/

19

SALMO 19 (18)

Iahweh, sol de justiça

1Do mestre de canto. Salmo. De Davi. 2Os céus contam a glória de Deus, e ofirmamento proclama a obra de suas mãos 3O dia entrega a mensagem a outro dia e a noite a faz conhecer a outra noite. 4Não há termos, não há palavras, nenhuma voz que deles se ouça; 5e por toda a terra sua linha aparece, e até aos confins do mundo a sua linguagem. Ali pôs uma tenda para o sol, 6e ele sai, qual esposo da alcova, como alegre herói, percorrendo o caminho. 7Ele sai de um extremo dos céus e até o outro extremo vai seu percurso; e nada escapa ao seu calor. 8A lei de Iahweh é perfeita, faz a vida voltar; o testemunho de Iahweh é firme, torna sábio o simples. 9Os preceitos de Iahweh são retos, alegram o coração; o mandamento de Iahweh é claro, ilumina os olhos. 10O temor de Iahweh é puro, estável para sempre; as decisões de Iahweh são verdadeiras, e justas igualmente; 11são mais desejáveis do que o ouro, muito ouro refinado; suas palavras são mais doces do que o mel escorrendo dos favos. 12Com elas também teu servo se esclarece, e observá-las traz grande proveito. 13Quem pode discernir os próprios erros? Purifica-me das faltas escondidas! 14Preserva também o teu servo do orgulho, para que ele nunca me domine; então eu serei íntegro e inocente de uma grande transgressão. 15Que te agradem as palavras de minha boca e o meditar do meu coração, sem treva em tua presença, Iahweh, meu rochedo, redentor meu!