/

34

4. A REFORMA DE JOSIAS

34 Resumo do reinado 1Josias tinha oito anos quando começou a reinar e reinoutrinta e um anos em Jerusalém. 2Fez o que é agradável aos olhos de Iahweh e seguiu a conduta de seu antepassado Davi, sem se desviar nem para a direita nem para a esquerda.

Primeiras reformas 3No oitavo ano do seu reinado, quando ainda não era mais queum adolescente, começou a buscar ao Deus de Davi, seu antepassado. No décimo segundo ano do seu reinado, começou a purificar Judá e Jerusalém dos lugares altos, das aserás, dos ídolos de madeira ou de metal fundido. 4Derrubaram diante dele os altares dos baals, ele próprio demoliu os altares de incenso que estavam sobre eles, despedaçou as aserás, os ídolos de madeira ou de metal fundido, e tendo-os reduzido a pó, espalhou o pó sobre os túmulos dos que lhes ofereceram sacrifícios. 5Queimou os ossos dos sacerdotes sobre seus altares e assim purificou Judá e Jerusalém. 6Nas cidades de

Manassés, de Efraim, de Simeão e também de Neftali e nos territórios devastados que os rodeavam, 7ele demoliu os altares, as aserás, quebrou e pulverizou os ídolos, derrubou os altares de incenso em toda a terra de Israel e depois voltou para Jerusalém.

Os trabalhos do Templo 8No décimo oitavo ano do seu reinado, depois de terpurificado o país e o Templo, encarregou Safã, filho de Aslias, Maasias, governador da cidade, e Joá, filho de Joacaz, o arquivista, de restaurar o Templo de Iahweh seu Deus. 9Foram entregar a Helcias, sumo sacerdote, o dinheiro oferecido ao Templo de Deus e que os levitas, guardiães do pátio, haviam recolhido: o dinheiro provinha de Manassés, de Efraim, de todo o resto de Israel, assim como de todo o Judá e Benjamim e dos habitantes de Jerusalém. 10Puseram esse dinheiro nas mãos dos empreiteiros encarregados do Templo de Iahweh e estes o utilizaram para os trabalhos de restauração e de reparação do Templo. 11Deram-no aos carpinteiros e aos pedreiros para comprar as pedras de talha e à madeira necessária para a estrutura e para as vigas das construções que os reis de Judá tinham deixado cair em ruínas. 12Esses homens executaram fielmente o trabalho; tinham como inspetores Jaat e Abdias, levitas dos filhos de Merari, Zacarias e Mosolam, descendentes dos caatitas, assim como outros levitas que sabiam tocar instrumentos musicais. 13Esses também vigiavam os carregadores e dirigiam todos os trabalhadores, segundo sua especialidade. Havia ainda levitas secretários, intendentes e porteiros.

Descoberta da Lei 14No momento em que se retirava o dinheiro oferecido ao Templode Iahweh; õ sacerdote Helcias encontrou o livro da Lei de Iahweh transmitida por Moises. 15Helcias tomou a palavra e disse ao secretário Safã: “Achei o livro da Lei no Templo de Iahweh.” E Helcias deu o livro a Safã. 16Safã entregou o livro ao rei e disse-lhe também: “Tudo o que foi confiado a teus servidores, eles o executam; 17tiraram o dinheiro encontrado no Templo de Iahweh e o puseram nas mãos dos empreiteiros e dos que executam as obras.” 18Depois o secretário Safã anunciou ao rei: “O sacerdote Helcias deu-me um livro”; e começou a sua leitura diante do rei. 19Quando ouviu as palavras da Lei, o rei rasgou suas vestes. 20Ordenou a Helcias, a Aicam, filho de Safã, a Abdon, filho de Micas, ao secretário Safã e a Asaías, ministro do rei: 21“Ide e consultai a Iahweh por mim e pelos que restam de Israel e de Judá, a respeito das palavras do livro que foi encontrado. Grande deve ser a ira de Iahweh que caiu sobre nós, porque nossos pais não observaram a palavra de Iahweh e não agiram segundo tudo o que está escrito neste livro.”

Oráculo da profetisa 22Helcias e os mensageiros do rei foram ter com a profetisaHulda, mulher de Selum, filho de Técua, filho de Haraas, guarda dos vestiários; ela morava em Jerusalém, na cidade nova. Transmitiram-lhe o recado 23e ela respondeu: “Assim fala Iahweh, Deus de Israel. Dizei ao homem que aqui vos enviou: 24Assim fala Iahweh. Eis que estou para fazer cair a desgraça sobre este lugar e sobre seus habitantes, e todas as maldições escritas no livro que foi lido diante do rei de Judá, 25porque me abandonaram e sacrificaram a outros deuses, irritando-me com todo o seu modo de agir. Minha ira se inflamou contra este lugar e ela não se aplacará. 26E direis ao rei de Judá que vos enviou para consultar a Iahweh: Assim fala Iahweh, Deus de Israel: as palavras que ouviste… 27Mas porque teu coração se comoveu e te humilhaste diante de Deus, ouvindo as palavras que ele pronunciou contra esse lugar e seus habitantes, porque te humilhaste, rasgaste tuas vestes e choraste diante de mim, eu também te ouvi, oráculo de Iahweh. 28Eis que te reunirei a teus pais, serás posto em paz no sepulcro, e teus olhos

não verão todos os males que vou mandar sobre este lugar e sobre seus habitantes.” Eles levaram ao rei essa resposta.

Renovação da aliança 29Então o rei mandou reunir todos os anciãos de Judá e deJerusalém, 30e o rei subiu ao Templo de Iahweh com todos os homens de Judá, os habitantes de Jerusalém, os sacerdotes, os levitas e todo o povo, do maior ao menor, e leu diante deles todo o conteúdo do livro da aliança encontrado no Templo de Iahweh. 31O rei estava de pé sobre o estrado e concluiu diante de Iahweh a aliança que o obrigava a seguir a Iahweh, a guardar seus mandamentos, seus testemunhos e estatutos, de todo o seu coração e de toda a sua alma, e a pôr em prática as cláusulas da aliança escritas nesse livro. 32Fez com que aderissem ao pacto todos os que se achavam em Jerusalém ou em Benjamim, e os habitantes de Jerusalém procederam de acordo com a aliança de Deus, do Deus de seus pais. 33Josias fez desaparecer todas as abominações de todos os territórios pertencentes aos filhos de Israel. Durante toda a sua vida, obrigou todos os que estavam em Israel a servirem a Iahweh seu Deus. Eles não se afastaram de Iahweh, o Deus de seus pais.