/

7

7 1Iahweh disse a Moisés: “Eis que te fiz como um deus para Faraó, e Aarão, teu irmão,será o teu profeta. 2FaIarás tudo o que eu ordenar; e Aarão, teu irmão, falará a Faraó, para que deixe partir da sua terra os filhos de Israel. 2Eu, porém, endurecerei o coração de Faraó, e multiplicarei no país do Egito os meus sinais e os meus prodígios. 3Faraó não vos ouvirá; e eu porei a minha mão sobre o Egito, e farei sair do país do Egito os meus exércitos, o meu povo, os filhos de Israel, com grandes julgamentos. 5Saberão os egípcios que eu sou Iahweh, quando estender minha mão sobre o Egito e fizer sair do meio deles os filhos de Israel.” 6Moisés e Aarão fizeram como Iahweh ordenara. 7Moisés tinha oitenta anos, e Aarão oitenta e três, quando falaram a Faraó.

3 AS PRAGAS DO EGITO A PÁSCOA

A vara transformada em cobra 8Disse Iahweh a Moisés e a Aarão:9“Se Faraó vos

disser: ‘Apresentai um prodígio em vosso favor’, então dirás a Aarão: ‘Toma a tua vara e lança-a diante de Faraó; e ela se transformará em cobra.’ ” 10Moisés e Aarão foram a Faraó, e fizeram como Iahweh ordenara. Lançou Aarão a sua vara diante de Faraó e diante dos seus servos, e ela se transformou em cobra. 11Faraó, porém, convocou os sábios os encantadores de cobras. Ora, também eles, os magos do Egito, com suas ciências ocultas, fizeram o mesmo. 12Pois lançou cada um a sua vara, e elas se tornaram cobras. Mas a vara de Aarão devorou as varas deles. 13Contudo, o coração de Faraó se endureceu e não os ouviu, como Iahweh havia predito.

I A água transformada em sangue 14Disse Iahweh a Moisés: “O coração de Faraó

está obstinado: ele se recusou a deixar o povo partir. 15Vai a Faraó, pela manhã: eis que ele sairá às águas; e estarás à espera dele na margem do Rio. Tomarás na mão a vara que se transformou em cobra. 16Tu lhe dirás: ‘Iahweh, o Deus dos hebreus, me enviou a ti para te dizer: Deixa o meu povo partir, para que me sirva no deserto. E eis que até agora não tens ouvido. 17Assim disse Iahweh: ‘Nisto saberás que eu sou Iahweh: — com esta vara que tenho na mão ferirei as águas do Rio, e elas se converterão em sangue; 18os peixes do Rio morrerão, o Rio cheirará mal, e os egípcios não poderão mais beber das águas do Rio.’ ” 19Disse Iahweh a Moisés: “Dize a Aarão: ‘Toma a tua vara e estende a lua mão sobre as águas do Egito, sobre os seus rios, sobre os seus canais, sobre as suas lagoas e sobre todos os seus reservatórios, para que se convertam em sangue. Haja sangue em toda a terra do Egito, até nas árvores e nas pedras.’ ” 20Moisés e Aarão fizeram como Iahweh lhes havia ordenado. — Ele levantou a vara, feriu as águas que estavam no Rio, aos olhos de Faraó e dos seus servos; e toda a água do Rio se converteu em sangue. 21Os peixes do Rio morreram. O Rio poluiu-se, e os egípcios não podiam beber a água do Rio. E houve sangue por todo o país do Egito. 22Os magos do Egito, porém, com suas ciências ocultas, fizeram o mesmo: o coração de Faraó se endureceu e não os ouviu, como Iahweh havia dito. 23Virou-se Faraó e foi para casa; e nem isso

considerou o seu coração. 24Todos os egípcios cavaram nos arredores do Rio para encontrar água potável; pois não podiam beber a água do Rio. 25Passaram-se sete dias, depois que Iahweh feriu o Rio.

II. As rãs 26Disse Iahweh a Moisés: “Vai ter com Faraó e dize-lhe: ‘Assim falaIahweh: Deixa o meu povo partir, para que me sirva. 27Se te recusares a deixá-lo partir, eis que infestarei de rãs todo o teu território. 28O Rio ferverá de rãs, e elas subirão e entrarão na tua casa, no teu quarto de dormir, sobre o teu leito, e nas casas dos teus servos e do teu povo, e nos teus fornos e amassadeiras.29As rãs virão sobre ti, sobre o teu povo e sobre todos os teus servos.’ “