Quarta-feira da 3ª Semana do Advento III Semana do Saltério

Compartilhar:

 

Invitatório

 Ant. do Invitatório: Vinde, adoremos o Rei que vai chegar.


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

O Verbo eterno do Pai,
da luz do Pai emanado,
nascendo eleva a história,
caída pelo pecado.

 

Nos corações, vosso amor

queime, qual fogo candente.

Ao escutar vosso anúncio,

fuja a mentira da mente.

 

As profundezas dos seres,

Juiz, vireis penetrar

e, castigando o culpado,

o Reino ao justo entregar.

 

Enfim, liberto das culpas,

fruto de nossas malícias,

no céu possamos gozar

vossas eternas delícias.

 

Ó Cristo, Rei piedoso,

a vós e ao Pai toda a glória,

com o Espírito Santo,

eterna honra e vitória.

 

Salmodia

Ant. 1 O amor e a verdade vão andando à vossa frente.

Salmo 88(89),2-38

As misericórdias do Senhor
com a descendência de Davi

Conforme prometera, da descendência de Davi, Deus fez surgir um Salvador, que é Jesus (At 13,22.23).

I

2 Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, *
de geração em geração eu cantarei vossa verdade!

3
Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” *
E a vossa lealdade é tão firme como os céus.

4 “Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, *
e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor:

5
Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, *
de geração em geração garantirei o teu reinado!”

6 Anuncia o firmamento vossas grandes maravilhas, *
e o vosso amor fiel, a assembléia dos eleitos,

7
pois, quem pode, lá nas nuvens, ao Senhor se comparar*
e quem pode, entre seus anjos, ser a ele semelhante?

8 Ele é o Deus temível no conselho dos seus santos, *
ele é grande, ele é terrível para quantos o rodeiam.

9
Senhor Deus do universo, quem se igual a vós? *
Ó Senhor, sois poderoso, irradiais fidelidade!

10 Dominais sobre o orgulho do oceano furioso, *
quando as ondas se levantam, dominando as acalmais.

11
Vós feristes a Raab e o deixastes como morto, *
vosso braço poderoso dispersou os inimigos.

12 É a vós que os céus pertencem, e a terra é também vossa!*
Vós fundastes o universo e tudo aquilo que contém.

13
Vós criastes no princípio tanto o norte como o sul; *
o Tabor e o Hermon em vosso nome rejubilam.

14 Vosso braço glorioso se revela com poder! *
Poderosa é vossa mão, é sublime a vossa destra!

15
Vosso trono se baseia na justiça e no direito, *
vão andando à vossa frente o amor e a verdade.

16 Quão feliz é aquele povo que conhece a alegria; *
segui pelo caminho, sempre à luz de vossa face!

17
Exulta de alegria em vosso nome dia a dia, *
e com grande entusiasmo exalta vossa justiça.

18 Pois sois vós, ó Senhor Deus, a sua força e sua glória, *
é por vossa proteção que exaltais nossa cabeça.

19
Do Senhor é o nosso escudo, ele é nossa proteção, *
ele reina sobre nós, é o Santo de Israel!

Ant. O amor e a verdade vão andando à vossa frente.

Ant. 2 O Filho de Deus se fez homem
e nasceu da falia de Davi.

II

=20 Outrora vós falastes em visões a vossos santos: †
“Coloquei uma coroa na cabeça de um herói *
e do meio deste povo escolhi o meu Eleito.

21 Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, *
e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado.

22
Esta sempre com ele minha mão onipotente, *
e meu braço poderoso há de ser a sua força.

23 Não se surpreendido pela força do inimigo, *
nem o filho da maldade pode prejudicá-lo.

24
Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, *
ferirei e abaterei todos aqueles que o odeiam.

25 Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, *
sua força e seu poder por meu nome crescerão.

26
Eu farei que ele estenda sua mão por sobre os mares, *
e a sua mão direita estenderei por sobre os rios.

27 Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, *
sois meu Deus, sois meu Rochedo onde encontro a salvação!’

28
E por isso farei dele o meu filho primogênito, *
sobre os reis de toda a terra farei dele o Rei altíssimo.

29 Guardarei eternamente para ele a minha graça *
e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.

30
Pelos culos sem fim conservarei sua descendência, *
e o seu trono, tanto tempo quanto os céus, há de durar”.

Ant. O Filho de Deus se fez homem
e nasceu da falia de Davi.

Ant. 3 Eu jurei uma só vez a Davi, meu servidor:
Eis que a tua descendência dura eternamente.

III

31 “Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei *
e deixarem de andar pelos caminhos da Aliança;

32
se, pecando, violarem minhas justas prescrições *
e se não obedecerem aos meus santos mandamentos:

33 eu, então, castigarei os seus crimes com a vara, *
com açoites e flagelos punirei as suas culpas.

34
Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor *
e nem hei de renegar o juramento que lhes fiz.

35 Eu jamais violarei a Aliança que firmei, *
e jamais hei de mudar o que meus bios proferiram!

36
Eu jurei uma só vez por minha própria santidade, *
e portanto, com certeza, a Davi não mentirei!

37 Eis que a sua descendência dura eternamente *
e seu trono ficará à minha frente como o sol;

38
como a lua que perdura sempre firme pelos séculos, *
e no alto firmamento é testemunha verdadeira”.

Ant. Eu jurei uma só vez a Davi, meu servidor:
Eis que a tua descendência dura eternamente.

V. Convertei-nos ó Senhor, Deus do universo.
R.
Mostrai-nos vossa face e nos salvai!

 

Primeira leitura
Do Livro do Profeta Isaías
31,1-3; 32,1-8

 

O reino da verdadeira justiça

31,1 Ai dos que viajam ao Egito em busca de ajuda,
esperando nos cavalos,
confiando nos carros de guerra, muito numerosos,
e nos cavaleiros, muito afamados,
em vez de recorrerem ao Santo de Israel
e procurarem o Senhor.
2
Ele, porém, sábio, permite o mal,
e não retira a sua palavra;
há de erguer-se contra a casa dos ímpios
e contra a ajuda dos que praticam iniqüidades.
3
O egípcio é homem, e não deus;
os seus cavalos são carne, e não espírito;
se o Senhor abaixar a mão,
vai ao chão o protetor,
cai o protegido
e todos se acabam juntamente.
32,1
Eis que o rei deve reinar com justiça
e os príncipes devem presidir com eqüidade.
2
Os homens devem ser como pára-ventos
e abrigos contra a tempestade,
ou como veios d’água em terra sedenta
e sombra de grande rochedo em terra seca.
3
Os olhos dos videntes não ficarão embaçados
e os ouvidos dos que ouvem ouvirão com atenção,
4
a mente dos simples compreenderá a ciência
e a língua dos gagos falará rápido e claro.
5
Não mais se chamará nobre a um insensato
nem grande homem a um trapaceiro;
6
o insensato fala insensatez,
tem o pensamento voltado para o mal
e para a prática da impiedade:
pronuncia blasfêmias contra o Senhor,
deixa o pobre morrer de fome
e nega água ao que tem sede.
7
O trapaceiro causa os piores danos;
ele vive inventando planos
para prejudicar com mentiras os humildes,
mesmo quando o pobre apela à justiça.
8
A pessoa bem formada dá bons conselhos
e cresce em estima pessoal.

 

 Responsório Is 32,3.4; Jr 23,5

R. Os olhos dos que em não irão se escurecer
e os ouvidos dos que ouvem, ouvirão com atenção,

* E o coração dos insensatos aprende sabedoria.

V. De Davi farei brotar um rebento de justiça;
será rei e será bio. * E o coração.

 

Segunda leitura
Do Tratado contra as heresias, de Santo Irineu, bispo

(Lib. 4,20, 4-5: SCh 100, 634-640) (Séc. II)

 

Com a vinda de Cristo, Deus torna-se visível aos homens

Há um só Deus que, por sua Palavra e Sabedoria, criou e harmonizou todas as coisas.

 

Sua Palavra é nosso Senhor Jesus Cristo, que nos últimos tempos se fez homem entre os homens, para unir o fim ao princípio, isto é, o homem a Deus.

 

Por isso, os profetas, que tinham recebido dessa mesma Palavra o carisma profético, anunciaram sua vinda segundo a carne; mediante essa vinda, realizou-se a união e a comunhão de Deus com o homem, conforme a vontade do Pai. Desde o começo a Palavra de Deus tinha anunciado que Deus seria visto pelos homens, que viveria e conversaria com eles na terra, que se faria presente à sua criatura, para salvá-la e ser percebido por ela, livrando-nos das mãos de todos os que nos odeiam (Lc 1,71), isto é, de todo o espírito de pecado, e fazendo que o sirvamos em justiça e santidade enquanto perdurarem nossos dias (Lc 1,74-75). E assim, unido ao Espírito de Deus, o homem tenha acesso à glória do Pai.

 

Os profetas anunciavam que Deus seria visto pelos homens, conforme diz também o Senhor: Felizes os puros de coração, porque verão a Deus (Mt 5,8).

 

Contudo, ninguém pode ver a Deus na sua grandeza e glória inenarrável e continuar vivendo (cf. Ex 33,20), porque o Pai é inacessível. Mas em seu amor, sua bondade e sua onipotência, ele chega a conceder aos que o amam o dom de ver a Deus; é isto que anunciavam os profetas, pois o que é impossível aos homens, é possível a Deus (Lc 18,27).

 

O homem, por si mesmo, não poderá ver a Deus. Mas Deus, se quiser, será visto pelos homens, por aqueles que ele quiser, quando e como quiser. Deus, que tudo pode, foi visto outrora em visão profética por meio do Espírito, deixa-se ver agora por meio de seu Filho, graças à adoção filial, e será visto finalmente no reino dos céus como Pai. Com efeito, o Espírito prepara o homem para o Filho de Deus, o Filho conduz o homem para o Pai e o Pai lhe dá a imortalidade na vida eterna, que é fruto da contemplação de Deus.

 

Assim como os que vêem a luz estão na luz e recebem a sua claridade, também os que vêem a Deus estão em Deus e recebem a sua claridade. A claridade de Deus vivifica; portanto, os que vêem a Deus recebem a vida.

 

 Responsório Dt 18,18; Lc 20,9; cf. Jo 6,14

 

R. Farei surgir para o meu povo um profeta,
colocarei minhas palavras em seus bios.

* Anuncia todas as coisas que eu disser.

V. O meu Filho muito amado enviarei.
É este realmente o profeta,
que todos esperavam vir ao mundo. * Anuncia.

 

Oração

Concedei-nos, ó Deus onipotente, que as próximas festas do vosso Filho nos sejam remédio nesta vida e prêmio na vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

Invitatório

  Ant. do Invitatório: Vinde, adoremos o Rei que vai chegar.   


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino


Em meio à treva escura,
ressoa clara voz.
Os sonhos maus se afastem,
refulja o Cristo em nós. 

 

Despertem os que dormem
feridos de pecado.
Um novo sol já brilha,
o mal vai ser tirado. 

 

Do céu desce o Cordeiro
Que traz a salvação.
Choremos e imploremos
Das culpas o perdão. 

 

E ao vir julgar o mundo
No dia do terror,
Não puna tantas culpas,
Mas venha com amor. 

 

Ao Pai e ao seu Filho
poder e majestade,
e glória ao Santo Espírito
por toda a eternidade. 

Salmodia

Ant. 1 Alegrai vosso servo, Senhor,
pois a vós eu elevo a minh’alma.

Salmo 85(86)

Oração do pobre nas dificuldades

Bendito seja o Deus que nos consola em todas as nossas aflições (2Cor 1,3.4).

1 Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, *
escutai, pois sou pobre e infeliz!

=2
Protegei-me, que sou vosso amigo, †
e salvai vosso servo, meu Deus, *
que espera e confia em vós!

3 Piedade de mim, ó Senhor, *
porque clamo por vós todo o dia!

4
Animai e alegrai vosso servo, *
pois a vós eu elevo a minh’alma.

5 Ó Senhor, vós sois bom e clemente, *
sois perdão para quem vos invoca.

6
Escutai, ó Senhor, minha prece, *
o lamento da minha oração!

7 No meu dia de angústia eu vos chamo, *
porque sei que me haveis de escutar.

8 Não existe entre os deuses nenhum *
que convosco se possa igualar;

– não existe outra obra no mundo *
compavel às vossas, Senhor!

9 As nações que criastes virão *
adorar e louvar vosso nome.

10
Sois tão grande e fazeis maravilhas: *
vós somente sois Deus e Senhor!

11 Ensinai-me os vossos caminhos, *
e na vossa verdade andarei;

– meu coração orientai para vós: *
que respeite, Senhor, vosso nome!

12 Dou-vos graças com toda a minh’alma, *
sem cessar louvarei vosso nome!

13
Vosso amor para mim foi imenso: *
retirai-me do abismo da morte!

=14 Contra mim se levantam soberbos, †
e malvados me querem matar; *
não vos levam em conta, Senhor!

15 Vós, porém, sois clemente e fiel, *
sois amor, paciência e perdão.

=16
Tende pena e olhai para mim! †
Confirmai com vigor vosso servo, *
de vossa serva o filho salvai.

17 Concedei-me um sinal que me prove *
a verdade do vosso amor.

– O inimigo humilhado verá *
que me destes ajuda e consolo.

Ant. Alegrai vosso servo, Senhor,
pois a vós eu elevo a minh’alma.

Ant. 2 Feliz de quem caminha na justiça,
diz a verdade e não engana o semelhante!

Cântico Is 33,13-16

Deus julgará com justiça

A promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe (At 2,39).

13 Vós que estais longe, escutai o que eu fiz! *
Vós que estais perto, conhecei o meu poder!

14 Os pecadores em Sião se apavoraram, *
e abateu-se sobre os ímpios o terror:

– “Quem fica junto do fogo que devora? *
Ou quem de vós suportará a eterna chama?”

15 É aquele que caminha na justiça, *
diz a verdade e não engana o semelhante;

– o que despreza um benefício extorquido *
e recusa um presente que suborna;

– o que fecha o seu ouvido à voz do crime *
e cerra os olhos para o mal não contemplar.

16 Esse homem morará sobre as alturas, *
e seu regio há de ser a rocha firme.

– O seu pão não haverá de lhe faltar, *
e a água lhe será assegurada.

Ant. Feliz de quem caminha na justiça,
diz a verdade e não engana o semelhante!

Ant. 3 Aclamai ao Senhor e nosso Rei!

Salmo 97(98)

Deus, vencedor como juiz

Este salmo significa a primeira vinda do Senhor e a fé de todos os povos (Sto. Atanásio).

1 Cantai ao Senhor Deus um canto novo, *
porque ele fez progios!

– Sua mão e o seu braço forte e santo *
alcançaram-lhe a vitória.

2 O Senhor fez conhecer a salvação, *
e às nações, sua justiça;

3
recordou o seu amor sempre fiel *
pela casa de Israel.

– Os confins do universo contemplaram *
a salvação do nosso Deus.

4
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, *
alegrai-vos e exultai!

5 Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa *
e da tara suave!

6
Aclamai, com os clarins e as trombetas, *
ao Senhor, o nosso Rei!

7 Aplauda o mar com todo ser que nele vive, *
o mundo inteiro e toda gente!

8
As montanhas e os rios batam palmas *
e exultem de alegria,

9 na presença do Senhor, pois ele vem, *
vem julgar a terra inteira.

– Julga o universo com justiça *
e as nações com equidade.

Ant. Aclamai ao Senhor e nosso Rei!

Leitura breve             Is 7,14b-15

Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel; ele se alimentará de manteiga e de mel até quando aprender a fugir do mal e a procurar o bem.

Responsório breve

R.O Senhor é contigo, ó Maria,
* Alegra-te, cheia de graça! R. O Senhor.
V. Ele voltou seu olhar para ti: realizou toda esperança.
* Alegra-te. Glória ao Pai. R. O Senhor.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Consola-te,consola-te, meu povo,
é o Senhor e o teu Deus quem te consola!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Consola-te,consola-te, meu povo,
é o Senhor e o teu Deus quem te consola!

Preces

Cristo, Palavra de Deus, quis habitar no meio de nós e revelar-nos a sua glória.
Felizes com esta esperança, aclamemos: 

R. Ficai conosco, Emanuel!

Príncipe justo e reto,
- fazei justiça aos pobres e oprimidos. R.
 

Rei pacífico, que das espadas fazeis arados e das lanças, foices,
- ensinai-nos a transformar as invejas em amor e as ofensas em perdão. R.
 

Vós que não julgais pela aparência,
- confirmai na fidelidade perfeita aqueles que são vossos. R.
 

Quando vierdes sobre as nuvens do céu com grande poder e glória,
- fazei-nos comparecer sem temor na vossa presença. R.

(intenções livres)

Pai nosso.
 

Oração

Concedei-nos, ó Deus onipotente, que as próximas festas do vosso Filho nos sejam remédio nesta vida e prêmio na vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Salmodia

Ant. Anunciaram os profetas,
que, da Virgem Maria, nasceo Salvador.

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. Anunciaram os profetas,
que, da Virgem Maria, nasceo Salvador.

Leitura breve Is 2,11
 

A visão orgulhosa do homem será humilhada e a soberba dos grandes, abatida; naquele dia, somente o Senhor será exaltado.
 

V. As nações respeitarão o vosso nome.

R. E os reis de toda a terra,a vossa glória.


Oração


Concedei-nos, ó Deus onipotente, que as próximas festas do vosso Filho nos sejam remédio nesta vida e prêmio na vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor Jesus.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Salmodia

Ant. Disse o anjo à Virgem:
Maria, alegra-te, ó cheia de graça,
o Senhor é contigo;
és bendita entre todas as mulheres da terra.

 

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. Disse o anjo à Virgem:
Maria, alegra-te, ó cheia de graça,
o Senhor é contigo;
és bendita entre todas as mulheres da terra.

Leitura breve                 Is 12,2

É Deus que me salva; posso viver confiante e sem medo, porque o Senhor é a razão da minha força e do meu canto, ele se fez meu Salvador.

V. Lembrai-vos, ó Senhor, de mim,

lembrai-vos, pelo amor que demonstrais ao vosso povo!
R. Visitai-me com a vossa salvação!

 

Oração

Ó Deus, que por meio do vosso Unigênito nos transfigurastes em nova criatura, considerai a obra do vosso amor, e purificai-nos das manchas antiga culpa no advento do vosso Filho. Que vive e reina para sempre.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê glória eternamente.

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Salmodia

Ant. E Maria disse ao anjo:
O que vem significar essa tua saudação?
A minh'alma perturbou-se!
Serei mãe do grande Rei, conservando a virgindade!

Salmo 118(119),105-112

XIV (Nun)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8).

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.

106
Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
“Hei de guardar os vossos justos julgamentos!”

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!

108
Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.

110
Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!

112
Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

Ant. Quem me segue não caminha em meio às trevas,
mas te a luz da vida, diz Jesus.

Ant. 2 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Salmo 69(70)

Deus, vinde logo em meu auxílio!

Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25).

2 Vinde, ó Deus, em meu aulio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

3
Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!

4
Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: “É bem feito!”

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem *
todos aqueles que procuram encontrar-vos;

– e repitam todo dia: “Deus é grande!” *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

Ant. Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Ant. 3 O Senhor não julga pela aparência,
mas com toda a justiça e eqüidade.

Salmo 74(75)

O Senhor, Juiz supremo

Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52).

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 “No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;

4
mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!”

5 “Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!

6
Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!”

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;

8
mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;

– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.

11
“A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!”

Ant. E Maria disse ao anjo:
O que vem significar essa tua saudação?
A minh'alma perturbou-se!
Serei mãe do grande Rei, conservando a virgindade!

 

Leitura breve                 Dn 9,19
 

Senhor, escuta! Senhor,perdoa! Senhor, atende e passa à ação sem tardar, em atenção a ti, meu Deus!Pois tua cidade e teu povo são chamados por teu nome.
 

V. Oh vinde, Senhor, não tardeis mais!

R. Libertai vosso povo do pecado!

 

Oração


Concedei-nos, ó Deus onipotente, que as próximas festas do vosso Filho nos sejam remédio nesta vida e prêmio na vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor Jesus.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Eterna luz dos homens,
dos astros Criador,
ouvi as nossas preces,
de todos Redentor.

Ao ver compadecido
do mundo a perdição,
em vosso amor viestes
trazer-lhe a salvação.

Se sombra do pecado
a tudo escurecia,
Esposo, vós saístes
do seio de Maria.

Ao simples ecoar
do vosso nome eterno,
joelhos vão dobrando
o céu, a terra, o inferno.

Um dia voltareis,
Juiz e Rei de tudo.
Oh dai-nos hoje a graça,
na tentação escudo.

Ao Pai e ao Filho glória,
ao Espírito também,
louvor, honra e vitória,
Agora e sempre. Amém

Salmodia

Ant. 1 Os que em grimas semeiam, ceifarão com alegria.

Salmo 125(126)

Alegria e esperança em Deus

Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7).

1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, *
pareamos sonhar;

2
encheu-se de sorriso nossa boca, *
nossos bios, de canções.

– Entre os gentios se dizia: “Maravilhas *
fez com eles o Senhor!”

3
Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, *
exultemos de alegria!

4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, *
como torrentes no deserto.

5
Os que lançam as sementes entre lágrimas, *
ceifarão com alegria.

6 Chorando de tristeza sairão, *
espalhando suas sementes;

– cantando de alegria voltarão, *
carregando os seus feixes!

Ant. Os que em grimas semeiam, ceifarão com alegria.

Ant. 2  Ó Senhor, construí a nossa casa, vigiai nossa cidade!

Salmo 126(127)

O trabalho sem Deus é inútil

Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9).

1 Se o Senhor não construir a nossa casa, *
em vão trabalharão seus construtores;

– Se o Senhor não vigiar nossa cidade, *
em vão vigiarão as sentinelas!

2 É itil levantar de madrugada, *
ou à noite retardar vosso repouso,

– para ganhar o pão sofrido do trabalho, *
que a seus amados Deus concede enquanto dormem.

3 Os filhos são a bênção do Senhor, *
o fruto das entranhas, sua dádiva.

4
Como flechas que um guerreiro tem na mão, *
são os filhos de um casal de esposos jovens.

5 Feliz aquele pai que com tais flechas *
consegue abastecer a sua aljava!

– Não se envergonhado ao enfrentar *
seus inimigos junto às portas da cidade.

Ant. Ó Senhor, construí a nossa casa, vigiai nossa cidade!

Ant. 3 É o Primonito de toda criatura,
e em tudo Ele tem a primazia.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

Cristo, o Primogênito de toda a criatura
e o Primogênito dentre os mortos

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †
que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primonito dentre os mortos!)

=13 Do imrio das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,

14
no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue.

(R.)

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primonito de toda criatura;

=16
porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o vivel e também o invisível.

(R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.

17
Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo.

(R.)

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o prinpio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.

19
Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente.

(R.)

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,

= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra.

(R.)

Ant. É o Primonito de toda criatura,
e em tudo Ele tem a primazia.

Leitura breve                 1Cor 4,5
Não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que tiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então,cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido.

 

Responsório breve

R. Eis o tempo favorável,
* Eis o dia da salvação! R. Eis o tempo.
V. O Reino de Deus está bem perto. * Eis o dia.
Glória ao Pai. R. Eis o tempo.

 

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Sois vós o Esperado, ó Senhor, que vireis para salvar o vosso povo.

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor
47 e se alegrou o meu esrito em Deus, meu Salvador
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, * 
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

49 O Poderoso fez por mim maravilhas * 
e Santo é o seu nome! 
50 Seu amor, de geração em geração, * 
chega a todos que o respeitam; 

51 demonstrou o poder de seu braço, * 
dispersou os orgulhosos; 
52 derrubou os poderosos de seus tronos * 
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, * 
e despediu, sem nada, os ricos. 
54 Acolheu Israel, seu servidor, * 
fiel ao seu amor

55 como havia prometido aos nossos pais, * 
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

= Demos glória a Deus Pai onipotente
e a seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso, †
e ao Esrito que habita em nosso peito, *
pelos culos dos culos. Amém.

Ant. Sois vós o Esperado, ó Senhor, que vireis para salvar o vosso povo.

 

Preces

Supliquemos humildemente a Deus Pai, que enviou seu Filho para trazer-nos a paz sem fim; e digamos:

R. Venha a nós o vosso reino!

 

Pai Santo, olhai com bondade para a vossa Igreja,
- e vinde visitar esta vinha que vossa mão plantou. R.

 

Deus fiel, lembrai-vos de todos os filhos de Abraão,
- e cumpri as promessas feitas a seus pais. R.

 

Deus clementíssimo, compadecei-vos dos povos que ainda não vos conhecem,
- para que vos glorifiquem por vossa misericórdia. R.

 

Pastor eterno, visitai as ovelhas do vosso rebanho,
- e reuni-as todas no único aprisco de Cristo. R.

(intenções livres)

 

Lembrai-vos também de todos os que partiram deste mundo na vossa paz,
- e recebei-os na glória com vosso Filho. R.

 

Pai nosso.

 

Oração

 

Concedei-nos, ó Deus onipotente, que as próximas festas do vosso Filho nos sejam remédio nesta vida e prêmio na vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Salmodia

Ant. 1 Ó Senhor, sede a minha proteção,
um abrigo bem seguro que me salva!

Salmo 30(31),2-6

Súplica confiante do aflito

Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito! (Lc 23,46).

2 Senhor, eu ponho em vós minha esperança; *
que eu não fique envergonhado eternamente!
= Porque sois justo, defendei-me e libertai-me, †
3 inclinai o vosso ouvido para mim; *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!

– Sede uma rocha protetora para mim, *
um abrigo bem seguro que me salve!
4 Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; *
por vossa honra orientai-me e conduzi-me!
5 Retirai-me desta rede traiçoeira, *
porque sois o meu refúgio protetor!

6 Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, *
porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

Ant. Ó Senhor, sede a minha proteção,
um abrigo bem seguro que me salva!

Ant. 2 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor!

Salmo 129(130)

Das profundezas eu clamo

Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados (Mt 1,21).

1 Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, *
2 escutai a minha voz!
– Vossos ouvidos estejam bem atentos *
ao clamor da minha prece!

3 Se levardes em conta nossas faltas, *
quem haverá de subsistir?
4 Mas em vós se encontra o perdão, *
eu vos temo e em vós espero.

5 No Senhor ponho a minha esperança, *
espero em sua palavra.
6 A minh’alma espera no Senhor *
mais que o vigia pela aurora.

7 Espere Israel pelo Senhor *
mais que o vigia pela aurora!
– Pois no Senhor se encontra toda graça *
e copiosa redenção.

8 Ele vem libertar a Israel *
de toda a sua culpa.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Das profundezas eu clamo a vós, Senhor!

Leitura breve Ef 4, 26-27

Não pequeis. Que o sol não se ponha sobre o vosso ressentimento. Não vos exponhais ao diabo.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Senhor Jesus Cristo, manso e humilde de coração, que tornais leve o fardo e suave o jugo dos que vos seguem, acolhei os propósitos e trabalhos deste dia e concedei-nos um repouso tranquilo, para amanhã vos servirmos com maior generosidade. Vós, que viveis e reinais para sempre. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:


Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:


Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:


À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.