45

Moisés

45 1Fez sair dele um homem de bem que encontrou favor aos olhos de todo o mundo,amado por Deus e pelos homens, Moisés, cuja memória é uma bênção. 2Equiparou-o em glória aos santos e tornou-o poderoso para o terror dos inimigos. 3Pela palavra de Moisés fez cessar os prodígios e glorificou-o em presença dos reis; deu-lhe mandamentos para o seu povo e fez-lhe ver algo de sua glória. 4Na sua fidelidade e doçura ele o santificou, escolheu-o entre todos os viventes; 5fez-lhe ouvir a sua voz e o introduziu nas trevas; deu-lhe face a face os mandamentos, uma lei de vida e de inteligência, para ensinar a Jacó suas prescrições e seus decretos a Israel.

Aarão6Elevou Aarão, um santo semelhante a Moisés, seu irmão, da tribo de Levi.7Fezcom ele uma aliança eterna e deu-lhe o sacerdócio do povo. Fê-lo feliz com o seu ornamento e cobriu-o com uma veste gloriosa. 8Revestiu-o de uma glória perfeita e preparou-lhe ricos ornamentos, calções, túnicas e efod. 9Para circundar sua veste, deu-lhe romãs e numerosas campainhas de ouro, em todo redor, para tinir a cada passo seu, e fazer ouvir, no templo, um eco, como um memorial para os filhos de seu povo; 10e uma veste sagrada de ouro, de púrpura violeta, de escarlate, obra de um bordador; o peitoral do julgamento, o Urim e o Tummim,de carmesim retorcido, obra de um tecelão; 11pedras preciosas gravadas em forma de selo, num engaste de ouro, obra de um joalheiro, por memorial, uma inscrição gravada, segundo o número das tribos de Israel; 12e um diadema de ouro sobre o turbante, trazendo, gravada, a inscrição de consagração, decoração soberba, trabalho magnífico, delícia para os olhos são esses ornamentos. 13Nada de semelhante houve antes dele e jamais um estrangeiro os vestiu, mas somente os seus filhos e seus descendentes para sempre. 14Seus sacrifícios se consumirão inteiramente duas vezes por dia, sem interrupção. 15Moisés o consagrou e o ungiu com o óleo santo. Foi para ele uma aliança eterna, assim como para a sua raça, enquanto durarem os céus, para que ele presida o culto, exerça o sacerdócio e abençoe o povo em nome do Senhor. 16Ele o escolheu entre todos os viventes para oferecer o sacrifício do Senhor, o incenso e o perfume, como memorial, para fazer a expiação por seu povo. 17Deu-lhe os seus mandamentos, confiou-lhe as prescrições da lei, para que ele ensine a Jacó seus testemunhos e esclareça Israel sobre sua lei. 18Os estrangeiros coligaram-se contra ele, eles o invejaram no deserto, homens de Datã e de Abiram, o bando de Coré, odioso e violento. 19O Senhor os viu e irritou-se, eles foram exterminados em sua cólera. Por eles fez prodígios, consumindo-os pelo seu fogo em chamas. 20Ele aumentou a glória de Aarão, deu-lhe um patrimônio, destinou-lhe as oferendas das primícias, em primeiro lugar pão em abundância. 21E que comessem também dos sacrifícios do Senhor, deu-os a ele e à sua posteridade. 22Mas na terra ele não terá herança, ele não tem porção no meio do povo, “Porque sou eu a tua parte de herança”.

Finéias23Quanto a Finéias, filho de Eleazar, ele é o terceiro em glória, por seu zelo notemor do Senhor, por ter ficado firme diante da revolta do povo com uma nobre coragem; assim ele obteve o perdão para Israel. 24Por isso foi celebrada com ele uma aliança de paz, que o fazia chefe do santuário6 e do povo, de sorte que a ele e à sua descendência pertencesse a dignidade de sumo sacerdote para sempre. 25Houve uma

aliança com Davi, filho de Jessé, da tribo de Judá, sucessão real, do pai a um só dos filhos. Mas a de Aarão passa a todos os seus descendentes. 26Que o Senhor dê a vossos corações a sabedoria para julgardes seu povo com justiça, a fim de que as virtudes dos antepassados não desapareçam em nada, e que a sua glória passe a seus descendentes.