Sábado da 9ª Semana do Tempo Comum I Semana do Saltério

Compartilhar:

 

Invitatório

 Ant. do Invitatório: Ao Senhor pertence a terra e tudo o que contém:
vinde todos, adoremos!


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

I. Quando se diz o Ofício das Leituras durante a noite ou de madrugada:

Um Deus em três pessoas,
o mundo governais:
dos homens que criastes
as faltas perdoais.

Ouvi, pois, nosso canto
e o pranto que vertemos:
de coração sem mancha,
melhor vos contemplemos.

Por vosso amor tenhamos
a alma iluminada,
e alegres aguardemos,
Senhor, vossa chegada.

Rompendo agora a noite,
do sono despertados,
com os bens da pátria eterna
sejamos cumulados!

A glória seja ao Pai,
ao Filho seu também;
ao Espírito igualmente,
agora e sempre. Amém.

II. Quando se diz o Ofício das Leituras durante o dia:

Autor da glória eterna,
que ao povo santo dais
a graça septiforme
do Espírito, escutai:

Tirai ao corpo e à mente
do mal as opressões;
cortai os maus instintos,
curai os corações.

Tornai as mentes calmas,
as obras completai,
ouvi do orante as preces,
a vida eterna dai.

Do tempo, em sete dias,
o curso conduzis.
No dia oitavo e último
vireis como juiz.

E nele, ó Redentor,
da ira nos poupai,
tirai-nos da esquerda,
à destra nos guardai.

Ouvi a prece humilde
do povo reverente,
e a vós daremos glória,
Deus Trino, eternamente.

Salmodia

Ant. 1 Quem se tornar pequenino como uma criança,
há de ser o maior no Reino dos céus.

Salmo 130(131)

Confiança filial e repouso em Deus

Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração (Mt 11,29)

1 Senhor, meu coração não é orgulhoso, *
nem se eleva arrogante o meu olhar;

– não ando à procura de grandezas, *
nem tenho pretensões ambiciosas!

2 Fiz calar e sossegar a minha alma; *
ela es em grande paz dentro de mim,

– como a criança bem tranqüila, amamentada *
no regaço acolhedor de sua mãe.

3 Confia no Senhor, ó Israel, *
desde agora e por toda a eternidade!

Ant. Quem se tornar pequenino como uma criança,
há de ser o maior no Reino dos céus.

Ant. 2 Na simplicidade do meu coração,
alegre, vos dei tudo aquilo que tenho.

Salmo 131(132)

As promessas do Senhor à casa de Davi

O Senhor Deus lhe dará o trono de Davi seu Pai (Lc 1,32).

I

1 Recordai-vos, ó Senhor, do rei Davi *
e de quanto vos foi ele dedicado;

2
do juramento que ao Senhor havia feito *
e de seu voto ao Poderoso de Jacó:

3 “Não entrarei na minha tenda, minha casa, *
nem subirei à minha cama em que repouso,

4 não deixarei adormecerem os meus olhos, *
nem cochilarem em descanso minhas pálpebras,

5
até que eu ache um lugar para o Senhor, *
uma casa para o Forte de Jacó!”

6 Nós soubemos que a arca estava em Éfrata *
e nos campos de Iaar a encontramos:

7
Entremos no lugar em que ele habita, *
ante o escabelo de seus pés o adoremos!

8 Subi, Senhor, para o lugar de vosso pouso, *
subi vós, com vossa arca poderosa!

9 Que se vistam de alegria os vossos santos, *
e os vossos sacerdotes, de justiça!

10
Por causa de Davi, o vosso servo, *
não afasteis do vosso Ungido a vossa face!

Ant. Na simplicidade do meu coração,
alegre, vos dei tudo aquilo que tenho.

Ant. 3 O Senhor fez a Davi um juramento,
e seu reino permanece para sempre.

II

11 O Senhor fez a Davi um juramento, *
uma promessa que jamais renegará:

– “Um herdeiro que é fruto do teu ventre *
colocarei sobre o trono em teu lugar!

12 Se teus filhos conservarem minha Aliança *
e os preceitos que lhes dei a conhecer,

– os filhos deles igualmente hão de sentar-se *
eternamente sobre o trono que te dei!”

13 Pois o Senhor quis para si Jerusalém *
e a desejou para que fosse sua morada:

14
“Eis o lugar do meu repouso para sempre, *
eu fico aqui: este é o lugar que preferi!”

15 “Abençoarei suas colheitas largamente, *
e os seus pobres com o pão saciarei!

16
Vestirei de salvação seus sacerdotes, *
e de alegria exultarão os seus fiéis!”

17 “De Davi farei brotar um forte Herdeiro, *
acenderei ao meu Ungido uma lâmpada.

18
Cobrirei de confusão seus inimigos, *
mas sobre ele brilhará minha coroa!”

Ant. O Senhor fez a Davi um juramento,
e seu reino permanece para sempre.

V. Vinde ver, contemplai os progios de Deus,

R. E a obra estupenda que fez no universo.

 

Primeira leitura

Do Livro de Jó 42,7-16

 

Deus reabilita Jó diante dos seus adversários

7Quando o Senhor acabou de dirigir a Jó estas palavras, disse a Elifaz de Temã: “Estou indignado contra ti e os teus dois companheiros, porque não falastes corretamente de mim, como o fez meu servo Jó. 8Tomai, pois, sete novilhas e sete carneiros e dirigi-vos ao meu servo Jó. Oferecei-os em holocausto, e ele intercederá por vós. Em atenção a ele, não vos tratarei como merece a vossa temeridade, por não terdes falado corretamente de mim, como o fez meu servo Jó”. 9Elifaz de Temã, Baldad de Suás e Sofar de Naamat fizeram como o Senhor lhes ordenou, e ele atendeu às orações de Jó.

 

10Então o Senhor mudou a sorte de Jó, quando intercedeu por seus companheiros, e duplicou todos os seus bens. 11Vieram visitá-lo todos os seus irmãos e irmãs e os antigos conhecidos; comeram com ele em sua casa, consolaram-no e confortaram-no pela desgraça que o Senhor lhe tinha enviado; cada qual lhe ofereceu uma quantia de dinheiro e um anel de ouro.

 

12O Senhor abençoou a Jó no fim de sua vida mais do que no princípio; ele possuía agora catorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de bois e mil jumentas. 13Teve outros sete filhos e três filhas: 14a primeira chamava-se “Rola”, a segunda “Cássia”, e a terceira “Azeviche”. 15Não havia em toda a terra mulheres mais belas que as filhas de Jó. Seu pai lhes destinou uma parte da herança, entre os seus irmãos. 16Depois destes acontecimentos, Jó viveu cento e quarenta anos, e viu seus filhos e os filhos de seus filhos até a quarta geração. E Jó morreu velho e repleto de anos.

 

Responsório Cf. Jó 42,7.8

 

R. Disse Deus a Elifaz: por que tu e teus amigos,

falando sobre mim, não falastes retamente,

como fez meu servo Jó?

* Ele por vós suplicará.

V. Olharei para seu rosto, para que vossa insensatez

não vos seja imputada. * Ele por vós.

 

Segunda leitura

Do Comentário sobre João, de Santo Tomás de Aquino, presbítero

(Cap.14,lect.2)     (Séc.XIII)

 

O caminho para chegar à verdadeira vida

O caminho é o próprio Cristo, conforme ele próprio disse: Eu sou o caminho. E com muita razão, pois temos por ele acesso junto ao Pai.

 

Porque, porém, este caminho não está distante do seu termo, mas unido a ele, Cristo acrescenta: Verdade e vida; de sorte que é ao mesmo tempo o caminho e o termo. É o caminho, segundo a humanidade; é o termo, segundo a divindade. Assim, como homem, diz: Eu sou o caminho; e, como Deus, acrescenta: A verdade e a vida. Por estas duas realidades indica bem o término deste caminho.

 

O término deste caminho é a meta do desejo dos homens e o homem deseja principalmente duas coisas: primeiro, o conhecimento da verdade, o que lhe é próprio; segundo, a permanência no ser, o que é comum a todos os seres. Cristo é o caminho que leva ao conhecimento da verdade, porque é ele mesmo a Verdade: Conduze-me, Senhor, à tua verdade e entrarei em teu caminho. Cristo é também o caminho que faz chegar à vida; é ele próprio a vida: Fizeste-me conhecer os caminhos da vida.

 

Por este motivo designou o término do caminho como verdade e vida: ambas se referem a Cristo. Em primeiro lugar, porque ele é a vida: Nele era a vida; em seguida, porque ele é a verdade: Era a luz dos homens. Ora, a luz é a verdade.

 

Se, portanto, indagas por onde passar, acolhe a Cristo, o próprio caminho: É este o caminho, caminhai por ele. E Agostinho disse: Caminha pelo homem e chegarás a Deus. É melhor claudicar no caminho do que caminhar com desembaraço fora dele. Pois quem manqueja no caminho, conquanto demore, chegará ao termo. Quem, ao contrário, vai por fora do caminho, embora correndo, se afasta, cada vez mais, do termo.

 

Se agora perguntas para onde ir, adere a Cristo, que é a verdade, meta de nossa caminhada: Minha boca meditará tua verdade. Se buscas permanecer, adere a Cristo, a própria vida: Quem me encontra, encontra a vida e haurirá a salvação vinda do Senhor.

 

Adere, por conseguinte, a Cristo, se queres ter segurança; não te desviarás, porque ele é o caminho. Os que a ele aderem, não andam fora, mas no caminho reto. Também não podem enganar-se, pois, com efeito, é ele a verdade e ensina toda a verdade, conforme suas mesmas palavras: Para isto nasci e vim aqui, para dar testemunho à verdade. E ainda, nada te perturbará, porque ele mesmo é a vida e o que dá a vida: Eu vim para que tenham a vida e a tenham em abundância.

 

Responsório Jó 42,10b.11ab.12a; 1Cor 10,13b

 

R. Deu o Senhor a Jó em dobro tudo quanto tinha antes,

e seus irmãos e suas irmãs o consolaram e confortaram.

* O Senhor o abençoou, mais no fim que no princípio.

V. Deus é fiel e não permite que passeis por provações,

que vão além das vossas forças,

mas fará com que tireis proveito até na tentação.

* O Senhor.

 

Oração

Ó Deus, cuja providência jamais falha, nós vos suplicamos humildemente: afastai de nós o que é nocivo, e concedei-nos tudo o que for útil. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.

R. Graças a Deus.

 

 

 

 

 

 

Invitatório

Ant. do Invitatório: Ao Senhor pertence a terra e tudo o que contém:
vinde todos, adoremos!


V.
Vinde, ó Deus, em meu aulio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo. *
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente às Laudes.

Hino

No céu refulge a aurora
e nasce um novo dia.
As trevas se dissipem:
a luz nos alumia.

Bem longe os fantasmas,
os sonhos e ilusões!
Do mal que vem das trevas
quebremos os grilhões.

Na aurora derradeira
possamos, preparados,
cantar de Deus a glória,
na sua luz banhados.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho seu também,
e ao Divino Espírito
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 A vós dirijo os meus olhos já bem antes da aurora.

Salmo 118(119),145-152

XIX (Coph)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei (Jo 15,12).

145 Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me! *
Quero cumprir vossa vontade fielmente!

146
Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico, *
e então eu guardarei vossa Aliança!

147 Chego antes que a aurora e vos imploro, *
e espero confiante em vossa lei.

148
Os meus olhos antecipam as vigílias, *
para de noite meditar vossa palavra.

149 Por vosso amor ouvi atento a minha voz *
e dai-me a vida, como é vossa decisão!

150
Meus opressores se aproximam com maldade; *
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

151 Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim; *
todos os vossos mandamentos são verdade!

152
Desde criança aprendi vossa Aliança *
que firmastes para sempre, eternamente.

Ant. A vós dirijo os meus olhos já bem antes da aurora.

Ant. 2 O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar,
pois foi ele neste dia para mim libertação!

Cântico Ex 15,1-4b.8-13.17-18

Hino de vitória após a passagem do Mar Vermelho

Todos aqueles que saíram vitoriosos do confronto com a besta, entoavam o cântico de Moisés, o servo de Deus (cf. Ap 15,2-3).

1 Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar a sua glória: *
precipitou no mar Vermelho o cavalo e o cavaleiro!

2
O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar, *
pois foi ele neste dia para mim libertação!

= Ele é meu Deus e o louvarei, Deus de meu pai e o honrarei.†
3 O Senhor é um Deus guerreiro, o seu nome é “Onipotente”:*
4
os soldados e os carros do Faraó jogou no mar.

=8 Ao soprar a vossa ira amontoaram-se as águas, †
levantaram-se as ondas e formaram uma muralha, *
e iveis se fizeram, em meio ao mar, as grandes vagas.

=9 O inimigo tinha dito: “Hei de segui-los e alcançá-los! †
Repartirei os seus despojos e minh’alma saciarei; *
arrancarei da minha espada e minha mão os matará!”

10
Mas soprou o vosso vento, e o mar os recobriu; *
afundaram como chumbo entre as águas agitadas.

=11 Quem se igual a vós, entre os fortes, ó Senhor? †
Quem se igual a vós, tão ilustre em santidade, *
tão tervel em proezas, em progios glorioso?

=12 Estendestes vossa mão, e a terra os devorou; †
13
mas o povo libertado conduzistes com carinho *
e o levastes com poder à vossa santa habitação.

17 Vós, Senhor, o levareis e o plantareis em vosso monte,*
no lugar que preparastes para a vossa habitação,

– no Santuário construído pelas vossas próprias mãos. *
18
O Senhor há de reinar eternamente, pelos séculos!

Ant. O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar,
pois foi ele neste dia para mim libertação!

Ant. 3 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes!

Salmo 116(117)

Louvor ao Deus misericordioso

Eu digo: ... os pagãos glorificam a Deus, em razão da sua misericórdia (Rm 15,8.9).

1 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, *
povos todos, festejai-o!
2
Pois comprovado é seu amor para conosco, *
para sempre ele é fiel!

Ant. Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes!

Leitura breve 2Pd 1,10-11

Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será largamente proporcionado o acesso ao reino eterno de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

Responsório breve

R. A vós grito, ó Senhor, a vós clamo
* E vos digo: Sois vós meu abrigo! R.
A vós grito.

V. Minha herança na terra dos vivos. * E vos digo.
Glória ao Pai.
R.
A vós grito.

Cântico evangélico, ant.

Ant. Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.

 

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, * 
porque a seu povo visitou e libertou

69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor

70 como falara pela boca de seus santos, * 
os profetas desde os tempos mais antigos, 

71 para salvar-nos do poder dos inimigos * 
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, * 
recordando a sua santa Aliança 

73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, * 
de conceder-nos 
74 que, libertos do inimigo, 

= a ele nós sirvamos sem temor † 
75 em santidade e em justiça diante dele, * 
enquanto perdurarem nossos dias. 

=76 Serás profeta do Alssimo, ó menino, † 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados; 

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, * 
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente, 

79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
e na sombra da morte estão sentados 

– e para dirigir os nossos passos, * 
guiando-os no caminho da paz

Ant. Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas
e na sombra da morte.

 

Preces

Bendigamos a Cristo que se fez em tudo semelhante a seus irmãos para ser um sumo-sacerdote fiel e misericordioso junto de Deus, em nosso favor. Peçamos-lhe, dizendo:

R. Dai-nos, Senhor, as riquezas da vossa graça!

Sol de justiça, que no batismo nos destes a luz da vida,
nós vos consagramos este novo dia.

Nós vos bendiremos em cada momento deste dia,
e glorificaremos vosso nome em todas as nossas ações.

R.

Vós, que tivestes por mãe a Virgem Maria, sempre dócil à vossa palavra,
dirigi hoje os nossos passos segundo a vossa vontade.

R.

Concedei-nos que, enquanto peregrinamos em meio às coisas deste mundo passageiro, aspiremos à imortalidade celeste,
e que, pela fé, esperança e caridade, saboreemos desde já as alegrias do vosso reino.

R.

(intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Fazei, Senhor, brilhar em nossos corações o esplendor da ressurreição, para que, livres das trevas da morte, cheguemos à luz da vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

Oração das Nove Horas

 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vinde, Espírito de Deus,
com o Filho e com o Pai,
inundai a nossa mente,
nossa vida iluminai.

Boca, olhos, mãos, sentidos,
tudo possa irradiar
o amor que em nós pusestes
para aos outros inflamar.

A Deus Pai e ao seu Filho
por vós dai-nos conhecer.
Que de ambos procedeis
dai-nos sempre firmes crer.

Ou:

Mantendo a ordem certa,
do coração fiel,
na hora terça oremos
aos Três, fulgor do céu.

Queremos ser os templos
do Espírito Santo, outrora
descido sobre os Doze
em chamas, nesta hora.

Fiel aos seus desígnios,
do Reino o Autor divino
a tudo ornou de graça
segundo o seu destino.

Louvor e glória ao Pai,
ao Filho, Sumo Bem,
e ao seu divino Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Salmo 118(119),33-40

V (He)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus (Mt 6,10).

33 Ensinai-me a viver vossos preceitos; *
quero guar-los fielmente até o fim!

34
Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, *
e de todo o coração a guardarei.

35 Guiai meus passos no caminho que traçastes, *
pois só nele encontrarei felicidade.

36
Inclinai meu coração às vossas leis, *
e nunca ao dinheiro e à avareza.

37 Desviai o meu olhar das coisas vãs, *
dai-me a vida pelos vossos mandamentos!

38
Cumpri, Senhor, vossa promessa ao vosso servo, *
vossa promessa garantida aos que vos temem.

39 Livrai-me do insulto que eu receio, *
porque vossos julgamentos são suaves.

40
Como anseio pelos vossos mandamentos! *
Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo!

Ant. Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Ant. 2 Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Vós provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3 Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. 3 Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

Leitura breve 1Rs 8,60-61

Que todos os povos da terra saibam que o Senhor é Deus e não há nenhum outro. Esteja o vosso coração integralmente dedicado ao Senhor nosso Deus, caminhando nos seus decretos e observando os seus mandamentos como hoje o estais fazendo.

V. Mostrai-nos, ó Senhor, vossos caminhos.

R. Vossa verdade me oriente e me conduza.

Oração

Senhor Deus, Pai todo-poderoso, a quem somos submissos, derramai em nós a luz do Espírito Santo, para que, livres de todo inimigo, nos alegremos em vos louvar. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

Oração das doze horas

 


V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.

De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.

Ou:

O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Salmo 118(119),33-40

V (He)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus (Mt 6,10).

33 Ensinai-me a viver vossos preceitos; *
quero guar-los fielmente até o fim!

34
Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, *
e de todo o coração a guardarei.

35 Guiai meus passos no caminho que traçastes, *
pois só nele encontrarei felicidade.

36
Inclinai meu coração às vossas leis, *
e nunca ao dinheiro e à avareza.

37 Desviai o meu olhar das coisas vãs, *
dai-me a vida pelos vossos mandamentos!

38
Cumpri, Senhor, vossa promessa ao vosso servo, *
vossa promessa garantida aos que vos temem.

39 Livrai-me do insulto que eu receio, *
porque vossos julgamentos são suaves.

40
Como anseio pelos vossos mandamentos! *
Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo!

Ant. Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Ant. 2 Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Vós provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3 Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. 3 Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

Leitura breve Jr 17,9-10

Em tudo é enganador o coração, e isto é incurável; quem poderá conhecê-lo? Eu sou o Senhor, que perscruto o coração e provo os sentimentos, que dou a cada qual conforme o seu proceder e conforme o fruto de suas obras.

V. Perdoai as minhas faltas que não vejo.

R. E preservai o vosso servo do orgulho!

Oração

Senhor nosso Deus, luz ardente de amor eterno, concedei que, inflamados na vossa caridade, num mesmo amor amemos a vós, acima de tudo, e aos irmãos e irmãs por vossa causa. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

Oração das Quinze Horas


 

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino

Vós que sois o Imutável,
Deus fiel, Senhor da História,
nasce e morre a luz do dia,
revelando a vossa glória.

Seja a tarde luminosa
numa vida permanente.
E da santa morte o prêmio
nos dê glória eternamente.

Escutai-nos, ó Pai Santo,
pelo Cristo, nosso irmão,
que convosco e o Espírito
vive em plena comunhão.

Ou:

Cumprindo o ciclo tríplice das horas,
louvemos ao Senhor de coração,
cantando em nossos salmos a grandeza
de Deus, que é Uno e Trino em perfeição.

A exemplo de São Pedro, nosso mestre,
guardando do Deus vivo e verdadeiro,
em almas redimidas, o mistério,
sinal de salvação ao mundo inteiro,

também salmodiamos no espírito,
unidos aos apóstolos do Senhor,
e assim serão firmados nossos passos
na força de Jesus, o Salvador.

Louvor ao Pai, autor de toda a vida,
e ao Filho, Verbo Eterno, Sumo Bem,
unidos pelo amor do Santo Espírito,
Deus vivo pelos séculos. Amém.

Salmodia

Ant. 1 Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Salmo 118(119),33-40

V (He)

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus (Mt 6,10).

33 Ensinai-me a viver vossos preceitos; *
quero guar-los fielmente até o fim!

34
Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, *
e de todo o coração a guardarei.

35 Guiai meus passos no caminho que traçastes, *
pois só nele encontrarei felicidade.

36
Inclinai meu coração às vossas leis, *
e nunca ao dinheiro e à avareza.

37 Desviai o meu olhar das coisas vãs, *
dai-me a vida pelos vossos mandamentos!

38
Cumpri, Senhor, vossa promessa ao vosso servo, *
vossa promessa garantida aos que vos temem.

39 Livrai-me do insulto que eu receio, *
porque vossos julgamentos são suaves.

40
Como anseio pelos vossos mandamentos! *
Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo!

Ant. Guiai-me no caminho de vossos mandamentos.

Ant. 2 Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Salmo 33(34)

O Senhor é a salvação dos justos

Vós provastes que o Senhor é bom (1Pd 2,3).

I

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.

3 Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem!

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!

5
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!

7
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia.

8 O anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.

9
Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

10 Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, *
porque nada faltará aos que o temem.

11
Os ricos empobrecem, passam fome, *
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. Aos que buscam o Senhor não falta nada.

Ant. 3 Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

II

12 Meus filhos, vinde agora e escutai-me: *
vou ensinar-vos o temor do Senhor Deus.

13
Qual o homem que não ama sua vida, *
procurando ser feliz todos os dias?

14 Afasta a tua língua da maldade, *
e teus bios, de palavras mentirosas.

15
Afasta-te do mal e faze o bem, *
procura a paz e vai com ela em seu caminho.

16 O Senhor pousa seus olhos sobre os justos, *
e seu ouvido está atento ao seu chamado;

17
mas ele volta a sua face contra os maus, *
para da terra apagar sua lembrança.

18 Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta *
e de todas as angústias os liberta.

19
Do coração atribulado ele está perto *
e conforta os de espírito abatido.

20 Muitos males se abatem sobre os justos, *
mas o Senhor de todos eles os liberta.

21
Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, *
e nenhum deles haverá de se quebrar.

22 A macia do iníquo leva à morte, *
e quem odeia o justo é castigado.

23
Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, *
e castigado não será quem nele espera.

Ant. Procura a paz e vai com ela em seu caminho.

 

Leitura breve Sb 7,27a; 8,1

A Sabedoria de Deus, sendo única, tudo pode; permanecendo imutável, renova tudo. Ela se estende com vigor de uma extremidade à outra da terra e com suavidade governa todas as coisas.

V. Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras.

R. Quão profundos são os vossos pensamentos!

Oração

Atendei, Senhor, às nossas preces, por intercessão da Virgem Maria, e dai-nos a paz completa, para que, dedicando-nos sempre a vós com alegria, possamos confiantes chegar até vós. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Conclusão da Hora

V.Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

 

 

 

 

SANTÍSSIMA TRINDADE

I Vésperas

V. Vinde, ó Deus, em meu aulio.

R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Esrito Santo.
Como era no prinpio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

 

Hino 

Ó Trindade imensa e una,

vossa força tudo cria;

vossa mão, que rege os tempos,

antes deles existia.

 

Vós, feliz, num gozo pleno,

totalmente vos bastais.

Pura, simples, generosa,

terra e espaços abraçais.

 

Pai, da graça fonte viva,

Luz da glória de Deus Pai,

Santo Espírito da vida,

que no Amor os enlaçais.

 

Só por vós, Trindade Santa,

suma origem, todo bem,

todo ser, toda beleza,

toda vida se mantém.

 

Nós os filhos adotivos,

pela graça consagrados,

nos tornemos templos vivos,

a vós sempre dedicados.

 

Ó Luz viva, reuni-nos

com os anjos, lá nos céus,

no louvor da vossa glória

que veremos, sem ter véus.

Salmodia 

Ant. 1 Glória a vós, Trindade Santa,
um só Deus em três Pessoas
desde sempre, neste instante,
e nos séculos sem fim.

Salmo 112(113) 

1 Louvai, louvai, ó servos do Senhor, *
louvai, louvai o nome do Senhor!
2 Bendito seja o nome do Senhor, *
agora e por toda a eternidade!
3 Do nascer do sol até o seu ocaso, *
louvado seja o nome do Senhor! 

4 O Senhor está acima das nações, *
sua glória vai além dos altos céus.
=5 Quem pode comparar-se ao nosso Deus, †
ao Senhor, que no alto céu temo seu trono *

6
e se inclina para olhar o céu e a terra? 

7 Levanta da poeira o indigente *
e do lixo ele retira o pobrezinho,
8 para fazê-lo assentar-se com os nobres, *
assentar-se com os nobres do seu povo.
9 Faz a estéril, mãe feliz em sua casa, *
vivendo rodeada de seus filhos. 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
  

Ant. Glória a vós, Trindade Santa,
um só Deus em três Pessoas
desde sempre, neste instante,
e nos séculos sem fim.
 

Ant. 2 Sede bendita, ó Santíssima Trindade
e indivisa Unidade 
nós vos louvamos, pois foi grande para nós
vosso amor e compaixão.

Salmo 147(147B) 

12Glorifica o Senhor, Jerusalém! *
Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! 

13Pois reforçou com segurança as tuas portas, *
e os teus filhos em teu seio abençoou;
14apaz em teus limites garantiu *
e te dá como alimento a flor do trigo. 

15Ele envia suas ordens para a terra, *
e a palavra que ele diz corre veloz;
16 ele faz cair a neve como lã *
e espalha a geada como cinza. 

17Como de pão lança as migalhas do granizo, *
a seu frio as águas ficam congeladas.
18Ele envia sua palavra e as derrete, *
sopra o vento e de novo as águas correm. 

19Anuncia a Jacó sua palavra, *
seus preceitos e suas leis a Israel.
20Nenhum povo recebeu tanto carinho, *
a nenhum outro revelou os seus preceitos. 

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
  

Ant. Sede bendita, ó Santíssima Trindade
e indivisa Unidade 
nós vos louvamos, pois foi grande para nós
vosso amor e compaixão.

Ant. 3 Seja a Deus glória e louvor na Unidade da Trindade:
Pai e Filho e Santo Espírito, pelos séculos sem fim!

Cântico Ef 1,3-10

3 Bendito e louvado seja Deus, *
o Pai de Jesus Cristo, Senhor nosso,
– que do alto céu nos abençoou em Jesus Cristo *
com bênção espiritual de toda sorte!

(R. Bendito sejais vós, nosso Pai,
que nos abençoastes em Cristo!)

4 Foi em Cristo que Deus Pai nos escolheu, *
já bem antes de o mundo ser criado,
– para que fôssemos, perante a sua face, *
sem mácula e santos pelo amor.(R.)

=5 Por livre decisão de sua vontade, †
predestinou-nos, através de Jesus Cristo, *
a sermos nele os seus filhos adotivos,
6 para o louvor e para a glória de sua graça,*
que em seu Filho bem-amado nos doou.(R.)

7 É nele que nós temos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue.
= Sua graça transbordante e inesgotável †
8 Deus derrama sobre nós com abundância, *
de saber e inteligência nos dotando.(R.)

9 E assim, ele nos deu a conhecer *
o mistério de seu plano e sua vontade,
– que propusera em seu querer benevolente, *
10 na plenitude dos tempos realizar:
– o desígnio de, em Cristo, reunir *
todas as coisas: as da terra e as do céu. (R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Seja a Deus glória e louvor na Unidade da Trindade:
Pai e Filho e Santo Espírito, pelos séculos sem fim!

Leitura breve        Rm 11, 33-36
 

Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira a ter direito a uma retribuição? Na verdade, tudo é dele, por ele, e para ele. A ele, a glória para sempre. Amém!

 Responsório breve

R. Bendigamos ao Pai e ao Filho,

bendigamos ao Espírito Santo.

*Louvemos a Deus para sempre. R. Bendigamos.
V. Só a Deus honra, glória e louvor! * Louvemos.

Glória ao Pai. R. Bendigamos.

CÂNTICO EVANGÉLICO (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55

Ant. Louvores e graças a Deus, verdadeira e una Trindade.
Divindade suprema e única, indivisa e santa Trindade!

A alegria da alma no Senhor

46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;

53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Louvores e graças a Deus, verdadeira e una Trindade.
Divindade suprema e única, indivisa e santa Trindade!

Preces 

Deus Pai, por meio do Espírito Santo, vivificou o corpo de Cristo, seu Filho, e tornou-o fonte de vida para nós. Elevemos nossa aclamação ao Deus Uno e Trino; e digamos:

 

R. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo!

 

Deus Pai, todo-poderoso e eterno, em nome de vosso Filho enviai sobre a Igreja o Espírito Santo Consolador,

- para que a conserve na unidade do amor e na verdade perfeita. R.


Enviai, Senhor, operários à vossa messe, para que anunciem o evangelho a todos os povos e os batizem em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,

- confirmando-os na fé.    R.


Senhor, vinde em auxílio de todos os que são perseguidos pelo nome de vosso Filho,

- que prometeu o Espírito da verdade para falar por eles. R.  

 

Pai todo-poderoso, dai a todos conhecerem que vós, o Verbo e o Espírito Santo sois um só Deus,

- para que vivam na fé, na esperança e na caridade.        R.  

 

(intenções livres)

 

Pai dos viventes, fazei que os nossos irmãos e irmãs faleci­dos participem da vossa glória,

- onde vosso Filho e o Espírito Santo reinam convosco eternamente.          R.  

Pai nosso.
 

Oração 

Ó Deus, nosso Pai, enviando ao mundo a Palavra da verdade e o Espírito santificador, revelastes o vosso inefável mistério. Fazei que, professando a verdadeira fé, reconheçamos a glória da Trindade e adoremos a Unidade onipotente. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

 

 

V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.


Depois, recomenda-se o exame de consciência (...)

Hino

Agora que o clarão da luz se apaga,
a vós nós imploramos, Criador:
com vossa paternal misericórdia,
guardai-nos sob a luz do vosso amor.

Os nossos corações sonhem convosco:
no sono, possam eles vos sentir.
Cantemos novamente a vossa glória
ao brilho da manhã que vai surgir.

Saúde concedei-nos nesta vida,
as nossas energias renovai;
da noite a pavorosa escuridão
com vossa claridade iluminai.

Ó Pai, prestai ouvido às nossas preces,
ouvi-nos por Jesus, nosso Senhor,
que reina para sempre em vossa glória,
convosco e o Espírito de Amor.

Ou:

Ó Cristo, dia e esplendor,
na treva o oculto aclarais.
Sois luz de luz, nós o cremos,
luz aos fiéis anunciais.

Guardai-nos, Deus, nesta noite,
velai do céu nosso sono;
em vós na paz descansemos
em um tranquilo abandono.

Se os olhos pesam de sono,
vele, fiel, nossa mente.
A vossa destra proteja
quem vos amou fielmente.

Defensor nosso, atendei-nos
freai os planos malvados.
No bem guiai vossos servos,
com vosso sangue comprados.

Ó Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai toda a glória,
com o Espírito Santo,
eterna honra e vitória.

Salmodia

Ant. 1 Ó Senhor, tende piedade, e escutai minha oração!

Salmo 4

Ação de graças

O Senhor fez maravilhas naquele que ressuscitou dos mortos (Sto. Agostinho).

=2 Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! †
Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição,*
atendei-me por piedade e escutai minha oração!

3 Filhos dos homens, até quando fechareis o coração? *
Por que amais a ilusão e procurais a falsidade?
4 Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, *
e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece!

5 Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira;*
meditai nos vossos leitos e calai o coração!

6 Sacrificai o que é justo, e ao Senhor oferecei-o; *
confiai sempre no Senhor, ele é a única esperança!
7 Muitos há que se perguntam: 'Quem nos dá felicidade?'*
Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face!

8 Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, *
do que a outros na fartura do seu trigo e vinho novo.

9 Eu tranquilo vou deitar-me e na paz logo adormeço, *
pois só vós, ó Senhor Deus, dais segurança à minha vida!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ó Senhor, tende piedade, e escutai minha oração!

Ant. 2 Bendizei o Senhor Deus durante a noite!

Salmo 133(134)

Oração da noite no templo

Louvai o nosso Deus todos os seus servos e todos os que o temeis, pequenos e grandes! (Ap 19,5).

1 Vinde, agora, bendizei ao Senhor Deus, *
vós todos, servidores do Senhor,
– que celebrais a liturgia no seu templo, *
nos átrios da casa do Senhor.

2 Levantai as vossas mãos ao santuário, *
bendizei ao Senhor Deus a noite inteira!
3 Que o Senhor te abençoe de Sião, *
o Senhor que fez o céu e fez a terra!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Bendizei o Senhor Deus durante a noite!

Leitura breve Dt 6,4-7

Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno. Tu as repetirás com insistência aos teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em tua casa, ou andando pelos caminhos, quando te deitares, ou te levantares.

Responsório breve
R.
Senhor, em vossas mãos
* Eu entrego o meu espírito. R.Senhor.
V. Vós sois o Deus fiel, que salvastes vosso povo.
* Eu entrego. Glória ao Pai. R.Senhor.

Cântico evangélico, ant.

Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Cântico de Simeão Lc 2,29-32

Cristo, luz das nações e glória de seu povo

29 Deixai, agora, vosso servo ir em paz, *
conforme prometestes, ó Senhor.

30 Pois meus olhos viram vossa salvação *
31 que preparastes ante a face das nações:

32 uma Luz que brilhará para os gentios *
e para a glória de Israel, o vosso povo.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salvai-nos, Senhor, quando velamos,
guardai-nos também quando dormimos!
Nossa mente vigie com o Cristo,
nosso corpo repouse em sua paz!

Oração

Ficai conosco, Senhor, nesta noite, e vossa mão nos levante amanhã cedo, para que celebremos com alegria a ressurreição de vosso Cristo. Que vive e reina para sempre. Amém.

O Senhor todo-poderoso nos conceda uma noite tranquila
e, no fim da vida, uma morte santa.
R. Amém.

Antífona final de Nossa Senhora

Ó Mãe do Redentor, do céu ó porta,
ao povo que caiu, socorre e exorta,
pois busca levantar-se, Virgem pura,
nascendo o Criador da criatura:
tem piedade de nós e ouve, suave,
o anjo te saudando com seu Ave!

Ou:


Ave, Rainha do céu;
ave, dos anjos Senhora;
ave, raiz, ave, porta;
da luz do mundo és aurora.
Exulta, ó Virgem tão bela,
as outras seguem-te após;
nós te saudamos: adeus!
E pede a Cristo por nós!
Virgem Mãe, ó Maria!

Ou:


Salve, Rainha, Mãe de misericórdia,
vida doçura, esperança nossa, Salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva,
a vós suspiramos gemendo e chorando
neste vale de lágrimas!
Eia, pois, Advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto do vosso ventre!
Ó clemente, ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.

Ou:


À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus;
não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades,
mas livrai-nos sempre de todos os perigos,
ó Virgem gloriosa e bendita.