3º DOMINGO DA PÁSCOA  II Semana do Saltério

Compartilhar:

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Eis o dia de Deus verdadeiro,
no clarão de luz santa banhado.
Nele, o sangue do novo Cordeiro
apagou deste mundo o pecado.

Deu a fé novamente aos perdidos,
deu aos cegos de novo a visão.
Quem não há de perder todo o medo,
vendo o céu ser aberto ao ladrão?

Eis o fato que aos anjos assombra:
ver o Cristo na cruz como réu,
e o ladrão que com ele padece,
conquistar a coroa do céu.

Admirável, profundo mistério:
lava a carne da carne a fraqueza
e, tirando os pecados do mundo,
restitui-lhe a antiga nobreza.

O que pode existir mais sublime
que o pecado à procura da graça?
Que da morte nascer vida nova
e um amor que aos temores desfaça?

Ó Jesus, dos fiéis corações
sede eterna alegria pascal;
congregai os nascidos da graça
pelo vosso triunfo imortal.

Glória a vós que vencestes a morte
e brilhais, com o Pai, Sumo Bem,
no esplendor coruscante do Espírito
pelos séculos eternos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Aleluia, removida foi a pedra da entrada do sepulcro. Aleluia.

Salmo 144(145)

Louvor à grandeza de Deus

Justo és tu, Senhor, aquele que é e que era, o Santo (Ap 16,5).

I

1 Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei, *
e bendizer o vosso nome pelos séculos.

2 Todos os dias haverei de bendizer-vos, *
hei de louvar o vosso nome para sempre.

3
Grande é o Senhor e muito digno de louvores, *
e ninguém pode medir sua grandeza.

4 Uma idade conta à outra vossas obras *
e publica os vossos feitos poderosos;

5
proclamam todos o esplendor de vossa glória *
e divulgam vossas obras portentosas!

6 Narram todos vossas obras poderosas, *
e de vossa imensidade todos falam.

7
Eles recordam vosso amor tão grandioso *
e exaltam, ó Senhor, vossa justiça.

8 Misericórdia e piedade é o Senhor, *
ele é amor, é paciência, é compaixão.

9
O Senhor é muito bom para com todos, *
sua ternura abraça toda criatura.

Ant. Aleluia, removida foi a pedra da entrada do sepulcro. Aleluia.

Ant. 2 Aleluia, quem procuras, ó mulher? Entre os mortos o Vivente? aleluia.

II

10 Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, *
e os vossos santos com louvores vos bendigam!

11
Narrem a glória e o esplendor do vosso reino *
e saibam proclamar vosso poder!

12 Para espalhar vossos prodígios entre os homens *
e o fulgor de vosso reino esplendoroso.

13
O vosso reino é um reino para sempre, *
vosso poder, de geração em geração.

Ant. Aleluia, quem procuras, ó mulher? Entre os mortos o Vivente? aleluia.

Ant. 3 Aleluia, não chores, Maria: O Senhor ressurgiu, aleluia.

III

13b O Senhor é amor fiel em sua palavra, *
é santidade em toda obra que ele faz.

14
Ele sustenta todo aquele que vacila *
e levanta todo aquele que tombou.

15 Todos os olhos, ó Senhor, em vós esperam *
e vós lhes dais no tempo certo o alimento;

16
vós abris a vossa mão prodigamente *
e saciais todo ser vivo com fartura.

17 É justo o Senhor em seus caminhos, *
é santo em toda obra que ele faz.

18
Ele está perto da pessoa que o invoca, *
de todo aquele que o invoca lealmente.

19 O Senhor cumpre os desejos dos que o temem, *
ele escuta os seus clamores e os salva.

20
O Senhor guarda todo aquele que o ama, *
mas dispersa e extermina os que são ímpios.

=21 Que a minha boca cante a glória do Senhor †
e que bendiga todo ser seu nome santo *
desde agora, para sempre e pelos séculos.

Ant. Aleluia, não chores, Maria: O Senhor ressurgiu, aleluia.

V. Refloresceu a minha carne e eu canto: Aleluia.

R. Eu agradeço ao Senhor de coração. Aleluia.

 

Primeira leitura

Do Livro do Apocalipse 6,1-17

 

O livro de Deus é aberto pelo Cordeiro

1Eu, João, vi o Cordeiro abrir o primeiro dos sete selos, e ouvi o primeiro dos quatro Seres vivos dizer com voz de trovão: “Vem!” 2Vi então aparecer um cavalo branco. O cavaleiro tinha um arco, e deram-lhe uma coroa. Saiu, vitorioso e para vencer ainda mais. 

3E quando o Cordeiro abriu o segundo selo, ouvi o segundo Ser vivo dizer: “Vem!” 4E apareceu um outro cavalo, vermelho, e ao seu cavaleiro foi dado poder de afastar a paz da terra, de modo que os homens se matassem uns aos outros. Foi-lhe dada também uma grande espada. 

5E quando o Cordeiro abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro Ser vivo dizer: “Vem!” Vi então um cavalo preto, e o seu cavaleiro segurava uma balança. 6E ouvi uma voz que vinha do meio dos quatro Seres vivos: “Um quilo de trigo por um dia de trabalho! Três quilos de cevada por um dia de trabalho! Não estragues o azeite e o vinho”.

7E quando o Cordeiro abriu o quarto selo, ouvi o quarto Ser vivo dizer: “Vem!” 8Vi então um cavalo esverdeado, e o seu cavaleiro era chamado “a Morte”, e a Morada dos mortos o acompanhava. Foi-lhe dado poder sobre a quarta parte da terra, para que matasse pela espada, pela fome, pela peste e pelas feras da terra. 

9E quando o Cordeiro abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas daqueles que tinham sido imolados por causa da Palavra de Deus e do testemunho que mantinham firme. 10Gritavam com voz forte: “Senhor santo e verdadeiro, até quando tardarás em fazer justiça, vingando o nosso sangue contra os habitantes da terra? 

 11Então, cada um deles recebeu uma veste branca e foi-lhes dito que descansassem mais um pouco de tempo, até se completar o número dos seus companheiros e irmãos, que iriam ser mortos como eles.  

12E quando o Cordeiro abriu o sexto selo, eu vi acontecer um grande terremoto, e o sol ficou escuro como grosseiro tecido de luto e a lua tornou-se toda cor de sangue. 13As estrelas do céu caíram sobre a terra, como a figueira deixa cair seus frutos verdes, quando bate um vento forte, 14e o céu foi-se recolhendo como folha de papel que se enrola. Todas as montanhas e ilhas foram arrancadas de seus lugares. 15Os reis da terra, os magnatas e os chefes militares, os ricos, os poderosos e todos os escravos e livres, esconderam-se nas cavernas e nas rochas das montanhas 16e diziam aos montes e aos rochedos: “Caí em cima de nós e escondei-nos da face daquele que está no trono e da ira do Cordeiro. 17Pois chegou o grande dia de sua ira, e quem poderá ficar de pé?” 

Responsório             Cf. Ap. 6,9.10.11 

R. Ouvi, sob o altar,

a voz dos que haviam sido mortos e clamavam:

Por que não defendeis nosso sangue derramado?

Receberam a resposta do Senhor, que lhes dizia:

* Aguardai por mais um pouco até que se complete

o número de vossos companheiros e irmãos. Aleluia.

V. Foi dada a cada um uma veste branca

e receberam do Senhor esta resposta: * Aguardai.

 

Segunda leitura

Da Primeira Apologia a favor dos cristãos, de São Justino, mártir

 

(Cap.66-67: PG 6,427-431)     (Séc.I)

 

A celebração da Eucaristia

A ninguém é permitido participar da Eucaristia, a não ser àquele que, admitindo como verdadeiros os nossos ensinamentos e tendo sido purificado pelo batismo para a remissão dos pecados e a regeneração, leve uma vida como Cristo ensinou.  

Pois não é pão ou vinho comum o que recebemos. Com efeito, do mesmo modo como Jesus Cristo, nosso salvador, se fez homem pela Palavra de Deus e assumiu a carne e o sangue para a nossa salvação, também nos foi ensinado que o alimento sobre o qual foi pronunciada a ação de graças com as mesmas palavras de Cristo e, depois de transformado, nutre nossa carne e nosso sangue, é a própria carne e o sangue de Jesus que se encarnou. 

Os apóstolos, em suas memórias que chamamos evangelhos, nos transmitiram a recomendação que Jesus lhes fizera. Tendo ele tomado o pão e dado graças, disse: Fazei isto em memória de mim. Isto é o meu corpo (Lc 22,19; Mc 14,22); e tomando igualmente o cálice e dando graças, disse: Este é o meu sangue (Mc 14,24), e os deu somente a eles. Desde então, nunca mais deixamos de recordar estas coisas entre nós. Com o que possuímos, socorremos a todos os necessitados e estamos sempre unidos uns aos outros. E por todas as coisas com que nos alimentamos, bendizemos o Criador do universo, por seu Filho Jesus Cristo e pelo Espírito Santo. 

No chamado dia do Sol, reúnem-se em um mesmo lugar todos os que moram nas cidades ou nos campos. Lêem-se as memórias dos apóstolos ou os escritos dos profetas, na medida em que o tempo permite. 

Terminada a leitura, aquele que preside toma a palavra para aconselhar e exortar os presentes à imitação de tão sublimes ensinamentos. 

Depois, levantamo-nos todos juntos e elevamos as nossas preces; como já dissemos acima, ao acabarmos de rezar, apresentam-se pão, vinho e água. Então o que preside eleva ao céu, com todo o seu fervor, preces e ações de graças, e o povo aclama: Amém. Em seguida, faz-se entre os presentes a distribuição e a partilha dos alimentos que foram eucaristizados, que são também enviados aos ausentes por meio dos diáconos. 

 Os que possuem muitos bens dão livremente o que lhes agrada. O que se recolhe é colocado à disposição do que preside. Este socorre os órfãos, as viúvas e os que, por doença ou qualquer outro motivo se acham em dificuldade, bem como os prisioneiros e os hóspedes que chegam de viagem; numa palavra, ele assume o encargo de todos os necessitados. 

Reunimo-nos todos no dia do Sol, não só porque foi o primeiro dia em que Deus, transformando as trevas e a matéria, criou o mundo, mas também porque neste mesmo dia Jesus Cristo, nosso salvador, ressuscitou dos mortos. Crucificaram-no na véspera do dia de Saturno; e no dia seguinte a este, ou seja, no dia do Sol, aparecendo aos seus apóstolos e discípulos, ensinou-lhes tudo o que também nós vos propusemos como digno de consideração.

Responsório 

R. Pouco antes de passar deste mundo para o Pai,

* Jesus instituiu, em memória de sua morte,

o Sacramento de seu Corpo e de seu Sangue. Aleluia.

V. Deu seu Corpo em comida e seu Sangue embebida,

quando disse: Fazei isto em memória de mim. * Jesus.

 

HINO TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS)

A vós, ó Deus, louvamos,

a vós, Senhor, cantamos.

A vós, Eterno Pai,

adora toda a terra.

 

A vós cantam os anjos,

os céus e seus poderes:

Sois Santo, Santo, Santo,

Senhor, Deus do universo!

 

Proclamam céus e terra

a vossa imensa glória.

A vós celebra o coro

glorioso dos Apóstolos,

 

Vos louva dos Profetas

a nobre multidão

e o luminoso exército

dos vossos santos Mártires.

 

A vós por toda a terra

proclama a Santa Igreja,

ó Pai onipotente,

de imensa majestade,

 

e adora juntamente

o vosso Filho único,

Deus vivo e verdadeiro,

e ao vosso Santo Espírito.

 

Ó Cristo, Rei da glória,

do Pai eterno Filho,

nascestes duma Virgem,

a fim de nos salvar.

 

Sofrendo vós a morte,

da morte triunfastes,

abrindo aos que têm fé

dos céus o reino eterno.

 

Sentastes à direita

de Deus, do Pai na glória.

Nós cremos que de novo

vireis como juiz.

 

Portanto, vos pedimos:

salvai os vossos servos,

que vós, Senhor, remistes

com sangue precioso.

 

Fazei-nos ser contados,

Senhor, vos suplicamos,

em meio a vossos santos

na vossa eterna glória.

 

(A parte que se segue pode ser omitida, se for oportuno).

Salvai o vosso povo.

Senhor, abençoai-o.

Regei-nos e guardai-nos

até a vida eterna.

 

Senhor, em cada dia,

fiéis, vos bendizemos,

louvamos vosso nome

agora e pelos séculos.

 

Dignai-vos, neste dia,

guardar-nos do pecado.

Senhor, tende piedade

de nós, que a vós clamamos.

 

Que desça sobre nós,

Senhor, a vossa graça,

porque em vós pusemos

a nossa confiança.

 

Fazei que eu, para sempre,

não seja envergonhado:

Em vós, Senhor, confio,

sois vós minha esperança!

 

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Desdobra-se no céu
a rutilante aurora.
Alegre, exulta o mundo;
gemendo, o inferno chora.

Pois eis que o Rei, descido
à região da morte,
àqueles que o esperavam
conduz à nova sorte.

Por sob a pedra posto,
por guardas vigiado,
sepulta a própria morte
Jesus ressuscitado.

Da região da morte
cesse o clamor ingente:
'Ressuscitou!' exclama
o Anjo refulgente.

Jesus, perene Páscoa,
a todos alegrai-nos.
Nascidos para a vida,
da morte libertai-nos.

Louvor ao que da morte
ressuscitado vem,
ao Pai e ao Paráclito
eternamente. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Deus é Rei e se vestiu de majestade, aleluia.

Salmo 92(93)

A grandeza do Deus Criador

O Senhor, nosso Deus, o Todo-poderoso passou a reinar. Fiquemos alegres e contentes, e demos glória a Deus! (Ap 19,6-7).

1 Deus é Rei e se vestiu de majestade, *
revestiu-se de poder e de esplendor!

= Vós firmastes o universo inabalável, †
2
vós firmastes vosso trono desde a origem, *
desde sempre, ó Senhor, vós existis!

=3 Levantaram as torrentes, ó Senhor, †
levantaram as torrentes sua voz, *
levantaram as torrentes seu fragor.

=4 Muito mais do que o fragor das grandes águas, †
muito mais do que as ondas do oceano, *
poderoso é o Senhor nos altos céus!

=5 Verdadeiros são os vossos testemunhos, †
refulge a santidade em vossa casa, *
pelos culos dos séculos, Senhor!

Ant. Deus é Rei e se vestiu de majestade, aleluia.

Ant. 2 As criaturas serão libertadas
na glória dos filhos de Deus. Aleluia.

Cântico Dn 3,57-88.56

Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5).

57 Obras do Senhor, bendizei o Senhor, *
louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

58 Céus do Senhor, bendizei o Senhor! *
59 An
jos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!
Ou:
R. A Ele glória e louvor eternamente!)

60 Águas do alto céu, bendizei o Senhor! *
61 Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
62 Lua e sol, bendizei o Senhor! *
63 As
tros e estrelas, bendizei o Senhor!

(R.)

64 Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor! *
65 Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
66 Fogo e calor, bendizei o Senhor! *
67 Fri
o e ardor, bendizei o Senhor!

(R.)

68 Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor! *
69 Geada e frio, bendizei o Senhor!
70 Gelos e neves, bendizei o Senhor! *
71 Noi
tes e dias, bendizei o Senhor!

(R.)

72 Luzes e trevas, bendizei o Senhor! *
73 Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
74 I
lhas e terra, bendizei o Senhor! *
Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

(R.)

75 Montes e colinas, bendizei o Senhor! *
76 Plantas da terra, bendizei o Senhor!
77 Mares e rios, bendizei o Senhor! *
78 Fon
tes e nascentes, bendizei o Senhor!

(R.)

79 Baleias e peixes, bendizei o Senhor! *
80 Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
81 Feras e rebanhos, bendizei o Senhor! *
82 Fi
lhos dos homens, bendizei o Senhor!

(R.)

83 Filhos de Israel, bendizei o Senhor! *
Louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

84 Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor! *
85 Ser
vos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R.)

86 Almas dos justos, bendizei o Senhor! *
87 Santos e humildes, bendizei o Senhor!
88 Jo
vens Misael, Ananias e Azarias, *
louvai-o e exaltai-o pelos culos sem fim!

(R.)

– Ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo *
louvemos e exaltemos pelos culos sem fim!

56
Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus! *
Sois digno de louvor e de glória eternamente!

(R.)

No fim deste cântico não se diz o Glória ao Pai.

Ant. As criaturas serão libertadas
na glória dos filhos de Deus. Aleluia.

Ant. 3 O nome do Senhor foi exaltado
na terra e além dos altos céus. Aleluia.

Salmo 148

Glorificação do Deus Criador

Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro, o louvor e a honra, a glória e o poder para sempre (Ap 5,13).

1 Louvai o Senhor Deus nos altos céus, *
louvai-o no excelso firmamento!
2
Louvai-o, anjos seus, todos louvai-o, *
louvai-o, legiões celestiais!

3 Louvai-o, sol e lua, e bendizei-o, *
louvai-o, vós estrelas reluzentes!

4
Louvai-o, céus dos céus, e bendizei-o, *
e vós, águas que estais por sobre os céus.

5 Louvem todos e bendigam o seu nome, *
porque mandou e logo tudo foi criado.

6
Instituiu todas as coisas para sempre, *
e deu a tudo uma lei que é imutável.

7 Louvai o Senhor Deus por toda a terra, *
grandes peixes e abismos mais profundos;

8
fogo e granizo, e vós neves e neblinas, *
furacões que executais as suas ordens.

9 Montes todos e colinas, bendizei-o, *
cedros todos e vós árvores frutíferas;

10
feras do mato e vós mansos animais, *
todos os répteis e os pássaros que voam.

11 Reis da terra, povos todos, bendizei-o, *
e vós, príncipes e todos os juízes;

12
e vós, jovens, e vós, moças e rapazes, *
anciãos e criancinhas, bendizei-o!

13 Louvem o nome do Senhor, louvem-no todos, *
porque somente o seu nome é excelso!

– A majestade e esplendor de sua glória *
ultrapassam em grandeza o céu e a terra.

14 Ele exaltou seu povo eleito em poderio *
ele é o motivo de louvor para os seus santos.

– É um hino para os filhos de Israel, *
este povo que ele ama e lhe pertence.

Ant. O nome do Senhor foi exaltado
na terra e além dos altos céus. Aleluia.

Leitura breve At 10,40-43

Deus ressuscitou Jesus no terceiro dia, concedendo-lhe manifestar-se não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus havia escolhido: a nós, que comemos e bebemos com Jesus, depois que ressuscitou dos mortos. E Jesus nos mandou pregar ao povo e testemunhar que Deus o constituiu Juiz dos vivos e dos mortos. Todos os profetas dão testemunho dele: Todo aquele que crê em Jesus recebe, em seu nome, o perdão dos pecados.

Responsório breve
R. Tende piedade de nós, Cristo, Filho do Deus vivo!
* Aleluia, aleluia. R. Tende piedade.
V. Vós, que dos mortos ressurgistes.* Aleluia.
Glória ao Pai. R. Tende piedade.

Cântico evangélico, ant.

Ano A Era preciso que o Cristo sofresse
e três dias após ressurgisse. Aleluia.

Ano B Olhai minhas mãos e meus pés, sou eu mesmo!
Tocai-me e vede. Aleluia.

Ano C Veio Jesus, tomou o pão e o deu a eles,
igualmente fez como peixe.
Pela terceira vez assim se revelando,
Jesus mostrou-se aos discípulos,
depois de ressuscitado dentre os mortos. Aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ano A Era preciso que o Cristo sofresse
e três dias após ressurgisse. Aleluia.

Ano B Olhai minhas mãos e meus pés, sou eu mesmo!
Tocai-me e vede. Aleluia.

Ano C Veio Jesus, tomou o pão e o deu a eles,
igualmente fez como peixe.
Pela terceira vez assim se revelando,
Jesus mostrou-se aos discípulos,
depois de ressuscitado dentre os mortos. Aleluia.

Preces

Oremos a Cristo, autor da vida, a quem Deus ressuscitou dos mortos e que pelo seu poder também nos ressuscitará; e digamos:

R. Cristo, nossa vida, salvai-nos!

Cristo, luz esplendorosa que brilhais nas trevas, Senhor da vida e Salvador da humanidade,
fazei-nos viver todo este dia no louvor da vossa glória. R.

Senhor Jesus, que percorrestes o caminho da paixão e da cruz,
concedei que, unidos a vós nos sofrimentos e na morte, também convosco ressuscitemos. R.

Filho do eterno Pai, nosso mestre e nosso irmão, que fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis,
ensinai-nos a oferecer com alegria o nosso sacrifício de louvor. R.

Rei da glória, aguardamos na esperança o dia da vossa vinda gloriosa,
para contemplarmos vossa face e sermos semelhantes a vós. R.

(intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Surge a hora terceira, em que Cristo
foi, por nós, elevado na cruz;
fuja a mente de toda soberba,
vá na prece buscar sua luz.

Quem o Cristo acolheu no seu íntimo,
deve ter sempre pura intenção,
implorando ao Espírito Santo
que ele habite no seu coração.

Esta hora pôs fim à velhice,
destruindo do crime as raízes;
e, a seguir, pela graça de Cristo,
começaram os tempos felizes.

Glória a vós, que vencestes a morte
e brilhais, com o Pai, Sumo Bem,
e a chama de Amor, Santo Espírito,
pelos séculos eternos. Amém.

Salmodia 

Ant. Aleluia, a

leluia, aleluia.

Salmo 117(118)

Canto de alegria e salvação

Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At 4,11).

I

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

2 A casa de Israel agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

3 A casa de Aarão agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

4
Os que temem o Senhor agora o digam: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, *
e o Senhor me atendeu e libertou!

6 O Senhor está comigo, nada temo; *
o que pode contra mim um ser humano?

7
O Senhor está comigo, é o meu auxílio, *
hei de ver meus inimigos humilhados.

8 É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;

9
é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!”

II

10 Povos pagãos me rodearam todos eles, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

11
de todo lado todos eles me cercaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

=12 como um enxame de abelhas me atacaram, †
como um fogo de espinhos me queimaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei.

13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, *
mas veio o Senhor em meu socorro.

14
O Senhor é minha força e o meu canto, *
e tornou-se para mim o Salvador.

15 “Clamores de alegria e de vitória *
ressoem pelas tendas dos fiéis.

=16
A mão direita do Senhor fez maravilhas, †
a mão direita do Senhor me levantou, *
a mão direita do Senhor fez maravilhas!”

17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei *
para cantar as grandes obras do Senhor!

18
O Senhor severamente me provou, *
mas não me abandonou às mãos da morte.

III

19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!

20 “Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!”

21
Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!

22 “A pedra que os pedreiros rejeitaram, *
tornou-se agora a pedra angular.

23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: *
Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

24
Este é o dia que o Senhor fez para nós, *
alegremo-nos e nele exultemos!

25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!”

26 Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!

– Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
27
Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

– Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, *
aproximai-vos do altar, até bem perto!

28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! *
Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!

29
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve         Cf. 1Cor 15,3b-5

Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ao terceiro dia, ressuscitou, segundo as Escrituras; apareceu a Cefas e, depois, aos Doze.

V. O Senhor ressurgiu realmente. Aleluia.
R. A apareceu a Simão. Aleluia.

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

Hino

Vinde, servos suplicantes,
elevai a mente e a voz:
celebrai com vossos cantos,
o amor de Deus por nós.

Porque foi neste momento
que a sentença de um mortal
entregou à morte injusta
o Juiz universal.

E nós, súditos humildes,
por amor e por temor,
contra todo mau desígnio
do perverso tentador,

imploremos a clemência
de Deus Pai, eterno Bem,
do seu Filho, nosso Rei,
e do Espírito Santo. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 117(118)

Canto de alegria e salvação

Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At 4,11).

I

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

2 A casa de Israel agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

3 A casa de Aarão agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

4
Os que temem o Senhor agora o digam: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, *
e o Senhor me atendeu e libertou!

6 O Senhor está comigo, nada temo; *
o que pode contra mim um ser humano?

7
O Senhor está comigo, é o meu auxílio, *
hei de ver meus inimigos humilhados.

8 É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;

9
é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!”

II

10 Povos pagãos me rodearam todos eles, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

11
de todo lado todos eles me cercaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

=12 como um enxame de abelhas me atacaram, †
como um fogo de espinhos me queimaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei.

13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, *
mas veio o Senhor em meu socorro.

14
O Senhor é minha força e o meu canto, *
e tornou-se para mim o Salvador.

15 “Clamores de alegria e de vitória *
ressoem pelas tendas dos fiéis.

=16
A mão direita do Senhor fez maravilhas, †
a mão direita do Senhor me levantou, *
a mão direita do Senhor fez maravilhas!”

17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei *
para cantar as grandes obras do Senhor!

18
O Senhor severamente me provou, *
mas não me abandonou às mãos da morte.

III

19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!

20 “Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!”

21
Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!

22 “A pedra que os pedreiros rejeitaram, *
tornou-se agora a pedra angular.

23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: *
Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

24
Este é o dia que o Senhor fez para nós, *
alegremo-nos e nele exultemos!

25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!”

26 Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!

– Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
27
Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

– Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, *
aproximai-vos do altar, até bem perto!

28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! *
Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!

29
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve         Ef 2,4-6

Deus é rico em misericórdia. Por causa do grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos por causa das nossas faltas, ele nos deu a vida com Cristo. É por graça que vós sois salvos! Deus nos ressuscitou com Cristo e nos fez sentar nos céus em virtude de nossa união com Jesus Cristo.

V. Os discípulos ficaram muito alegres, aleluia,
R.
Por verem o Senhor ressuscitado. Aleluia.

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Esta hora brilhou e, esplendente,
afastou toda nuvem da cruz.
Despojando das trevas o mundo,
restitui às nações nova luz.

Nesta hora Jesus ressuscita
do sepulcro os que haviam morrido
e, a morte vencendo, eles saem
com um novo espírito infundido.

Temos fé nessa aurora dos tempos,
das cadeias da morte libertos,
e nas graças da vida, que jorram
como fonte a correr nos desertos.

Glória a vós, que vencestes a morte,
e no céu com o Pai, Sumo Bem,
refulgindo na glória do Espírito
reinais hoje e nos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 117(118)

Canto de alegria e salvação

Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At 4,11).

I

1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

2 A casa de Israel agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

3 A casa de Aarão agora o diga: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

4
Os que temem o Senhor agora o digam: *
“Eterna é a sua misericórdia!”

5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, *
e o Senhor me atendeu e libertou!

6 O Senhor está comigo, nada temo; *
o que pode contra mim um ser humano?

7
O Senhor está comigo, é o meu auxílio, *
hei de ver meus inimigos humilhados.

8 É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;

9
é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!”

II

10 Povos pagãos me rodearam todos eles, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

11
de todo lado todos eles me cercaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

=12 como um enxame de abelhas me atacaram, †
como um fogo de espinhos me queimaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei.

13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, *
mas veio o Senhor em meu socorro.

14
O Senhor é minha força e o meu canto, *
e tornou-se para mim o Salvador.

15 “Clamores de alegria e de vitória *
ressoem pelas tendas dos fiéis.

=16
A mão direita do Senhor fez maravilhas, †
a mão direita do Senhor me levantou, *
a mão direita do Senhor fez maravilhas!”

17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei *
para cantar as grandes obras do Senhor!

18
O Senhor severamente me provou, *
mas não me abandonou às mãos da morte.

III

19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!

20 “Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!”

21
Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!

22 “A pedra que os pedreiros rejeitaram, *
tornou-se agora a pedra angular.

23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: *
Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

24
Este é o dia que o Senhor fez para nós, *
alegremo-nos e nele exultemos!

25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!”

26 Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!

– Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
27
Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

– Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, *
aproximai-vos do altar, até bem perto!

28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! *
Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!

29
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
“Eterna é a sua misericórdia!”

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve Rm 6,4

Pelo batismo na sua morte, fomos sepultados com ele, para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim também nós levemos uma vida nova.

V. Ó Senhor, ficai conosco, aleluia,
R. Pois o dia já declina. Aleluia.

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.

 

Hino

Às núpcias do Cordeiro
em brancas vestes vamos.
Transposto o mar Vermelho,
ao Cristo Rei cantamos.

Por nós no altar da cruz
seu corpo ofereceu.
Bebendo deste sangue,
nascemos para Deus.

Seu sangue em nossas portas
afasta o anjo irado.
Das mãos dum rei injusto
seu povo é libertado.

O Cristo, nossa Páscoa,
morreu como um Cordeiro.
Seu corpo é nossa oferta,
Pão vivo e verdadeiro.

Ó vítima verdadeira,
do inferno a porta abris,
livrais o povo escravo,
dais vida ao infeliz.

Da morte o Cristo volta,
a vida é seu troféu.
O inferno traz cativo
e a todos abre o céu.

Jesus, Pascal Cordeiro,
em vós se alegra o povo,
que, livre pela graça,
em vós nasceu de novo.

A glória seja ao Cristo
da morte vencedor.
Ao Pai e ao Santo Espírito
o nosso igual louvor.

Salmodia

Ant. 1 O Senhor purificou-nos do pecado
e assentou-se à direita de Deus Pai. Aleluia.

Salmo 109(110),1-5.7

O Messias, Rei e Sacerdote

É preciso que ele reine, até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés (1Cor 15,25).

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
“Assenta-te ao meu lado direito

 
até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!”

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
“Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!”

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
“Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!”

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
“No dia da ira esmagarás os reis da terra!

7
Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!”

Ant. O Senhor purificou-nos do pecado
e assentou-se à direita de Deus Pai. Aleluia.

Ant. 2 Enviou libertação para o seu povo. Aleluia.

Salmo 110(111)

As grandes obras do Senhor

Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus todo-poderoso! (Ap 15,3).

1 Eu agradeço a Deus de todo o coração *
junto com todos os seus justos reunidos!

2
Que grandiosas são as obras do Senhor, *
elas merecem todo o amor e admiração!

3 Que beleza e esplendor são os seus feitos! *
Sua justiça permanece eternamente!

4
O Senhor bom e clemente nos deixou *
a lembrança de suas grandes maravilhas.

5 Ele o alimento aos que o temem *
e jamais esquecerá sua Aliança.

6
Ao seu povo manifesta seu poder, *
dando a ele a herança das nações.

7 Suas obras são verdade e são justiça, *
seus preceitos, todos eles, são estáveis,

8
confirmados para sempre e pelos séculos, *
realizados na verdade e retidão.

=9 Enviou libertação para o seu povo, †
confirmou sua Aliança para sempre. *
Seu nome é santo e é digno de respeito.

=10 Temer a Deus é o princípio do saber, †
e é bio todo aquele que o pratica. *
Permaneça eternamente o seu louvor.

Ant. Enviou libertação para o seu povo. Aleluia.

Ant. 3 Aleluia, o Senhor tomou posse do seu reino:
exultemos de alegria, demos glória ao nosso Deus. Aleluia.

No cântico seguinte dizem-se os Aleluias entre parênteses somente quando se canta; na recitação, basta dizer os Aleluias no começo, entre as estrofes e no fim.

Cântico Cf. Ap 19,1-2.5-7

As núpcias do Cordeiro

= Aleluia, (Aleluia!).
1 Ao nosso Deus a salvação, *
honra, glória e poder!
(Aleluia!).
2
Pois são verdade e justiça *
os juízos do Senhor.

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
5 Celebrai o nosso Deus, *
servidores do Senhor!
(Aleluia!).
– E vós todos que o temeis, *
vós os grandes e os pequenos!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
6 De seu reino tomou posse *
nosso Deus onipotente!
(Aleluia!).
7
Exultemos de alegria, *
demos glória ao nosso Deus!

R. Aleluia, (Aleluia!).

= Aleluia, (Aleluia!).
Eis que as núpcias do Cordeiro *
redivivo se aproximam!
(Aleluia!).
– Sua Esposa se enfeitou, *
se vestiu de linho puro.

R. Aleluia, (Aleluia!).

Ant. Aleluia, o Senhor tomou posse do seu reino:
exultemos de alegria, demos glória ao nosso Deus. Aleluia.

Leitura breve             Hb 10,12-14
 
Cristo, depois de ter oferecido um sacrifício único pelos pecados, sentou-se para sempre à direita de Deus. Não lhe resta mais senão esperar até que seus inimigos sejam postos debaixo de seus pés. De fato, com esta única oferenda, levou à perfeição definitiva os que ele santifica.
 
 Responsório breve
 
 R. O Senhor ressurgiu, de verdade,* Aleluia, aleluia.
 R. O Senhor.
  V. A Simão ele apareceu.* Aleluia.
 Glória ao Pai. R. O Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Ano A Jesus sentou-se à mesa com os dois,
tomou o pão durante a ceia e o partiu,
e, dando graças, repartiu e deu a eles.
Foi então que os seus olhos se abriram
e a Jesus reconheceram, aleluia.

Ano B Está escrito que o Cristo devia sofrer
e ressuscitar, três dias depois.
E que, em seu nome fossem anunciados
a todos os povos a mudança de vida
e o perdão dos pecados. Aleluia.

Ano C Tu me amas, Simão Pedro?
Ó Senhor, tu sabes tudo, tu bem sabes que eu te amo!
E Jesus disse a Pedro:
Apascenta as minhas ovelhas. Aleluia.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
e Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

Ano A Jesus sentou-se à mesa com os dois,
tomou o pão durante a ceia e o partiu,
e, dando graças, repartiu e deu a eles.
Foi então que os seus olhos se abriram
e a Jesus reconheceram, aleluia.

Ano B Está escrito que o Cristo devia sofrer
e ressuscitar, três dias depois.
E que, em seu nome fossem anunciados
a todos os povos a mudança de vida
e o perdão dos pecados. Aleluia.

Ano C Tu me amas, Simão Pedro?
Ó Senhor, tu sabes tudo, tu bem sabes que eu te amo!
E Jesus disse a Pedro:
Apascenta as minhas ovelhas. Aleluia.

Preces
 
 Oremos com alegria a Cristo nosso Senhor, que morreu, ressuscitou e agora, sem cessar, intercede por nós junto do Pai. Digamos cheios de confiança:
 
 R. Cristo, rei vitorioso, ouvi a nossa oração!
 
 Cristo, luz e salvação de todos os povos,
  – derramai sobre nós, que proclamamos a vossa ressurreição, o fogo do vosso Espírito.  R.
 
 Que Israel, permanecendo fiel às promessas, caminhe firme na esperança,
   e toda a terra se encha do conhecimento de vossa glória. R.
 
 Conservai-nos, Senhor, na comunhão dos vossos santos durante a nossa vida sobre a terra,  
 – e dai-nos a graça de podermos, um dia, descansar com eles dos nossos trabalhos.  R.
 
 Vós, que triunfastes admiravelmente sobre o poder do pecado e da morte,
  – fazei-nos viver sempre para vós, vencedor imortal.  R.
 
 (intenções livres)
 
 Cristo Salvador, que da humilhação na cruz fostes exaltado à direita do Pai,
  – acolhei com bondade em vosso reino glorioso os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida.  R.

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual,para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena confiança o dia da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém.
Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)
 

Hino

Ó Jesus Redentor,
do universo Senhor,
Verbo eterno do Pai,
Luz da Luz invisível,
que dos vossos remidos
vigilante cuidais.

Vós, artista do mundo,
e de todos os tempos
o sinal divisor,
no silêncio da noite
renovai nosso corpo
que lutando cansou.

Afastai o inimigo,
vós, que os fundos abismos
destruís, ó Jesus!
Não consiga o Maligno
seduzir os remidos
pelo sangue da Cruz

Quando o corpo cansado
for de noite embalado
pelo sono e a calma,
de tal modo adormeça,
que ao dormir nossa carne
não cochile nossa alma.

Escutai-nos, ó Verbo,
por quem Deus fez o mundo,
e o conduz e mantém.
Com o Pai e o Espírito,
vós reinais sobre os vivos
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Salmo 90(91)

Sob a proteção do Altíssimo

Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões (Lc 10,19).

1 Quem habita ao abrigo do Altíssimo *
e vive à sombra do Senhor onipotente,
2 diz ao Senhor: 'Sois meu refúgio e proteção, *
sois o meu Deus, no qual confio inteiramente'.

3 Do caçador e do seu laço ele te livra. *
Ele te salva da palavra que destrói.
4 Com suas asas haverá de proteger-te, *
com seu escudo e suas armas, defender-te.

5 Não temerás terror algum durante a noite, *
nem a flecha disparada em pleno dia;
6 nem a peste que caminha pelo escuro, *
nem a desgraça que devasta ao meio-dia;

=7 Podem cair muitos milhares a teu lado, †
podem cair até dez mil à tua direita: *
nenhum mal há de chegar perto de ti.

8 Os teus olhos haverão de contemplar *
o castigo infligido aos pecadores;
9 pois fizeste do Senhor o teu refúgio, *
e no Altíssimo encontraste o teu abrigo.

10 Nenhum mal há de chegar perto de ti, *
nem a desgraça baterá à tua porta;
11 pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos *
para em todos os caminhos te guardarem.

12 Haverão de te levar em suas mãos, *
para o teu pé não se ferir nalguma pedra.
13 Passarás por sobre cobras e serpentes, *
pisarás sobre leões e outras feras.

14 'Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo *
e protegê-lo, pois meu nome ele conhece.
15 Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, *
e a seu lado eu estarei em suas dores.

= Hei de livrá-lo e de glória coroá-lo, †
16 vou conceder-lhe vida longa e dias plenos, *
e vou mostrar-lhe minha graça e salvação'.

Ant. Aleluia, aleluia, aleluia.

Leitura breve             Ap 22,4-5

Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
Eu entrego o meu espírito. * Aleluia, aleluia. R. Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Aleluia, aleluia. Glória ao Pai. R. Senhor.

Cântico evangélico, ant.
Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz! Aleluia.

Oração

Depois de celebrarmos neste dia a ressurreição do vosso Filho, nós vos pedimos, humildemente, Senhor, que descansemos seguros em vossa paz e despertemos alegres para cantar vosso louvor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia,
pois o senhor que merecestes trazer em vosso seio, aleluia,
ressuscitou, como disse, aleluia;
rogai a Deus por nós, aleluia.