/

23

22 Deus castiga unicamente em nome da justiça 1Elifaz de Temã tomou a palavra edisse: 2Pode um homem ser útil a Deus, quando o prudente só é útil a si mesmo? 3Que importa a Shaddai que sejas justo: aproveita-lhe a tua integridade? 4É por tua piedade que te corrige e entra contigo em julgamento? 5Não é antes por tua grande malícia e por tuas inumeráveis culpas? 6Exigias sem razão penhores a teu irmão e despojavas de suas roupas os nus; 7não davas água ao sedento e recusavas pão ao faminto; 8entregavas a terra a um homem poderoso, para ali se instalar o favorecido; 9despedias as viúvas com as mãos vazias, quebravas os braços dos órfãos. 10Por isso te encontras preso nos laços, amedronta-te um terror improviso, 11a luz se obscurece e já não vês nada, e te submerge um turbilhão de água. 12Não é Deus excelso como os céus? Ele não vê a cabeça das estrelas? 13Porque ele está nas alturas, tu dizes: Quem conhece a Deus? Pode ele julgar através das nuvens? 14As nuvens encobrem-no e impedem-no de ver, quando passeia pela abóbada do céu. 15Queres seguir os velhos caminhos por onde andaram os homens perversos? 16Foram arrebatados antes do tempo, quando uma torrente se lançou sobre seus fundamentos. 17Eles diziam a Deus: “Afasta-te de nós. Que pode fazer-nos Shaddai?” 18Ele enchia de bens suas casas, mas longe de mim o conselho dos ímpios! 19Os justos vêem isto e se alegram, o inocente zomba deles: 20“Eis destruídos os seus adversários! Devorados sejam pelo fogo seus bens!” 21 Reconcilia-te com ele e terás paz: desta maneira a felicidade virá sobre ti. 22Aceita a instrução de sua boca e guarda seus preceitos em teu coração. 23Se voltares a Shaddai como humilhado, se afastares de tua tenda a injustiça, 24se colocares o teu ouro sobre o pó, o Ofir entre as pedras do riacho, 25Shaddai será tuas barras de ouro e a tua prata entesourada. 26Então, sim, alegrar-te-ás em Shaddai e erguerás para Deus teu rosto. 27Ele ouvirá as tuas súplicas e tu cumprirás teus votos; 28decidir-te-ás por um projeto e realizar-se-á, e a luz brilhará em teu caminho. 29Porque ele abaixa o orgulho dos soberbos e salva o homem de olhar humilde. 30Ele libertará o homem inocente, e tu serás salvo pela pureza de tuas mãos.