
Que procedeis do seu amor
fazei-nos sempre firmes crer.

Salmodia

Ant. 1 Vossa tristeza vai mudar-se em alegria, aleluia.

Salmo 125(126)

Alegria e esperança em Deus

Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7).

1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, *
pareamos sonhar;

2
encheu-se de sorriso nossa boca, *
nossos bios, de canções.

– Entre os gentios se dizia: “Maravilhas *
fez com eles o Senhor!”

3
Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, *
exultemos de alegria!

4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, *
como torrentes no deserto.

5
Os que lançam as sementes entre lágrimas, *
ceifarão com alegria.

6 Chorando de tristeza sairão, *
espalhando suas sementes;

– cantando de alegria voltarão, *
carregando os seus feixes!

Ant. Vossa tristeza vai mudar-se em alegria, aleluia.

Ant. 2 Quer vivamos, quer morramos, ao Senhor pertencemos. Aleluia.

Salmo 126(127)

O trabalho sem Deus é inútil

Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9).

1 Se o Senhor não construir a nossa casa, *
em vão trabalharão seus construtores;

– Se o Senhor não vigiar nossa cidade, *
em vão vigiarão as sentinelas!

2 É itil levantar de madrugada, *
ou à noite retardar vosso repouso,

– para ganhar o pão sofrido do trabalho, *
que a seus amados Deus concede enquanto dormem.

3 Os filhos são a bênção do Senhor, *
o fruto das entranhas, sua dádiva.

4
Como flechas que um guerreiro tem na mão, *
são os filhos de um casal de esposos jovens.

5 Feliz aquele pai que com tais flechas *
consegue abastecer a sua aljava!

– Não se envergonhado ao enfrentar *
seus inimigos junto às portas da cidade.

Ant. Quer vivamos, quer morramos, ao Senhor pertencemos. Aleluia.

Ant. 3 Todas as coisas vêm de Cristo, são por ele e nele existem;
a ele glória pelos séculos! Aleluia.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

Cristo, o Primogênito de toda a criatura
e o Primogênito dentre os mortos

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primonito dentre os mortos!)

=13 Do imrio das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,

14
no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue.

(R.)

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primonito de toda criatura;

=16
porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o vivel e também o invisível.

(R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.

17
Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo.

(R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o prinpio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.

19
Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente.

(R.)

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,

= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra.

(R.)

Ant. 3 Todas as coisas vêm de Cristo, são por ele e nele existem;
a ele glória pelos séculos! Aleluia.

Leitura breve        1Cor 2,9-10 

O que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu. A nós Deus revelou esse mistério através do Espírito. Pois o Espírito esquadrinha tudo, mesmo as profundezas de Deus.

Responsório breve

 R. O Espírito Santo, o Paráclito,
* Aleluia, aleluia. R. O Espírito.
V. Ele vos ensinará todas as coisas.
* Aleluia. Glória ao Pai. R.O Espírito.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55
Ant. O Senhor vai batizar-vos
no Divino Espírito Santo e no fogo, aleluia.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
e Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

Ant. O Senhor vai batizar-vos
no Divino Espírito Santo e no fogo, aleluia.

Preces

Com os apóstolos e todos aqueles que possuem as primícias do Espírito Santo, louvemos a Deus; e o invoquemos, dizendo:

R. Senhor, ouvi-nos!

Deus todo-poderoso, que glorificastes a Cristo no céu,
-
fazei que todos reconheçam a sua presença na Igreja. 
R.

 Pai santo, que dissestes de Cristo: Este é o meu Filho amado, escutai-o!,
-
fazei que todos ouçam a sua voz e sejam salvos.        
R.

Enviai o Espírito Santo aos corações de vossos fiéis,
- para que sejam purificados e fortalecidos.    R.  

Mandai o vosso Espírito, para que dirija os acontecimentos do mundo,
-
e renove a face da terra.    
R.

(intenções livres)

Nós vos confiamos todos aqueles que já partiram deste mundo,
-
e vos pedimos que façais crescer em nós a esperança da ressurreição futura.   
R.

Pai nosso.

Oração

Interceda por nós, ó Deus, o mártir São Bonifácio, para que guardemos fielmente e proclamemos em nossas obras a fé que ele ensinou com a sua palavra e testemunhou com o seu sangue. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)
 

Hino

Ó Jesus Redentor,
do universo Senhor,
Verbo eterno do Pai,
Luz da Luz invisível,
que dos vossos remidos
vigilante cuidais.

Vós, artista do mundo,
e de todos os tempos
o sinal divisor,
no silêncio da noite
renovai nosso corpo
que lutando cansou.

Afastai o inimigo,
vós, que os fundos abismos
destruís, ó Jesus!
Não consiga o Maligno
seduzir os remidos
pelo sangue da Cruz

Quando o corpo cansado
for de noite embalado
pelo sono e a calma,
de tal modo adormeça,
que ao dormir nossa carne
não cochile nossa alma.

Escutai-nos, ó Verbo,
por quem Deus fez o mundo,
e o conduz e mantém.
Com o Pai e o Espírito,
vós reinais sobre os vivos
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 30(31),2-6

Súplica confiante do aflito

Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito! (Lc 23,46).

2 Senhor, eu ponho em vós minha esperança; *
que eu não fique envergonhado eternamente!
= Porque sois justo, defendei-me e libertai-me, †
3 inclinai o vosso ouvido para mim; *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

– Sede uma rocha protetora para mim, *
um abrigo bem seguro que me salve!
4 Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; *
por vossa honra orientai-me e conduzi-me!
5 Retirai-me desta rede traiçoeira, *
porque sois o meu refúgio protetor!

6 Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, *
porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

Salmo 129(130)

Das profundezas eu clamo

Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados (Mt 1,21).

1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, *
2 escutai a minha voz!
– Vossos ouvidos estejam bem atentos *
ao clamor da minha prece!

3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir?
4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero.

5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra.
6 A minh’alma espera no Senhor *
mais que o vigia pela aurora.

7 Espere Israel pelo Senhor *
mais que o vigia pela aurora!
– Pois no Senhor se encontra toda graça *
e copiosa redenção.

8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Oração

Senhor Jesus Cristo, manso e humilde de coração, que tornais leve o fardo e suave o jugo dos que vos seguem, acolhei os propósitos e trabalhos deste dia e concedei-nos um repouso tranquilo, para amanhã vos servirmos com maior generosidade. Vós, que viveis e reinais para sempre. Amém.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
Eu entrego o meu espírito. * Aleluia, aleluia. R. Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Aleluia, aleluia. Glória ao Pai. R. Senhor.

Cântico evangélico, ant.
Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Oração

 

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia,
pois o senhor que merecestes trazer em vosso seio, aleluia,
ressuscitou, como disse, aleluia;
rogai a Deus por nós, aleluia.