/

13

XII. Sião

13 1E disse Tobit: “Bendito seja Deus, que vive eternamente, e bendito o seu reino, quedura pelos séculos! 2Pois é ele quem castiga e tem piedade, faz descer às profundezas dos infernos e retira da grande Perdição: nada há que escape de sua mão. 3Celebrai-o, filhos de Israel, diante das nações! Porque vos dispersou entre elas, 4e aí vos mostrou sua grandeza. Exaltai-o na presença de todos os seres vivos, pois ele é nosso Senhor, ele é nosso Deus ele é nosso Pai, ele é Deus por todos os séculos! 5Se ele vos castiga por vossas injustiças, terá compaixão de todos vós, e vos reunirá de todas as nações entre as quais fostes dispersos. 6Se voltardes para ele, de todo o coração e com toda a vossa alma, para agir na verdade em sua presença, então ele se voltará para vós, e não mais vos ocultará sua face. Considerai, pois, como vos tratou, dai-lhe graças com toda a vossa voz. Bendizei o Senhor de Justiça e exaltai o Rei dos séculos. Quanto a mim, eu o celebro na terra do meu exílio, publico sua força e sua grandeza à nação dos pecadores. Pecadores, voltai para ele, praticai a justiça em sua presença; quem sabe, ele vos será favorável e vos fará misericórdia! 7Eu exalto a meu Deus, minha alma louva o Rei do Céu e se alegra com a sua majestade.8Que todos o aclamem e celebrem em Jerusalém! 9Jerusalém cidade santa, Deus te castigou por causa das obras de tuas mãos, mas terá piedade outra vez dos filhos dos justos. 10Celebra o Senhor dignamente e bendize o Rei dos séculos, para que em ti o seu templo seja reerguido na alegria, e que em ti encha de júbilo todos os exilados, e que em ti mostre seu amor a todos os miseráveis, por todas as gerações que hão de vir. 11Uma luz brilhante iluminará todas as regiões da terra; virão a ti de longe povos numerosos, de todas as extremidades da terra, para orar perto do santo Nome do Senhor Deus, trazendo nas mãos presentes para o Rei do Céu. Em ti as gerações das gerações manifestarão sua alegria, e o nome da Eleita durará pelas

gerações sem fim. 12Malditos os que te insultarem; malditos os que te destruírem, os que derrubarem tuas muralhas, os que abaterem tuas torres, os que queimarem tuas casas! Mas sejam benditos para sempre os que te construírem!13Então exultarás e te alegrarás por causa dos filhos dos justos, pois serão todos reunidos e bendirão o Senhor dos séculos! 14Felizes os que te amam! Felizes os que se alegram por tua paz! Felizes todos os homens que tiverem lamentado teus castigos! Pois vão se alegrar em ti, verão toda a tua felicidade para sempre. 15Minha alma, bendize o Senhor, o grande Rei, 16porque Jerusalém vai ser reconstruída, e sua Casa para sempre! Serei feliz, se restar alguém de minha raça para ver tua glória e louvar o Rei do Céu! As portas de Jerusalém serão construídas com safiras e esmeraldas,e todas as tuas muralhas, com pedras preciosas; as torres de Jerusalém serão construídas com ouro, e com ouro puro as suas fortificações. 17As praças de Jerusalém serão calçadas com rubis e pedras de Ofir; as portas de Jerusalém entoarão cânticos de alegria; e todas as suas casas cantarão: Aleluia! Bendito seja o Deus de Israel! Em ti bendirão o santo Nome, pelos séculos dos séculos!”