/

21

21 1Então Davi se levantou e partiu, e Jônatas voltou à cidade.

A parada em Nob —tremendo ao encontro

2Davi chegou a Nob e foi ao sacerdote Aquimelec, que veio de Davi e lhe perguntou: “Por que vieste sozinho e não há

ninguém contigo?” 3Davi respondeu ao sacerdote Aquimelec: “O rei me deu uma ordem

e disse: ‘Que ninguém saiba de que missão te encarreguei e que ordem te dei.’ Quanto aos meus homens, marquei encontros com eles em certo lugar. 4Agora, se tens cinco pães à mão, dá- nos, ou o que achares.” 5Respondeu o sacerdote: “Não tenho à mão pão comum, mas só pão consagrado — com a condição de que os teus homens não tenham tido contato com mulheres.” 6Davi respondeu ao sacerdote: “Certamente, as mulheres nos foram proibidas, como sempre que parto em campanha, e as coisas dos homens conservam-se em estado de pureza. Trata-se de uma viagem profana, mas, de fato, hoje eles se mantêm em estado de pureza quanto à coisa.” 7Então o sacerdote lhe deu o que havia sido consagrado, porque não havia outro pão, salvo o de oblação, o que se retira de diante de Iahweh para ser substituído por pão quente, quando aquele é retirado. 8Ora, naquele mesmo dia estava ali um dos servos de Saul, retido perante Iahweh; ele se chamava Doeg, o edomita, e era o mais robusto dos pastores de Saul. 9Davi disse a Aquimelec: “Há por aqui, à tua mão, uma lança ou uma espada? Eu não trouxe comigo nem a minha espada nem as minhas armas, porque a ordem do rei era urgente.” 10Respondeu o sacerdote: “A espada de Golias, o filisteu, que mataste no vale do Terebinto, está ali, embrulhada num manto, atrás do efod. Se quiseres, toma-a; não há outra por aqui.” Davi disse: “Não existe outra igual; dá-ma.”

Davi entre os filisteus11Naquele dia, levantou-se Davi e fugiu para longe de Saul, efoi a Aquis, rei de Gat. 12Mas os servos de Aquis disseram: “Não é este Davi, o rei da terra? Não era para ele que se cantavam as danças: ‘Saul matou mil mas Davi matou dez mil?’ ” 13Davi considerou essas palavras e ficou com muito medo de Aquis, rei de Gat.

14Então ele se fez de insensato diante deles, fingiu-se de louco nas suas mãos: tamborilava nos batentes da porta e deixava a saliva escorrer pela barba. 15Aquis disse aos que o serviam: “Bem vedes que este homem está louco! Por que o trouxestes à minha presença? 16Será que tenho falta de loucos, para que me trouxésseis mais este para me aborrecer com suas doidices? Vai ele entrar na minha casa?”