NATAL DO SENHOR Solenidade

Compartilhar:

 

Invitatório Vigílias

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Eterno esplendor da beleza divina,

ó Cristo, vós sois luz e vida e perdão.

Às nossas doenças trazeis o remédio,

abris uma porta para a salvação.

 

O coro dos anjos ressoa na terra

e um mundo novo seu canto anuncia:

a glória a Deus Pai nas alturas celestes,

e ao gênero humano a paz e alegria.

 

Embora pequeno, deitado em presépio,

em todo Universo, ó Cristo, reinais.

Ó fruto bendito da Virgem sem mancha,

que todos vos amem num reino de paz.

 

Nasceis para dar-nos o céu como Pátria,

vivendo na carne da humanidade.

Renovem-se as mentes e os corações,

se unam por laços de tal caridade.

 

Às vozes dos anjos as nossas unimos,

num coro exultante de glória e louvor,

cantando aleluias ao Pai e ao Filho,

cantando louvores e graças ao Amor.

 

Salmodia

Ant. 1
Foi assim que me falou o Senhor Deus:

Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei


Salmo 2

 

 –1 Por que os povos agitados se revoltam? *

por que tramam as nações projetos vãos?

=2 Por que os reis de toda a terra se reúnem, †

e conspiram os governos todos juntos *

contra o Deus onipotente e o seu Ungido?

 

3 “Vamos quebrar suas correntes”, dizem eles, *

“e lançar longe de nós o seu domínio!”

4 Ri-se deles o que mora lá nos céus; *

zomba deles o Senhor onipotente.

5 Ele, então, em sua ira os ameaça, *

e em seu furor os faz tremer, quando lhes diz:

 

6 “Fui eu mesmo que escolhi este meu Rei, *

e em Sião, meu monte santo, o consagrei!”

=7 O decreto do Senhor promulgarei, †

foi assim que me falou o Senhor Deus: *

“Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei!

 

=8 Podes pedir-me, e em resposta eu te darei †

por tua herança os povos todos e as nações, *

e há de ser a terra inteira o teu domínio.

9 Com cetro férreo haverás de dominá-los, *

e quebrá-los como um vaso de argila!”

 

10 E agora, poderosos, entendei; *

soberanos, aprendei esta lição:

11 Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória *

e prestai-lhe homenagem com respeito!

 

12 Se o irritais, perecereis pelo caminho, *

pois depressa se acende a sua ira!

– Felizes hão de ser todos aqueles *

que põem sua esperança no Senhor!

 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *

Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

Ant. Foi assim que me falou o Senhor Deus:
Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei

 

Ant. 2 Como um esposo, o Senhor

sai de seu quarto nupcial.

 

 

Salmo 18(19)A

2 Os céus proclamam a glória do Senhor, * 
e o firmamento, a obra de suas mãos; 
3 o dia ao dia transmite esta mensagem, * 
a noite à noite publica esta notícia. 

4 Não são discursos nem frases ou palavras, * 
nem são vozes que possam ser ouvidas; 
5 seu som ressoa e se espalha em toda a terra, *
chega aos confins do universo a sua voz.  

6 Armou no alto uma tenda para o sol; *
ele desponta no céu e se levanta 
– como um esposo do quarto nupcial, * 
como um herói exultante em seu caminho. 

7
 De um extremo do céu põe-se a correr * 
e vai traçando o seu rastro luminoso, 
– até que possa chegar ao outro extremo, * 
e nada pode fugir ao seu calor.

 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

 

Ant. Como um esposo, o Senhor

sai de seu quarto nupcial.


Ant. 3 Vossos lábios espalham a graça, o encanto,

porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção.

 

Salmo 44(45)

 

 =2Transborda um poema do meu coração; †

vou cantar-vos, ó Rei, esta minha canção; *

minha língua é qual pena de um ágil escriba.

 

=3Sois tão belo, o mais belo entre os filhos dos homens! †

Vossos lábios espalham a graça, o encanto, *

porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção.

 

4Levai vossa espada de glória no flanco, *

herói valoroso, no vosso esplendor;

 

5saí para a luta no carro de guerra *

em defesa da fé, da justiça e verdade!

 

= Vossa mão vos ensine valentes proezas, †

 6vossas flechas agudas abatam os povos *

e firam no seu coração o inimigo! 

=7Voso trono, ó Deus, é eterno, é sem fim; †

vosso cetro real é sinal de justiça: *

 8Vós amais a justiça e odiais a maldade.

 

= É por isso que Deus vos ungiu com seu óleo, †

deu-vos mais alegria que aos vossos amigos. *

 9Vossas vestes exalam preciosos perfumes.

 

– De ebúrneos palácios os sons vos deleitam. *

 10 As filhas de reis vêm ao vosso encontro,

 – e à vossa direita se encontra a rainha *

com veste esplendente de ouro de Ofir.

 

 –11 Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: *

“Esquecei vosso povo e a casa paterna!

 –12 Que o Rei se encante com vossa beleza! *

Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!

 

13 O povo de Tiro vos traz seus presentes, *

os grandes do povo vos pedem favores.

14 Majestosa, a princesa real vem chegando, *

vestida de ricos brocados de ouro.

 

15 Em vestes vistosas ao Rei se dirige, *

e as virgens amigas lhe formam cortejo;

 –16 entre cantos de festa e com grande alegria, *

ingressam, então, no palácio real”.

 

17 Deixareis vossos pais, mas tereis muitos filhos; *

fareis deles os reis soberanos da terra.

 –18 Cantarei vosso nome de idade em idade, *

para sempre haverão de louvar-vos os povos!

 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.  

 

Ant. 3 Vossos lábios espalham a graça, o encanto,

porque Deus, para sempre, vos deu sua bênção.

 

V. O Verbo se fez carne, Aleluia.

R. E Habitou entre nós. Aleluia

 

Primeira leitura

 

Do Livro do Profeta Isaías             11,1-10

 

A raiz de Jessé

Eis o que diz o Senhor Deus:

1Nascerá uma haste do tronco de Jessé

e, a partir da raiz, surgirá o rebento de uma flor; 

  2sobre ele repousará o espírito do Senhor:

espírito de sabedoria e discernimento,

espírito de conselho e fortaleza,

espírito de ciência e temor de Deus;

 3no temor do Senhor encontra ele seu prazer.

Ele não julgará pelas aparências que vê

nem decidirá somente por ouvir dizer; 

 4 mas trará justiça para os humildes

e uma ordem justa para os homens pacíficos;

fustigará a terra com a força de sua palavra

e destruirá o mal com o sopro dos lábios. 

5Cingirá a cintura com a correia da justiça

e as costas com a faixa da fidelidade.

6O lobo e o cordeiro viverão juntos

e o leopardo deitar-se-á ao lado do cabrito;

o bezerro e o leão pastarão lado a lado,

e até mesmo uma criança poderá tangê-los. 

7A vaca e o urso pastarão lado a lado,

enquanto suas crias descansam juntas,

o leão comerá palha como o boi;

8a criança de peito vai brincar

em cima do buraco da cobra venenosa;

e o menino desmamado

não temerá por a mão na toca da serpente. 

9Não haverá danos nem mortes

por todo o meu santo monte:

a terra estará tão repleta do saber do Senhor

quanto as águas que cobrem o mar. 

10Naquele dia, a raiz de Jessé

se erguerá como um sinal entre os povos;

hão de buscá-la as nações,

e gloriosa será a sua morada.

 

Responsório

 

R. Nasceu hoje para nós o Rei dos céus, da Santa Virgem,

para levar a humanidade, que havia se perdido,

de volta ao reino do Senhor:

* Alegrem-se os anjos,

pois ao gênero humano a salvação apareceu.

V. Glória a Deus nas alturas

e paz na terra aos homens por ele amados, aleluia.

Alegrem-se.

 

Segunda Leitura

Dos Sermões de São Leão Magno, papa

(Sermo 1 in Nativitate Domini, 1-3; PL 54,190-193)          (Séc. V)

 

Toma consciência, ó Cristão, da tua dignidade

Hoje, amados filhos, nasceu o nosso Salvador. Alegremo-nos. Não pode haver tristeza no dia em que nasce a vida; uma vida que, dissipando o temor da morte, enche-nos de alegria com promessa da eternidade.

Ninguém está excluído da participação nesta felicidade. A causa da alegria é comum a todos, porque nosso senhor, vencedor do pecado e da morte, não tendo encontrado ninguém isento de culpa, veio libertar a todos. Exulte o justo, porque se aproxima da vitória; rejubile o pecador, porque lhe é oferecido o perdão; reanime-se o pagão, porque é chamado à vida.

Quando chegou a plenitude dos tempos, fixada pelos insondáveis desígnios divinos, o Filho de Deus assumiu a natureza do homem para reconciliá-lo com seu criador, de modo que o demônio, autor da morte, fosse vencido pela mesma natureza que antes vencera.

Eis por que, no nascimento do Senhor, os anjos cantam jubilosos: Glória a deus nas alturas; e anunciam: Paz na terra aos homens de boa vontade (Lc 2,14). Eles vêem a Jerusalém celeste ser formada de todas as nações do mundo. Diante dessa obra inexprimível do amor divino, como não devem alegrar-se os homens, em sua pequenez, quando os anjos, em sua grandeza, assim se rejubilam?

Amados filhos, demos graças a Deus Pai, por seu Filho, no Espírito Santo; pois, na imensa misericórdia com que nos amou, compadeceu-se de nós. E quando estávamos mortos por causa das nossas faltas, ele nos deu a vida com Cristo (Ef 2,5) para que fôssemos nele uma nova criação, nova obra de suas mãos.

Despojemo-nos, portanto, do velho homem com seus atos; e tendo sido admitidos a participar do nascimento de Cristo, renunciemos às obras da carne.

Toma consciência, ó cristão, da tua dignidade. E já que participas da natureza divina, não voltes aos erros de antes por um comportamento indigno de tua condição. Lembra-te de que cabeça e de corpo és membro. Recorda-te que foste arrancado do poder das trevas e levado para a luz e o reino de Deus.

Pelo sacramento do batismo te tornaste templo do Espírito Santo. Não expulses com más ações tão grande hóspede, não recaias sob o jugo do demônio, porque o preço de tua salvação é o sangue de cristo.

 

Responsório

 

R. Hoje, a paz verdadeira desceu-nos do céu:.

* Hoje, os céus e a terra espalham doçura.

V. Raiou hoje o dia do novo resgate

de eterna alegria há muito esperado

* Hoje, os céus.

 

HINO TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS)

A vós, ó Deus, louvamos,

a vós, Senhor, cantamos.

A vós, Eterno Pai,

adora toda a terra.

 

A vós cantam os anjos,

os céus e seus poderes:

Sois Santo, Santo, Santo,

Senhor, Deus do universo!

 

Proclamam céus e terra

a vossa imensa glória.

A vós celebra o coro

glorioso dos Apóstolos,

 

Vos louva dos Profetas

a nobre multidão

e o luminoso exército

dos vossos santos Mártires.

 

A vós por toda a terra

proclama a Santa Igreja,

ó Pai onipotente,

de imensa majestade,

 

e adora juntamente

o vosso Filho único,

Deus vivo e verdadeiro,

e ao vosso Santo Espírito.

 

Ó Cristo, Rei da glória,

do Pai eterno Filho,

nascestes duma Virgem,

a fim de nos salvar.

 

Sofrendo vós a morte,

da morte triunfastes,

abrindo aos que têm fé

dos céus o reino eterno.

 

Sentastes à direita

de Deus, do Pai na glória.

Nós cremos que de novo

vireis como juiz.

 

Portanto, vos pedimos:

salvai os vossos servos,

que vós, Senhor, remistes

com sangue precioso.

 

Fazei-nos ser contados,

Senhor, vos suplicamos,

em meio a vossos santos

na vossa eterna glória.

 

(A parte que se segue pode ser omitida, se for oportuno).

Salvai o vosso povo.

Senhor, abençoai-o.

Regei-nos e guardai-nos

até a vida eterna.

 

Senhor, em cada dia,

fiéis, vos bendizemos,

louvamos vosso nome

agora e pelos séculos.

 

Dignai-vos, neste dia,

guardar-nos do pecado.

Senhor, tende piedade

de nós, que a vós clamamos.

 

Que desça sobre nós,

Senhor, a vossa graça,

porque em vós pusemos

a nossa confiança.

 

Fazei que eu, para sempre,

não seja envergonhado:

Em vós, Senhor, confio,

sois vós minha esperança!

Oração

Ó Deus, que admiravelmente criastes o ser humano e mais admiravelmente Restabelecestes a sua dignidade, dai-nos participar da divindade do vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Invitatório

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

Do sol nascente ao poente
cantai, fiéis, neste dia,
ao Cristo Rei que, por nós,
nasceu da Virgem Maria.

 

Autor feliz deste mundo,
tomou um corpo mortal.
A nossa carne assumindo,
livrou a carne do mal.

 

No seio puro da Virgem
entrou a graça dos céus.
Em si carrega um segredo
sabido apenas por Deus.

 

O casto seio da Virgem
se faz o templo de Deus.
Gerou sem homem um Filho,
o Autor da terra e dos céus.

 

Nasceu da Virgem o Filho
que Gabriel anunciou,
em quem no seio materno
João, o Batista, exultou.

 

Não recusou o presépio,
foi sobre o feno deitado;
quem mesmo as aves sustenta
com leite foi sustentado.

 

Do céu os coros se alegram,
os anjos louvam a Deus.
Pastor se mostra aos pastores
quem fez a terra e os céus.

 

Louvor a vós, ó Jesus,
que duma Virgem nascestes.
Louvor ao Pai e ao Espírito
no azul dos paços celestes.

Salmodia

Ant. 1 A quem vistes, ó pastores?
Anunciai e nos dizei quem na terra apareceu?
Nós vimos um menino e os anjos a cantar
e a louvar Nosso Senhor. Aleluia.

Salmo 62 (63), 2-9
Sede de Deus

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh'alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!

3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.

5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
6A minh'alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

- 7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. A quem vistes, ó pastores?
Anunciai e nos dizei quem na terra apareceu?
Nós vimos um menino e os anjos a cantar
e a louvar Nosso Senhor. Aleluia.

Ant. 2 Disse o anjo aos pastores:
Eu vos trago a boa-nova de uma grande alegria:
nasceu hoje para vós o Salvador do universo. Aleluia.

No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.

  Cântico Dn 3,57-88.56
Louvor das criaturas ao Senhor

Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)

- 57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 58Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R.
A ele glória e louvor eternamente
)

- 60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
- 62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
- 64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
- 66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
- 70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
- 72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
-74Ilhas e terra, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- 75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
- 77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
- 79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
- 81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
- 83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
- 84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
- 86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
- 88Jovens Misael,Ananias e Azarias,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
- 56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)
No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Disse o anjo aos pastores:
Eu vos trago a boa-nova de uma grande alegria:
nasceu hoje para vós o Salvador do universo. Aleluia.

Ant. 3 Um menino nasceu hoje para nós:
o seu nome é Deus forte, aleluia.

Salmo 149
A alegria e o louvor dos santos

Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembleia dos fiéis!
2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!

4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,

7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Um menino nasceu hoje para nós:
o seu nome é Deus forte, aleluia.
 

Leitura breve             Hb 1,1-2
 

Muitas vezes e de muitos modos falou Deus outrora aos nossos pais, pelos profetas; nestes dias, que são os últimos, ele nos falou por meio do Filho, a quem ele constituiu herdeiro de todas as coisas e pelo qual também ele criou o universo.
 

Responsório breve
 

R.O Senhor fez conhecer
*
Aleluia, aleluia. R. O Senhor.
V. A sua salvação *Aleluia, aleluia. Glória ao Pai.
R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Glória a Deus nos altos céus,
e na terra paz aos homens que Ele ama. Aleluia.

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos
74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=
76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Glória a Deus nos altos céus,
e na terra paz aos homens que Ele ama. Aleluia.

Preces

Celebremos dignamente o Verbo de Deus, que existe antes dos séculos
e quis, por nosso amor, nascer no tempo; e aclamemos jubilosos:

 

R. Alegre-se a terra porque viestes!

 

Cristo, Verbo eterno, que descendo à terra, a enchestes de exultação,
alegrai o nosso coração com a graça da vossa visita. R.

 

Salvador do mundo, que pelo vosso natal nos revelastes a fidelidade de Deus à sua aliança,
fazei-nos cumprir com fidelidade as promessas do nosso batismo. R.

 

Rei do céu e da terra, que enviastes os anjos para anunciar a paz aos homens,
conservai na vossa paz os nossos dias. R.

 

Senhor, que viestes para ser a videira que nos dá os frutos da vida,
fazei-nos permanecer unidos a vós, e dar frutos de santidade. R.

(intenções livres)

Pai nosso.

 

Oração

Ó Deus onipotente, agora que a nova luz do vosso Verbo Encarnado invade o nosso coração, fazei que manifestemos em ações o que brilha pela fé em nossas mentes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

 O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém

 

 

 

 

 

 

Oração das Nove Horas

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


 

HINO

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos,sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer. 

Salmodia

Ant. 1 Jo e Maria, a Mãe de Jesus,
se admiravam das coisas que dele eram ditas.

Salmo 18 B(19 B)

 

8 A lei do Senhor Deus é perfeita, *
conforto para a alma!
– O testemunho do Senhor é fiel, *
sabedoria dos humildes.

9 Os preceitos do Senhor são precisos, *
alegria ao coração.
– O mandamento do Senhor é brilhante, *
para os olhos é uma luz.

10 É puro o temor do Senhor, *
imutável para sempre.
– Os julgamentos do Senhor são corretos *
e justos igualmente.

11 Mais desejáveis do que o ouro são eles, *
do que o ouro refinado.
– Suas palavras são mais doces que o mel, *
que o mel que sai dos favos.

12 E vosso servo, instruído por elas, *
se empenha em guardá-las.
13 Mas quem pode perceber suas faltas? *
Perdoai as que não vejo!

14 E preservai o vosso servo do orgulho: *
não domine sobre mim!
– E assim puro, eu serei preservado *
dos delitos mais perversos.

15 Que vos agrade o cantar dos meus lábios *
e a voz da minha alma;
– que ela chegue até vós, ó Senhor, *
meu Rochedo e Redentor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 46(47) 

2Povos todos do universo, batei palmas, *
gritai a Deus aclamações de alegria!
3Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, *
o soberano que domina toda a terra. 

4Os povos sujeitou ao nosso jugo *
e colocou muitas nações aos nossos pés.
5Foi ele que escolheu a nossa herança, *
a glória de Jacó, seu bem-amado. 

6Por entre aclamações Deus se elevou, *
o Senhor subiu ao toque da trombeta.
7Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, *
salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!  

8Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, *
ao som da harpa acompanhai os seus louvores!
9Deus reina sobre todas as nações, *
está sentado no seu trono glorioso. 

10Os chefes das nações se reuniram *
com o povo do Deus santo de Abraão,
– pois só Deus é realmente o Altíssimo, *
e os poderosos desta terra lhe pertencem! 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 47(48)

2 Grande é o Senhor e muito digno de louvores *
na cidade onde ele mora;
3 seu monte santo, esta colina encantadora *
é a alegria do universo.

– Monte Sião, no extremo norte situado, *
és a mansão do grande Rei!
4 Deus revelou-se em suas fortes cidadelas *
um refúgio poderoso.

5 Pois eis que os reis da terra se aliaram, *
e todos juntos avançaram;
6 mal a viram, de pavor estremeceram, *
debandaram perturbados.

7 Como as dores da mulher sofrendo parto, *
uma angústia os invadiu;
8 semelhante ao vento leste impetuoso, *
que despedaça as naus de Társis.

9 Como ouvimos dos antigos, contemplamos: *
Deus habita esta cidade,
– a cidade do Senhor onipotente, *
que ele a guarde eternamente!

10 Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade *
em meio ao vosso templo;
11 com vosso nome vai também vosso louvor *
aos confins de toda a terra.

– Vossa direita está repleta de justiça, *
12 exulte o monte de Sião!
– Alegrem-se as cidades de Judá *
com os vossos julgamentos!

13 Vinde a Sião, fazei a volta ao seu redor *
e contai as suas torres;
14 observai com atenção suas muralhas, *
visitai os seus palácios,

– para contar às gerações que hão de vir, *
15 como é grande o nosso Deus!
– O nosso Deus é desde sempre e para sempre: *
Será ele o nosso guia!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Jo e Maria, a Mãe de Jesus,
se admiravam das coisas que dele eram ditas.

Leitura breve             Tt 2,11-12

A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens. Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade.

V. O Senhor recordou o seu amor sempre fiel.
R. Pela casa de Israel. Aleluia.

Oração

Ó Deus onipotente, agora que a nova luz do vosso Verbo Encarnado invade o nosso coração, fazei que manifestemos em ações o que brilha pela fé em nossas mentes. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Doze Horas

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo daí saúde,
E paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo amor.

Salmodia

Ant. 1 Maria guardava no seu coração
as palavras e os fatos, e neles pensava.

Salmo 18 B(19 B)

 

8 A lei do Senhor Deus é perfeita, *
conforto para a alma!
– O testemunho do Senhor é fiel, *
sabedoria dos humildes.

9 Os preceitos do Senhor são precisos, *
alegria ao coração.
– O mandamento do Senhor é brilhante, *
para os olhos é uma luz.

10 É puro o temor do Senhor, *
imutável para sempre.
– Os julgamentos do Senhor são corretos *
e justos igualmente.

11 Mais desejáveis do que o ouro são eles, *
do que o ouro refinado.
– Suas palavras são mais doces que o mel, *
que o mel que sai dos favos.

12 E vosso servo, instruído por elas, *
se empenha em guardá-las.
13 Mas quem pode perceber suas faltas? *
Perdoai as que não vejo!

14 E preservai o vosso servo do orgulho: *
não domine sobre mim!
– E assim puro, eu serei preservado *
dos delitos mais perversos.

15 Que vos agrade o cantar dos meus lábios *
e a voz da minha alma;
– que ela chegue até vós, ó Senhor, *
meu Rochedo e Redentor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 46(47) 

2Povos todos do universo, batei palmas, *
gritai a Deus aclamações de alegria!
3Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, *
o soberano que domina toda a terra. 

4Os povos sujeitou ao nosso jugo *
e colocou muitas nações aos nossos pés.
5Foi ele que escolheu a nossa herança, *
a glória de Jacó, seu bem-amado. 

6Por entre aclamações Deus se elevou, *
o Senhor subiu ao toque da trombeta.
7Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, *
salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!  

8Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, *
ao som da harpa acompanhai os seus louvores!
9Deus reina sobre todas as nações, *
está sentado no seu trono glorioso. 

10Os chefes das nações se reuniram *
com o povo do Deus santo de Abraão,
– pois só Deus é realmente o Altíssimo, *
e os poderosos desta terra lhe pertencem! 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 47(48)

2 Grande é o Senhor e muito digno de louvores *
na cidade onde ele mora;
3 seu monte santo, esta colina encantadora *
é a alegria do universo.

– Monte Sião, no extremo norte situado, *
és a mansão do grande Rei!
4 Deus revelou-se em suas fortes cidadelas *
um refúgio poderoso.

5 Pois eis que os reis da terra se aliaram, *
e todos juntos avançaram;
6 mal a viram, de pavor estremeceram, *
debandaram perturbados.

7 Como as dores da mulher sofrendo parto, *
uma angústia os invadiu;
8 semelhante ao vento leste impetuoso, *
que despedaça as naus de Társis.

9 Como ouvimos dos antigos, contemplamos: *
Deus habita esta cidade,
– a cidade do Senhor onipotente, *
que ele a guarde eternamente!

10 Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade *
em meio ao vosso templo;
11 com vosso nome vai também vosso louvor *
aos confins de toda a terra.

– Vossa direita está repleta de justiça, *
12 exulte o monte de Sião!
– Alegrem-se as cidades de Judá *
com os vossos julgamentos!

13 Vinde a Sião, fazei a volta ao seu redor *
e contai as suas torres;
14 observai com atenção suas muralhas, *
visitai os seus palácios,

– para contar às gerações que hão de vir, *
15 como é grande o nosso Deus!
– O nosso Deus é desde sempre e para sempre: *
Será ele o nosso guia!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Maria guardava no seu coração
as palavras e os fatos, e neles pensava.

Leitura breve             1Jo 4,9
 

Foi assim que o amor de Deus se manifestou entre nós: Deus enviou o seu Filho único ao mundo, para que tenhamos vida por meio dele.

V.Os confins do universo contemplaram, aleluia,

R. A salvação de nosso Deus. Aleluia.

Oração

Ó Deus onipotente, agora que a nova luz do vosso Verbo Encarnado invade o nosso coração, fazei que manifestemos em ações o que brilha pela fé em nossas mentes. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.  

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê eternamente.  

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Salmodia

Ant. 1 Os meus olhos viram a vossa salvação,
que preparastes ante a face das nações.

Salmo 18 B(19 B)

 

8 A lei do Senhor Deus é perfeita, *
conforto para a alma!
– O testemunho do Senhor é fiel, *
sabedoria dos humildes.

9 Os preceitos do Senhor são precisos, *
alegria ao coração.
– O mandamento do Senhor é brilhante, *
para os olhos é uma luz.

10 É puro o temor do Senhor, *
imutável para sempre.
– Os julgamentos do Senhor são corretos *
e justos igualmente.

11 Mais desejáveis do que o ouro são eles, *
do que o ouro refinado.
– Suas palavras são mais doces que o mel, *
que o mel que sai dos favos.

12 E vosso servo, instruído por elas, *
se empenha em guardá-las.
13 Mas quem pode perceber suas faltas? *
Perdoai as que não vejo!

14 E preservai o vosso servo do orgulho: *
não domine sobre mim!
– E assim puro, eu serei preservado *
dos delitos mais perversos.

15 Que vos agrade o cantar dos meus lábios *
e a voz da minha alma;
– que ela chegue até vós, ó Senhor, *
meu Rochedo e Redentor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 46(47) 

2Povos todos do universo, batei palmas, *
gritai a Deus aclamações de alegria!
3Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, *
o soberano que domina toda a terra. 

4Os povos sujeitou ao nosso jugo *
e colocou muitas nações aos nossos pés.
5Foi ele que escolheu a nossa herança, *
a glória de Jacó, seu bem-amado. 

6Por entre aclamações Deus se elevou, *
o Senhor subiu ao toque da trombeta.
7Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, *
salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!  

8Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, *
ao som da harpa acompanhai os seus louvores!
9Deus reina sobre todas as nações, *
está sentado no seu trono glorioso. 

10Os chefes das nações se reuniram *
com o povo do Deus santo de Abraão,
– pois só Deus é realmente o Altíssimo, *
e os poderosos desta terra lhe pertencem! 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 47(48)

2 Grande é o Senhor e muito digno de louvores *
na cidade onde ele mora;
3 seu monte santo, esta colina encantadora *
é a alegria do universo.

– Monte Sião, no extremo norte situado, *
és a mansão do grande Rei!
4 Deus revelou-se em suas fortes cidadelas *
um refúgio poderoso.

5 Pois eis que os reis da terra se aliaram, *
e todos juntos avançaram;
6 mal a viram, de pavor estremeceram, *
debandaram perturbados.

7 Como as dores da mulher sofrendo parto, *
uma angústia os invadiu;
8 semelhante ao vento leste impetuoso, *
que despedaça as naus de Társis.

9 Como ouvimos dos antigos, contemplamos: *
Deus habita esta cidade,
– a cidade do Senhor onipotente, *
que ele a guarde eternamente!

10 Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade *
em meio ao vosso templo;
11 com vosso nome vai também vosso louvor *
aos confins de toda a terra.

– Vossa direita está repleta de justiça, *
12 exulte o monte de Sião!
– Alegrem-se as cidades de Judá *
com os vossos julgamentos!

13 Vinde a Sião, fazei a volta ao seu redor *
e contai as suas torres;
14 observai com atenção suas muralhas, *
visitai os seus palácios,

– para contar às gerações que hão de vir, *
15 como é grande o nosso Deus!
– O nosso Deus é desde sempre e para sempre: *
Será ele o nosso guia!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Os meus olhos viram a vossa salvação,
que preparastes ante a face das nações.

Leitura breve             At 10,36
 

Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a Boa-nova
da paz, por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos.
 

V. A verdade e o amor se encontraram. Aleluia.
R. A justiça e a paz se abraçaram. Aleluia.

Oração

Ó Deus onipotente, agora que a nova luz do vosso Verbo Encarnado invade o nosso coração, fazei que manifestemos em ações o que brilha pela fé em nossas mentes. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino 

Ó Redentor do mundo,
do eterno Pai gerado
já antes do universo,
qual Filho bem-amado.

Do Pai luz e esplendor,
nossa esperança eterna,
ouvi dos vossos servos
a prece humilde e terna.

Lembrai, autor da vida,
nascido de Maria,
que nossa forma humana
tomastes, neste dia.

A glória deste dia
atesta um fato novo,
que vós, do Pai descendo,
salvastes vosso povo.

Saúdam vossa vinda
o céu, a terra, o mar,
e todo ser que vive
entoa o seu cantar.

E nós, por vosso sangue
remidos como povo,
vos celebramos hoje,
cantando um canto novo.

A glória a vós, Jesus,
nascido de Maria
com vosso Pai e o Espírito
louvores cada dia.

Salmodia 

Ant. 1 Tu és príncipe desde o dia em que nasceste;
na glória e esplendor da santidade,
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei.

Salmo 109(110),1-5.7

1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
'Assenta-te ao meu lado direito
– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!'

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
'Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!'

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
'Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!'

5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
'No dia da ira esmagarás os reis da terra!
7 Beberás água corrente no caminho, *
por isso seguirás de fronte erguida!'

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
  

Ant. Tu és príncipe desde o dia em que nasceste;
na glória e esplendor da santidade,
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei.

Ant. 2 No Senhor se encontra toda graça
e copiosa redenção.

Salmo 129(130)

1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, *
2 escutai a minha voz!
– Vossos ouvidos estejam bem atentos *
ao clamor da minha prece!

3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir?
4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero.

5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra.
6 A minh'alma espera no Senhor *
mais que o vigia pela aurora.

7 Espere Israel pelo Senhor *
mais que o vigia pela aurora!
– Pois no Senhor se encontra toda graça *
e copiosa redenção.

8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
  

Ant. No Senhor se encontra toda graça
e copiosa redenção.

Ant. 3 No prinpio, antes dos tempos, o Verbo era Deus.
E o Verbo hoje nasceu como nosso Salvador.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primogênito dentre os mortos!)

=13 Do império das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,
14 no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue. (R.)

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primogênito de toda criatura;
=16 porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o visível e também o invisível. (R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.
17 Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo. (R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o princípio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.
19 Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente. (R.)

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra. (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. * 
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia. 

Ant. No prinpio, antes dos tempos, o Verbo era Deus.
E o Verbo hoje nasceu como nosso Salvador.

Leitura breve             1Jo 1,1-3

O que era desde o princípio, o que nós ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos tocaram da Palavra da Vida, – de fato, a Vida manifestou-se e nós a vimos, e somos testemunhas, e a vós anunciamos a Vida eterna, que estava junto do Pai e que se tornou visível para nós – isso que vimos e ouvimos, nós vos anunciamos, para que estejais em comunhão conosco. E a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo.

Responsório breve

R. A Palavra se fez carne.
*
Aleluia, aleluia.R. A Palavra.
V. E habitou entre nós. * Aleluia, aleluia.
Glória ao Pai. R. A Palavra.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Jesus Cristo hoje nasceu, apareceu o Salvador.
Hoje na terra os Anjos cantam e se alegram os Arcanjos.
Hoje exultam de alegria os homens justos a dizer:
Glória a Deus nos altos céus.Aleluia, aleluia.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52
 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55
 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Jesus Cristo hoje nasceu, apareceu o Salvador.
Hoje na terra os Anjos cantam e se alegram os Arcanjos.
Hoje exultam de alegria os homens justos a dizer:
Glória a Deus nos altos céus. Aleluia, aleluia.

Preces 

Celebremos com alegria a Jesus Cristo, em cujo natal os anjos anunciaram a paz ao mundo; e peçamos:

R. Vosso natal traga a paz para todos!

Senhor, que confortais a Igreja com o mistério do vosso nascimento,
enriquecei-a de todos os bens. R.

Príncipe dos pastores e Guarda de nossas almas,
tornai o Papa e nossos bispos fiéis ministros de vossa graça multiforme. R.

Rei da eternidade, que nascendo quisestes sujeitar-vos à brevidade da vida e experimentar as dificuldades humanas,
fazei-nos viver de tal modo que possamos participar um dia da vossa glória eterna. R.

Esperado das nações, que viestes na plenitude dos tempos,
manifestai vossa presença àqueles que ainda estão à vossa espera. R.

(intenções livres)

Verbo encarnado, que viestes renovar a natureza humana corrompida pelo pecado,
concedei a plenitude da redenção aos nossos irmãos defuntos. R.

Pai nosso.

Versão em latim  - clique aqui

Oração

Ó Deus, que admiravelmente criastes o ser humano e mais admiravelmente Restabelecestes a sua dignidade, dai-nos participar da divindade do vosso Filho, que se dignou assumir a nossa humanidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

 


V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Salmodia

Ant. Não temerás terror algum durante a noite:
o Senhor te cobrirá com suas asas.

Salmo 90(91)

Sob a proteção do Altíssimo

Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões (Lc 10,19).

1 Quem habita ao abrigo do Altíssimo *
e vive à sombra do Senhor onipotente,
2 diz ao Senhor: 'Sois meu refúgio e proteção, *
sois o meu Deus, no qual confio inteiramente'.

3 Do caçador e do seu laço ele te livra. *
Ele te salva da palavra que destrói.
4 Com suas asas haverá de proteger-te, *
com seu escudo e suas armas, defender-te.

5 Não temerás terror algum durante a noite, *
nem a flecha disparada em pleno dia;
6 nem a peste que caminha pelo escuro, *
nem a desgraça que devasta ao meio-dia;

=7 Podem cair muitos milhares a teu lado, †
podem cair até dez mil à tua direita: *
nenhum mal há de chegar perto de ti.

8 Os teus olhos haverão de contemplar *
o castigo infligido aos pecadores;
9 pois fizeste do Senhor o teu refúgio, *
e no Altíssimo encontraste o teu abrigo.

10 Nenhum mal há de chegar perto de ti, *
nem a desgraça baterá à tua porta;
11 pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos *
para em todos os caminhos te guardarem.

12 Haverão de te levar em suas mãos, *
para o teu pé não se ferir nalguma pedra.
13 Passarás por sobre cobras e serpentes, *
pisarás sobre leões e outras feras.

14 'Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo *
e protegê-lo, pois meu nome ele conhece.
15 Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, *
e a seu lado eu estarei em suas dores.

= Hei de livrá-lo e de glória coroá-lo, †
16 vou conceder-lhe vida longa e dias plenos, *
e vou mostrar-lhe minha graça e salvação'.

– Glória ao Pai...

Ant. Não temerás terror algum durante a noite:
o Senhor te cobrirá com suas asas.

Leitura breve             Ap 22,4-5

Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R. Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.


Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

 

– Glória ao Pai...

 

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Depois de celebrarmos neste dia a ressurreição do vosso Filho, nós vos pedimos, humildemente, Senhor, que descansemos seguros em vossa paz e despertemos alegres para cantar vosso louvor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

 

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

 

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:

Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:

Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:

À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.