/

22

3. DAVI, CHEFE DE BANDO

22 Davi começa a sua vida errante 1Davi partiu dali e se refugiou na caverna deOdolam. Os seus irmãos e toda a sua família souberam disso e desceram ali para estar com ele. 2Todos os que se achavam em dificuldades, todos os endividados, todos os descontentes se reuniram ao seu redor, e o fizeram seu chefe. Ele reuniu assim cerca de quatrocentos homens. 3Dali, Davi se dirigiu a Masfa de Moab e disse ao rei de Moab: “Permite que meu pai e minha mãe fiquem aqui até que eu saiba o que Deus fará por mim.” 4Ele os deixou com o rei de Moab, e ficaram com ele todo o tempo em que Davi esteve no seu refúgio. 5O profeta Gad, porém, disse a Davi: “Não permaneças no refúgio, parte e entra no território de Judá.” Davi foi e se escondeu na floresta de Haret.

Massacre dos sacerdotes de Nob 6Saul teve notícia de que já se sabia onde estavamDavi e os que o acompanhavam. Saul estava em Gabaá, debaixo da tamargueira no alto da colina, a sua lança na mão, e todos os seus oficiais perto dele. 7Então disse Saul a todos os oficiais que estavam com ele: “Ouvi, pois, benjaminitas! Dar-vos-á também, o filho de Jessé, a todos vós terras e vinhas, e vos nomeará chefes de mil e chefes de cem, 8para que todos conspirem contra mim? Ninguém me avisou quando meu filho fez aliança com o filho de Jessé, nenhum de vós tem piedade de mim e me conta que o meu filho fez de um meu servidor um inimigo, como hoje se vê.” 9Então Doeg, o edomita, que estava entre os oficiais de Saul, tomou a palavra e disse: “Eu vi o filho de Jessé que

foi a Nob, à casa de Aquimelec, filho de Aquitob, 10o qual consultou por ele a Iahweh e lhe deu víveres e também a espada de Golias, o filisteu.” 11Então Saul mandou chamar o sacerdote Aquimelec, filho de Aquitob, e toda a sua família, os sacerdotes de Nob, e todos eles compareceram perante o rei. 12Disse Saul: “Ouve, filho de Aquitob!”, e ele respondeu: “Aqui estou, senhor meu!” 13Saul lhe disse: “Por que conspirastes contra mim, o filho de Jessé e tu? Tu lhe deste pão e uma espada, e consultaste a Deus por ele, a fim de que ele se transformasse num inimigo contra mim, como hoje acontece.” 14Aquimelec respondeu ao rei: “E quem há comparável a Davi, tão fiel servo entre todos, o genro do rei, chefes da tua guarda pessoal, honrado na tua casa? 15Foi porventura hoje que comecei a consultar a Deus por ele? Longe de mim tal pensamento! Não impute o rei a seu servo e a toda a sua família semelhante acusação. Por que o teu servo nada sabe de tudo isso, nem muito nem pouco.” 16O rei replicou: “Tu morrerás, Aquimelec, tu e toda a tua família.” 17E o rei disse aos da sua guarda pessoal: “Aproximai-vos e matai os sacerdotes de Iahweh, porque eles também ajudaram Davi, porque souberam que fugiu e não me avisaram.” Mas os guardas do rei não quiseram levantar a mão contra os sacerdotes de Iahweh e matá-los. 18Então o rei disse a Doeg: “Tu, aproxima-te dos sacerdotes e mata-os.” Doeg, o edomita, aproximou-se deles e matou-os, ele mesmo, naquele dia; matou oitenta e cinco homens que vestiam efod de linho. 19Quanto a Nob, a cidade dos sacerdotes, Saul a passou ao fio da espada, homens e mulheres, crianças e recém-nascidos, bois, jumentos e ovelhas. 20Somente escapou um filho de Aquimelec, filho de Aquitob. Chamava-se Abiatar, e fugiu à procura de Davi. 21Abiatar anunciou a Davi que Saul havia massacrado os sacerdotes de Iahweh, 22e Davi lhe disse: “Eu senti naquele dia que Doeg, o edomita, que estava presente, certamente avisaria a Saul! Sou eu o responsável pela vida de todos os teus parentes. 23Fica comigo, não temas. Pois o que procurar a minha morte também procurará a tua. Comigo, estarás bem seguro.”