/

9

9 Saul e as jumentas de seu pai 1Havia entre os benjaminitas um homem chamadoCis, filho de Abiel, filho de Seror, filho de Becorat, filho de Afia. Era um benjaminita, um homem poderoso. 2Tinha ele um filho chamado Saul, um belo jovem. Nenhum outro havia entre os filhos de Israel mais belo do que ele. Dos ombros para cima era mais alto do que todos. 3As jumentas de Cis, pai de Saul, tinham-se desgarrado. Cis disse a Saul seu filho: “Chama um dos criados e vai à procura das jumentas”. 4Ultrapassaram a montanha de Efraim, atravessaram o território de Salisa sem as achar. Seguiram pelas terras de Salim, e lá não estavam; cruzaram o país de Benjamim sem nada encontrar. 5Quando iam chegando à terra de Suf, Saul disse ao servo que o acompanhava: “Vamos voltar! Pior será para meu pai que deixe de preocupar-se com as jumentas e se aflija por nossa causa”. 6Mas ele lhe respondeu: “Há um homem de Deus na cidade próxima. É um homem honrado. Tudo o que ele diz acontece com certeza. Vamos até lá: talvez nos possa ajudar quanto ao caminho que devemos seguir”. 7Saul disse ao criado: “Se formos, que ofereceremos ao homem? O pão já se acabou no alforje, e nada temos para oferecer ao homem de Deus. Que temos mais?” 8O servo tomou a palavra e disse a Saul: “Ocorre que tenho comigo um quarto de siclo de prata. Eu o darei ao homem de Deus,” e ele nos ajudará na nossa viagem”. 10Saul disse ao seu servo: “Falaste bem. Vamos, então.” E chegaram à cidade onde se encontrava o homem de Deus.

Saul se encontra com Samuel 11Subindo a ladeira da cidade, cruzaram com duasjovens que saíam para buscar água e lhes perguntaram: “O vidente está na cidade?” — 9Antigamente, em Israel, quando alguém ia consultar a Deus, dizia: “Vamos ao vidente”, porque, em vez de “profeta”, como hoje se diz, dizia-se “vidente”. — 12Elas lhes responderam com estas palavras: “Está sim. Acaba de chegar, um pouco antes de ti. Apressa-te: ele veio hoje à cidade porque hoje será oferecido um sacrifício pelo povo no lugar alto. 13Entrando na cidade, vós o achareis, antes que suba ao lugar alto para comer. O povo não comerá antes que ele chegue, porque é ele que tem de abençoar o sacrifício; só depois comem os convidados Subi, pois, já. Logo o achareis”. 14Subiram, então, à cidade. Quando iam atravessando a porta, Samuel saía em sua direção para subir ao lugar alto. 15Ora, um dia antes da vinda de Saul, Iahweh havia feito uma revelação a Samuel: 16“Amanhã, a esta hora, enviar-te-ei um homem da terra de Benjamim. Unge-o como chefe do meu povo Israel, e ele o libertará da mão dos filisteus, porque vi a miséria do meu povo, e o seu clamor chegou até mim.” 17E quando Samuel olhou para Saul, Iahweh lhe deu a entender: “É este o homem de quem te falei. É ele quem julgará o meu povo”. 18Saul se aproximou de Samuel, na soleira da porta, e lhe disse: “Peço-te que me mostres onde é a casa do vidente”. 19Samuel respondeu a Saul: “Sou eu o

vidente. Sobe adiante de mim ao lugar alto. Comereis hoje comigo, e amanhã de manhã te direi tudo o que preocupa o teu coração. 20Quanto às jumentas que perdeste há três dias, não te aborreças, porque já foram encontradas. Aliás, para quem é toda a riqueza de Israel? Não é para ti e para toda a casa de teu pai?”21Saul respondeu deste modo: “Não sou por acaso um benjaminita, da menor das tribos de Israel, e o meu clã não é porventura o mais modesto de todos os da tribo de Benjamim? Por que me dizes tais coisas?” 22Samuel tomou consigo a Saul e o seu servo, introduziu-os na sala e os fez assentarem-se em lugar preeminente sobre os convidados, que eram uns trinta homens. 23Depois Samuel disse ao cozinheiro: “Serve aquela porção que te recomendei que separasses”. 24Então o cozinheiro trouxe a perna e o rabo, e o pôs diante de Saul, dizendo: “Aqui está diante de ti o que se separou. Come!…” Nesse dia, Saul comeu com Samuel.” 25A seguir desceram do lugar alto para a cidade. Preparam uma cama no terraço para Saul, 26e ele se deitou.A sagração de Saul —Ao raiar da aurora, Samuel chamou Saul, no terraço, e disse:”Levanta-te, vim despedir-me.” Saul se levantou, e Samuel e ele saíram juntos para fora. 27E tendo eles descido até os limites da cidade, Samuel disse a Saul: “Manda ao teu servo que passe adiante de nós; tu, porém, espera, para que eu te faça ouvir a palavra de Deus”.