Sábado da 16ª Semana do Tempo Comum

Compartilhar:

Antífona de Entrada

É Deus quem me ajuda, é o Senhor quem defende a minha vida. Senhor, de todo o coração hei de vos oferecer o sacrifício e dar graças ao vosso nome, porque sois bom (Sl 53,6.8).

Oração do dia

Ó Deus, sede generoso para com os vossos filhos e filhas e multiplicai em nós os dons da vossa graça, para que, repletos de fé, esperança e caridade, guardemos fielmente os vossos mandamentos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

1ª Leitura - Ex 24,3-8

Este é o sangue da aliança que o Senhor fez convosco

Leitura do Livro do Êxodo 24,3-8


Naqueles dias:
3Moisés veio e transmitiu ao povo
todas as palavras do Senhor e todos os decretos.
O povo respondeu em coro:
'Faremos tudo o que o Senhor nos disse'.
4Então Moisés escreveu todas as palavras do Senhor.
Levantando-se na manhã seguinte,
ergueu ao pé da montanha
um altar e doze marcos de pedra
pelas doze tribos de Israel.
5Em seguida, mandou alguns jovens israelitas
oferecer holocaustos e imolar novilhos
como sacrifícios pacíficos ao Senhor.
6Moisés tomou metade do sangue e o pôs em vasilhas,
e derramou a outra metade sobre o altar.
7Tomou depois o livro da aliança
e o leu em voz alta ao povo, que respondeu:
'Faremos tudo o que o Senhor disse e lhe obedeceremos'.
8Moisés, então, com o sangue separado,
aspergiu o povo, dizendo:
'Este é o sangue da aliança, que o Senhor fez convosco,
segundo todas estas palavras'.
Palavra do Senhor.

 

Salmo - Sl 49,1-2. 5-6. 14-15 (R. 14a)

R. Imola a Deus um sacrifício de louvor.


1Falou o Senhor Deus, chamou a terra, *
do sol nascente ao sol poente a convocou.
2De Sião, beleza plena, Deus refulge. R.

5'Reuni à minha frente os meus eleitos, *
que selaram a Aliança em sacrifícios!'
6Testemunha o próprio céu seu julgamento, *
porque Deus mesmo é juiz e vai julgar.
R.

14Imola a Deus um sacrifício de louvor *
e cumpre os votos que fizeste ao Altíssimo.
15Invoca-me no dia da angústia, *
e então te livrarei e hás de louvar-me'.
R.

 

Evangelho - Mt 13,24-30

Aleluia, aleluia, aleluia.
Acolhei docilmente a palavra semeada em vós, meus irmãos; ela pode salvar vossas vidas! (Tg 1,21)

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo:
24Jesus contou outra parábola à multidão:
'O Reino dos Céus é como um homem
que semeou boa semente no seu campo.
25Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo,
semeou joio no meio do trigo, e foi embora.
26Quando o trigo cresceu
e as espigas começaram a se formar,
apareceu também o joio.
27Os empregados foram procurar o dono e lhe disseram:
'Senhor, não semeaste boa semente no teu campo?
Donde veio então o joio?'
28O dono respondeu: 'Foi algum inimigo que fez isso'.
Os empregados lhe perguntaram:
'Queres que vamos arrancar o joio?'
29O dono respondeu:
'Não! pode acontecer que, arrancando o joio,
arranqueis também o trigo.
30Deixai crescer um e outro até a colheita!
E, no tempo da colheita, direi aos que cortam o trigo:
arrancai primeiro o joio
e o amarrai em feixes para ser queimado!
Recolhei, porém, o trigo no meu celeiro!''
Palavra da Salvação.

 

Antífona da Comunhão

O Senhor bom e clemente nos deixou a lembrança de suas grandes maravilhas. Ele dá o alimento aos que o temem (Sl 110,4s).

 

Depois da Comunhão

Ó Deus, permanecei junto ao povo que iniciastes nos sacramentos do vosso reino, para que, despojando-nos do velho homem, passemos a uma vida nova. Por Cristo, nosso Senhor.